Se você pensa que HIV e AIDS tem remédio, "tem sim", entretanto "é para o resto de sua vida".

HIV/AIDS – O QUE PODE CAUSAR - “ FALSO-POSITIVO ”


Resultados falso-positivos decorrem de problemas técnicos ou alterações biológicas no indivíduo que determinam reatividade, independente da condição investigada.

Os de origem técnica são:

* Contaminação de ponteiras ou da reação por soros vizinhos fortemente positivos.
* Troca de amostras.
* Ciclos repetidos de congelamento e descongelamento.
* Pipetagens de baixa acurácea.
* Inativação da amostra a 56°C.
* Transporte ou armazenamento inadequado das amostras ou kits.

Causas biológicas de resultados falso-positivos:

* Semelhanças antigênicas entre microrganismos.
* Doenças auto-imunes.
* Infecções por outros vírus.
* Uso de drogas endovenosas.
* Aquisição passiva de anticorpos anti-HIV.

“Nem todas as reações falso-positivas têm causa definida ou podem ser evitadas”.

Fatores conhecidos que causam resultados falso-positivo na pesquisa de anticorpos anti HIV:

Anticorpos anti carboidrato; Anticorpos naturais; Imunização passiva (Gama globulina ou imuno gamaglobulina usada como profilaxia); Lepra; Tuberculose; Mycobacterium avium; Lupus; Eritematoso; Insuficiência renal; Hemodiálise; Terapia com alfa interferon em pacientes hemodilizados; Gripe; Vacina contra gripe; Herpes simplex I; Herpes simplex II; Infecção do trato respiratório; Infecção viral recente ou vacina recente; Gravidez múltipla; Malaria; Altos níveis de complexo imune circulante; Hipergamaglobulinemia (altos níveis de anticorpos); Falsos positivos em outros testes, incluindo teste RPR para sífilis (rapid plasma reagent); Artrite reumatóide.

Vacina para Hepatite B; Vacina para tétano; Transplante de órgãos; Transplante renal; Anticorpos anti linfócito; Anticorpos anti colágeno; Soro fator reumatóide positivo e anticorpos anti-nuclear (ambos encontrados em artrite reumatóide e outros anticorpos); Doenças auto imune , lupus eritematoso, sistêmico; Esclerodermia; Doenças do tecido conectivo; Dermatomiosite; Infecção viral aguda; Neoplasias malignas; Hepatite alcoólica/doença alcoólica do fígado; Colangites esclerosante primária; Hepatites; Anticorpos com alta afinidade ao poliestireno; Transfusões de sangue; Múltiplas transfusões de sangue; Mieloma múltiplo; Anticorpos HLA (Classe I e II ); Anticorpo anti músculo liso; Anticorpo anti célula parietal; Anticorpos anti hepatites A IgM; Anticorpo anti Hbc IgM; Hemofilia.

Doenças hematológicas malignas/linfoma; Cirrose biliar primária; Síndrome de Stevens-Johnson; Febre Q associada a hepatites Q; Soro lipêmico (soros com altos níveis de gordura); Soro hemolisado; Hiperbilirrubinemia; Globulinas produzidas durante a gamopatia monoclonal; Outras retroviroses; Anticorpo anti mitocondrial; Anticorpo anti nucleares-nuclear; Anticorpo anti microssomal; Virus Epstein-Barr; Leishmaniose visceral.

FONTES: 

215 comentários:

1 – 200 de 215   Recentes›   Mais recentes»
Valmir Silva disse...

Seu blog, como sempre, bastante rico e objetivo nos posts. Continue assim!

Alexandre disse...

VALMIR...mais uma vez obrigado pela visita e pelo incentivo...

Abração.

Anônimo disse...

Olá, vc nem imagina como procurei pela lista de doenças q podem dar falso positivo e soh aki encontrei! PARABENS pelo blog e pelas informações q contém. Infelizmente o meu caso se confirmou, mas espero q um dia a cura seja encontrada! que Deus o Abençoe!

Alexandre disse...

Anônimo, obrigado pelo apoio e confiança e lembre-se que A VIDA é muito mais forte e importante que um símples vírus.
Abraços,

Alexandre

Alexandre disse...

Boa tarde Juliano...leia este resumo de acôrdo com especialistas:

A candidíase é uma condição causada pelo fungo Candida albicans. É também conhecida como uma infecção de levedura. Pode infectar a vagina, boca, e áreas úmidas na pele. É normal a presença de algum fungo no corpo. Bactérias normalmente mantêm a população de fungos sob controle. Porém, às vezes ocorre crescimento de fungos e surge uma infecção.
Existem várias situações em que o fungo pode crescer demais ou se multiplicar. Por exemplo, antibióticos podem destruir as bactérias que inibem os níveis de fungo. Desordens e mudanças de causas hormonais, também podem favorecer o crescimento fúngico.
"Menos comumente, infecções fúngicas persistentes podem ser um sinal precoce de infecção pelo HIV"
PERCEBEU AQUI?..."MENOS COMUMENTE".
"A candidíase geralmente não é disseminada por relação sexual".
PERCEBEU AQUI TAMBÉM?
Se a boca está infetada, a mucosa da boca fica freqüentemente vermelha e dolorida. Às vezes o fungo causa manchas brancas e placas na mucosa da língua e bochecha. Isto é chamado "tordo." O fungo pode causar feridas crescentes amarelo-cremosas, na boca.
Na pele (inclusive pele com erupção cutânea de fralda),a candidíase produz uma erupção cutânea vermelha e sarnenta.
PERCEBEU QUE ATÉ CRIANÇA PODE TER?
Com o tratamento apropriado, a infecção apresentará melhoras de alguns dias a uma semana.

Converse, mas converse muito com o infectologista e também com seu psiquiatra, mas AJUDE-SE.
Na verdade você não se assustou como aquilo que o médico perguntou ou disse...se assustou com aquilo que você não tira da sua cabeça e qualquer coisa, mesmo que seja insignificante, faz você voltar a ficar obcecado pelo hiv.
Amigooooo, o hiv não é amigo de ninguém, principalmente o HIV MENTAL OU PSICOLÓGICO. E para este não existe remédio, somente a SUA VONTADE DE LIVRAR-SE DELE.

Abração e sai dessa Juliano.

Anônimo disse...

Eita...... Sabia que vc ia me dar bronca (No bom sentido kkkkkkkkkkk). Mas essa vai pra vc amigooo - É por isso que eu sempre recorro a vc nas horas de aflição, pois não fica de frescura e não erra uma. Mas num é pra ficar convencido heim Sr Caiçara. Vc acertou tudo. Por sorte, ou não, me consultei com a Infectologista Chefe Ambulatorial do Emilio Ribas (to ficando chato, primeiro o Dr Esper Kallas por e-mail e agora ela, só falta o Dr David Uip, KKKKKKKKK) e ela me disse o seguinte.
Vc não tem nada, os médicos pedem exames após 6 meses para desencargo de conciência. Eu nunca vi ou li nada sobre soroconversão após 90 dias (PRESTEM ATENÇÃO - ELA É CHEFE DO AMBULATÓRIO DO EMILIO RIBAS), 6 meses é para hepatite, mas como o Médico já vai pedir este exame resolve pedir toda sorologia. Em todos os casos que a gente detecta até 6 meses é só investigar direito a pessoa que se percebe que ela teve um outro contato de risco no meio do caminho. Ela me falou muitas coisas que não posso dizer aqui, senão o povo vai parar de usar camisinha, mas uma eu tenho que dizer. O Preconceito mata mais que a doença - PALAVRAS DA MÉDICA QUE EU ASSINO EMBAIXO.

E essa vai pra quem for ler (apesar que eu escolhi propositadamente este espaço pq sei que poucas pessoas o leem).
Não importa o que temos, importa viver. Não importa o que enfrentaremos, importa viver. Não importa o quanto choraremos, importa viver. Não importa o oque faremos, importa fazer alguém sorrir. Sorriam, este é o melhor remédio. Chorar as vezes alivia, mas só vale derramar uma lágrima se for para sorrir depois .
Todos temos medos, mas poucos os enfrentam. Enfrentem os seus sorrindo e vivendo. Apoiem-se, ajudem-se, se cerquem de coisas boas, plantem o amor, pois o hoje é reflexo do ontem e o amanhã é a consequência de hoje.

Aqui eu vou enfrentando meus fantasmas, porém a cada dia que passa percebo que a vida é mais forte do que meus medos e que algum dia, por mais que ele demore, irei dar muitas gargalhadas sobre meus medos.
Preparando-me para ajudar a mim e aos outros.... Pois hoje dei um passo a frente, pq passo atras e ficar parado nunca mais.

Abraço e obrigado meu amigo Alexandre

Juliano

Alexandre

Alexandre disse...

Juliano, eu tenho ligações 'telepáticas' com esse povo todo da medicina rsrsrsrsrsrs...mais uma vez obrigado pelo depoimento e espero que muitas pessoas se acalmem, pois a cada dia aqueles(as) que deixam de se influenciar por 'diz que me diz', estão percebendo que contra fatos não existem argumentos, né?

Um grande abraço meu amigo

Alexandre

Anônimo disse...

Fala cara blz?
Eu doei sangue e pediram pra que eu fizesse um teste complementar e diznedo que havia a possibilidade de estar com HIV, porem eu só tenho uma parceira e ela era virgem ate alguns dias, nunca usei drogas nem tive varias parceiras, e fiz um teste pra entrar na PM há alguns meses e na epoca já tinha algum tempo que naum tinha relaçoes sexuais, quero saber se devo me preocupar com isso?

Alexandre disse...

Olá anônimo...existem algumas hipóteses para que seja solicitada nova coleta de sangue na doação. Erro humano, contaminação de equipamentos, armazenamento inadequado, etc.
Sugiro que você faça UM TESTE ESPECÍFICO DE HIV, para tirar de vez sua dúvida.

Abraços

Anônimo disse...

Olá, Alexandre

Hoje, depois de 45 dias passando mal e depois de ter ficado internado em um hospital por uma semana por causa de uma mononucleose infecciosa, doença do beijo, vírus epstein barr, recebi um exame positivo de contaminação pelo vírus HIV.
Bem, eu confesso que não estou desesperado, porque a gente tem que estar pronto pra tudo. Mas segundo o médico, o diagnóstico do epstein barr tava errado, ele dizia na verdade que eu já tive a infeção no passado e foi assintomático. Ou seja só tenho os anticorpos. De qualquer forma, eu fiquei um pouco animado com essa lista de doenças que pode dar falso positivo.
Estou um pouco confuso e estou pesquisando sobre essa tal de fase aguda, pois, segundo meu infectologista, que ainda nao sabe do resultado, disse que o que eu passei nas ultimas semanas se parece com esta fase.
Enfim, obrigado por este blog que me deixou mais por dentro de como lidar com este resultado.
Muito obrigado.

Alexandre disse...

Olá anônimo, no seu caso eu sugiro que você converse muito com seu infecto e lhe relate tudo que relatou aqui e com detalhes, assim o mesmo terá mais informações para poder orientá-lo melhor e se for o caso, investigar mais a respeito do seu caso.

Abraços.

Anônimo disse...

Alexandre, a minha duvida na verdade é porque fiz um espermograma e no mesmo teve o fenomeno de aglutinação e li que pode ser meus anticorpos atacando o esperma... minha duvida é se pode ser uma doença auto-imune, pergunta: doenças auto imune não da falso negativo certo? fiz um exame com 50 dias outro elisa com 69 dias e deram negativos apos a relação onde o preservativo estourou.

obrigado

Senna

Alexandre disse...

Senna, se você fez o espermograma e foi constatado a aglutinação, um 'médico' deve ter lhe dito qual a causa da mesma. Se não disse, volte a consultá-lo e esclareça, pois somente o mesmo tem essa resposta.
O fenômeno 'por si só' não seria uma doença auto-imune, mas o 'que estaria causando'.
Independente da resposta do seu médico, com 69 dias os seus testes já não sofreriam interferências(falso positivo), mesmo das 'auto-imunes'.
Faça este esclarecimento com seu médico, ok.

Abraços

Anônimo disse...

no caso de uma doença auto-imune poderia acontecer de um exame de hiv dar um falso NEGATIVO no meu caso com 50 e 69 dias apos a relação de risco?

abraço

Senna

Alexandre disse...

Senna, minha resposta anterior já diz a minha opinião.

Abraços

Anônimo disse...

Alexandre, saberia me dizer quais são as causas de um falso negativo?
a artrite seria uma delas?

obrigado

THOR

Alexandre disse...

Thor, como está claro nesta postagem acima, o mais provável 'PORÉM RARO' de acontecer é o falso-positivo.
Já o falso-negativo é muito improvável e muito mais raro, pois 'se' acorrer as causas mais 'prováveis' são : A pessoa realizou o teste 'antes de uma janela mínima e segura', 'omitiu informações' ou 'durante a janela teve outras relações desprotegidas'.

Abraços.

Anônimo disse...

obrigado, vou dormir em paz pq fiz um teste com 68 dias da janela e não tive nenhuma relação apos...
resultado não reagente....


hj em diA Ñ DA PRA CONFIAR EM PRESERVATIVO pq usei coloquei mt bem mas estourou... usei as q o governo da... o negocio é arrumar uma pessoas certa e unica pra ter um pouco (pouco) de segurança.

obrigado

THOR

Anônimo disse...

Alexandre parabens por sua iniciativa. Gostaria de opinar sobre um tema: Coloque algo sobre FALSO NEGATIVO. Causas biologicas...etc.Um forte abraço e tudo de bom.

PS: Liguei para um laboratorio aki de bsb e conversei com a biomedica de la. Ela me informou que agora existe uma nova janela imunologica: apenas 30 dias,tendo que repetir o teste apos 90 dias como margem de segurança.Isso procede segundo suas informações???

Alexandre disse...

Anônimo, antes de postar essa matéria eu fiz uma longa pesquisa a respeito também do falso-negativo, e ficou claro que é um resultado considerado praticamente improvável, exatamente por não ter causas 'biológicas, etc'.
Na realidade o que a ciência e medicina afirmam, é que as pessoas 'omitem' informações sobre suas relações sexuais quando testadas, realizam o teste DENTRO DA JANELA, por não esperarem e até por fazerem sexo desprotegido NOVAMENTE DENTRO DA JANELA.
Claro que continuo pesquisando, e caso você encontre informações mais precisas DE ESPECIALISTAS, fique a vontade para me enviar que com toda a certeza terei o prazer de postar no blog.

Sobre a janela, aqui mesmo no blog existem 02 postagens sobre o tema, onde ESPECIALISTAS, MÉDICOS E CIENTISTAS tem um consenso já a muito tempo que "30 DIAS" já são suficientes e repetir o teste é apenas para SEGURANÇA mesmo, até porque a grande maioria das pessoas não se convencem com um só teste.
Como você quer minha opinião, se você puder ler as minhas inúmeras respostas, EU SEMPRE estive com eles e acredito totalmente num resultado com 30 dias.

Anônimo disse...

olá boa noite, minha esposa recebeu a noticia que deu positivo o teste de hiv.
sendo que ela faz tratamento de quimioterapia à 1 ano.
gostaria de saber se alguma droga que ela toma pode mudar o resultado..
há mais uma coisa ela já fez 5 teste e todos deu negativo, somente este ultimo deu positivo.
conto com sua ajuda..

Alexandre disse...

Boa noite anônimo, o caso de sua esposa é daqueles que se faz necessário um acompanhamento/monitoramento mais atento e através de um médico/infectologista ou mesmo pelo que a acompanha no tratamento do câncer. Pois pode sim haver uma interferência no teste de HIV, tanto que foi apontada uma divergência no ultimo realizado.
Procure o médico que a trata e relate toda a situação, com toda a certeza o mesmo irá lhe orientar e tomar as providências necessárias.

Abraços.

Anônimo disse...

Adorei seu site querido Alexandre e gostaria de saber de vc que sintomas causam HIV, pois ano passado foi dito que tenho de fato a doença, mas nenhum dos sintomas que eu tive por causa de um choque anafilatico e um edema na glote, são sintomas tipicos da doença.
Que é portador (a) de febre reumatica quando faz o exame costuma dar "falso-positivo" pra doença?
Antibioticos em excesso causam esse falso positivo para HIV?

Aguardo sua resposta

Um abraço

Alexandre disse...

Boa noite anônimo, eu confesso que não entendi bem o que voce relatou, por isso vou lhe fazer umas afirmações e perguntas para esclarecer melhor ok.
Se voce foi diagnosticado com sendo portador do hiv, suponho que voce realizou no mínimo 2 TESTES. O 1º Elisa que indica a infecção e o 2º Western Blot que é 'obrigatório para a confirmação definitiva da infecção pelo hiv'.
Após essa confirmação também é obrigatório que a pessoa infectada seja imediatamente encaminhada para um INFECTOLOGISTA que iniciará o acompanhamento, monitoramento e tratamento do HIV/AIDS, isso tudo seguindo uma rotina de exames para verificar a sua saúde no geral e o estágio que se encontra a infecção, para que se inicie ou não com a medicação anti-hiv.
Sintomas não causam infecção pelo hiv, mas a INFECÇÃO PELO HIV é que causa sintomas. Porém, nem todas as pessoas com hiv sentem sintomas inicialmente, pois estes geralmente aparecem bem mais tarde e em algumas pessoas nem aparecem.
Tente esclarecer melhor, pois está realmente confusa sua dúvida.

Abraços

Anônimo disse...

Olá Alexandre,

Hj recebi um resultado que me abalou! Estou fora do país e simplismente resolvi fazer meus exames de rotina, entre eles o HIV!

Em 15 de abril desse ano, havia feito 1 teste para conseguir meu visto e deu negativo, e todos os anteriores..em janeiro e em novembro ( trabalhava em uma empresa que sempre requisitava como rotina para todos os funionarios e eu adorava esse cuidado extra com minha saude).

Enfim, devo confessar que eu eu meu parceiro tivemos relaçoes sem preservativo, mas ele tambem foi testado, e sempre negativo!

O meu resultado de hoje me disse o seguinte: ELISA - Reagente
WB - Indeterminado
P24 - Nao Reagente
RNA viral - Nao Reagente

Nunca usei drogas, transfusao, desconheço doença auto imune, sem gripe, sem sintomas, vacina para gripe suina em Abril 2010 (antes daquele teste em abril para o visto!!!), sem qq outra doenca provocada por virus, Hepatites C nao reagente - Vacina a anos atras para Hepatite B, nao estou em uso de nenhum medicamento e nao estava antes desse teste!!!

Parcei retestado e Nao reagente, sem sintomas!

Nao consegui falar com meu médico no Brasil e o médico daqui interpretou como negativo, MAS me convocou para novo teste em 3 semanas!!!

Gostaria da sua opinião.

Obrigada e força e luz para continuar esse belo trabalho!!!

Alexandre disse...

Anônimo, pelo que voce enviou nos seus teste aconteceram divergências no Elisa e no WB, sendo o Elisa reagente e o WB indeterminado. porém o RNA E P24 deram não reagente, o que provavelmente foi considerado negativo pelo resultado desses 3 fatores juntos = WB+P24+RNA.
Como esses 3 ultimos são mais 'sensíveis' digamos assim, é um grande indício que voce não foi infectado, mas será realmente necessário um novo teste para tirar as dúvidas.
Mantenha a calma e tente falar com seu médico no Brasil para que a palavra dele lhe tranquilize, ok.
Como sugestão, tente conversar com seu parceiro para que ambos evitem se relacionar sem camisinha até que tudo esteja devidamente esclarecido pela PALAVRA MÉDICA, ok.

Abraços

Anônimo disse...

Olá Alexandre,

Sou a moça que lhe postou sobre as divergencias nos exames.

Agradeço muito suas palavras e já estou tentando contato com meus médicos no Brasil.

Tenho apenas, uma curiosidade e se vc puder me falar um pouco seria legal. Como é possível a aquisiçao passiva de anticorpo anti-HIV sem contrair o vírus? Também farei essa pergunta para meu médico!!!

Obrigada novamente!

Abraços

Alexandre disse...

Oi Anônima, faça esse contato que certamente voce ficará mais bem informada e aliviada. Sobre a aquisição passiva de anticorpos do HIV, é um assunto bem complicado e longo, por isso seria mais facil compreende-lo através da palavra especializada de um médico que saberá resumir o assunto sem deixá-lo incompreensível. Posso lhe dar um exemplo de uma aquisição passiva..."Bebês de mães soro+".

Abraços

Anônimo disse...

Boa tarde meu amigo!!!
Te chamo assim porque te considero um amigo, mesmo que você não me conheça! Já postei algumas mensagens aqui, talvez vc até saiba quem eu sou, mas não sabe meu nome heheheh
eu sou um dos que está com essa paranóia de HIV (como o Juliano) hehehe
Então: Resumindo, relações sexuais com uma menina, 4 vezes, todos os tipos...depois sintomas hiv e 120 dias sem dormir...
Exames de DSTs todos negativos!
Exames de HIV Realizados:

Elisa 4º geração 31 dias
Elisa 4º geração 56 dias
Elisa 4º geração 84 dias
Elisa 4º geração 113 dias
PCR Quantitativo 120 dias
Elisa 4º geração 126 dias
Todos NEGATIVOS

Os 3 primeiros testes fiz num laboratório, o 4º Elisa e PCR em um outro e o último Elisa em outro, ou seja, 3 laboratórios diferentes. Porque é claro, que comecei a desconfiar que o primeiro laboratório tinha algum problema.

Fiz a minha esposa realizar o teste tb, pq foi numa traição que tive este risco.
Resultado: Negativo também.

Porque fiz ela fazer este exame? Porque pensei, se eu sou soroconversão tardia, nao vai ser dois casos juntos né (olha quanta paranóia)

Detalhe: Neste tempo todo não transamos mais sem camisinha, depois que eu desconfiei que podia ter algo. Pois a culpa é muito grande da possibilidade de ter passado algo pra ela.

Enfim, agora comecei a achar que posso ter alguma doença auto-imune que possa dar um falso-negativo.

Já acredito que não tenho nada, mas alguns sintomas ainda permanecem, creio eu que por stress, sei lá...mas continuo com uma pulga atrás da orelha. Até quanto isso, não sei!!! Espero que passe logo.
Estou postando isto pras pessoas lerem, que passar por este problema psicológico é muito difícil. USEM CAMISINHA. Claro que quero tua opinião sincera de sempre né? hehehe

Grande Abraço!!!

Alexandre disse...

Anônimo, acredito não ser necessário outra opinião, pois VOCÊ E TAMBÉM SUA ESPOSA não tem HIV e nem DST. Não é mais uma suposição É FATO E CIENTIFICAMENTE PROVADO E COMPROVADO DIVERSAS VEZES, através de teste e exames que foram feitos. Até a nova paranóia de soroconversão tardia CAI POR TERRA, pois seu ultimo teste foi realizado com 126 dias, portanto já suficiente para detectar os tais casos RAROS, os quais estão ficando tão RAROS que nem mesmo fazem parte das ESTATÍSTICAS E HISTÓRIA DO HIV.

Faça uma 'varredura' na net para descobrir algum caso RARO DEVIDAMENTE COMPROVADO e nos informe onde, como, de que forma, quem (com nome/cidade/país) e também os nomes dos médicos/cientistas que confirmaram o tal caso. Mas tem que ser RARO e não aqueles que primeiramente foram rotulados de raros, porém quando as investigações foram mais a fundo, descobriu-se que INFORMAÇÕES FORAM OMITIDAS PELAS PESSOAS. Prometo uma página inteira no blog com os devidos créditos...ahhh, não esquecendo de citar as fontes REAIS para que sejam devidamente checadas.
Essa proposta não é somente para você, mas para todos os amigos e amigas que participam do blog. Fico aguardando as novidades rsrs.

Meu amigo, pare, respire fundo, reflita, sinta tudo o que você perdeu de importante nessa fase 'paranóica' e...
VOCÊ MESMO..."DÊ UM BASTA NISSO". Pois agora a maior ajuda passa a ser a sua AUTO AJUDA, pois tudo e todos os meios possíveis já lhe ajudaram e confirmaram que você não tem HIV, o que mais resta?
Talvez você não entenda o que vou dizer, mas paciência..."EU QUE TENHO HIV A MAIS DE 15 ANOS NÃO DOU ESSE MESMO IBOPE E IMPORTÂNCIA AO VÍRUS".

Ajude-se antes que seja tarde PSICOLÓGICA E EMOCIONALMENTE!

Abraços

Anônimo disse...

Eu achei meu texto grande, mas o teu não ficou pra trás hehehe...acho que com essa janela de 126 dias, mesmo que ela fosse comprovadamente soropositiva, eu teria dado a 'sorte' de não me tornar soropositivo né?

Realmente nesse tempo todo não vivi e só fiz mal pra quem está na minha volta! Mas vou me Recuperar, ou não me chamo ..... hahahaaha, vou deixar anônimo!
Alexandre...tu nunca pensou em escrever um livro? Acho que com toda essa tua experiência e casos que aparecem no teu blog!!! Teu livro ia se tornar um sucesoo.

Sugestão Título: Prazer Alexandre, que vence o HIV!
ehehehe

Alexandre disse...

Anônimo, essa foi a minha 1ª idéia (o livro), mas você nem imagina quanto custa para editar um. Quem sabe um dia consiga um patrocínio, né.

Arraços (O título é 10)

Joaquin disse...

Boa Tarde Alexandre pelo que entendi no seu texto de falso positivo as doenças auto imunes atrapalham pois pode dar uma reação positiva memso que a pessoa não tenha o virus, mas esas doenças podem interferir no resusltado dando negativo caso a pessoa tenha o virus? Me ajude pois fiz um teste de hiv com 90 dias deu não reagente e agora um medico solicitou uns exames por suspeitar que posso ter artrite reumatoide, se realmene estiver com artrite o exame pode ter sido alterado? to meuito preocupado. Até logo!

Alexandre disse...

Oi Joaquim...lembre-se que o texto foi criado pela medicina e pela ciência ok.
Bem, as doenças auto imunes PODEM...preste atenção..."PODEM" interferir no teste de hiv e causar um FALSO POSITIVO e não FALSO NEGATIVO, por isso é recomendável NESSES CASOS que sejam efetuados testes com um pouco mais de tempo PARA TOTAL SEGURANÇA NO RESULTADO.
No seu caso é uma SUSPEITA do médico que você POSSA ter artrite reumatóide, até por isso mesmo ele solicitou exames. Portanto não sofra por algo que é uma suspeita, e mesmo que seja confirmada a artrite, o seu teste de 90 dias já é capaz de ter um diagnóstico correto e o médico PODERÁ solicitar novo teste para AQUELA SEGURANÇA que citei acima.
Desculpe, mas é preciso repetir...AS DOENÇAS "PODEM" INTERFERIR...NÃO É UMA AFIRMAÇÃO!!!
Se fosse uma afirmação, a Ciência e a Medicina diriam...AS DOENÇAS INTERFEREM...é bem diferente, ok.

Abraços

Joaquin disse...

Desculpe Alexandre é jOaquin novamente cara é que é muito complicado quer dizer se tiver artrite reumatoide posso ser considerada nas situacoes em que é mais dificil detectar o virus hiv caso exista no organismo? Assim teria que fazer um com 120 dias conforme orienta o MS? Ou a regra so serve para o falso positivo me ajude novamen te e desculpe a insistencia.

Alexandre disse...

Joaquim, se acalme e preste atenção, você já tem um teste de 90 dias NEGATIVO, ok.
Esse resultado 99,9% de chance de não reverter, pois essas doenças auto imunes como a artitre PODEM dar um resultado FALSO POSITIVO, o que não é seu caso. Mesmo assim você não sabe se a tem e até por isso o seu médico está fazendo exames para tirar a dúvida. E também, caso seja constatada não é CERTO que interferiu no seu teste.
Aguarde o resultado e quando estiver com o médico converse com ele e esclareça todas as suas dúvidas que certamente você verá que não há motivos para desespero, ok.

Abraços

Anônimo disse...

Olá Alexandre, bom dia.

Com 43 dias de janela, fiz um teste rápido de HIV e um exame VDRL.
O teste rápido deu negativo e o de VDRL deu falso-positivo.
Três dias depois, com 46 dias de janela, fiz um ELISA de 4ª geração, que também deu negativo.
Estou com uma dúvida com relação ao falso-positivo do VDRL. Existe a possibilidade de meus exames de HIV estarem incorretos e o VDRL apontar falso-positivo por presença do HIV, mesmo os exames tendo dado negativos?

Alexandre disse...

Bom dia anônimo, o teste de HIV e o teste de sífilis(vdrl) são independentes e um não interfere no resultado do outro e a presença eventual da sífilis também não interfere na detecção do HIV. Como exemplo eu lhe dou o 'meu', que realizei os 2 testes em 1997 e tinha tanto hiv como sífilis e ambos foram detectados nos seus respectivos testes ok.
Seus testes de hiv confirmam que você não tem o vírus, já o de sífilis não tem um resultado definitivo, portanto você deve ser monitorado por um médico até que o resultado apresente um diagnóstico definitivo para sífilis, ok.

Anônimo disse...

boa tarde Alexandre... eu realizei um teste de hiv e inclusive o resultado sai amanha ou depois, mas eu gostaria de saber se da pra confiar realmente nesse exame ja q existem tantas variaveis q podem interferir no resultado...
desde ja obrigado e um abraço.

Alexandre disse...

Anônimo, TODOS os testes atuais são SEGUROS E CONFIÁVEIS, portanto voce não deve ficar se influenciando pelo que PODERIA interferir, pois é só voce ler com muita atenção que verá que voce não está incluído nessas hipoteses "RARAS", inclusive mesmo que estivesse, com os testes atuais está bem claro que:

"PODE OCORRER UMA INTERFERÊNCIA"

Não está escrito que:

"VAI ACONTECER UMA INTERFERÊNCIA"

O que é muito diferente, ok.
Aguarde o resultado do seu teste e CONFIE!

Abraços

leonardo disse...

Olá, alexandre.

Primeiramente, parabéns pelo blog!!! É o melhor no assunto que achei na internet. Exelente! Verei seu fã.

Vamos ao assunto. Tive uma situação de risco há 35 dias.

Após 69 horas(pena que muito tarde), consegui um contato com um infectologista e comecei o uso de AZT+3TC 150 + 300mg por 28 dias como profilaxia. 23 dias depois, tomei uma dose da vacina contra hepatite B. Vou tomar outra depois de 30 dias da primeira e outra depois de 180 dias.

Minha dúvida é:

1)Esses medicamentos podem interfirir no resultado do exame anti-hiv?

2)Quanto tempo o senhor me aconselha esperar para fazer os exames, haja vista que um falso positivo pode me tirar muitas noites de sono?

3)Quais são os verdadeiros risco do sexo oral sem camisinha(supondo que o passivo seja sabidamente soropositivo)?

4)Existe o risco de se infectar pelos dedos(introduzindo o dedo na vagina e no ânus)?

5)O PCR qualitativo é confiável, levando em conta os medicamentos que tomei?


Desculpa o tamanho do texto. Este é o momento mais difícil da minha vida, mas ganhei muitas coisas boa com isso, passei ver o hiv e a AIDS de forma diferente, bem como dar mais valor a vida e as pessoas que estão ao meu redor.

A maioria das pessoas falam que nao tem preconceito, mas na verdade tem. Hoje em dia, o que mais prejudica na qualidade de vida dos soropositivos é o preconceito, pois a imagem criada nos anos 80 e 90 ficou perpetuada na sociedade. O senhor está contribuindo muito para mudar isto.

Que Deus continue te abençoando!

OBRIGADO, meu amigo.

Alexandre disse...

Olá, Leonardo e obrigado pela confiança.

Você fez a PPE dentro do tempo, pois o máximo são 72 horas.
Todos os procedimentos estão sendo corretos, porém você somente poderá fazer novo teste "QUANDO O SEU MÉDICO FIZER ESSA SOLICITAÇÃO".
Não faça absolutamente nada sem ORIENTAÇÃO MÉDICA para não comprometer a PPE.

1)Não, os medicamentos não irão interferir pois o seu MÉDICO, como citei acima, solicitará os testes no momento correto.

2)REPITO...SOMENTE QUANDO O SEU MÉDICO SOLICITAR!

3)Se você FEZ o oral, os riscos para HIV são um pouco maiores se
houve ejaculação na sua boca, mas nesse tipo de sexo as probabilidades maiores são para transmissão de DST.
Se você RECEBEU o oral, quem correu risco para HIV E DST FOI QUEM FEZ EM VOCÊ.

4)NÃO!

5)O PCR qualitativo é altamente confiável e seu resultado é definitivo 'se realizado no tempo correto e MONITORADO POR UM MÉDICO', porém não se deve realizá-lo quando se faz a PPE.

Eu não tenho idéia de como e onde você fez a PPE, mas acredito que houve precipitação tanto sua como do médico, 'desde que o seu risco tenha sido somente sexo oral', pois esse procedimento(PPE)nem é recomendável(palavra dos especialistas) para esse tipo de relação(oral).
Já que foi feito, agora você deve seguir corretamente os procedimentos, ok.

Abraços

leonardo disse...

Olá Alexandre,

Muito obrigado pela resposta!

O médico me receitou a PPE pq eu pedi . Ele mesmo me disse que nao era indicado para meu caso. Minha situação foi que eu fiz sexo oral numa profissional do sexo (estava bem úmida) e uma hora antes eu escovei os dentes, passei fio dental e usei anti-séptico bucal. Mas nao tinha nenhuma ferida na boca.

Ainda estou com uma dúvida: Existe alguma estatística da quantidade de transmissão por sexo oral?

Tenho 26 anos e namoro a 7 anos a mesma pessoa, até então nunca tinha transado com outra mulher. Num momento impensado fiz essa bobeira. Tenho muito medo de passar algo pra ela. Estou fazendo todos os exames possíveis. Quero me casar e ter filhos.

Obrigado pelo blog.

O senhor deveria escrever um livro sobre o assunto, além de escrever muito bem, parece conhecer o assunto com muita propriedade.

Um abraço!

Leonardo

Alexandre disse...

Oi Leonardo, com toda a minha sinceridade, na minha opinião de LEIGO, 'NESSA SITUAÇÃO RELATADA" o seu risco para HIV foi muito pequeno, sendo mais provável a transmissão de outras DST.
Como no sexo oral a transmissão do HIV depende de uma série de fatores EM CONJUNTO para efetivamente acontecer a contaminação, as estatísticas também são difíceis de se encontrar, pois muitas vezes as pessoas OMITEM outros detalhes.
Como lhe disse antes, agora que já foi feito o procedimento, siga fielmente as instruções e orientações do médico.
Como já disse à outros amigos sobre 'o livro', infelizmente é um sonho que não tenho nenhuma condição de tornar realidade, pois financeiramente é impossível.

Abraços e se cuide!

Leonardo disse...

Oi Alexandre. Boa noite!

É o Leonardo de novo te incomodando rs
Tenho pesquisado sobre o HIV.

Achei uma tabela que mostra a estimativa de aquisição do HIV por método de contágio(risco por 10000 exposições) no site:

http://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_da_imunodefici%C3%AAncia_adquirida

A minha pergunta é:

Se é tão difícil contrair o HIV, PQ tem tanta gente infectado?

Com o seu conhecimento no assunto, o Sr. acha q esses dados são confiáveis?

Não concordo muito com esta tabela. Como é possível uma pessoa receber uma transfusão de sangue contaminado e ainda ter 10% de chance de nao contrair o vírus!!!???

Um abraço, sou seu fã!

Alexandre disse...

Oi Leonardo, antes de mais nada IGNORE informações de um DICIONÁRIO virtual que não é especializado em nada, muito menos saúde.
Você sabe que sou LEIGO mas intrometido e dou minhas opiniões, e nesse assunto contágio eu penso da seguinte forma:

Estimativa não comprova absolutamente nada, pois é só você dar uma pesquisada que irá encontrar milhares de pessoas que foram contaminadas pelo HIV NA PRIMEIRA TRANSA, OUTRAS NA CENTÉSIMA TRANSA, OUTRAS NA MILIONÉSIMA TRANSA E ASSIM POR DIANTE.OU SEJA NÃO EXISTE REGRAS PARA CONTAMINAÇÃO.
Sua pergunta é bem fácil de responder...é difícil contrair o HIV, pois além da presença do vírus, também alguns fatores a mais devem acontecer em conjunto. A quantidade de infecções acontecem EXATAMENTE PORQUE A MAIORIA DAS PESSOAS SE BASEIAM EM ESTATÍSTICAS, SE ACHAM "IMUNES", NÃO SE PREVINEM E ACONTECE!

"EU" não acredito em estatísticas e nem em porcentagens, eu acredito em "RISCO", ou seja, entrou em contato com o vírus a pessoa tem 2 caminhos:

1-ESTAR NUM DIA DE SORTE E NÃO SE CONTAMINAR!

2-DESAFIAR O AZAR E SE CONTAMINAR!

É como diz um velho ditado...você tanto brinca com fogo que uma hora vai se queimar, mas a escolha é sua!

Para você ver como um dicionário não é especializado, uma pessoa INJETA O HIV DIRETAMENTE NAS VEIAS E NO SANGUE E NÃO SE CONTAMINA?
Ai meu amigo, essa pessoa acabou de provar que MILAGRES EXISTEM!

Abraços e obrigado pelo apoio.

Leonardo disse...

Concordo com vc!

Não acho que existe menor ou maior risco. Exite apenas RISCO. Não podemos colocar nossa saúde em risco nunca.

Como eu te disse, eu me expus a esse risco, por menor que ele seja.

To com muito medo do resultado do exame! Tenho medo que o fato de eu ter escovado os dentes, passado o fio dental e usado anti-séptico bucal um pouco antes do sexo oral seja esses conjuntos de fatores que leva a infecção.Tenho muita convicção que ela estava contaminada, pelas conversas que tive com ela pelo telefone.

O seu blog tem sido meu conforto

Um abraço, Leonardo.

Anônimo disse...

Olá Alexandre! Estou apavorada!
Minha ginecologista pediu pra eu fazer o exame Anticorpos ANTI-HIV (1+2). Primeiro gostaria de saber quais são os exames inseridos nesse pedido, ou seja, tem ELISA e WB?
Segundo, os laboratórios só realizam WB se o ELISA der positivo ?
Hj eu cheguei pra pegar meus exames no laboratório e fiquei apavorada pq a atendente me disse que eu fui convocada pra fazer uma nova coleta, mas eu não recebi nenhuma ligação do laboratório e essa chamada não veio junto de outros exames que fiz de DST. Com muito custo fiz a atendente falar com o responsável pelo exame e na verdade por enquanto não tem reconvocação, o responsável disse que está repetindo os resultados com a mesma amostra de sangue. O que isso quer dizer? Provavelmente o resultado deu positivo e por isso ele está repetindo ou é rotina repetir 2 vezes para obter o resultado?

Alexandre disse...

Anônima, primeiro respire e tenha calma. A 1ª testagem sempre é feita com o TESTE ELISA e somente é feito o WB "SE O ELISA FOR POSITIVO".
Pelo que entendi você fez o teste e o laboratório teria solicitado nova coleta, mas isso não foi feito e o mesmo está realizando novas análises com a mesma amostra, ok.
Acredito que, como não foi coletada nova amostra de sangue, pode ter havido alguma divergência no resultado e por várias razões, inclusive técnicas.
Pois se o mesmo fosse POSITIVO, eles teriam 'obrigatóriamente' que fazer uma nova coleta para realização do WB que é o confirmatório.
Portanto acalme-se, não fique se torturando imaginando isso ou aquilo, aguarde o resultado do teste, pois somente nesse momento você saberá DE FATO O DIAGNÓSTICO CORRETO, OK.

Anônimo disse...

Oi Alexandre, sou eu novamente... Talvez até não seja esse o tópico apropriado pra essa questão, mas estou ainda "aprendendo" o seu site rsssr... por favor, gostaria de saber SE UM SUJEITO, COM CARGA VIRAL INDETECTAVEL (POR EFEITO DOS ARVs) FIZER UM TESTE DE HIV NOVAMENTE, QUAL SERIA O RESULTADO?? SERIA POSSIVEL UM RESULTADO NEGATIVO??

Abços e parabéns pelo Blog!!

M. /BE

Alexandre disse...

M/BE...vou lhe responder dando um exemplo 'real':

"EU" tenho a carga viral indetectável a mais de 06 ANOS. Se eu fizer teste de HIV, "SEMPRE O RESULTADO SERÁ = POSITIVO", pois o vírus está CONTROLADO, ou seja, a medicação está impedindo a multiplicação do HIV, porém ela não O ELIMINA DO NOSSO ORGANISMO, e até por isso é ainda incurável.

Abraços

Anônimo disse...

alexandre sexo oral passivo transmite hepatite b e hepatite c?grande abraco..marcos

Alexandre disse...

Marcos, abaixo as formas de transmissão das hepatites b e c, leia, tire suas conclusões e na dúvida faças os testes/exames:

B- As formas de transmissão da Hepatite B são as mesmas que as do HIV. A maior fonte de contaminação é a transmissão sexual. Na relação sexual a Hepatite B é 20 a 100 vezes mais fácil de ser transmitida que o HIV. Outros meios de transmissão, usuários de drogas, falta de esterilização adequada na realização de tatuagens, perfurações de piercings, compartilhamento de agulhas, procedimentos odontológicos ou cirúrgicos, etc. Também podem transmitir a doença o compartilhamento de escova de dentes, aparelhos de barbear, instrumentos de manicure, leite materno. Transmissão vertical da mãe infectada para o filho durante o parto é outra forma de contaminação.

C- A Hepatite C é transmitida através do contato com sangue contaminado penetrando na pele por algum ferimento. São fatores de risco, as relações sexuais desprotegidas e equipamentos usados
na manicure e pedicure e até odontológicos, pois estes se não forem descartáveis e devidamente esterilizados, mantém o vírus ativo
por até por 3 dias.

Anônimo disse...

desculpe ale..fiquei na mesma..pois vi na net q beijo naum tranmite entao imagino q quando a mulher faça sexo oral mim mim tb naum transmite..o que vc pensa sobre isso?abraço..marcos

Alexandre disse...

Marcos, você não ficou na mesma, me desculpe mas você não quer entender ou está com preguiça de raciocinar.
O que eu penso é o que eu disse no início:

"SE VOCÊ TEM DÚVIDAS E ACHA QUE PODE TER SIDO CONTAMINADO É MUITO SIMPLES E NÃO DÓI NADA...FAÇA O TESTE/EXAME E PONTO FINAL"

Anônimo disse...

Oi querido, td bem?

Há um tempo atras mais precisamente 1 ano e meio fui diagnosticada como portadora do HIV, só que de uns tempos pra cá meus ossos da bacia e do ombro do lado direito começaram a inflamar, seria uma possível reinfecção de febre reumatica diagnosticada na infancia? Pq pode dar falso positivo pro HIV e maquiar a doença de fato que eu tenho pois nenhum dos sintomas de HIV batem com o edema de glote que tive ano passado por causa de uma benzetacil que tomei nao sabendo que era alergica a penicilina e que me fez emagrecer 45 kg...to aqui preocupada pq quando as dores nos ossos me atacam, são de doer muito. Por favor preciso de sua resposta.

Alexandre disse...

Oi anônima não entendi direito, mas como você foi diagnosticada como soropositiva, DEVE estar sendo acompanhada por um infectologista, fazendo o monitoramento/tratamento e também todos os testes e exames de praxe de 3 em 3 meses, certo?
Portanto, o seu médico DEVE estar sabendo do seu problema e DEVE estar lhe prescrevendo tratamento também para este problema, além do HIV.
O que ele lhe disse sobre isso?

Anônimo disse...

Segundo a medica que me encaminhou descobri ao fazer exames de rotina, faço tratamento com infecto a cada 90 dias, tá tudo bem, só que o médico está sabendo e não estou sendo tratada do problemas inflamatorios da bacia e nevralgia, ele achou bem estranhas essas dores que to sentindo, mas nada prescreveu...to achando faz 1 tempo que to sendo tratada de algo que de fato não tenho, pq a mesma proteina causadora do HIV causa tbem as doenças reumáticas, fiz alguns exames e deram niveis um pouco elevados no VHS, só que meu medico achou normal e pior que isso, tomo medicação fortissima.
Já procurei um reumato e ele tbem acha estranho isso estar ocorrendo.

Alexandre disse...

Anônima entendi. O que posso lhe sugerir é que você EXIJA do seu infectologista que dê atenção ao que está ocorrendo e tome as providências necessárias para esclarece-las, pois ELE TEM OBRIGAÇÃO de procurar as causas, tratar ou pelo menos lhe encaminhar a outros especialistas que possam auxiliá-lo a resolver o que está ocorrendo.
No 1º dia util após o natal vá atrás das soluções e repito...EXIJA essas soluções, pois é a sua saúde e um direito seu, e caso você sinta que está sendo desrespeitada ou até ignorada, BOTE A BOCA NO TROMBONE!

Anônimo disse...

Fico preocupada com isso que me ocorre pq nenhum dos sintomas do HIV eu tive de fato, já to ficando angustiada pq se fosse pra eu ter o virus, quem teria me passado tbem estaria infectado com o HIV, no caso meu ex namorado, ele soube que tive doente, mas nao sabe o real motivo, pq nao quis que ele soubesse.

Obrigada pela força e Boas Festas

Anônimo disse...

Me esqueci de te falar: Na infancia tive escarlatina e Febre Reumática pode ser que eu esteja na verdade me tratando de doença que na verdade nao tenho.

Alexandre disse...

Anônima, eu entendo a sua preocupação mas você sabe que muitas pessoas são portadoras do HIV E NÃO TÊM SINTOMAS.
Eu, você, todos nós sabemos que PODEM ocorrer erros, e é por isso que "SOMOS NÓS" que devemos EXIGIR toda a atenção dos médicos, no caso de sentirmos que isso não está ocorrendo ou está havendo omissão.
Você precisa "tomar cuidado" com essa, digamos "esperança" de não estar contaminada pelo HIV, pois como disse acima, PODE acontecer um erro, porém isso não é uma regra e nem mesmo um "costume", vamos colocar dessa maneira.
Além dos testes, QUE DEVEM SER NO MÍNIMO 2, O 1º E O DE CONFIRMAÇÃO, você deve estar também realizando exames de rotina, de CD4/CD8 e CARGA VIRAL. Esse ultimo o mais importante, pois indica a quantidade de vírus(HIV) no sangue. Sendo assim, se você o realiza e o mesmo indica o valor, você é portadora do HIV.
Novamente repito...PODE estar havendo engano, mas seriam um SÉRIE DELES, por isso você DEVE procurar o mais urgente possível o seu infectologista, relatar o que está passando na sua cabeça, perguntar o que você necessita saber, para poder continuar seu tratamento do HIV/AIDS e dos demais problemas.

"É CLARO QUE : SE REALMENTE FOR CONSTATADO QUE VOCÊ NÃO TEM HIV, TUDO MUDA E VOCÊ DEVE "CAIR MATANDO" EM CIMA DE TODOS E EXIGIR SEUS DIREITOS"

Então, vá atrás disso "concretamente", pois se você ficar na net "supondo" o que "poderia ter acontecido", somente vai aumentar a sua angustia e até provocar consequências na sua saúde no geral.

Anônimo disse...

anônimo:
alexandre, em 2008 tive uma situação de risco e desde lá nao penso em outra coisa que nao seja hiv. em janeiro de 2009 começou a minha boca ficar seca e com os labios brancos e ressecados, com uma mancha branca/vermelhada abaixo do labio inferior direito que nunca sumiu ate hoje. Em agosto de 2010 tive coragem e fiz o teste elisa hiv 1+2 - resultado - NÃO REAGENTE . Mas a minha situação so fez piorar. comecei a pensar que o exame esta errado e entrar em desespero, meus linfomas da axila e pescoço incharam, tudo que leu na internet penso que sentirei. mas nunca tive febre, dor de cabeça e garganta. A possibilidade de o exame dar falso - negativo. obrigado. se possivel peço que coloque a resposta no link falso positivo.

Alexandre disse...

Anônimo, você está se referindo a uma situação de "03 ANOS ATRÁS". Da forma que você relata eu deduzi então que você desde 2008 NUNCA mais transou com ninguém, pelo menos sem camisinha. Portanto "se" o seu risco foi somente "esse relatado", você fez um teste "02" anos depois, portanto o resultado PARA O HIV FOI DEFINITIVO, PARA ESSA SITUAÇÃO!

edson disse...

Ola Alexandre encontrei seu Blog no Google e fiquei Feliz...parabéns.você é um guerreiro é isso aí...estava procurando sobre cd4 recebi e a minha esta 335,é provavel que eu tenha que tomar os medicamentos.descobri hiv a 2 anos.Gostaria também de deixar meu email:edson_mattos_9@hotmail.com se alguém ou até mesmo você quiser me adicionar no msn ou manda email esta aí!gostaria de conhecer pessoas com o mesmo problema que o meu.não conheço ninguém com hiv.caso alguém mande email.favor identificar.grato.abraços em todos.e mais uma vez parabéns pelo Blog.

Alexandre disse...

Olá Edson, obrigado e sempre fique a vontade por aqui. Quanto a medicação, fique tranquilo que seu infecto saberá o momento certo. Eu não utilizo o msn on line, mas meu e-mail pessoal é ags1958@hotmail.com. Se você quiser mandar mensagens será um prazer responde-las ok?

Abs

Anônimo disse...

Boa noite Alexandre!
Parabéns pelo blog!

Já estou convencido de que a unica maneira de ter certeza do resultado anti hiv é me testando. E farei isso.

Mas gostaria de uma opinião sua: A minha relação não foi de risco, a principio, pq transei de camisinha.. Acontece que quando terminamos vi que a outra pessoa estava menstruada, e quando tirei a camisinha sujei completamente meu penis com o sangue dela. É grande o risco de eu ter sido contaminado, contando que ela tenha hiv?

Abraços, obrigado e parabéns!

Alexandre disse...

Anônimo, como você até já citou só o teste pode dar certeza absoluta. Mas nesse seu caso relatado, "na minha opinião de leigo", o risco para contaminação PELO HIV não ocorreu, pois mesmo havendo sangue e supostamente a pessoa sendo portadora, O HIV NÃO PENETRA/ULTRAPASSA A PELE ÍNTEGRA.
Faça seu teste para acabar com a preocupação.

Abraços

Anônimo disse...

Li que o penis sofre micro roturas durante o ato sexual, principalmente na glande, e que por isso o sangue contaminado pode me infectar...

Esse foi o início da minha preocupação... Devo confiar nessa fonte?

Obrigado pela força!

Alexandre disse...

Anônimo, não adianta ficar procurando "hipóteses, suposições", que na verdade somente aumentarão a sua preocupação.
É verdade sim. Numa relação sexual e seja ela qual for(vaginal/oral/anal), ocorrem as tão famosas microfissuras "naturalmente e pelo atrito"...PORÉM VOCÊ USOU CAMISINHA!
Faça seu teste ok?

Abraços

Anônimo disse...

Oi Alexandre!
Tudo bem? Tenho 25 anos e sempre tive relacionamentos serios. Mas sou neurotica com HIV, infelizmente ultimamente não estou tão cuidadosa.
Fiz um exame de hiv eletroquimioluminescencia da Roche e o valor deu 0,20 (abaixo de 1 é não-reagente). Comecei um namoro recente e 14 dias antes do exame tive minha 1ª relaçao, ficamos 5min sem camisinha mas em seguida colocamos. Corro risco? Por que esse exame dá 0,02? Vc sabe explicar o que pode ocorrer? Conto com a sua ajuda.. peguei esse resultado hj e estou nervosa.
Atenciosamente, Duda.

Alexandre disse...

Oi Duda, para acabar com sua neurose com o hiv:

Em primeiro lugar comece acreditando no resultado do seu teste que É NEGATIVO, e esqueça "detalhes que só interessam a médicos, bioquimicos e cientistas, para NÓS LEIGOS O QUE INTERESSA É O RESULTADO, NO SEU CASO "NEGATIVO PARA HIV".

Em segundo lugar passe a USAR CAMISINHA EM TODAS AS SUAS RELAÇÕES SEXUAIS, do início ao fim e inclusive no oral, assim você NÃO CORRE RISCOS e não fica neurótica.

Em terceiro lugar, lembre-se que nas relações sexuais SEM PROTEÇÃO, pode...disse...pode haver contaminação PELO HIV E TAMBÉM PELAS OUTRAS DST, portanto não dê chances para isso acontecer.

Por último eu sugiro que você procure um(a) ginecologista e converse com ele(a) a respeito de tudo, de todas as suas dúvidas, peça orientação e se for o caso, exames e testes para descartar qualquer problema de saúde.

Abs

Anônimo disse...

Oi Alexandre,
Em primeiro lugar, tenho que dizer que voce é uma pessoa admirável. Não sei se voce tem noção de quantas pessoas vc ajuda todos os dias... =)
Eu fui testada para Sífilis e Hep C tb, deu negativo (eu pedi todos esses exames pra gineco por pedir)
Vou voltar nela mes que vem!
Daqui mais um tempo, refarei o de hiv. E prometo que usarei camisinha sempre!!! Pra nunca mais ficar assim!
Muito obrigada por tudo!!!
Beijo, Duda.

Alexandre disse...

Duda, se foi uma pergunta, realmente não tenho idéia, mas se for apenas uma pessoa já me faz sentir que está valendo a pena.
Se cuide, previna-se e viva a vida!

Abraços

Anônimo disse...

Olá, Alexandre.
Boa tarde!!!

Vi no seu post que as Vacinas podem dar um resultado Falso Positivo. Gostaria de saber: existe alguma vacina que pode dar resultado FALSO NEGATIVO?

Meu caso é o seguinte:

Minha relação de risco foi no dia 29/01/2011.
Dia 27/02/2011 tomei Vacina ANTI-RÁBICA (contra Raiva Humana), porque um cachorrinho me deu uma mordida.
Hoje (10/03/2011) fiz o exame ELISA 4ª Geração, que deu NEGATIVO.

É possível um Falso Negativo, nesse caso? Ou o resultado já é definitivo?

Abração.

Júlia

Alexandre disse...

Júlia, se você der uma lida atentamente na postagem que cita, verá que estão "específicadas" as vacinas que "poderiam" influenciar num "FALSO POSITIVO" e não "falso negativo", ou seja, você não prestou atenção e está se preocupando com algo que não aconteceu com você. Pois você fez um teste de 4ª geração com tempo suficiente e o mesmo comprova que HIV você não tem!

Abs

gtec disse...

Ola, ao doar sangue a + ou - 3 anos, me pediram uma nova coleta de sangue, fiz e depois disso me mandaram para um local chamado cta, la a assistente viu meus dois exames e neles estavam assim (nao lembro dos detalhes) Elisa - positivo
WB - Negativo.
a assistente por sinal depois nos tornamos amigos, disse que era negativo o resultado mais pediu pra repetir o exame depois de 2 a 3 meses, e o mesmo veio do mesmo jeito. positivo no elisa e negativo no WB. como ela viu que eu estava ficando doido (rsrs) e minha namorada também, depois de uns 4 meses ela me convidou em tua casa e me apresentou um novo teste, em 15 minutos dava o resultado, acho que por ser assistente social e trabalhar no CTA, conseguiu fácil. é um que coloca uma gota de sangue (esqueci o nome do teste) e esperar os tão longos 15 minutos, bom, deu negativo e ela me disse que era pra eu esquecer minhas loucuras, que eu era negativo pra hiv. passados 2 anos dessa loucura, apareceu em meu penis umas bolinhas d água, fui ao urologista e ele pediu exame de herpes 1 e 2, eu sempre tive isso na boca dês de criança. mais dai veio as doideiras na minha cabeça de novo, (será q sou soro positivo)? será que foi por causa da herpes que eu dava falso - positivo? em relação a minha vida sexual, posso dizer que é segura. o que vc pode me dizer sobre esses testes que fiz e a possível herpes de hoje. obrigado de coração

gtec disse...

Obrigado Alexandre, eu estava mesmo é querendo saber se possivelmente foi por causa da Herpes o teste elisa teria dado positivo. mais em relaçao a todos esses testes que fiz a conclusao é que deu negativo pra hiv né?

obrigado mais uma vez

helton disse...

Ola Alexandre, bom dia. Tive uma relaçao de risco a 8 meses atras,sendo que passados 6 meses da relaçao de risco comecei sentir alguns sintomas(ardencia na lingua,perdi 6 kilos,dor de garganta e ganglios inchados na virilha e axilas. Fiz um teste rapido em um cta chamado biomanguinhos com resultado negativo.Qual possibilidade de ter dado falso-negativo? obrigado!!!!!!

Alexandre disse...

Helton, se nesses oito meses você não teve novas relações sem camisinha, não há possibilidade alguma do seu teste ser falso negativo PARA HIV!

Carlos disse...

Olá Alexandre,

Antes de tudo parabéns pelo trabalho social que você está realizando!

Há 3 anos fiquei com um cara, e fizemos sexo oral um no outro, foi até no chuveiro, depois de nos lavarmos, e a ejaculação foi no chão. Enfim, na época não dei importância, pois sempre fui sossegado e cuidadoso, tive pouquissimos parceiros sexuais e sempre com camisinha, mas sexo oral a gente sabe como é. (NUNCA MAIS FAÇO SEM CAMISINHA!).
A questão é que vou completar 2 anos e 9 meses de namoro com outro rapaz e 2 a anos e meio transando sem camisinha (CONFIO MAIS NELE DO QUE EM MIM MESMO!), nunca tive sintomas especificos, viroses de poucos dias no maximo, raramente tomo antibiotico, nunca fui internado e de lá pra cá fiz vários exames de sangue e vdrl e CMIA sífilis sempre sem sinal de doença. Mas no dia 07 abril apareceu uma herpes simples, pequena, que foi embora em 10 dias sem cuidados especificos (tive dois momentos de stress e um dia antes me exercitei demais).
1) Gostaria de fazer um teste rápido de HIV, SERÁ QUE PODE DAR FALSO POSITIVO, POR CONTA DA HERPES?
2) Se eu tivesse contraido HIV há três anos teria tido alguma complicação nos exames?
3) Meu namorado também poderia ter sentido alguma coisa (ele tem uma otima saúde, mas tem rinite alergica e asma quando criança, mas está controlada)?
Desculpe, mas é pq estou muito preocupado depois dessa herpes labial, e amo demais meu namorado!

Obrigado Alexandre, e muitas felicidades pra vc!

Alexandre disse...

Carlos, o que posso fazer é lhe dar minha opinião(DE LEIGO)e sem nenhuma pretensão de me intrometer na sua vida pessoal, e você "filtra" aquilo que acahar do seu interesse ok?

Você, eu, todos nós já sabemos que transar sem camisinha "pode" ou não haver transmissão de HIV E OUTRAS DST. Por motivos óbvios e naturais, a relação anal sem proteção é mais arriscada, digamos assim.
Numa relação a dois "atual", ambos os(as) parceiros(as) sabem ou confiam que não existem "terceiros(as)" envolvidos, porém antes dessa relação houve um "passado de relações".
O que podemos fazer para optarmos em ter relações sexuais sem uso de camisinha?
Entenda bem, "no meu conceito próprio" hoje em dia a camisinha é "obrigatória" em qualquer tipo de relação, mas claro que cada um sabe de sí e tem todo o direito de fazer sua escolha.
Então, eu acredito que para haver total tranquilidade na relação sexual, os(as) parceiros(as) deveriam sentar, conversar e "juntos" combinarem um pacto, digamos assim, e passarem um tempo somente transando com camisinha, até que se complete pelo menos 30 dias. E após esse tempo "juntos" procurarem um profissional (urologista/infectologista) para realizarem TODOS os testes e exames que diagnosticam HIV E DST. Dessa forma e após tudo se mostrar OK, fazerem a opção sem que haja possibilidade de algo acontecer, que certamente trariam cobranças e até acusações.
Repito, é apenas uma sugestão!
Infelizmente não há outra maneira de sabermos se temos hiv ou dst, "se não fizermos os testes e exames específicos". Supor, achar, deduzir não lhe darão as respostas "concretas e corretas".

Abs

Anônimo disse...

Olá, tudo bem? Doei sangue e depois recebi uma carta dizendo que nos testes que eles fazem são utilizados reagentes de extrema sensibilidade. Tanto que, ás vezes, a ingestão de alimentos gordurosos e outros fatores podem prejudicar a interpretação dos resultados. Então me pedirão para fazer outro teste. E me disseram que não havia motivo de preocupação. O que será que pode ser? Pode ter dado positivo e então estão querendo confirmar ou pode ser alguma outra coisa como uma doença venerea que eu peguei antes, ou por causa de gorduras mesmo o sangue não pode ser aproveitado? Estou com a pulga atrás da orelha. Se poder me ajudar á entender esse suspence eu agradeço. Obrigado?

Alexandre disse...

Anônimo, não há como responder a sua pergunta, pois a solicitação de uma nova coleta te, "milhões" de causas, e somente o hemocentro onde você realizou sua doação "tem como saber o que realmente aconteceu". Só espero que você NÃO tenha doado sangue para se testar.
Faça a nova coleta se ainda não fez e acabe com o suspense!

Abs

Anônimo disse...

Olá, Alexandre :) Tudo bem?
Sou doadora de sangue há 1 ano. Após a minha última doação, fui chamada para uma conversa com um médico do Hemocentro porque alguma alteração havia sido apontada. O primeiro teste anti-HIV (método quimioluminescência) indicava um resultado inconclusivo (ao lado estava escrito: 0.91/1.0). O segundo teste (ELISA) foi não-reagente. Seis meses depois, eles submeteram mais uma amostra do meu sangue ao teste Western Blot e o resultado foi negativo. Dois meses depois, voltei ao Hemocentro e fiz um novo teste. Desta vez, o teste de quimioluminescência foi não-reagente (0.44/1.0) e o teste ELISA também não-reagente. Devo ficar preocupada? Você acha que eu posso estar infectada? Esses números (0.91 e 0.44) indicam que eu fui exposta ao vírus HIV? Não tive e não tenho comportamento de risco. Tomei a vacina H1N1 6 meses antes do primeiro teste quimioluminescência inconclusivo. Tenho altos níveis de colesterol no sangue e tive uma forte infecção por varicela na infância.
Obrigada pela atenção!
Lu

Alexandre disse...

Oi Lu. Tudo bem obrigado.
Existem várias razões para um teste ter um resultado inconclusivo, dessa forma "se" este resultado ocorrer, é realizado o procedimento que você realizou efetuando nova coleta para nova testagem. Portanto "após" esse episódio, TODOS os seus teste de HIV foram NEGATIVOS, inclusive o WB que é usado para "confirmação". Então está devidamente comprovado cientificamente que você não tem HIV.

Abraços

disse...

Boa noite desculpe por ñ ter me interpretado bem.O caso e esse fiz o exame de HIV quando estava gravida de 4 meses ,mas o exame só chegou agora que meu filho esta com 3 meses ,O resultado veio meio confuso ,deu REAGENTE INDETERMINADO fiz outro exame é estou esperando o resultado. Esse resultado REAGENTE INDETERMINADO pode ser um FALSO POSITIVO? Obrigado pela atenção !!!

Alexandre disse...

JÔ, muito estranho o resultado do seu exame/teste de hiv feito no pré natal e a mais de 08 meses atrás, somente ter chegado agora.
Na verdade nem é estranho é totalmente absurdo e um caso "grave de descaso, incompetência e irresponsabilidade".
Nem vou responder a sua pergunta, mas sugerir que você imediatamente procure o(a) ginecologista que acompanhou a sua gravidez e o nascimento do seu filho, e exija que ele(a) esclareça o que ocorreu, e porque não foram tomadas as providências "obrigatórias" na época da realização do teste. E caso o(a) mesmo(a) não lhe esclareça, denuncie o(a) mesmo(a), pois um teste de HIV, principalmente na gravidez, tem o resultado em minutos e no máximo alguns dias, e quando apresenta um diagnóstico indeterminado, inconclusivo ou positivo, imediatamente deve ser refeito para que não colocar em risco a mãe e o bebê. É para isso que se faz o pré natal, ou seja, PARA EVITAR E PREVENIR PROBLEMAS.

Abraços

Anônimo disse...

Prezado Alexandre,
Meu nome é Cristiano

Admiro seu trabalho e peço a Deus que ilumine seus passos.
Tive, em 28/07/11 uma relação oral de uns 15 segundos e masturbei uma massagista com um dedo (sem feridas no pênis e nem nos dedos). Meu infecto disse que não houve risco, a conselheira do CTA também disse isso. Mesmo assim, não aguentei a ansiedade e fiz o teste hoje, 15/08/2011. Ocorre que estou tomando uma medicação para tratamento de rinite (Broncho-Vaxom 7mg). Pesquisando, vi que este remédio estimula o sistema imunológico contra várias bactérias. Corro o risco de falso-positivo?
Meu psicológico está tão devastado que eu não aguentaria nem isso.
Abraços.

Alexandre disse...

Cristiano, a sua resposta JÁ FOI DADA PELO INFECTO E PELA PROFISSIONAL DO CTA, e o seu real problema você também já detectou quando disse que o SEU PSICOLÓGICO ESTÁ DEVASTADO. Procure ajuda de um(a) psicólogo(a) e AFASTE-SE DA NET.

Abs

Anônimo disse...

Alexandre,
Obrigado por sua resposta, sou o Cristiano.
O exame que fiz (18 dias pós-evento)deu este resultado:
Imunoensaio quimioluminescente de 4a geração - CMIA
HIV1 : envelope (antígeno recombinante e peptídeo sintético)
HIV2 : envelope (peptídeo sintético)
Anticorpo monoclonal contra antígeno p24)
RESULTADO:

NÃO REAGENTE (NEGATIVO) Índice: 0,09
Valores de Referência:
Não Reagente : Inferior a 1,0
Indeterminado: De 1,0 a 7,0
Reagente : Superior a 7,0

Considerando o meu caso (oral passivo), o tempo e a geração do exame, o resultado pode ser considerado confiável?
Abraço.

Alexandre disse...

Oi Cristiano, como havia lhe dito os "profissionais de saúde" já tinham lhe dado as respostas que você necessitava. Agora existe também a resposta "científica" através do teste de HIV realizado, que "comprova que você não tem HIV".
Da minha parte como LEIGO, não há mais nada que eu possa lhe dizer, até porque agora é VOCÊ que deve decidir se ACREDITA OU NÃO NOS FATOS REAIS E COMPROVADOS pela palavra médica e pela ciência, ok?

Abs

Anônimo disse...

Obrigado, Alexandre, por suas racionais palavras. Realmente penso que nenhum médico (bom médico como é o caso do infecto que fui)seria irresponsável para dispensar um exame desta natureza se não tivesse plena certeza do que estava falando. O mesmo em relação à profissional do CTA. E acrescentando, fiz na mesma época que o HIV o teste para sífilis, que também deu negativo. E p24, com 18 dias, já tem acurácia.
Acho que você já tem noção da sua contribuição para "puxar" as pessoas para a realidade, mas não custa nada dizer. Mutas vezes é o sentimento de culpa que remói e prejudica o emocional.
Obrigado e um grande abraço.

Anônimo disse...

boa noite, me chamo rafael.. tenhu 24 anos.. fiz meu exame de hiv e o resultado deu positivo! sendo que a menos de 1 mes estava tomando remedios para alergia (cloridrato de fexofenadina 180 mg) e amoxicilina 500mg! teria alguma chance deste resultado ter dado errado?? visto que fiz este exame em um hospital publico e o resultado ficou pronto em 2 dias?? que essa tb foi uma das coisas que me deixou muito confuso espantado com a velocidade do resultado!! desde ja agradeço

Alexandre disse...

Rafael, esses medicamentos não interferem no resultado e os testes realizados nos hospitais públicos, são tão eficazes, seguros e confiáveis que os de laboratórios particulares.

Agora a sua preocupação e o que você tem de fazer, é realizar o teste de confirmação "obrigatório", pois este comprovará ou não que você tem o vírus. Inclusive o hospital já deve te-lo orientado sobre isso, pois é o procedimento padrão e correto sempre que um resultado é positivo para hiv.

Abraços

Anônimo disse...

olá, sou doadora de sangue desde 2005 e nunca tive problemas com o resultado,so q a ultima q fize em 08/2011 deu falso-positivo para hiv, o medico me pediu uma nova amostra para o WB, tenho alguma chance de ser negativo?? namoro a 5 anos e nos dois nunca estivemos em um situação de rico.

Desde ja agradeço!!

Alexandre disse...

Anônima, faça o teste confirmatório WB e aguarde com calma o resultado do mesmo, pois é ele que lhe dará essa resposta e o seu médico, ok.

Abs

Anônimo disse...

Alê,
Aqui é o Cristiano. Levei meu teste (aquele acima postado) para uma infecto olhar e ela me disse que ele de nada vale. Ainda me disse para fazer um teste com 6 semanas. Sequer me explicou sobre a fiabilidade do p24. Não entendi. Até pq o Ministério da Saúde fala em 30 dias para os testes. E ela falou tudo isso sabendo da minha situação (sexo oral passivo de menos de 10 segundos). Fiquei bolado. Será que ela quis fazer terror?
Abs.

Alexandre disse...

Cristiano, no seu 1º comentário você "afirmou" que o seu INFECTO E UMA PROFISSIONAL DO CTA lhe tranquilizaram até porque NEM RISCO VOCÊ CORREU. Agora você diz que OUTRA MÉDICA lhe diz tudo ao contrário.
Eu espero sinceramente que você não esteja "brincando" aqui, e caso tudo que você relata seja sério, volte ao 1º infecto que você citou, mostre-lhe seu teste, ouça suas respostas e também informe ao mesmo o NOME da ultima médica e o que ela "supostamente lhe disse"!

Anônimo disse...

Alê,
Em hipótese alguma estou brincando. O seu blog é um espaço sério que trata de um assunto sério. Hoje consegui marcar o meu infectologista para amanhã à tarde. Confesso que estranhei o que a outra falou, pois destoa do primeiro, da conselheira do CTA e dos veículos sérios como os que você traz exemplos. Sequer falar de teste de antígeno parece ser coisa de quem não se atualiza. Perguntei sobre herpes e hpv e ela disse que não iria pedir exame pois não via risco no meu caso ( e estes são mais infecciosos que o HIV)! Enfim, fico com meu médico, com você e com a ciência. Sábado, com 30 dias farei o meu teste final, dó para confirmar o que você me disse. Mais uma vez digo: seu blog é sério e merece todo respeito.
Abraços fraternos.

Alexandre disse...

Cristiano, você e todos(as) não tem idéia da quantidade de "brincadeiras" que recebo diariamente e que são excluídas. Você sabe também que eu sou defensor e acredito nos(as) médicos(as), mas nós sabemos que antes de ser médico(a) as pessoas são "humanas", e em todas as profissões existem maus, bons, competentes e incompetentes.
EU COMO LEIGO não posso e não devo entrar em discussões sobre medicina, por isso que peço à você que comente com seu infecto o que a médica lhe afirmou, pois ele sim poderá lhe dar uma opinião correta.
E aceite uma ultima sugestão: Não adianta você ficar procurando ouvir a opinião de 1000 médicos, pois como disse acima existem maus e bons. Escolha um(a) da sua confiança pessoal e CONFIE nele(a).

Abs

Anônimo disse...

Alê,
Vou hoje ao meu infectologista (só fui à outra pois estava tendo dificuldade de marcar com ele e a ansiedade (coisa terrível) fez com que eu a procurasse. Colocando as coisas de uma forma melhor para você: sei da procedência das informações do seu blog e gostaria de acrescentar uma informação que obtive de um site sério que é o aidsportugal.com, que possui um canal entre médicos e interessados em tirar dúvidas. A informação é a seguinte:
"Pergunta colocada por Nuno Pereira em 02 Fevereiro 2007

Parabens pelo site.Tive 1 relação sexual de risco e fiz o teste da 4 geração com antigeno p24 ao fim de 10 dias dando resultado negativo,aos 19 dias após a relação fiz novamente o mesmo teste tendo dado tambem negativo.Posso ficar descansado após estes 2 testes?

Resposta colocada por Eugénio Teófilo em 04 Fevereiro 2007

Olá Caro Nuno,

o antigénio P24 é um proteína do HIV que se produz em grande quantidade com a replicação viral. Na fase da infecção aguda há grande produção desta proteína. Habitualmente o teste é fiável a partir do 10 dia após possível infecção e pode manter-se positivo durante um mês. Dois testes negativos para o antigénio P24 entre a segunda e terceira semana são muito sugestivos de que não estava em infecção aguda. Pode efectuar um teste de 4ª geração às 6-8 semanas.

Abraço
Eugénio"

Quer dizer, uma infectologista não deveria jogar no lixo um exame de 4ª geração (com p24) feito em um prazo de 18 dias. E olhe que esta resposta do Dr. Eugénio data de 2007!

O que devo, meu amigo, e tenho consciência disso, é parar de ficar conjecturando coisas. Fiz hoje um outro exame de 4ª geração, aos 27 dias, e não pretendo fazer outro. Primeiro pelas informações do meu infecto, que me assegurou não ter havido risco (sexo oral passivo de menos de 10 segundos!, pênis íntegro e nenhum sangue envolvido), depois pela conselheira do CTA e também pelas informações do seu blog e por último porque o próprio ministério da saúde relata a respeito da janela para os testes de 4ª geração:
"http://www.formspring.me/minsaude: qual é a janela imunologica para hiv?

O período confiável de janela imunológica hoje é de 30 dias. Os exames de 4ª geração podem reduzir esse período para 22 dias. Mas tudo dependerá também da resposta do sistema imunológico de cada indivíduo. Testes feitos após a janela imunológica são confiáveis e definitivos. Caso a dúvida ainda persista, procure um médico e, caso necessário, faça nova testagem. Lembrando que mesmo não estando infectado, recomendamos o uso da camisinha em todas as relações sexuais. Saiba mais em: www.aids.gov.br. Use camisinha sempre!"

Entendo quando você diz que é LEIGO, mas tem uma experiência de vida que te faz sensato e ainda é acompanhado por bons profissionais que , com certeza, lhe tiram as dúvidas que muitas vezes são as de quem entra no seu blog.

Estou fazendo terapia, cuidando da cabeça e pedindo a Deus que me livre de qualquer tipo de ansiedade.

Peço desculpas pela postagem longa.
Forte abraço.

Anônimo disse...

Caro amigo,
Como havia te dito que iria, fui ao meu infecto ontem e mostrei os exames do dia 15/08 (com 18 dias do "suposto" risco) e sabe o que ele me disse? O que você havia me dito, o que Dr. Eugénio Teófilo havia dito. Disse que no meu caso, dada a situação por mim vivida, ele dava como definitivo o diagnóstico. Falou que os testes de 4ª geração são muito modernos e que com aqueles 18 dias, se houvesse contaminação com certeza apareceria. Cara, eu nem quis falar nada da outra médica, não sei se por ética minha ou se por vergonha por ela. Ele ainda me deu uma "dura" de pai: - E não me apareça mais aqui por este mesmo motivo, seu moço! Saí de lá aliviado e até esqueci de dizer que tinha feito outro exame ontem, mas já tinha em mente a certeza de não ter nada. Tanto que hoje saiu o resultado:

HIV1/HIV2, ANTICORPOS E ANTÍGENO, soro

Métodos: Imunoensaio quimioluminescente de 4a geração - CMIA
HIV1 : envelope (antígeno recombinante e peptídeo sintético)
HIV2 : envelope (peptídeo sintético)
Anticorpo monoclonal contra antígeno p24


RESULTADO:NÃO REAGENTE (NEGATIVO)
Índice: 0,14
VALOR DE REFERÊNCIA:
Não Reagente : Inferior a 1,0
Indeterminado: De 1,0 a 7,0
Reagente : Superior a 7,0

OBS.: De acordo com a portaria da Secretaria de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde nº 151 de 14/10/2009 em caso de suspeita de infecção pelo HIV uma nova amostra deverá ser coletada 30 dias após a data da coleta desta amostra.
Amostra recebida em: 24/08/2011

Portanto, amostra colhida de acordo com o prazo referido pelo Ministério da Saúde para exames de 4ª geração (após 22 dias), para pessoas sem problemas com o sistema imunológico (doenças autoimunes etc, cuja resposta seria mais lenta).

Àqueles que lêem este blog, respeitem este ser humano bacana, confiem nas suas palavras de LEIGO (mas muito bem assessorado) e, sobretudo, confiem em bons médicos e nos resultados e informações científicas.
Muita força e forte abraço.

Alexandre disse...

Cristiano, agora é PONTO FINAL OK?

Vá viver a sua vida e nunca mais esqueça da camisinha usada corretamente em "todas" as relações sexuais, certo?

Abração e obrigado pela confiança!

Anônimo disse...

fiz dois exames de sangue ,o primeiro no cta e depois no hemosc ,mais na epoca estava tomando antibioticos antigripais e antiflamatorios pois estava com tendenite no pulso, é possivel estes remedios ter alterado meu exame ,pois todos os dois deram soropositivo para hiv o que faço estou deprimido desesperado e muito angustiado ja fiz mais dois exames e vou ter que ficar na ansiedade ate o dia 12/09 e 19/09 para ver o resultado e isso esta me matando

Alexandre disse...

Anônimo, essas medicações não interferem no resultado do teste de HIV. O que você precisa fazer agora é tentar ter calma e aguardar os testes confirmatórios. Veja, você ficando em desespero adianta, resolve o que?

Nada! Apenas prejudica a sua saúde principalmente no emocional!

É difícil? Claro que é! Porém torna-se muito mais difícil se você deixar de viver por algo que pode ou não ter acontecido, mas que se aconteceu "também não vai mandar na sua vida", a não ser que você se "entregue".

Acalme-se.

Abs

Anônimo disse...

boa tarde alexandre. tive uma relação de risco dia 20 de julho. dia 23 de agosto (34 dias após) tive um teste negativo para HIV (biomanguinhos)

Gostaria de me re-testar agora, 60 dias após o risco. ocorre que nesse meio tempo tratei balanopostite (que atacou de forma leve a glande de meu penis)com antibioticos e pomada...parei de tomá-los a 10 dias. gostaria de lhe perguntar, se vc tem conhecimento de que antibioticos possam interferir na confiabilidade de um teste HIV? sei que não é medico nem cientista, mas pela sua experiencia, já ouviu dizer de resultados alterados (falso positivo/negativo) por influencia de algum antibiótico circulando no sangue?? Obrigado desde já.

Alexandre disse...

Anônimo, faça seu teste sossegado que esses remédios utilizados NÃO interferem no resultado!

Anônimo disse...

Ola alexandre, obrigado pela pronta resposta. Vou fazer meu teste amanhã, no CTA. ja li em postagens antigas que 34 dias é um bom prazo, mas esse lance da balanopostite me deixou encucado de verdade...depois volto para contar o resultado. fique com deus e força na sua luta em prol do ser humano!

Tiago_urso

Anônimo disse...

Alexandre,
Em primeiro lugar parabens pelo blog é maravilhoso. Você é um ser humano raro na terra...Que DEus te abençoe.
Resolvi passar este email pois nao consegui postar no blog.
Estou desesperado e mt deprimido.
Sou homosexual, tenho 48 anos e moro no interior do Rio.
De uns anos pra cá infelizmente não me cuidei como devia. E apesar de manter relacionamentos duradouros sempre tinha as aventuras. Não sei o que me levou e me descuidar, hoje carrego uma imensa culpa e não me perdoo. Tenho TOC ( transtorno obssessivo compulsivo) e depressão tb. Mas vamos aos fatos: há mais ou menos 4 meses comecei a ter alguns sintomas já mt preocupado com o hiv ( não me relacionei com ninguem que eu saiba que esteja contaminado, mas de uns anos pra cá..me descuidei diversas vezes.sim infelizmente...) primeiro tive uma tosse violenta com catarro e uma gripe fortissima, dps me apareceu um caroço tipo abcesso na testa...( tomei antibioticos receitados por um medico primo) e dps... que cedeu resolvi extirpá-lo pra fazer biopsia...nao deu malignidade..já sobre alta tensao tive no mes de maio/junho sudorese noturna precisamente umas cinco vezes ( não tive mais ate´agora) acho que tive febre tb...mas já nervoso e na net procurando sintomas passei a ter tudo...fadiga, cansaço..tristeza..e em pânico tomei coragem e atraves de um primo médico...fiz um teste rapido em cidade proxima de onde moro..deu não reagente...mas não consegui confiar..senti-me mais mal ainda..dps do teste..
Enclausurei-me não saí mais e entrei em depressao profunda amigos e familia sabendo e tentando me ajudar....nesse meio tempo voltou uma herpes genital..que tive há mais de 20 anos na adolescencia ( passei pomada e tomei medicamentos e a herpes foi embora....)...mais deprimido ainda...fiz outro teste o MEIA 4 geração....não reagente...( desta vez em outro laboratorio de outro estado)
De lá pra passo periodos piores e melhores..ja fazem 4 meses e meio e perdi 4 kg neste tempo....não consigo acreditar..tenho convicção que estou contaminado infelizmente e e queria profundamente acreditar nos exames..mas infelizmente...agora...acho que vou cair no meio da rua ou do trabalho numa descoberta de diagnóstico tardio.....ah...meu sono mudou tb..tenho sono e prostação...a noite mesmo sem tomar tranquilizantes....levanto sem coragem pra nada e sem apetite. trabalho nem sei como de tanta depressao e so pensando no pior.....so como um pouco de tarde e a noite....minha pele envelheceu, sinto boca amarga e lábios secos tb, sinto-me mt estranho...e tb tive uma micose nos testiculos..que dps de passar cremes dermatologicos está cedendo....mas mt devagar.. estou num beco sem saída....devo fazer um terceiro teste? Tenho mt medo..ninguem acredita mais em mim..... todos acham que não tenho nada....
Espero uma ajuda sua uma luz que possa me guiar e tomar uma atitude tenho medo dos exames estarem errados e eu posso ate´morrer.....
Me ajude por favor!
Fica com Deus!
Carlos
Rio de Janeiro

Alexandre disse...

Carlos, por favor leia vagarosamente a sua própria postagem.

Você mesmo afirma que sofre de TOC E DEPRESSÃO, portanto ambas explicam todo seu descontrole. Dessa forma eu sugiro que você procure ajuda psicológica/psiquiátrica urgente, ou se já faz tratamento com um(a) médico(a), exponha tudo isso que citou aqui para que o(a) mesmo(a) lhe oriente sobre o que seria recomendado para você.

Especificamente falado em HIV E DST...marque uma consulta com um especialista, de preferência um(a) infectologista, e da mesma forma exponha tudo sem omitir nada, e também peça que o mesmo faça uma investigação de TODAS AS OUTRAS DST.

Com a ajuda do(a) psicólogo(a), do(a) infectologista, dos testes e exames completos, você terá todas as respostas corretas que precisa para viver em paz. Ajude-se procurando essas ajudas!

Anônimo disse...

Bom dia alexandre, tenho 34 anos, estou noiva e meu medico pediu uma serie de exames (DST e HIV) pra mim e meu futuro marido...achei estranho, mas ele disse que era de rotina "pré nupcial" - sabe se isso é feito comumente mesmo por medicos? até semana passada estavamos tratando candidiase, tomando fluconazol, fiquei com medo dele ter pedido os exames devido a essa doença...vi uma pergunta parecida com minha duvida aqui...já posso ir fazer todos os exames ou é melhor dar mais um tempinho devido ao medicamento que tomamos? queria fazer já, pois agora to angustiada. bjos

Anônimo disse...

Bom dia Alexandre!
Gostaria de saber se vc acha que o teste rápido ( nao reagente) e MEIA 4 geração que fiz ( não reagente) é suficiente? Devo fazer um terceiro teste?
Carlos Rio de Janeiro....aguardo uma segunda resposta sua e obrigado pela ajuda postada já aí em cima.

Alexandre disse...

Carlos, como já lhe disse a minha opinião e de outras pessoas NÃO o ajudarão em nada, porque É VOCÊ que tem de acreditar nos resultados dos testes e também na PALAVRA MÉDICA. Aceite a minha sugestão em procurar os ESPECIALISTAS indicados, pois somente com a opinião destes é que você ficará convencido.

Abs

Alexandre disse...

Anônima, este medicamento não interfere no teste de HIV. Quanto a "sugestão do seu médico", eu lhe diria que o mesmo está tendo uma postura que "todos" deveriam ter, "tanto médicos como pacientes". Pois dessa forma e realizando "todos" os teste e exames para HIV E AS DEMAIS DST, "O CASAL" poderá ter a sua vida "sexual" plenamente e sem medos, assim como planejar ter filhos, já que "todos sendo saudáveis" a família também será saudável. Se você tem ainda dúvidas, tire-as com seu médico que é a "única" pessoa/profissional indicado para lhe dar as respostas corretas, ok?

Abs

Eduardo disse...

Boa noite Alexandre,

Uau, tudo o que posso dizer sobre o seu blog.

Fui diagnosticado hoje, com herpes zoster, que na realidade começou lentamente na ultima Terça feira, comecei o tratamento hoje de tarde e amanha vou fazer exames de sangue, hemograma, HIV e vdrl, porém, e depois de ler este artigo, fiquei preocupado se deveria fazer o exame amanha ou nao, por duas razoes:

1- medicação que estou tomando
2- o herpes zoster e conhecido por ser, nomeadamente, doença relacionada a imunidade baixa.

E me deixa a pensar se nao correndo uma grande chance de dar um falso-positivo.

Um grande abraço,

Alexandre disse...

Eduardo, fique sossegado e faça os testes e exames que SEU MÉDICO prescreveu, porque esses dois ítens citados NÃO irão interferir no seu diagnóstico. Inclusive SE fossem interferir, o seu MÉDICO NÃO o orientaria a realizá-los.

Abração

Eduardo disse...

Alexandre,

Grato pela pronta resposta, so uma pergunta, na maior parte dos casos, em que acontece, o aparecimento de herpes zoster ocorre quanto tempo depois do contágio, em media, pois nao há 100% similaridades.

Se nao for inoportuno, quanto tento depois o seu contágio, lhe apareceu o HZ?

Abraço,

Alexandre disse...

Eduardo, o herpes zoster NÃO é uma doença específica ou somente causada pelo hiv. No meu caso foi, e se manifestou +- 03 anos após eu ter contraído o vírus.

Abs

Eduardo disse...

Alexandre,

Mais uma vez obrigado pela pronta resposta, o manterei informado dos resultados assim que obtiver os mesmos.

Quanto ao livro que muitos "pedem" que você escreva, assino por baixo, e um conselho, escreva, depois, mais tarde pode "pesquisar" editores e/ou "investidores" com certeza terá aceitação e quem sabe haja "patrocínios" de freqüentadores do blog!

Você 'e um exemplo de vida, uma dadiva e uma lição a todos os que desperdicam esse bem impagável, a VIDA.

Um grande e sincero bem haja, a sua querida Mae, que o foi buscar la em baixo quando muitos, talvez, o quisessem lá manter.

Um grande abraço e ate breve

Eduardo disse...

Alexandre, boa noite,

Fiz hoje a colheita e amanha depois das 17h já posso consultar o resultado on-line.

O dia foi o que se pode esperar de um dia destes, momentos de otimismo e momentos de pessimismo, uma profunda retroespectiva de tudo o que possa ter feito de "errado" para tentar chegar a uma prespectivaI do que o resultado ira dizer.

O herpes zoster e alguns (4) caroços (ínguas) no pescoço me fazem temer o pior, porém um hemograma feito na semana passada em que tudo estava normal me da alguma esperança.

Bem foi só um desabafo.

Abraço,

Eduardo

Alexandre disse...

Eduardo, tente se manter calmo para aguardar os resultados. Lembre-se que "somente os testes/exames" é que darão os diagnósticos corretos. Achar, supor, deduzir NÃO lhe darão as respostas.

Abração

Eduardo disse...

Alexandre, boa tarde,

Saiu o resultado do exame e parece que "felizmente" neste diagonóstico me ai bem.

Abraço,

HIV, ANTICORPOS

RESULTADO Nao Reagente
LEIT NUMERICA < 0.05
Material: SORO
Valor de referência: VALOR DE REFERENCIA:

NAO REAGENTE : MENOR QUE 1,0
REAGENTE : MAIOR OU IGUAL A 1,0
Metodo: Quimioluminescencia

Alexandre disse...

Eduardo, seu teste deu resultado NÃO REAGENTE = NEGATIVO para HIV. Portanto mostra que você NÃO tem o vírus. Não esqueça de levar o laudo ao seu médico!

Eduardo disse...

Alexandre,

Penso que muitos dos seus visitantes (do blog) na minha situação, depois deste tipo de resultado, fazem o que muitos fizeram consigo quando voçê descubriu ser soro+, desapareçem, encontrarm consolo e paz no momento de aflição, aqui no seu blog, e com voçê nomeadamente, e assim que recebem um negativo, esquecem.

E é ai que eu quero mudar essa forma de estar, não é por ter dado negativo que devemos esquecer, antes pelo contrário, precisamos de manter bem fresco em nossa memória, para não nos expormos a riscos semelhantes e depois vir procurar paz em blogs como o seu, é legitimo? é, correto? não. Pelo menos eu vejo por esse prisma, quando negativo, todos esquecem os Alexandres. EU NÃO VOU ESQUECER NUNCA, MAS NUNCA MESMO.

Sempre e quando puder contribuir cá estarei, gostaria de ver um livro seu, publicado, se um dia eu possa contribuir e pelo minimo que seja, quero e irei fazê-lo, as poucas linhas que trocámos, os infinitos paragrafos que li no seu blog, não tem preço, gente como voçê, mereçe e tem de ser ouvida.

um grande abraço,

Eduardo

Alexandre disse...

Eduardo, só posso lhe dizer que sua exposição está dentro da "realidade", e nem é preciso que eu diga algo a mais. A não ser agradecer pelas suas palavras, as quais lhe dou a certeza de me servirem de estímulo.

Quanto ao "sonhado" livro, é um assunto que hoje está muito longe de concretização, pois apesar de ainda ter este desejo, "a realidade" já me mostrou que devo ter meus "pés no chão" diante de um fato quase impossível de acontecer. Claro que um caiçara não desiste nunca, portanto se as portas um dia se abrirem, estarei pronto para "entrar".

Enquanto isso vou aproveitando a "porta aberta da internet" que nada exige, somente dedicação.

Abração!

Anônimo disse...

Olá, Alexandre,
Passei para te deixar um abraço e dizer que concordo com o que Eduardo disse. Muitas pessoas esquecem daqueles que, com uma palavra amiga, mas antes de tudo, com informações sensatas e desinteressadas nos trazem tranquilidade e nos tiram as nóias. Você é uma dessas pessoas. Fique certo de que há pessoas que vibram positivamente por você e que, mesmo sem conhecê-lo pessoalmente, lhe tem muita estima.
Um bom dia e uma boa semana!
Cristiano

Alexandre disse...

Oi Cristiano, agradeço de coração suas palavras.

Obrigado, um abração e ótima semana!

Anônimo disse...

Alê,

Encontrei um artigo interessante em um site de um laboratório de análises clínicas e gostaria de disponibilizar para quem acessa o seu blog.

Eis o endereço:
http://www.labcdl.com.br/artigos/hiv/default.htm

"...OS TESTES LABORATORIAIS

Testes sorológicos para detecção de anticorpos contra HIV foram introduzidos a partir de 1985, são os chamados testes de primeira geração.

Porém, desde então, todos esses testes pesquisavam anticorpos contra o HIV, ou seja, pesquisavam a resposta do sistema imunológico do indivíduo contra o vírus. Esse tempo de resposta pode variar de indivíduo para indivíduo, e em média é de 1 a 3 meses após a infecção, dependendo da sensibilidade do teste usado.

O grande problema enfrentado, é que durante esse período de 1 a 3 meses, conhecido como janela imunológica, o indivíduo é potencialmente infectante, e muitas vezes pode não desconfiar que é portador do vírus. Esse foi um dos fatores que influenciaram o aumento da população heterossexual contaminada.

A NOVA GERAÇÃO DE TESTES

Em 1999, foi lançado no Brasil, os chamados testes de “Quarta Geração”, o qual é utilizado atualmente no C.D.L. - Centro de Diagnóstico Laboratorial.

Esse teste pesquisa, igualmente aos citados acima, a produção de anticorpos contra o HIV, porém ele também pesquisa o P24, uma glicoproteína característica do vírus, a qual chamamos de antígeno P24.

É o único teste atualmente, que consegue pesquisar de maneira simultânea anticorpos produzidos pelos organismo contra o vírus e antígeno P24. Com essa pesquisa simultânea, o tempo para detecção, que anteriormente era de 1 a 3 meses, reduz para em média de 10 a 18 dias.

Isso quer dizer que a partir de 10 dias da contaminação é possível se ter um resultado positivo. O ideal é aguardar 20 dias a partir da suspeita de contaminação.

As vantagens da utilização dessa metodologia são inúmeras, entre elas:

• Com o diagnóstico antecipado existe a possibilidade de evitar o contágio de outras pessoas, bloqueando assim, de certa forma, a disseminação da doença.

• Pode-se dessa forma, iniciar medidas terapêuticas com uso de anti retrovirais, os quais podem aumentar a qualidade de vida do indivíduo."...

Abraço.
Cristiano

Alexandre disse...

Cristiano, o "duro" é convencer as pessoas que "não acreditam" nos testes, mesmo mostrando comprovações científicas!

Obrigado pela colaboração,

Alexandre

Anônimo disse...

Olá Alexandre, boa tarde. Sou o anônimo do dia 31 de agosto, que teve balanopostite/candidiase peniana. refiz o teste rapido com 12 semanas (84 dias) e novamente negativo. Diante de toda a informação, inclusive das medicas do CTA que afirmaram categoricamente ser pelo SUS, 60 dias a janela máxima para detectar HIV, me resta uma ultima pergunta: Esse meu problema (candidiase) por acaso é uma causa que afete a produção de anticiorpos contra HIV? sei que não é médico mas pela sua experiência pode me dizer se existe alguma relação entre candidiase e negativo mesmo após as 12 semanas que eu esperei?

Alexandre disse...

Anônimo...NÃO!

Eu lhe dou uma sugestão para você definitivamente acreditar que não tem hiv e tratar seu "problema de saúde constatado" para também se livrar dele...Converse muito e demoradamente com o(a) MÉDICO(A) que diagnosticou e está tratando seu problema, e tire todas as suas dúvidas com ele(a), pois dessa forma você terá as respostas corretas dadas por um PROFISSIONAL que conhece o seu histórioc/prontuário de saúde!

Anônimo disse...

obrigado alexandre e desculpe ficar te incomodando..na verdade a resposta esta na minha frente mesmo...passei tanto stress estes 84 dias...é um negócio meio louco o que ocorreu, parece que se eu tivesse pego um positivo, estaria mais sossegado...receber outro negativo foi como se meu resultado estivesse ainda "pendente"...agente fica procurando possibilidades para não fechar um diagnóstico que já esta ha muito fechado! desculpe o deabafo, mas acho que muitos aqui estão passando por isso. força força muita força e luz para vc que se nos ajuda sem pedir nada em troca...saiba que a esta altura deve haver um lugar bem especial reservado para vc la do outro lado, pode acreditar...gde abraço!

Anônimo disse...

Alê, boa tarde.

Aqui é Cristiano.
Vim aqui te desejar uma ótima semana e dizer a este povo todo que confiem nos seus médicos e nos resultados. As pessoas não sabem o poder de somatização de um medo no cérebro, mas seria bom que fizessem um esforço para domá-lo.
E eu acho que, com a ajuda do Alexandre, do meu médico, dos artigos científicos sérios, enfim, da Ciência, consegui ficar numa boa. Havia feito testes com 18 dias e 27 dias de uma "suposta relação de risco" (se bem que nem risco houve, como meu amigo aqui bem sabe). Bem, antes do exame do 27o. dia eu ainda ficava com minhocas na cabeça, mas quando saiu o resultado, vi que deveria acreditar no que a medicina dizia. Tanto que, na maior tranquilidade, fiz outro teste, em um período mais do que suficiente de 81 dias (mais até do que o Ministério da Saúde propaga) e o resultado foi o mesmo. Não reagente. 90, 100, 120 dias, um ano, não vejo necessidade de nenhum exame adicional, pois, como a CIÊNCIA diz, somente pessoas com problemas de imunidade (lúpus, fibromialgia, artite reumatóide etc) poderiam, eu disse PODERIAM apresentar soroconversão tardia (li registro de 9 casos apenas). Alguém pode perguntar: e por que ainda fez este se já acreditava estar negativo? Porque sou um cara formal e queria um exame que tivesse passado dos 60 dias, um direito meu.
Enfim, é este o meu depoimento e o meu apoio a este cara bacana, que não tem nenhuma necessidade de ficar aqui auxiliando ninguém. Ele o faz por amor. E sempre que eu puder contribuirei com algo novo e criterioso para este blog. Alexandre, você está sempre em minhas orações.
Beijo no coração.

Alexandre disse...

Boa tarde Cristiano. Mais uma vez obrigado pelo depoimento e colaboração.

Só para complementar, esses casos RAROS que você encontrou são datados do início da epidemia e se você pesquisar mais a fundo, NENHUM DELES FOI COMPROVADO, pois quando investigados com mais detalhes, descobriu-se que as pessoas OMITIRAM DETALHES QUANTO A CONTAMINAÇÃO.

Atualmente NÃO HÁ nenhum motivo para duvidar dos testes de hiv (TODOS)!!!

Abs

Anônimo disse...

Olá Alexandre, boa noite! Achei o blog por acaso e estou muito feliz com o que leio. Vou relaatr um pouco meu caso. Recentemente, coisa de um mês atrás tive uma Hepatite A e fiquei uma semana internado com os sintomas de tal, e nesta semana melhorei, peguei atestado de 15 dias e já retornei ao trabalho. Porém, o médico que estava me acompanhando na internação disse que iria pedir um teste de HIV como sendo rotineiro de tratamento de hepatite, e consenti fazê-lo. Aí, porém, começam meus problemas. Confesso que tive caídas, situações de risco, tanto ativo como passivo no ato sexual, fiz poucas vezes sem proteção como passivo, e algumas como ativo. E tanto oral também ativo e passivo. NUNCA TIVE SINTOMAS de HIV, nem febre nem nada, nem manchas na pele, etc, raramente adoeço, meus anticorpos reagiram eficientemente contra a infecção da hepatite, tanto que minha melhora foi bastante rápida. O problema é que, quando fui pegar o resultado dos exames no laboratório, nesta terça-feira passada (25/10) saíram os resultados da hepatite A, confirmando-a, mas não estavam liberados ainda 2 testes. Não liguei muito, tinha até esquecido dos anti-hiv que havia feito, ou inocentemente, ignorei que tivessem dado algo. A atendente disse que eu deveria ligar pra responsável pelos exames e pegar com ela o resultado dos que faltavam, mas não o fiz. Quando foi quinta-feira, 27/10, a bióloga me ligou dizendo estarem prontos os resultados, e disse que eram do anti-hiv que havia feito, e disse que era pra pegar diretamente com ela, haja vista que não sairam direto junto com os outros. Nesse dia fiquei sem chão, fiquei mal, pois sabia que quando você pega os resultados com a biologa é porque acusou alguma coisa. Era pra serem pegos na sexta-feira, mas não tive coragem, e confesso a você, estou sem coragem alguma pra isso. Tenho chorado muito, não tenho tido paz, fico imaginando coisas, não sei o que faria se ouvisse um diagnóstico de positivo. Ela perguntou se já havia feito alguma vez ELISA e WESTERN-BLOT, eu respondi que não (e pensei logo que o resultado final seria positivo, pois pensei logo que o WB é decisivo, e isso aumentou mais minha angústia). Perguntei a ela se tinha dado algo e pedi que ela me dissesse, meio sem noção, por fone, e ela disse que essas coisas melhor falar pessoalmente, pois há coisas a serem explicadas, interpretadas, etc. O que me conforta um pouco é que minha infecção com hepatite foi muito forte, e nesse tempo fiz o hiv, então, lendo essa parte do seu blog, algo pode ter interferido nos exames e um falso positivo pode ter ocorrido, posto que li que hepatites também causariam um falso positivo.
Mesmo assim estou aflito. Não tenho coragem de pegar o resultado, não sei o que fazer, choro muito, não sei se encaro um resultado positivo pra hiv, mesmo sabendo que fiz muitas burradas. Acho até que preferiria não pegar e continuar na ignorância, sem saber se deu incerto, falso positivo, e assim viver a vida como se nunca tivesse feito o teste, e esquecer isso. Mas ao mesmo tempo sei que podem haver complicações pois caso tenha mesmo, mesmo sem nunca manifestar sintomas ou problemas, o virus precisa ser controlado, etc..Já jurei que não faço mais sexo sem proteção, não sei se dando falso positivo ou até mesmo positivo teria que fazer outro pra rever isso, no caso respeitando a janela e tal. Me ajude, o que faço? Tenho estado mal, não comido bem nem dormido por conta desse novo dilema, não sei como viveria sendo positivo, não sei se sou tão forte. Minha saúde é de ferro como disse, raramente adoeço, gripe não pego há anos, nada de pele, febres, nada, meu sistema imunológico é muito bom, mas mesmo assim estou aflito. Muito obrigado por tudo desde já. Abrços. Cezar

Alexandre disse...

Cezar, li atentamente seu relato e vou lhe responder dando minha "visão leiga" sobre o mesmo.

Em primeiro lugar, foi confirmado que você tem Hepatite A, portanto siga corretamente o tratamento indicado/prescrito pelo seu médico, pois esta é uma doença totalmente curável quando a pessoa segue "corretamente" todas as recomendações médicas!

Quanto ao hiv, de nada adianta você ficar nessa angustia e sem querer saber o resultado dos seus testes.

Na realidade "E CASO" os testes sejam positivos, você "deve e tem" de saber que tem o vírus, "para combate-lo, para não permitir que o mesmo fique livre para se multiplicar no seu organismo, e para ter "a chance" de realizar o tratamento, que vai lhe dar todas as condições de seguir com SUA VIDA"!

No caso de você ter o hiv e NÃO QUERER SABER, posso lhe dizer com toda a certeza, que o seu "sofrimento será muito maior e mais doloroso", já que o hiv ficará sem controle, afetará gravemente sua SAÚDE, poderá também interferir no seu tratamento da hepatite, e ai sim a SUA VIDA será afetada.

Vá conhecer o resultado dos seus testes e converse muito com o(a) profissional que lhe entregará os mesmos, inclusive e CASO seja necessário, este(a) profissional o orientará a realizar novos testes para não haver nenhuma dúvida. Pois como disse acima, "se positivo, você tem todas as chances de seguir com sua vida, e "se negativo, você tem as mesmas chances e terminará com um sofrimento por algo que não tem certeza!

Abraços

Anônimo disse...

ALEXANDRE,

O EXAME ELISA DO MEU NAMORADO DEU POSITIVO, ELE JÁ FOI AO INFECTO E O MESMO JA MANDOU FAZER O WB. ACONTECE QUE MEU NAMORADO NAO INFORMOU AO INFECTO - ESQUECIMENTO - QUE O ANTI-TPO (PODE VIR A DESENVOLVER GRAVES OU HASHIMOTO, COMO NAO VOLTOU AO ENDOCRINO NAO SABE SE JA TA DESENVOLVENDO) DELE DEU BEM ACIMA DO NORMAL. POR TER DADO ISSO SERA QUE EXISTE A POSSIBILIDADE DE FALSO POSITIVO?

Alexandre disse...

Anônimo, essa é uma dúvida que somente o médico do seu namorado poderá tirar. Portanto peça a ele (seu namorado) que na próxima consulta quando estiver pronto o teste de confirmação, que o mesmo informe o médico a respeito para ter uma resposta correta, ok?

Anônimo disse...

ola
sou doador a anos fui doar sangue e pediram para mim repetir o exame voltei e o fiz então recebi uma carta para ir ao CEDIP(Centro de doenças), porém nesse meio tempo entrei em parafuso porque já tinha ouvido falar de pessoas que tinham recebido esta carta e eram soropositivo, então fui até uma cta e fiz o teste rapido deu negativo, então já sabendo que era negativo fui e doei a outra amostra para o laborátorio de sangue e no outro dia fiz mais um teste rápido (biomanguinhos) e deu negativo também, porém quanto recebi a carta da clinica de doação de sangue deu que nos 02 exames deu inconclusivo método Elisa HIV MUREX E HIV BIORAD, então fiquei louco fui ao CEDIP fiz novamente os 02 testes rápidos (rapid test e biomanguinhos) os dois deram negativo, tirei amostras de sangue para fazer o WB, qual a chance de eu ter HIV? pode ter sido falso positivo? pode os 04 testes rápidos terem errado? qual a precisão desses testes rápidos? estou morrendo de medo passando mal e aguardando o resultado.

Alexandre disse...

Olá, tudo bem "comigo" obrigado!

Fatos REAIS:

"04 testes rápidos NEGATIVOS"

"02 testes (na doação) INCONCLUSIVOS E NÃO FALSOS POSITIVOS"

"Nada indica que você tem HIV"

Várias causas podem ocorrer para o teste ter resultado INCONCLUSIVO, passando por coleta insuficiente, manuseio errado, coagulação na amostra, etc. Portanto e "quando isso acontece" é necessário fazer nova coleta para que o resultado seja CORRETO E DEFINITIVO, pois inconclusivo NÃO é positivo nem negativo, ou seja, NÃO foi possível fazer o diagnóstico correto pois houve alguma razão para isso. Se você perguntar no CEDIP, eles tem OBRIGAÇÃO de lhe informar o ocorrido!

SUGESTÃO: Quando você receber o resultado do WB, marque uma consulta com um MÉDICO ESPECIALISTA, leve todos os testes e relate sua situação. Só assim você terá as respostas CORRETAS E DEFINITIVAS ATRAVÉS DE UM(A) ESPECIALISTA!

Anônimo disse...

Boa trde Alexanre, meus aabénselo blog,acbaei de encotralo na bsca aqui na net. Estou super nervosa!! Eu já sou doadora a vários anos e nunca passei pelo que estou passando hoje.
No começo de novembro, fiz minha doação e uns 10 dias depois recebi em casa uma carta registrada pedindo para eu comparcer ao banco de sangue em jejum de 4 horas. É comum esse jejum em todas as cartas de reteste?? A carta dizia que o alto nível de sensibilidade dos reagentes podem acarretar em falso-positivo, fato que acarra a repetição de nova amostra de sangue e que embora não existisse razão para que eu me preocupe para eu comparecer ao banco de sangue para realização de novos testes. No dia seguinte fiz jejum de 4 hoas e fui.
isso foi no meio de novembro.Quinta feira, dia 8, meu pai foi ao hospital para retirar os exames e não estavam prontos. Ontem, dia 9, recebi uma ligação do banco de sangue pedindo para que eu fosse lá hoje, pois a médica queria me dar uma orientação. Sobre o que?? NInguém me disse!! Embora eu não tenha feito nada, minhas relações (duas, no período de 1 ano, nenhuma entre uma doação tranquila - 11/06/2011 e essa que me tira o sono) foram sempre de camisinha, me deixam com uma pulguinha atraas da orelha, não consigo comer e nem dormir. Hje voltei para pegar os resultados. A médica do banco de sangue disse que a contaminação, mesmo rara, pode ter acontecido através do sexo oral, que foi sem proteção. Sabe quando vc não acredita? Mesmo estando claro?? Sei que meu sangue foi testado duas vezes, e as duas deram positivo, mesmo assim, exite a possibilidade de estar errado?? Afinal,eu sou doadorade sangue há mais de 10 anos e nunca tive problema. Será que ainda conto com essa possibilidade?? Segunda feira vou marcar consulta com um infectologista que eu conheci esse ano quando tive dengue, a médica do PS pediu para eu pocurar um infecto pois o medicamento da dengue estava dando algumas alterações no meu fígado. Quanto a isso tudo beleza.
Muito obrigada pelo blog, em tão pouco tempo já está me fazendo um bem danado.

Alexandre disse...

Oi Anônima. Li atentamente se relato e ao invés de lhe responder, vou lhe dar uma sugestão. Até porque as suas perguntas, "eu não saberia e nem teria como responde-las", já que essas respostas somente os locais e os(as) médicos(as) poderiam corretamente responde-las.

Minha sugestão é que você marque esta consulta com o(a) infectologista, leve "todos" os seus testes realizados, conte detalhadamente como o fez aqui e também repita as perguntas ao médico(a), pois seu houver alguma "dúvida", ele(a) lhe dará as orientações necessárias para acabar com elas. Inclusive aproveite a ocasião para solicitar também que ele(a) investigue todas as outras dst, por precaução.

Quanto a forma e quando você foi contaminada (se foi realmente), esta é uma resposta que nem mesmo os médicos poderão lhe dar com certeza, porque somente eu, você e qualquer pessoa, é quem "realmente" sabe ou pode ter idéia de onde e como teria acontecido a contaminação. Mas, e se for confirmado que você é portadora,, lhe dou mais uma sugestão.

Esqueça este assunto, porque ficar tentando "achar" como, onde e porque, NÃO a ajudará em nada e NÃO mudará o que já é uma "realidade". Na verdade esta "procura" só prejudicará sua saúde física e emocional.

Anônimo disse...

Alexandre, fiz um exame para VDRL e deu positivo fiz um para HIV dentro de uma semana também deu positivo. Tem a possibilidade de ser falso-positivo por causa do vírus ativo em mim do VDRL? Com quantos dias posso fazer um outro exame para saber se estou com HIV? Meu resultado de HIV deu 158 e poucos... Por favor preciso saber as informações com certeza.

Alexandre disse...

Anônimo, seu teste VDRL positivo indica que você adquiriu "sífilis", e seu teste de HIV positivo indica neste 1º diagnóstico que provavelmente você também adquiriu o vírus, inclusive as chances de haver uma "interferência" no teste é improvável. Tanto que quando eu descobri ter hiv, também tinha sífilis.

Porém as informações corretas e com certeza absoluta, você só terá através da palavra especializada de um(a) MÉDICO(A). Portanto marque uma consulta o mais breve possível para iniciar imediatamente o tratamento da sífilis que é curável, e caso seja confirmado o hiv, também iniciar os procedimentos conforme orientação do(a) MÉDICO(A).

Anônimo disse...

Já iniciei o tratamento para a sífilis. A Bio médica do laboratório disse que era para procurar meu médico, só que ele só atenderá a partir do dia 09/01. Ela tb disse que era para eu refazer o exame em 30 dias mais uma vez. Pode dá negativo?

Alexandre disse...

Anônimo, aceite a sugestão da Biomédica e também a minha, e entre em contato com o seu INFECTOLOGISTA. Pois "toda pessoa que tem o resultado POSITIVO PARA O HIV, obrigatóriamente tem de realizar o TESTE CONFIRMATÓRIO imediatamente, para que seja possível afirmar com certeza se a pessoa é realmente portadora. Converse com seu médico a respeito e siga suas instruções.

Tiago disse...

Por-favor Alexandre, o que você acha do meu caso?:

Desde meados de outubro/11 venho tendo diarréia moderada e desde a segunda quinzena de novembro venho tendo sintomas de gripe que após tomar Resfenol, passado pelo médico do pronto-socorro eu melhorei.

Por precaução realizei um teste rápido de HIV em 21/11/2011 e esse teste deu negativo. A aconselhadora do CRT disse para não me preocupar e só realizar um novo teste após 30 dias pela questão da janela imunológica caso eu tenha tido uma relação de risco. Como eu sempre uso camisinha em todas as relações fiquei tranquilo com relação a isso.

Porém continuei tendo fádiga, diarréia, dores abdominais e febre, por alguns dias. Os médicos que passei estavam desconfiados de estar com uma infecção intestinal. Até remédio de verme um médico de pronto-socorro me receitou. Realizei vários exames: endoscopia, ultrassom e até um novo exame de sangue completo incluindo HIV 1 e HIV 2 a pedido do meu médico. Fiz a coleta do sangue no laboratório em 30/11/11. No dia 15/12/11 que foi o 1º dia que o exame estava disponível para retirada no laboratório ao retirar a atendente disse que o meu sangue coagulou e não foi possível realizar os exames de Pesq. Anticorpos Anti-HIV e HIV 2 amostra, porém os demais exames me foram entregues (Hemograma, Glicose, Acido Úrico e Uréia). Achei estranho. Como não estava em jejum, não foi possível coletar a nova amostra de sangue na hora, então fiquei de voltar outro dia, porém a minha consulta no médico para entregar esses exames era no dia seguinte (16/12). Ao chegar em casa fui pesquisar sobre esse procedimento do laboratório e encontrei a informação de que quando o exame HIV da positivo no laboratório eles inventam para o paciente que o sangue coagulou para obter a 2ª amostra confirmatória. Fiquei desesperado. No dia seguinte, fui no CRT novamente realizar o teste rápido, assim eu poderia levar a resposta para o médico no mesmo dia já que la o teste é rápido e no laboratório é demorado. Ao receber a resposta do resultado, o meu mundo acabou. Deu positivo, em 2 testagens (1ª HIV Rapid Check e a 2ª Bio-Manguinhos), ambas reagente para HIV.

A aconselhadora do CRT conversando comigo, perguntou se eu já havia realizado outro teste e eu respondi que sim, la mesmo, no dia 21/11 onde havia dado negativo e onde eu havia conversado com ela mesma (a mesma profissional do CRT). Ao ver o meu outro teste negativo ela me deixou sozinho na sala uns 10 minutos para ir questionar o porque disso com outros profissionais do CRT e ao voltar disse que era isso mesmo e que não poderia me passar outro diagnóstico infelizmente e explicou que o meu caso tratou-se de uma soroconversão.

O que me deixa revoltado e me causa estranhamento é eu nunca ter deixado de usar camisinha em uma relação sexual.

Devo aceitar esses resultados? Ir no laboratório e fazer a nova coleta que havia sido solicitada?

Alexandre disse...

Anônimo, é por causa desses "contratempos" que podem ocasionalmente acontecer, que eu sempre peço as pessoas que façam seus testes/exames "monitorados por um médico especialista, preferencialmente um(a) infectologista.

Veja bem, não adianta você ficar questionando isso ou aquilo. Entendo sua preocupação mas agora você deve juntar TODOS os seus teste realizados e marcar uma consulta com um(a) infectologista, onde deve contar sua história com todos os detalhes, sem omitir nada e receber a resposta correta do(a) médico(a).

Só assim você poderá definitivamente resolver o seu caso, pois terá um(a) profissional ao seu lado.

Abs

Tiago disse...

Alexandre.

Pelo menos 2 infectos que conversei no CRT, consideram o resultado positivo como definitivo, sem mesmo há necessidade de ouviu o meu histórico.

Só ficam espantados (assim como eu) de ter contraído sempre usando camisinha nas relações.

Obrigado.

Alexandre disse...

Tiago, a minha sugestão segue sendo a mesma, e quanto a forma de transmissão, "somente você é quem pode tentar deduzir ou sabe, como a mesma pode ter ocorrido". O que as pessoas "estranhas à você, como eu", podem imaginar, tentar deduzir, é que ocorreu alguma situação ou situações que passaram despercebidas por você, ou que você acha que não foram riscos relevantes.

Mas como citei acima, só você sabe!

Abraços

gtec disse...

Bom dia,
uns tempos atrás fiz uns exames para hiv, e os resultados foram os seguintes.
elisa - positivo
elisa - Positivo
wester blok - negativo


depois de um tempos fiz de novo

elisa - reagente
elisa - reagente
immunofluorescence - nao reagente

depois fiz um teste rapido e o resultado deu negativo. isso com intervalos de 3, 6, e mais tempos.

o que vc pode me dizer sobre isso?
outra coisa, no primeiro resultado, fiquei tao abalado e confuso que de la pra k, apareceram coisas em mim q antes desse extress nao tinha, sinto dor nas pontas dos dedos, tipos raios, deu gastrite nervosa. bom,tem como vc me dar uma ideia sobre os resultados? pq a assistente social acredito eu que nao estava preparada, pois ela nunca solbe me dizer a real situaçao minha. obrigado, (lembrando que se tive algum rico foi com minha ex, e foi a mais de um ano antes do exames)

Alexandre disse...

Gtec, peço à você que leia com muita atenção a postagem do link abaixo:

O LINK: "CLIQUE AQUI"

Aldair disse...

Oi, parabéns belo blog. Estou desesperado, pois no dia 14 de dezembro de 2010 fui a um CTA local e fiz a coleta para a realização do teste em laboratório. Estava namorando há um mês e fazia cerca de 3 semanas que já havia feito sexo sem camisinha com meu parceiro. O teste deu reagente.

O laboratrio realizou os seguintes testes com a primeira coleta:
- Elisa Genscreen HIV 1/2 versao 2
- Imunoblot Rápido DDP HIV 1/2

Os dois resultaram reagentes.

No dia 14 de fevereiro, que fui ao CTA pela quarta vez e finalmente nesta data que recebi esses resultados da primeira coleta. Ainda no local, realizaram mais dois testes:
- RAPID CHECK HIV 1/2
- BIO-MANGUINHOS HIV 1/2

Esses dois últimos também deram REAGENTES.

Fui a um laboratório e solicitei o Western Blot que deve ficar pronto no dia 1 de março.

Tenho 23 anos e estou desesperado. Pois devo ter contaminado meu namorado e minha ex-namorada também, que era virgem...

Meu namorado já fez a coleta para realizar o teste dele hoje. Vai receber o resultado amanhã.

Estou me sentindo muito culpado. Nunca vou me perdoar por ter feito isso com duas pessoas que não mereciam isso...

Esse imunoblot realmente é tão definitivo quanto o WB?

Alexandre disse...

Oi Aldair. Peço que entenda que a minha resposta não pode e não deve ser de outra maneira, a não ser com sinceridade e responsabilidade.

Neste momento você deve tentar se acalmar e aguardar o resultado do seu ultimo teste para continuar fazendo o que deve ser feito e que até já iniciou.

Todos os testes que você realizou, deram positivo para HIV, indicando infelizmente que você "pode" ser portador do vírus, sendo que o ultimo dará uma resposta definitiva confirmando ou não o diagnóstico dos demais.

Assim como o seu namorado, a sua ex também deve realizar o teste, além disso "TODOS VOCÊS" também devem fazer exames/testes para descartar as OUTRAS DST, SEMPRE COM ACOMPANHAMENTO MÉDICO.

No caso de ser definitivamente confirmado o HIV, o aconselhável e correto é juntar todos os laudos dos testes e marcar uma consulta com um(a) infectologista, que a partir deste momento o ou os acompanhará e orientará sobre os procedimentos necessários.

Aldair, ficar se culpando não o ajudará em absolutamente nada, até porque "culpa" é uma palavra que não se encaixa e não é justa quando "PESSOAS ADULTAS DECIDEM "JUNTAS" SE RELACIONAREM SEXUALMENTE SEM PREVENÇÃO, SABENDO DOS RISCOS".

Se houvesse um crime como "ESTUPRO" por exemplo, nesse caso a culpa existe, porém se as pessoas "em comum acordo e de livre e expontânea vontade topam correr os riscos", me desculpe, mas não existe culpa nem culpados.

O que existe é um relacionamento entre seres humanos..."HUMANOS"...que no momento do impulso, do desejo, não pensaram que poderia haver consequências, mas isso não é crime...repito...É HUMANO!

Esqueça a net e não fique se baseando em "ACHISMOS", porque somente os testes e a palavra especializada médica lhe darão os diagnósticos corretos.

Aldair disse...

Oi, Alexandre... Desculpe por solicitar sua atenção nesses dias de carnaval, mas, vim postar mais notícias sobre meu caso.

O resultado do primeiro exame do meu namorado deu NÃO REAGENTE. (Ele ainda fará mais dois com intervalo de 30 dias), porém, isso já me deixou menos angustiado. Ele quer continuar o namoro, eu também gostaria muito, porém, tenho muito medo de me arrepender futuramente. Ainda não consigo interagir como namorado normalmente, pois ainda me dói muito saber que represento um risco pra ele, e aos poucos tento me reaproximar, com muito cuidado. Gostaria de saber, além da opinião dos médicos que consultarei, também a sua opinião sobre quais cuidados devemos tomar de agora em diante.

Decidimos, juntos, continuar o relacionamento por motivo óbvio: nos amamos.

Eu não me importo, por mim, se eu realmente for portador do vírus. O que falta para eu voltar a felicidade plena é a confirmação da ausência do vírus na minha ex-namorada. Ainda não falei nada para ela, pois estou aguardando o resultado do exame Western Blot, pois não quero preocupar ninguém à toa, sendo que, independente do resultado, conversarei com ela sobre o risco e meu desespero, pois isso deve deixá-la mais cautelosa sobre cuidados durante o sexo.

Alexandre disse...

Aldair, este é um assunto "pessoal e particular" onde eu não devo, não posso e nem tenho o direito de opinar por motivos óbvios.

Numa relação onde 1 parceiro tem hiv e outro não, NADA MUDA! Na realidade TODAS as relações, independente do conhecimento da sorologia, SEMPRE DEVE HAVER PREVENÇÃO CORRETA EM TODAS AS RELAÇÕES SEXUAIS ("TODAS"). Esta é a única diferença, ou seja, NAS RELAÇÕES SEXUAIS, pois nas dem,ais situações do cotidiano/convivência NÃO existe risco de transmissão do HIV.

Não esqueçam também de descartar as OUTRAS DST, ok?

Quanto a sua ex, sugiro que você a avise independente do resultado do seu ultimo teste, pois não é uma questão de preocupação a toa, mas DE PREVENÇÃO, ok?

Anônimo disse...

Boa noite Alexandre primeira mente quero lhe agradecer pelo bem que vç faz para os que vivem em apuros assim como eu.Alexandre é o seguinte a alguns meses meu namorado descobriu ser HIV+ namoramos a 6 anos e nunca usamos preservativos já fiz 3 exames todos testes rápido o ultimo com 89 dias da ultima relação e pela gloria de Deus todos negativos porém mesmo assim ainda tenho medo de estar contaminada pois devo repetir o exame com 6meses na sua opinião devo me preocupar com este novo teste?Outra coisa quando tinha 7 anos tive hepatite A na qual foi curada rapidamente hoje tenho 24 anos será que esta hepatite pode causar falso negativo ou seja pode causar soroconversão tardia? Vivi

Anônimo disse...

Olá Alexandre desculpe lhe encomodar novamente mas uma outra coisa mesmo sabendo da sorologia do meu namorado resolvi continuar com ele pois o amo muito, mas tenho que admitir que esta sendo muito difícil pra mim principalmente com relação a sexo Alexandre tenho muito medo de me contaminar mas tb não quero deixa-lo será que mesmo usando preservativo e ele ejacular fora corro risco de me infectar? Não sei oque faço e isso piora porque não tenho com quem desabafar pois ninguém saiba ainda deste nosso problema pois ele não quer contar a ninguém por enquanto se vç puder me ajudar me dar um conselho eu lhe agradeço imensamente.Vivi

Alexandre disse...

Oi Vivi. Como eu recentemente já respondi a outra pessoa, NESSES CASOS ONDE A PRESENÇA DO HIV É UM FATO REAL, e houve exposição por tempo prolongado, "por segurança, por precaução, por responsabilidade", é necessário e aconselhável a realização de testes mais prolongados para que se tenha a "certeza absoluta que não houve a contaminação". Portanto continue orientando-se com um médico especialista "até que o mesmo dê por encerrada a investigação DO HIV ", e não esqueças também das outras DST.

A sua hepatite "foi curada", portanto não há interferência, e mesmo que houvesse alguma chance de interferir o resultado seria FALSO POSITIVO E NÃO NEGATIVO.

Vivi, em assuntos pessoais eu não emito opiniões. Somente posso lhe dizer que USANDO PREVENÇÃO CORRETAMENTE EM TODAS AS RELAÇÕES SEXUAIS (TODAS), A TRANSMISSÃO NÃO OCORRE. Como sugiro à todos em casos semelhantes ao seu, converse com seu namorado e vá junto com ele nas consultas com o seu infectologista, assim ambos poderão tirar todas as dúvidas e ter as orientações corretas.

Anônimo disse...

Olá Alexandre é a Vivi na sua opinião ou com a sua experiençia nestes assuntos vç acha que este resultado do meu exame pode mudar,pode se positivar com mais tempo,e porque quando há contato assim como o meu prolongado com o hiv tem que repetir o exame com mais tempo por acaso a janela muda,ou sei lá pode ser que eu ja tenha me infectado a muito tempo e me reinfectado não entendo o porque se vç puder me ajudar nesta duvida e na primeira que se este resultado negativo pode mudar e tem grandes chances, lhe agradeço.
Fica com Deus

Alexandre disse...

Vivi, não há como lhe dar uma resposta pois SOMENTE OS TESTES ESPECÍFICOS DE HIV E A PALAVRA FINAL/DIAGNÓSTICO MÉDICA são capazes de uma afirmação concreta e correta. Na net tudo é apenas "suposição, hipóteses e achismos". Como lhe disse antes, procure um infectologista, leve seus testes, relate tudo ao médico e siga TODAS AS SUAS ORIENTAÇÕES. Só dessa maneira você acabará com suas dúvidas.

Anônimo disse...

Olá boa tarde gostaria de dividir meu caso.
Tive uma relação de risco dia 20 de setembro,no mesmo dia senti mal estar mas como andava estressada não dei importancia,passaram-se algumas semanas não sei ao certo,apareceu uma bolinhas vermelhas semelhentes a espinhas(rash cutâneo)+algo que julgo ser herpes parecia na verdade um arranhão rosado e ardia quando eu tocava,mas eu não dei devida importancia pois não conhecia os sintomas do hiv,um certo tempo tive relações com uma pessoa que gosto muito sempre pedi para que o mesmo utilizasse proteção porém não ocorreu,o mesmo também apresentou bolinhas estranhas mas antes ficou com as costas toda vermelh quas e vinho de tão escura,enfim suponho que tenha sido minha fase aguda,fiz exame teste rápido com 4 meses de janela deu NEGATIVO.
Fiz elisa 4 geração também deu não reagente cut off 0,11
Fiz PCR C 016 mostrei a um médico amigo meu disse que o valor não era preocupante uma vez que quadros infecciosos o valor é acima de 0,30...estou muito confusa e desesperada.
Notei uma mancha marrom em meu ombro...e estou com umas coisas na lingua..primeiro apareceu lingua geográfica,depois uma gosma branca imagino ser candidiase oral,depois uma bola sem pus vermelha,depois bolinhas brancas pequenas imagino que sejam aftas,ponta da lingua está dormente,agora semelhante a um corte grosso que pega toda lateral esquerda da lingua,e umas bolinhas semelhante a pupilas degustativas.
Creio estar com HIV 90% de chance mas porque não soroconverti até agora?
Estou bem confusa,aguardando exame do HemoRio já que é o único que detecta a presença do vírus.
Queria ter feito PCR quantitativo mas to sem dinheiro custa 150,00.

Estou bem confusa será que tenho problemas hepáticos e por isso não acusou no PCR C eu fiz o mesmo com 5 meses de janela

Alexandre disse...

Boa tarde Anônimo. Enquanto você ficar "grudada" na internet solicitando "achismos/suposições/hipóteses" e também se "auto diagnosticando", certamente você não terá mais paz.

Pegue TODOS os seus testes/exames e marque uma consulta com um(a) médico(a) especialista. Conte-lhe tudo sem omitir nada e ouça a opinião "especializada" sobre seu caso. A palavra MÉDICA é a única que lhe dará as respostas concretas e corretas que você precisa!

Anônimo disse...

Olá, realizei recentemente o teste elisa (hiv e hiv2) e o resultado foi indeterminado (estava há 1 mes sem relações sexuais de risco). Junto com o elisa realizei vdrl (sifilis) e o resultado também foi indeterminado (me informaram na clinica que ocorreu o chamado efeito pro zona)
Estou muito preocupada. Existe uma relação entre o resultado desses dois exames? O resultado de um pode estar influenciando em outro? Existe uma causa (doença) que influencie o resultado dos dois exames?
Desde já agradeço

Alexandre disse...

Olá, A CLÍNICA" onde você realizou os seus testes TEM A OBRIGAÇÃO de lhe dar todas as informações e REALIZAR NOVOS TESTES ATÉ QUE OS RESULTADOS SEJAM OS CORRETOS/DEFINITIVOS, OU SEJA "POSITIVO OU NEGATIVO", pois outros resultados como indeterminado, inconclusivo, etc, NÃO SÃO RESULTADOS DEFINITIVOS.

EXIJA QUE A CLÍNICA FAÇA O PROCEDIMENTO CORRETO!

Anônimo disse...

Olá Alexandre ! Fiz um exame anti hiv 1 e 2, veio Reagente, quase tive um infarto na hora, o indice assustador de 1.25 sendo que o VR é 1.20, estou depressivo, mal sinto vontade de comer, durmindo mal tbm. O estranho, é que o WB veio como Nao Reagente, ausencia de bandas, dai resultado inconclusivo. Hoje vou ao medico novamente, triste é que minha ultima relacao de risco foi a 2 anos, recebi sexo oral de uma garota, porem foi rapido pra ser sincero, menos de 5 minutos. Aparentemente nao tinha feridas na boca. Nunca ocorreu nada suspeito depois disto alem de gripes que curam rapido, coisa que sempre tenho desde a infancia, nao tenho febre a muitos anos. Pouco antes do final do ano passado que comeca o meu drama, fui picado por um mosquito palha, que demorou pra cicatrizar, nada senti tambem neste mes, dias depois comecei a sentir dores abdominais, fraqueza. Até que mes passado fui ao medico por uma diarreia repentina com mal estar gastrico, fiz varios exames de sangue, fezes e urina, todos normais tirando a plaquetopenia, sifilis e hepatites negativo. Procurando informacoes achei seu blog e vi que Leishmaniose Visceral pode levar a falsos positivos no HIV, e meus sintomas sao praticamente iguais aos dela. Na sua opinião eu tenho chances de ter só a LV ? Lembrando que o Western bolt veio não reagente, pelo que vi falar este teste é definitivo. O que vc acha amigo? Abraço, Tiago.

Alexandre disse...

Tiago, suposições, hipóteses, achismos e opiniões na internet de "leigos", NÃO LHE DARÃO AS RESPOSTAS CORRETAS.

Reúna todos os seus testes e exames realizados e marque uma consulta com um especialista, que pode ser um UROLOGISTA OU MELHOR AINDA UM INFECTOLOGISTA.

Somente dessa forma você TERÁ RESPOSTAS CONCRETAS E CORRETAS!

Abraços

Anônimo disse...

Entendo, obrigado pela atencao Alexandre, é meio estranho, nunca me vi numa situacao parecida antes, no fundo eu desejo ter só a LV pois é curavel, porem uma terrivel doenca. Sei la, os sentimentos que tenho agora é algo novo, estou ciente de que posso ter o HIV, o maior medo é ter desenvolvido em forma rapida, como lhe disse minha relacao de risco foi a 2 anos, geralmente é um periodo curto para ter sintomas né? Ou ter desenvolvido outra doenca. Em fim, espero que corra tudo bem nestes próximos dias decisivos. Gostei muito do seu blog Alexandre parabens e fique com Deus, e obrigado por me ouvir (ler). Abraço pra vc novamente, Tiago.

Alexandre disse...

Tiago, como já citei acima, ficando na net e "tentando se auto diagnosticar", você só aumentará seus medos e até "achará" que tem determinada doença, sem perceber que "muitas doenças tem sintomas semelhantes". Acabe com isso e procure um especialista para...repito...TER AS RESPOSTAS E OS DIAGNÓSTICOS CORRETOS.

aBS

Anônimo disse...

Oi Alexandre. Descobri ser soropositivo faz 3 meses e ainda, acho eu, estou na fase de negação. Mas, já tenho certeza absoluta que sou portador. Minha estória é um pouco complicada, mas vou tentar simplificá-la. Sou da área de saúde e sofri um pequeno acidente com um paciente meu. 3 meses depois, fiz os testes elisa, WB e carga viral. Todos deram negativo e carga viral indetectável. No quarto mês, fiz um outro elisa, que deu negativo tb. No sexto mês fiz um elisa e daí deu positivo. Mas qd fiz esse exame eu estava meio doente, febre, com ínguas, dores no corpo. Diz o infecto que já era a soroconversão. Fiquei desesperado e fiz o teste rápido pelo SUS logo depois e deu negativo DUAS vezes. Depois fui no mesmo laboratório para refazer o Elisa e deu positivo novamente. A infecto então solicitou carga viral que deu acima de 100.000.000. Repeti o WB que deu negativo. Finalmente, Depois de 15 dias repeti o WB e deu positivo para 3 proteínas virais. Mas apesar de ter dado positivo, várias coisas incomuns do ponto de vista científico aconteceram:
Primeiro foi a janela imunológica que foi muito longa. O Elisa que eu fiz foi o de quarta geração que identifica o antígeno p24. Não já deveria ter dado positivo depois de três meses?
Segundo; por que o exame do SUS (os dois testes rápidos) deram negativo, já que é um exame que já foi comprovado tem a mesma sensibilidade do elisa que deu positivo anteriormente?
Terceiro: Por mais remota possa ser, poderia ser um resultado falso positivo e eu esteja com alguma outra coisa?
Eu sei que vc não é médico, mas não é muito estranho tudo isso? Vc acha que eu devo fazer um segundo WB para confirmar? Entrei em depressão profunda depois disso tudo e já estou fazendo uso de medicação. Minha carga viral depois de 2 meses está em 300 e meu cd4 aumentou de 230 para 380. Gosto muito do seu blog e tenho uma grande admiração por vc, pois apesar de vc ser leigo, mostra bastante inteligência, sensatez e imparcialidade. Te desejo toda saúde do mundo.
Abraços.

Alexandre disse...

Oi Anônimo. Serei muito sincerocom você, e claro, o que vou postar é "apenas a minha visão de leigo" baseada no "seu relato".

Eu participei na internet em fóruns, sites, redes sociais desde o ano de 2004, e lhe digo com toda a sinceridade "que nunca lí um relato como o seu", e posso lhe afirmar que já lí milhares deles.

Diante de tudo o que você escreveu, mesmo que eu fosse um médico especialista, NÃO teria nenhuma condição de lhe dar respostas, até porque isso somente seria possível se eu fosse médico ou cientista e "tivesse com o seu histórico de saúde, testes e exames em mãos para poder analisar e chegar a uma conclusão correta". Não sendo isso possível, qualquer opinião é apenas e tão somente especulação, hipótese, suposição e achismo sem nenhuma base ou fundamento REAL.

Resumindo, caso "eu estivesse no seu lugar", sentaria diante do INFECTOLOGISTA que estivesse acompanhando meu tratamento, exporia "tudo sem omitir nenhum detalhe, por mais que pudesse parecer sem importância", inclusive faria uma "auto análise" de tudo o que ocorreu após o "meu suposto risco", lembrando de fatos que pudessem ter ocorrido neste período, como por exemplo, outros riscos, relações sexuais desprotegidas, etc, etc, etc, solicitaria que o médico fizesse uma análise detalhada dos testes/exames realizados e, caso, NÃO tivesse feito exames para TODAS AS OUTRAS DST, também solicitaria que fossem "todos"realizasse.

Dessa forma e após TODOS os novos testes e exames terem seus respectivos diagnósticos, certamente se chegaria a, ou, as conclusões definitivas que NÃO deixassem mais "nenhuma dúvida".

Abraços

Anônimo disse...

Obrigado Alexandre, vou tentar fazer isso. além do que eu sei que não adianta querer que o exame dê negativo. Vou tentar conversar com meu infecto na próxima consulta.
Abraços.

Anônimo disse...

Alexandre,boa noite.
Estou muito nervosa com o resultado anti hiv que peguei hoje no laboratório.O teste Elisa deu INDETERMINADO,enquanto que o Western Blot apresentou todas as bandas ausentes,ou seja,não reagente.Conversei com o analista do laboratório e ele me informou que o teste WB é confirmatório e como todas as bandas estão ausentes e não me apresento na janela,as chances de ser negativo o resultado é de 99,9%,mesmo assim estou desesperada por conta desse resultado indeterminado do elisa.Por favor,me dê sua opinião a respeito e agradeço desde já!

Alexandre disse...

Bom dia Anônima. os resultados/diagnósticos "corretos e definitivos" dos testes de hiv são: REAGENTE = POSITIVO OU NÃO REAGENTE = NEGATIVO.

Portanto "qualquer outro resultado" que NÃO sejam estes acima, significa que o teste realizado NÃO conseguiu determinar se o sangue coletado/testado está ou não contaminado pelo HIV.

Eu sugiro que você pegue os laudos dos seus testes realizados, e marque uma consulta com um(a) especialista (MÉDICO(A), de preferência um(a) INFECTOLOGISTA, para ter o DIAGNÓSTICO CORRETO e se tranquilizar.

Eu sempre sugiro à todos que façam seus testes MONITORADOS/ACOMPANHADOS POR UM MÉDICO, pois dessa forma as dúvidas serão tiradas por um ESPECIALISTA e evita-se entrar em desespero sem razão concreta!

Anônimo disse...

Alexandre, parabéns por seu blogue. Conversar sobre o tema é uma das coisas mais importantes para pessoas que se contaminaram ou têm medo de estarem contaminadas. O valor do que você faz é inestimável.

Eu gostaria apenas de corrigir uma coisinha, um pequeno detalhe que você informou. Em pelo menos um comentário você informa que, no sexo oral, o risco de contrair HIV e DSTs é de quem faz e não de quem recebe.

Isso pode ser 99,9% verdade para o HIV, mas não é para DSTs.

Fui contaminado por sífilis no pênis recebendo sexo oral de uma pessoa que, sem eu saber, devia ter lesões de sífilis na boca. A contaminação de sífilis a partir de uma boca com lesões é reconhecida até pelo Ministério da Saúde, que alertou para o risco do beijo nessas condições.

Infelizmente, há riscos, sim, em se receber sexo oral.

A única "consolação", se isso pode ser dito, é que a maioria das DSTs, quando detectada, é curada com certa facilidade, caso da sífilis. Por isso devemos estar sempre atentos a sinais e procurar um médico sempre que tivermos dúvidas.

Alexandre disse...

Obrigado Anônimo. Agradeço a sua "correção", mas acredito que você deva ter interpretado errôneamente o que opinei.

Pois que eu me lembre "sempre" disse que O MAIOR RISCO DE CONTAMINAÇÃO PELO HIV E DST quem corre é QUEM FAZ O ORAL, e dependendo de uma série de fatores, já ditos a exaustão!

Disse também que, QUEM RECEBE o oral "PODE" correr riscos para as outras DST, assim como "PODE" haver riscos PARA AS DST no beijo, da mesma forma dependendo de uma série de fatores!

Disse ainda que, em "TODA" a história/literatura do HIV/AIDS, NÃO HÁ SEQUER UM CASO REAL E COMPROVADO DE CONTAMINAÇÃO PELO HIV NO SEXO ORAL PASSIVO (QUANDO FAZEM EM VOCÊ O ORAL), BEM COMO NÃO HÁ SEQUER UM CASO DE CONTAMINAÇÃO PELO BEIJO.


Inclusive eu SEMPRE sugiro que se use CAMISINHA EM "TODAS" A RELAÇÕES SEXUAIS.

Lembrando ainda que as minhas opiniões SÃO DE UM LEIGO, BASEADAS SEMPRE NAS AFIRMAÇÕES DA CIÊNCIA E MEDICINA, ALÉM DE SUGERIR QUE AS PESSOAS PROCUREM SEMPRE A ORIENTAÇÃO MÉDICA EM CONSULTAS PESSOAIS!

PARA NÃO RESTAR MAIS NENHUMA DÚVIDA: SÃO AFIRMAÇÕES DA CIÊNCIA E DA MEDICINA......NÃO MINHAS!

Alexandre disse...

Só para completar: Leia a postagem abaixo.

http://prazeralexandre.blogspot.com.br/2010/05/o-sexo-oral-e-o-hivaids.html

Rodrigo disse...

Boa noite Alexandre,

Vou contar meu caso, pois não achei nenhum relato parecido nos comentários.

Primeiramente já tive algumas relações de risco com namorados e duas vezes com conhecidos, a última delas há 8 semanas. Há 5 semanas atrás comecei a ter dores atrás dos olhos e febre, no dia seguinte dor muito forte nas costas e falta de apetite. Fui ao médico no quarto dia de sintomas e ele me disse ser dengue, fui fazer exames e 1 semana depois retornei com exames nao reagentes. Como vi muitos cartazes de HIV no consultório, logo pedi o exame HIV e outras dsts... 1 semana depois o laboratorio me ligou pedindo outra amostra pois o HIV estava "querendo dar positivo". Colhi a amostra e na semana seguinte retornei ao infecto e ele me informou que o resultado era positivo e deveria fazer o Western Blot para confirmar.

Na guia está teste para CD4, carga viral HIV e hemograma, isso é realmente o Western Blot? O WB já não deveria ser o segundo exame? Neste caso parece estar sendo o terceiro.

Acho estranho que de lá pra ca estou com sintomas ainda, na semana passada os sintomas eram exatamente como a dengue, depois cessaram e apareceu diarreia e febre por 3 dias (q foi quando fiz a coleta da segunda amostra). Agora estou com algo parecido com gripe (secrecao nasal e muita tosse), mas estou com ganglios super inchados. No período das duas amostras dos exames eu ainda estava com os sintomas iniciais (Dor no corpo etc) e agora na amostra para o suposto WB estou com essa gripe estranha.

Outra observação é que tenho vitilíguo, porém se manifesta muito pouco e em intervalo de anos depois as manchas ficam bem pequenas.

Será mesmo estes exames serem o WB? O resultado está para sair daqui UM MES. Com todos estes problemas durante os exames tenho chances de ser falso positivo mesmo? É normal levar tanto tempo pra sair os resultados?

Mais uma observação: A penultima pessoa com quem mantive relacoes sem protecao por 3 meses fez um exame HOJE que deu resultados HOJE e deu negativo para HIV. Faz 6 meses desde a ultima relacao com ela e foi totalmente desprotegido. Depois dessa pessoa teve só uma outra há 8 semanas atrás que foi uma burrice casual.

Se puder esclarecer sobre tudo isso q apontei ficarei muuuito agradecido.

Alexandre disse...

Rodrigo, vou lhe passar a minha visão "LEIGA" sobre seu relato, porém TODAS AS INFORMAÇÕES, AFIRMAÇÕES, RESPOSTAS E DIAGNÓSTICOS CORRETOS, você somente deve obter através da palavra ESPECIALIZADA DE UM(A) MÉDICO(A) INFECTOLOGISTA, ok?

Os testes de HIV mostram os seguintes resultados: Negativo (não reagente) - Positivo (reagente) - Indeterminado/Inconclusivo.

Os laboratórios e CTA's solicitam NOVA COLETA/NOVA AMOSTRA, quando o teste aponta um resultado POSITIVO OU INCONCLUSIVO/INDETERMINADO.

No caso do POSITIVO, é "obrigatório" que seja realizado novo teste CONFIRMATÓRIO que geralmente é o "WB" OU EQUIVALENTE, para que não haja dúvidas quanto a constatação da contaminação pelo HIV.

No caso de INCONCLUSIVO/INDETERMINADO, geralmente é realizado o mesmo tipo de teste feito na 1ª coleta para que se chegue a um resultado CONCLUSIVO/DEFINITIVO se há a contaminação ou não pelo HIV, pois no 1º teste não foi possível determinar COM CERTEZA este diagnóstico.

Exames de CD4 E CARGA VIRAL E HEMOGRAMA COMPLETO, são solicitados por um INFECTOLOGISTA QUANDO HÁ A CERTEZA QUE A PESSOA É PORTADORA DO HIV. O CD4 verifica a contagem de células de defesa do nosso organismo para determinar como está a nossa IMUNIDADE/DEFESA. A CAGA VIRAL verifica as quantidade de vírus (HIV) no nosso sangue/organismo. O hemograma completo verifica a nossa saúde no GERAL. Com os resultados desses 3 exames, o(a) INFECTOLOGISTA saberá como está a nossa saúde no GERAL e como está a EVOLUÇÃO da infecção pelo HIV, o que determinará os procedimentos a serem seguidos para "controlar" a evolução desta infecção.

Como citei acima, esta é "apenas" a minha opinião LEIGA e baseada no que você relatou, portanto "sem nenhum valor científico ou médico", até porque são "apenas" deduções, suposições repito...DE UM LEIGO. Entre em contato com o INFECTOLOGISTA que o está acompanhando e tire suas dúvidas com o mesmo, afinal é ele quem conhece o seu "histórico de saúde" e quem pode e deve lhe esclarecer sobre "TUDO", para que você possa ficar mais seguro e informado sobre "tudo", ok?

Rodrigo disse...

Olá denovo Alexandre,

Agradeço muito pela resposta!!!

Ainda não saiu o tal resultado do CD4 e carga viral, mas conversei com o infectologista e o mesmo me disse ter pedido o PCR pois um resultado especifico seria confiável, porém, se negativo devo fazer o WB para confirmar novamente... para tanto a suspeita que o WB seria somente o terceiro exame se confirma, e espero que seja mesmo.

Esses sintomas estão me matando, agora ficou uma tosse ridícula que nunca termina e vem as idéias super legais de pesquisar e achar que é tuberculose, mas isso confirmarei em breve já que soropositivo é grupo de risco.

Até desencanei do assunto HIV esses dias, pois positivo ou negativo a vida continua, só me preocupo mesmo com quem mantenho contato sexual hoje, que pode ter sido exposto nessa infecção aguda e me vejo num graaaande problema ter que explicar isso pra ele.

Assim que sair os resultados posto aqui! Acho legal manter o desenvolvimento da situação já que muitos vêm, comentam um problema e nunca retornam pra dizer o que virou e acaba por ficar na mesma.

Até mais!

Alexandre disse...

Rodrigo, eu que lhe agradeço por "dividir" sua história com todos que visitam o blog.

Bem, agora é aguardar e "ficar em cima" do INFECTOLOGISTA para ter todas as suas dúvidas definitivamente esclarecidas e como você bem disse, independente do resultado É VIDA QUE SEGUE!

Um grande abraço!

andré disse...

Olá Alexandre, tenho 30 anos, sou doador freqüente de sangue há alguns dias recebi uma carta do Hemocentro daqui pedindo pra eu comparecer para eu refazer os exames pois tinha dado alguma alteração (há uns 3 anos aconteceu isso porém eu estava mais tranqüilo pois sempre tive relações com camisinha e até então só fiz sexo oral em uma namorada que não era portadora do hiv, então refiz os exames e deu tudo normal) continuei a doar sangue e sempre os exames davam normal. No final de Novembro de 2011 transei com uma mulher, q conheci em um “site de relacionamento adulto”. Como sempre usei preservativo mas caí na besteira de fazer oral nela, pois eu tinha uma falsa convicção q era muito difícil pegar hiv em sexo oral por o vírus não resistir muito fora do organismo e a saliva ser uma proteção amais, Detalhe: eu estava com um dente fraturado q estava cortando e ferindo a bochecha.
Alguns dias depois tive uma gripe e garganta inflamada por uns 3, 4 dias e minha boca passou a ficar com um gosto amargo, e a acumular uma saliva grossa na língua e passou a ficar branca, fui dar uma pesquisada e vi q candidiase pode ser sintoma de infecção por hiv porem não me preocupei muito pois achei muito curto o tempo entre o contato de risco e os sintomas, dpois de uns dias percebi uma pequena mancha vermelha no céu da boca (possivel doença do beijo) e tb dpois apareceu uma lesão na bochecha (mucosa julgal) de cor vermelho sangue, li tb q isso é comum em pessoas com hiv.
Em Abril de 2012 fiz uma doação de sangue, em 18 de maio recebi uma correspondência do Hemocentro para comparecer lá, comecei a ficar preocupado na segunda de manha logo fui ao hemocentro para saber o q aconteceu fui encaminhado ao medico qdo sentei olhei logo os papeis q estavam na mesa dele e vi um q tinha escrito a mão algo tipo xxxx-HIV xxx... fiquei gelado e so esperando ele falar ele olhou la no computador minha ficha e explicou q o exame acusou HIV.. q varias fatores podem dar falso positivo e td... e q tudo indicava q isso ate pq eu não teria tido contato de risco (mas como ele sabe da minha vida? srsr) e q iria refazer o teste so p me liberar p eu continuar doando sangue... não adiantou me veio na memoria logo a mulher q eu citei acima e não parei mais de pensar nisso... fiz a coleta e pediram p eu ligar com 15 dias p saber o resultado, pensei, 15 dias eu já morri de depressão.. rsrs mas td bem... por coincidência há alguns dias atrás tinha pedido uns exames ao urologista (hepatites, hiv etc) no dia seguinte fui fazer esses exames e em 8 dias úteis estariam pronto, passei alguns dias difíceis, depressão profunda mal queria me alimentar e sair de casa..
Recebi uma ligação e não pude atender, retornei depois e me informaram q era do hemocentro mas não sabiam quem tinha me ligado, nesse dia minha depressão piorou pois da outra vez q deu alteraçao eu liguei para saber o resultado, e pensei se eles ligaram antes do prazo q pediram (15 dias) era algo sério.. liguei no dia seguinte mas não consegui contato pois não tinha expediente no setor de serviço pessoal, mas pra minha sorte nesse dia saiu o resultado do exame em laboratorio a parte q fiz.. olhei salvo engano o d herpes dpois fui logo no de hiv e tava não reagente, e de hepatite B deu reagente Hbs 11,6 (talvez pode ser o motivo da língua branca)... tirei um grande peso das costas fiquei mais relaxado, já com a probabilidade bem maior de o exame do hemocentro ter sido falso negativo... no dia seguinte recebi recebi a ligação do hemocentro, foi a assistente social dizendo que havia me ligado pra informar que o exame deu normal e que eu poderia continuar doando.
Foram 11 dias mto difíceis para mim, mas que me fez refletir sobre mtos conceitos q eu tinha em vários sentidos, pensei em mtas coisas nesse tempo... mas é isso a vida segue e tempos q estar preparados para enfrentar os obstáculos pois a vida não segue uma linha reta, ela tem mtas curvas e temos q saber contorna-las..
Parabéns ao Alexandre pela iniciativa de criar este Blog pois é bastante informativo e muito importante no compartilhamento de experiências...

Alexandre disse...

Oi André. Li atentamente seu relato e na minha VISÃO DE LEIGO, a doação que você fez em ABRIL/2012 é a que deve ser levada em consideração.

E pelo que posso tentar "deduzir", seus exames/testes para todas as DST E HIV tiveram resultados NEGATIVOS, com uma exceção: O DE HEPATITE B, QUE COMO VOCÊ CITA DEU "POSITIVO=REAGENTE".

Portanto e levando em consideração apenas o que você conta, EU COMO LEIGO, não entendi porque você foi liberado para doar sangue, já que foi constatada a infecção pela HEPATITE B.

Se você não se enganou sobre o que escreveu, E REALMENTE TER SIDO REAGENTE=POSITIVO O SEU TESTE DE HEPATITE, é necessário que você marque uma consulta com um médico especialista para que o mesmo possa INTERPRETAR CORRETAMENTE SEU TESTE, e "caso" seja confirmado que você tem HEPATITE B, o médico deve iniciar os procedimentos para tratamento da mesma.

"E VOCÊ NÃO PODE E NEM DEVE DOAR SANGUE, ENQUANTO ESSA DÚVIDA NÃO FOR ESCLARECIDA DEFINITIVAMENTE. E (NÃO SEI SE É O SEU CASO) JAMAIS DEVE DOAR SANGUE PARA "SE TESTAR"

Veja, se uma assistente social diz que você está "normal", COM UM TESTE DE HEPATITE B, REAGENTE......RACIOCINE COMIGO: Ela foi no mínimo irresponsável, certo?

Procure se informar com MÉDICOS e esclarecer esta situação, ok?

Só para você ter uma idéia, abaixo uma tabela sobre os resultados de teste para hepatites:
-----------------------------------
Até:8,9 IU/l Não reagente

De 9,0 a 11,0 IU/l Indeterminado

Acima de 11,0 IU/l Reagente
-----------------------------------

Abraços

andré disse...

Olá Alexandre, primeiramente obrigado pela atenção...

Resumindo aconteceu o seguinte, fiz uma doação em abril e em maio recebi uma carta para comparecer no hemocentro e refazer os exames, compareci la e disseram que na triagem acusou HIV daí eu colhi sangue para novos exames e informaram que o resultado sairia em 15 dias.

Etão eu fiz outros exames em particular para adiantar os resultados... os exames foram de hepatite b e c, herpes, vdrl, hiv e clamidia... 7 dias dpois saíram os resultados dos exames q fiz em particular e deu tudo “não reagente” inclusive o de hiv, mas o de hepatite HBs deu 11,6 e o HBsAG = não reagente... pelo que li o hbsag indica infecção e o hbs indica q estou imune a hepatite B e não q estou com a infecção (tomei 3 vacinas contra hepatite B)... mas com certeza vou seguir seus conselhos e vou retornar ao medico e apresentar esses resultados.

Quanto ao hemocentro acredito q a duvida la era somente sobre o hiv mas como falei refiz os exames por la e eles ja ligaram pra informar que esta tudo normal.. ou seja os exames do hemocentro nao detectaram o HBs positivo, vc esta certo mesmo só o hbs positivo já eh motivo para eu não poder mais doar.... vou voltar ao medico para saber qual o procedimento a ser tomado.

Alexandre disse...

Ok André. Provavelmente o teste indicou a "presença de anticorpos" da hepatite já que você tomou a vacina. Mas como "somos leigos", é sempre aconselhável ter sempre a palavra especializada MÉDICA para dar as respostas concretas, corretas e definitivas, ok?

Abraços

andré disse...

Ola Alexandre, chegou uma correspondendia do hemocentro com os resultados dos exames conforme abaixo...


RESULTADO DE EXAME 2ª AMOSTRA


HIV Ag/Ab (ELISA) ................ 0,131 - Não Reagente

ANTI-HIV I/II (ELISA) ............ 0,188 - Não Reagente

ANTI-HIV I/II (SUBTIPO "O") ...... 0,188 - Não Reagente


e junto informava que eu estava apto a continuar doando... quando tiver um tempo vou la no serviço social novamente pedir pra fazer exames pra ver a questao dos anticorpos hepatite B Hbs q deu nos exames q fiz a parte e saber se poderei continuar doando...

Alexandre disse...

Oi André. Com mais este teste de hiv NEGATIVO, não há mais dúvidas que você NÃO é portador do vírus. Portanto tire sua última dúvida a respeito da Hepatite, pois tudo também indica que você não é portador da mesma e: VAI VIVER SUA VIDA!

Abraços

Rodrigo disse...

Boa tarde Alexandre!

Deu positivo. PCR saiu com uma carga viral bruta, quase 500.000 cópias RNA. Tudo indica ser uma infecção aguda, e espero mesmo que seja. Já até contatei o Ex, o de 8 meses atrás deu tudo negativo, e o de 3 meses atrás vai fazer os testes, creio que hoje. Agora só falta esperar confirmar se é aguda ou não pelos próximos exames e tenho q contar para o menino com quem tive relações durante os sintomas iniciais, a pior parte de todas né.
Troquei de médico, pois o outro que estava parecia estar falando com alguém gripado. A nova médica é ótima, explicou tudo de trás pra frente, e me aconselhou esperar um conselho que está por vir para iniciarmos os tratamentos com retrovirais.

Volto pra dizer ainda se é aguda ou não e o resultado das outras revelações haha! Tá complicado mas tá indo.

andré disse...

Ok Alexandre obrigado e mais uma vez parabens pelo blog, continue assim pois o mesmo é muito importante... fique com Deus.

Alexandre disse...

Oi Rodrigo. Você fez o que todos nós devemos fazer quando damos o "azar" de encontrar pela frente, médicos(as) que escolheram a profissão errada. Eu, bem no início bati de frente com um desses, e claro mandei-o procurar a turma dele rsrs.

Agora que você está sendo atendido por uma médica "PROFISSIONAL", fique sossegado porque a mesma lhe orientará da forma correta.

Independente de qualquer coisa, de agora em diante É PORRADA no hiv sem perdão rsrs.

Abração

---------------------------------

André, obrigado!

Abração

Anônimo disse...

Boa tarde, Alexandre.

Gostaria de saber o que acontece depois da segunda coleta no teste de HIV. Nesta segunda coleta será realizado o Western Blot? Ou repetirão o primeiro teste (Elisa)? Para mim, não está muito claro se este resultado, após a segunda coleta, será o definitivo ou se me mandarão depois deste resultado para o Western Blott, realizando uma terceira coleta.

Obrigado.

Alexandre disse...

Boa tarde. O "procedimento" de cada laboratório é uma informação que somente pode ser esclarecida pelo local onde você fez os testes, e "é obrigação do laboratório dar todas as informações que você precisar", portanto exija seu "direito".

Em resumo "o procedimento de consenso mundial" para testagens é o seguinte:

Quando uma pessoa realiza o teste de HIV:

1-Resultado não reagente = negativo. Não há necessidade de confirmação, "a não ser que a pessoa tenha feito o teste com "janela" insuficiente.

2-Resultado reagente = positivo. É "obrigatório" que seja realizado o "teste confirmatório" pelo WB ou semelhante "com nova coleta/amostra", para que se tenha "certeza absoluta" do diagnóstico.

3-Resultados indeterminados, inconclusivos, indefinidos = Não foi possível obter um resultado "definitivo". Portanto "obrigatóriamente" deve ser coletada nova amostra (ou outras se for preciso) até que se chegue ao resultado "conclusivo = definitivo = correto".

4-NENHUM LABORATÓRIO, SEJA PARTICULAR OU NÃO, PODE LIBERAR UM RESULTADO "DEFINITIVO" CASO EXISTA ALGUMA DIVERGÊNCIA NAS ANÁLISES. SENDO QUE UMA AMOSTRA PASSA POR DIVERSAS ANÁLISES, E SOMENTE É CONSIDERADO DEFINITIVO, QUANDO "TODAS" TIVEREM O MESMO RESULTADO. E, CLARO, RESULTADO DEFINITIVO É "POSITIVO/REAGENTE OU NEGATIVO/NÃO REAGENTE".

Exatamente por causa dessas dúvidas é que EU SEMPRE RECOMENDO QUE AS PESSOAS SE TESTEM SOB ORIENTAÇÃO MÉDICA. Pois dessa forma não as dúvidas (todas) serão esclarecidas.

Abs

Alexandre disse...

Corrigindo..."pois dessa forma "todas" as dúvidas serão esclarecidas".

Anônimo disse...

Oi de novo, Alexandre. Eu sou o mesmo Anônimo de hoje. Só para confirmar: O meu exame virá do laboratório com resultado NEGATIVO ou POSITIVO? Me ligaram informando que precisavam de nova coleta pq deu inconclusivo... Estou muito preocupado... Estou com medo de saber a resposta. O resultado "Inconclusivo" me dá esperança. Li nos falsos positivos que vacina do Tétano pode causar falso positivo... No dia da primeira coleta eu tinha tomado TRÊS VACINAS. Será que isso vai prolongar o meu resultado final? Vi que exames como Western Blot e PCR são mais caros, o laboratório vai ter que usar estes métodos, caso seja necessário confirmar e sair da dúvida?

O que entendi até agora é que vc faz exame e:
- se deu negativo: seja feliz e se cuide.
- deu positivo ou indeterminado: nova coleta e repete o teste (que pra mim parece ser o mesmo teste da primeira coleta). Aí o laboratório te dá o resultado que ele achou. Para confirmar (WB ou PCR), seria feito outro exame, outra coleta e outro pagamento (quem não tem plano de saúde).

Se WB é caro, o meu teste não deve incluir ele, pq não achei tão caro assim. Eu liguei pro laboratório para saber sobre o WB e daí a atendente foi falar com alguém da área e disse que a confirmação é feita pelo "grupo O"... entendi isso.

Essas letras para provar que não sou um robô são muito difíceis de enxergar. Será que isso é um sintoma? E pq um robô estaria aqui né?!?! O robô não sabe a sorte que tem nestas horas hehehe

Isso é só uma brincadeira para dar um humor nisto tudo.

Abraço

Alexandre disse...

Oi. Talvez...eu disse TALVEZ...essas vacinas possam ter interferido de alguma forma no seu teste de hiv, inclusive você deveria ter informado o laboratório sobre este fato, e o mesmo tinha a "obrigação" de lhe informar se essa interferência poderia ocorrer. Ainda assim, você deve "exigir" que eles lhe orientem e lhe passem as informações "corretas", mas não por uma atendente, mas por um(a) médico(a) ou no mínimo um(a) profissional bioquímico.

Como resumi na resposta anterior, resultado de teste de hiv "definitivo" é POSITIVO/REAGENTE OU NEGATIVO/NÃO REAGENTE, sendo que no caso de POSITIVO/REAGENTE ou INDETERMINADO/INCONCLUSIVO, A COLETA DE NOVA AMOSTRA É OBRIGATÓRIA ATÉ QUE SE CHEGUE A UMA CONCLUSÃO CORRETA ER DEFINITIVA.

Você PAGOU para se testar e eles tem a "obrigação" de lhe dar o DIAGNÓSTICO CORRETO E DEFINITIVO. Vá pessoalmente no laboratório e só saia de lá totalmente esclarecido.

Sobre essas "letrinhas" isso é um saco mesmo, mas acredite é um mal necessário. Você nem imagina o que os(as) RATOS VIRTUAIS são capazes de fazer. Aqui mesmo sofro ataques diários, mas por enquanto estou conseguindo "decapitá-los" kkkkkk, só não sei até quando kkkk

Abraços

Bruno Soares disse...

Ola, bom dia. Meu caso é o seguinte. Fui doar sangue e me veio o resultado reagente e nao reagente na mesma amostra de sangue, é possivel isso acontecer, o resultado seria indeterminado?POis a medica nada me explicou. Dois meses depois fui a laboratorio e deu nao ragente, mais fiquei preocupado. AGora fui em um infectologista e pedi o western blot, estou esperando o resultado. Existe essa possibilidade de mostrar dois resultados na mesma amostra? como isso é possivel?

Alexandre disse...

Bom dia Bruno. NÃO! Todo e qualquer teste/exame deve ter o resultado CLARO e que não deixe nenhuma dúvida, e o local onde os mesmos foram realizados TEM OBRIGAÇÃO emitir um laudo (resultado) com o diagnóstico CORRETO, CLARO, E DEFINITIVO. Quando você receber seu novo resultado, faça-o junto com o médico que o prescreveu para ter todas as suas dúvidas esclarecidas, e aproveite a oportunidade para comentar esse fato com o mesmo, e ouça sua opinião especializada.

Anônimo disse...

Boa tarde,

Fiz um ELISA em julho de 2011 com resultado não reagente, índice 0,59. Depois dessa data só mantenho relações sexuais com meu namorado, em quem confio totalmente. Nesse período ele realizou 2 exames para HIV (obrigatório no trabalho dele) e deu não reagente. Estava tranquila mas, nesse mês de agosto como faço todo ano, colhi todos os meus exames de sangue e o resultado do HIV deu indeterminado (não consegui ver o índice), 3 dias depois (16/08/2012) voltei ao laboratório e colhi nova amostra que tb foi liberada como resultado indeterminado, índice de 1,32. Estou muito preocupada, vou procurar um infectologista para esclarecer essas dúvidas mas, já que conheci seu site hoje resolvi enviar essa pergunta para ver se vc pode me ajudar!

Descobri junto com esses exames ginecológicos que estou com HPV, esse é um vírus DNA e do HIV de RNA, vc acha que pode haver interferencia no resultado do exame de HIV?

O período de janela imunológica pode ser superior há 1 ano? Acredito que não pq senão meu namorado já teria resultados positivos em seus 2 exames que realizou neste período, o que não foi o caso! O último realizado por ele foi no dia 26/06/2012!

Espero que entenda minhas dúvidas e possa me ajudar! Obrigado!

Alexandre disse...

Boa tarde. Por favor preste atenção na minha visão DE LEIGO e tire suas conclusões. Lembrando que as mesmas não tem NENHUM VALOR MÉDICO/CIENTÍFICO, portanto NÃO devem ser consideradas como tal.

Você foi diagnosticada como portadora de HPV, que é uma DST (doença sexualmente transmissível) QUE TODAS AS PESSOAS IGNORAM E ESQUECEM. E provavelmente foi adquirida numa RELAÇÃO SEXUAL SEM PROTEÇÃO/CAMISINHA.

Seus últimos testes de HIV deram INDETERMINADO, portanto não foi possível ter o resultado correto, que é POSITIVO/REAGENTE OU NEGATIVO/NÃO REAGENTE.

Dessa forma você DEVE EXIGIR que o laboratório lhe entregue um DIAGNÓSTICO, CLARO, CORRETO E SEM NENHUMA DÚVIDA...É OBRIGAÇÃO DELES. Inclusive a sua dúvida sobre interferência (ou não) do HPV no resultado, também É OBRIGAÇÃO DO(A) MÉDICO(A) do laboratório lhe esclarecer. Até porque no seu caso, "houve uma interferência ou algo que prejudicou o diagnóstico referente a infecção pelo HIV", mais um motivo para que o laboratório se pronuncie e esclareça o ocorrido.

Em paralelo, deve marcar uma consulta com um(a) INFECTOLOGISTA para relatar suas situações sem omitir NADA, levar os testes realizados para serem analisados por ele(a), INICIAR SEU TRATAMENTO DO HPV que é sua urgência neste momento, e também solicitar que o(a) médico(a) investigue TODAS AS OUTRAS DST. Somente dessa forma você poderá saber se seu problema de saúde é só este (HPV) diagnosticado. Faça isso rapidamente para NÃO deixar o HPV evoluir!

Não esqueça que EM TODA RELAÇÃO SEXUAL DESPROTEGIDA, eu, você e qualquer pessoa pode adquirir TAMBÉM UMA DST E NÃO APENAS O HIV!

Abs

«Mais antigas ‹Antigas   1 – 200 de 215   Recentes› Mais recentes»