"O DIA A DIA DO SEU TRATAMENTO DO HIV/AIDS"



Aceitação do HIV/AIDS: Uma das maiores causas de problemas no tratamento é a não aceitação do fato de ter o HIV. A pessoa que não consegue aceitar sua soropositividade pode experimentar sentimentos como revolta ou indiferença, pode ficar presa ao papel de vítima ou de culpada pela situação. Faltar às consultas, aos exames, não tomar os remédios e não cuidar da saúde são reflexos desses sentimentos.
O início da medicação é um desses eventos que coloca a realidade à nossa frente: “Você tem o HIV e terá que se tratar para viver”.
É normal ter uma reação negativa nesse momento. Cada pessoa tem seu tempo para elaborar, aceitar e reagir aos acontecimentos e isso precisa ser respeitado. Mas é importante saber que seu bem-estar depende de você aprender a lidar com o fato de ser soropositivo(a), querer se tratar e compreender que os medicamentos são seus aliados.

Expressar emoções faz bem à saúde: Por diferentes motivos, várias pessoas preferem não conversar com seus amigos e familiares sobre o HIV. No entanto, reprimir as emoções não faz bem à saúde. Pode ser uma experiência reconfortante compartilhar seus sentimentos com as pessoas mais próximas. Não que seja fácil. A verdade é que tem gente que simplesmente não saberá o que falar ou fazer para apoiá-lo. Não crie muitas expectativas, mas tente. Você pode se surpreender.
Ter alguém para compartilhar esse difícil início de tratamento, seja para ajudar a lembrar o horário do medicamento, acompanhar às consultas ou simplesmente para conversar, fará você se sentir melhor.

Grupos de apoio: Em diversas unidades de saúde e Organizações Não-Governamentais (ONG'S) existem grupos de pessoas soropositivas que se reúnem, na maioria das vezes junto com profissionais de saúde, para conversar sobre a vida com HIV/AIDS. Nesses locais você encontrará apoio, informação e poderá fazer novos(as) amigos(as). Todos ali estão passando ou já passaram por muitas situações que você está enfrentando agora. Além disso, nas ONG'S, você poderá obter suporte jurídico, conhecer os seus direitos no trabalho, planos de saúde, etc.

Ajuda psicológica: Consultar um(a) psicólogo(a) pode ajudar muito a lidar com a soropositividade. Esse(a) profissional está preparado(a) para auxiliá-lo(a) a ultrapassar momentos difíceis, como o início da terapia anti-retroviral e a revelação do HIV para amigos e familiares.
Junto com ele, você irá se fortalecer internamente para aceitar o HIV e tentar buscar formas de lidar melhor com o fato, descobrindo novos sentidos para a vida e buscando alternativas de felicidade.
O(A) psicólogo(a) também poderá atuar junto à sua família, orientando, esclarecendo e dando o suporte necessário para que ela também atravesse bem essa fase.

Adapte a terapia à rotina: Tente adequar as tomadas do medicamento às coisas que você faz todos os dias nos mesmos horários: a saída ou volta para casa, a hora das refeições, de acordar ou de dormir, etc. Tome o remédio antes da atividade de rotina selecionada. Assim fica mais fácil lembrar de tomá-lo. Nos finais de semana ou durante as viagens, se esforce para manter os horários da medicação.

Separe os medicamentos: Você pode separar os comprimidos de que vai precisar em cada dia da semana e colocá-los em pequenos frascos (ex: frascos de filmes fotográficos). Isso facilita o transporte e garante que a quantidade diária de medicamentos seja tomada.

Sempre alerta: Para não esquecer o horário da medicação, programe o alarme do relógio ou celular para lembrá-lo. Outra idéia é anotar os horários dos medicamentos e colocar num local visível.
Não consigo comer nada : Mesmo com falta de apetite e enjôo, você tem que se alimentar durante o dia. Para os anti-retrovirais que precisam ser tomados junto com alimentos, tente ao menos um lanche. Procure a orientação de um nutricionista.

Vomitei: Caso você perceba a saída do medicamento no vômito, repita a dose. Se o vômito acontecer uma ou duas horas depois do remédio ser tomado, não o tome novamente. Espere para tomar a próxima dose do remédio no horário previsto.

O remédio acabou e eu estou sem receita: Busque a receita sempre alguns dias antes do medicamento acabar. É muito grave ficar sem os anti-retrovirais. Converse com seu médico sobre pegar receitas pré-datadas.

Mas atenção:É fundamental ir às consultas de três em três meses e fazer os exames necessários com freqüência”.

Esqueci de tomar o remédio: Quando esquecer de tomar os anti-retrovirais que devem ser tomados de 12 em 12 horas (duas vezes por dia) ou os que devem ser tomados de 24 em 24 horas (uma vez por dia), siga o seguinte conselho: se você lembrar do remédio com até 4 horas de atraso, tome-o imediatamente. E tome a dose seguinte na hora certa.
No entanto, o mais importante é conversar com seu médico sobre o que fazer quando esquecer de tomar o remédio.

Fundamental: “É fundamental manter o sangue com uma dosagem de medicamento capaz de combater o HIV. Repetidos atrasos e esquecimentos das doses podem acarretar sérios problemas ao seu tratamento”.

55 comentários:

Anônimo disse...

Bom dia Alexandre, vc é o cara, desculpa minha ignorancia nesse assunto, e já pessoa desculpas pelas perguntas q vou fazer, estou muito preocupado com o hiv, tive relação de risco e após 30 dias minha garganta inflamou e os glanglios aumentaram, ainda estou com a garganta bem vermelha e os ganglios diminuiram porem parece q minha boca esta inflamada mucosas asperas, nao sei se isso é sintoma, não tive febre, e fiz um exame rápido após 36 dias do contato e deu não reagente, posso ficar tranquilo? Conto com sua experiencia para me ajudar e seus posts são de grande ajuda a todos.
Abraços

Alexandre disse...

Anônimo, SE VOCÊ NESSES 36 DIAS NÃO TEVE NOVAS RELAÇÕES DESPROTEGIDAS, o seu teste é totalmente confiável PARA O HIV e comprova que não houve contaminação pelo HIV.
Provavelmente os gânglios inchados foram causados por uma suposta inflamação na garganta, mas para saber ao certo consulte-se com um clínico geral para uma resposta e diagnóstico correto.
E se você não procurou saber, através de um UROLOGISTA, se houve contaminação por alguma DST, consulte-se também com um para descartá-las, pois as DST sempre são esquecidas.

Abraços

Anônimo disse...

Ola Alexandre... Não consigo olhar para essa sua foto sem ver nela uma grande bandeira de coragem, garra e determinação. É super complicado "por a cara na janela" quando ha tantas pedras vindas de todos os lados! Parabens, e eis-me aqui, buscando apoio e tentando entender um pouco mais sobre ARVs. Me chamo M. e entrei em contato contigo por email, ha poucos dias. E só tenho a te agradecer! OBRIGADO MESMO!!

Uma questão por favor: 1 hora de atraso (ou adiante), causa diferenças na tomada dos ARVs?? Obrigado, amigo!

M, BE

Alexandre disse...

M, eu sei que a maioria pensa como você e eu sempre digo que cada um tem o direito de agir conforme seu próprio conceito, e respeito isso.
Mas "EU", sinceramente não consigo ver uma só razão para me esconder.
Quanto as pedras, tenha certeza que as que são atiradas eu devolvo em dobro.

Sobre os ARV's, 1 hora de atraso ou de antecedência não vão prejudicar em nada o tratamento, o que você não pode fazer, é deixar de tomá-los e caso esqueça da hora da dose, quando lembrar tome mesmo fora do horário, depois siga a rotina sem alterar nada.

Abraços

Anônimo disse...

Sou o Pato... tdo bem?

Um exame Elisa de 4 geracao com 22 dias já prova a negativação do exame?

Nasceu uma ingua ( tamanho de caroco de feijao ) pero do meu pomo de adao... nao doi, nao arde, me sinto cansado ( mais acho q é normal )...

Nao tive mais nenhum sintoma... ha possibilidade de estar infectado?

Alexandre disse...

Pato, o teste de 4ª geração com 22 dias é altamente confiável e seguro. Você tem certeza que é uma íngua e você sabe o que é uma íngua? Não seria um pelo de barba encravado?
Se não consegue desencanar consulte-se com um urologista e relate tudo sem omitir nada, para desencanar de vez.

Anônimo disse...

Olá Alexandre, tenho seguido faz algum tempo o excelente conforto que presta as pessoas que frequentam o blog e só tenho a dizer que tem sido uma escola para mim, pois de forma sábia tem sabido dar respostas as duvidas, medos e receios que diariamente apoquentam as nossas vidas, tem sido um exemplo de luta e saiba, voçê já é um vencedor!
Alexandre, tenho um familiar muito próximo enfectado e doente,( vivemos em Angola ) que teve um diagonóstico tadío, começou a terápio com lamivudina e efavirenz, segundo os medicos daqui, esses medicamentos são os de primeira linha no tratamento, mas meu parente teve muitas falhas no meio do tratamento, e não cumpriu com os horários e uma vez simplesmente deixou de os tomar, tendo recomeçado a toma-los depois que recomeçou a sentir-se mal e aí melhorou novamente, agora passado seis meses ela adoenceu novamente de forma grave, embora continue a tomar os remédios de forma regular.
Sugeri aos médicos que a assistem para a possibilidade de trocar a terapia pois é visível que há uma falha terapeutica ou seja, pelo que sei, há resistência do vírus aos medicamentos, porém os médicos insistem na mesma medicação. tenho lido que devia-se análizar a possibilidade de trocar o Efavirenz por outro e manter o lamivudina que segundo especialistas pode voltar a ser activo, gostaria de ter o seu ponto de vista ou de algum especialista pois receio muito que tanta demora pode ser fatal.
Um grande abraço fraterno e tudo de bom pra sí.
Aguardo sua resposta.
PS: Ahh, já ia me esquecendo um grande abraço a sua querida e valente mãe ( li sua historia e fiquei emocionado )

Alexandre disse...

Olá anônimo. Os médicos estão corretos, pois essa combinação geralmente a maioria das pessoas utiliza no início da terapia anti-hiv, inclusive eu mesmo a utilizei. Mesmo que eu fosse médico seria impossível lhe responder sobre o que está ocorrendo com seu parente, até porque as "falhas terapeuticas" também podem ser causadas pela adesão incorreta do soro+, que deixando de tomar a medicação "abre" brechas para o hiv, acabando por tornar mais agressiva a infecção.
Inclusive como você leu meu depoimento, lá eu cito que "abandonei" o tratamento e em consequência disso tive várias doenças oportunistas, graves, e me recuperei bem lentamente por causa disso.
Existe também a possibilidade do seu parente estar com alguma dessas doenças que acabam por debilitar ainda mais sua saúde.
Você vê como é impossível dar uma opinião? Portanto não é somente quando a medicação se torna ineficáz e o vírus resistente a mesma, que ocorre a falha terapeutica. Por isso que eu insisto tanto para que as pessoas não abandonem jamais seus tratamentos, pois as consequências são certas, inevitáveis e na maioria das vezes irreversíveis.
Me desculpe pela franqueza, mas nesse assunto não dá para ser de outra forma. Porém, é sempre bom lembrar que apesar de ser difícil se recuperar, "eu" me recuperei e outros também, com muita vontade e luta.
Eu sugiro que você converse com os médicos e peça-lhes que lhe expliquem, com sinceridade, o que está ou o que pode estar acontecendo. Pois eles já devem ter uma opinião formada a respeito, sobre as causas dessa complicação. Dessa forma você poderá ajudar o seu parente e lhe dar forças para recuperação.
Obrigado pela lembrança de minha mãe.

Abraços e muita força

Anônimo disse...

Boa tarde alexandre quero te fazer uma pergunta,se a pessoa levar aserio os medicamentos levar uma vida saldavel ela pode conviver com o bichinho tranquilho?
MUITO OBRIGADO ESTOU PASSANDO POR UM PERIODO DE MUITO SOFRIMENTO O SEU BLOGGER TA ME AJUDANDO MUITO!

Alexandre disse...

Anônimo, a pessoa "querendo" fazer o tratamento, que é muito simples, de maneira correta e "vivendo" a vida, terá uma expectativa de vida igual a quem não é soro+, e isso já foi comprovado.

Abraços

Anônimo disse...

Boa noite alexandre eu tenho uma duvida com quanto tempo uma pessoa infectada ja pode trasmitir o virus para outra?
wlw ale!

Alexandre disse...

+- dentro de 2 a 4 dias após contrair o vírus.

Anônimo disse...

Boa noite.
Tomei meu remedio lami+zido com 2 horas de atraso. Isso ocorreu apenas outro dia, apos um ano e tanto de tratamento.
Posso ter algum prejuízo?
Obrigado.

Alexandre disse...

Boa noite. Fique tranquilo, uma vez ou outra ocorrendo um atraso não lhe trará nenhum prejuízo.

Abs

Anônimo disse...

Obrigado.
Continue em sua luta para salvar vidas.

Anônimo disse...

ola alexandre
eu gostaria de irar algumas duvidas
eu aço o uso de ARVde 24 em 24 hs. porem eu tenho muitas reações como tonteiras e etc...
por esse motivo eu deixo para tomalos sempre antes de dormir, que geralmente é entre 00:00 às 03:oo hrs.
ha algum problema de eu estar fazendo essa variação no horário?
meu ARV acabou na sexta e eu fiquei sem ter medicamentos para o sábado e domingo há necessidade de trocar o medicamento?
o uso de maconha pode reduzir o CD4 e aumentar a carga vira?
desde já agradeço

Alexandre disse...

Oi Anônimo. Essa prescrição de tomar a medicação de 24 em 24 horas foi feita pelo seu infectologista? Se foi, nada a comentar.

Veja, para que a medicação tenha o efeito desejado, a mesma deve "sempre" ser tomada corretamente, nas dosagens e nos horários que o SEU MÉDICO receitou, e as reações "comuns", em geral somem após o início da terapia, mais ou menos após 1 mês. Caso essas reações sejam totalmente insuportáveis, você deve entrar em contato com se MÉDICO e informá-lo, dessa forma e se for necessário, o mesmo saberá o que você deve fazer para amenizá-los.

Para que você não fique sem a medicação, mais ou menos "2 dias antes dos mesmos acabarem", retire-os na unidade de saúde que você se trata, NÃO espere que acabem para NÃO interromper o tratamento. Quanto a trocar a medicação, isso somente é possível se o seu MÉDICO concluir e decidir que essa providência deve ser tomada.

Anônimo, QUALQUER DROGA prejudica o nosso organismo e pode nos causar sérios problemas. Eu não devo e não posso dar palpites na sua vida pessoal, apenas posso lhe fazer uma sugestão: Tente "largar" esse vício para o seu próprio bem, mas é claro que essa decisão só você tem o direito de tomar, ok?

Abs

Anônimo disse...

olá Alexandre, gostaria de saber qual a possibilidade de um homem soropositivo ter um filho com uma mulher sem ser soro positivo.?

Alexandre disse...

Anônimo, dê uma lida no link abaixo:

"CLIQUE AQUI"

martha/henrique disse...

boa tarde!! moro em Porto Alegre 20 Anos mas sou do nordeste,e há 20 de dias veio um irmão meu paasear e aproveitamos para fazer um chek-upe uma bomba caiu em nossas vidas, a descoberta de ser soro positivo.desde então minha vida eh exames, hospital,rémedios ,reações, o desespero é total estou sozinha com ele aqui sem os outros irmãos e o resto da familia nao sabe,gostaria q mandasse um recado e uma palavra de conforto p/ ele acreditar q esse início é complicado mas vai passar, vai amenizar... achei por une dune te rssss seu blog e achei fantástico e o interessante foi q o assistente social indicou seu blog e falei q já tinha entrado mr ajude e fique com DEUS NESSA SUA CAMINHADA DE LUTA E DE VIDA ... MARTHA e HENRIQUE

Alexandre disse...

Boa noite. Fiquei surpreso com a indicação da assistente social, mas uma "surpresa positiva" rsrs.

Martha/Henrique...sabe, palavras de conforto até que são importantes, mas eu acredito que "palavras mostrando os fatos reais" no caso do hiv, sinceramente são bem mais reconfortantes...e por que?

Porque na realidade ter hiv, que não é nada agradável (claro), NÃO significa que a vida do portador acabou, pois o vírus (acredite) NÃO vai privar a pessoa de absolutamente nada...NADA MESMO...É difícil? Sim é? Porém se a pessoa "optar por não entregar sua vida ao hiv", seguirá vendo, falando, andando, sentindo, sonhando, estudado, realizando, namorando, casando, tendo filhos/família...enfim...VIVENDO!

Isso É FATO! E somente aquelas pessoas que se entregam a um simples vírus, é que deixam de viver......Não é seu caso, é?

Tenho certeza que não!

Melhor que somente minhas palavras, são as histórias "reais" que você poderá ler neste link: "Clique aqui"


Leia cada uma delas e veja onde o hiv se meteu rsrs......ele NÃO arrumou nada e teve que colocar o rabinho entre as pernas, pois NADA VENCE A VIDA!

Você pode também ler a postagem "EU E O HIV", acessando no menu do lado direito do blog, onde faço um resumo do meu "namoro com o viruzinho" rsrs.

Viu só quantas histórias REAIS E POSITIVAS?

Tenho certeza que logo logo você também contará a sua e como deu uma "porrada" no hiv.

Grande abraço e como diz uma amigão meu...VAMU QUI VAMU RAPÁ!!!

Anônimo disse...

Alexandre help hoje pela manhã tomei três medicações: Uma que sei ao certo que foi o Pondera e acho que acabei tomando o Efavirenz( sendo que este eu só tomo às 19h) então acabei tomando o Lamividina+Zidovudina tbm. E agora o que eu faço quando chegar às 19h? #tenso

Alexandre disse...

Anônimo, fique calmo pois não há motivo para ficar tenso. No horário que você costuma tomar a medicação(19:00 hs) siga a sua rotina sem problemas. As vezes acontece de nos esquecermos ou tomarmos a medicação "trocada", porém e desde que isso não se repita outras e várias vezes, não prejudicará o tratamento. Caso você prefira, para se sentir mais seguro, entre em contato com seu infecto que o mesmo o tranquilizará, ok?

Abraços

jefferson william disse...

Boa tarde alexandre, tenho 16 anos e fui contaminado com HIV a quase um ano, bom, preciso da sua ajuda, pois tenho namorada e nao consigo toca-la com medo de infecta-la como devo fazer pra chegar nela ? devo contar que tenho HIV?

Alexandre disse...

Boa tarde Jefferson. O que eu "posso" lhe dizer a respeito é que:

"Desde que você use "camisinha corretamente" em TODAS as relações sexuais, inclusive oral. Você não transmitirá o HIV à outra pessoa.

Converse a respeito com o(a) MÉDICO(A) que acompanha seu tratamento para se orientar mais e melhor.

Quanto a sua vida "pessoal/particular/sentimental", nem eu e nem ninguém pode ou tem o direito de opinar e "decidir por você". O máximo que posso lhe dizer é que reflita sobre isso:

Caso fosse o contrário, ou seja, se fosse ela que tivesse hiv. O que "você" gostaria que ela fizesse?

Abs

Anônimo disse...

bom dia, tenho hiv há alguns anos e o tratamento está sendo um sucesso. Porém, a uns dois atras eu esqueci de tomar a combinação efavirenz + biovir antes de dormir e acabei tomando quando acordei, umas 9 horas de atraso. E continuo tomando os medicamentos em seus horários corretos normalmente. Será que corro o risco de uma superdosagem ou de poder causar resistencia do virus?

Alexandre disse...

Bom dia. Calma e fique sossegado porque você fez o correto "nessa situação" quando esquecemos da medicação. Não há problema algum de resistência e/ou superdosagem quando ocorre essa "exceção". Desde que isso não seja uma rotina, ou seja, todo dia esquecer.

Certamente não é seu caso e foi um acontecimento raro, portanto desencane. Eu mesmo nesses já 15 anos que tomo a medicação dei minhas esquecidinhas.

Somente para você se tranquilizar de vez, faça essa pergunta ao seu médico, ok?

Anônimo disse...

Alexandre, soube que sou soro+ apenas em 11/2011 mas somente em 06/2012 comecei a tomar os ARV e tenho mudado totalmente minha vida em prol deste tratamento, como deixar de beber, de fumar e de transar, e já agora em 15/09/2012 meu exame de carga viral (CV) deu indetectavel. Me sinto bem, tirando as diarreias que ainda não se foram, tão bem que perguntei ao meu medico se já podia fazer sexo oral e ele disse que sim, que pelo fato da CV tá indetectável. Será que isso é verdade ou não. Num quero acreditar. Que voce me diz?

Alexandre disse...

Anônimo, o que eu posso lhe dizer é que uma pessoa que tem hiv NÃO fica impedida de fazer absolutamente nada.

Inclusive pode e deve ter ter relações sexuais como qualquer outra, uma vez que USANDO A CAMISINHA CORRETAMENTE EM TODAS AS RELAÇÕES (ORAL, ANAL, VAGINAL) NÃO correrá riscos de transmitir o vírus e também NÃO correrá riscos de ser REINFECTADO no caso do(a) parceiro(a) ser portador(a) do hiv.

E também NÃO correrá riscos de TRANSMITIR OU SER CONTAMINADO PELAS OUTRAS DST, até porque essas últimas são sempre DESPREZADAS e muitas delas são mais contagiosas que o próprio hiv, HEPATITES POR EXEMPLO.

Esta é a minha opinião DE LEIGO!

r. disse...

ola me chamo rodolfo descobri que sou soro positivo e vem descobrir depois de meses iniciei meu tratamento a um mes e meio a dias atraz descobri o diagnostico de uma tuberculose ganglionar porem meus ganglios nao estao auterados demais eles tem cerca de3 ctm e ja iniciei o tratamento mas me preocupo tenho muito medo de nao ficar bom..dai a uns dois dias atraz a medica que me acompanha no tratamento da tb me achou palido dai ela passou um hemograma minha anemia está hgb8.7 hct27.1 quer dizer que esta baixando em agosto fiz um hemograma e deu10.4 nao estava dai o medico disse que pode ser por conta dos meus remedios eu iniciei com efavirenz e biovir dai ele pediu pra trocar por TENOFOVIR,EFAVIRENZ, LAMIRIDINA dai tomo todos meia noite estou..e pediu que eu retornasse com 6 dias para fazer outro hemograma para ver se ja tinha melhorado da anemia se caso eu nao melhore o que pode ser? tenho medo que vire algo pior tenho medo de morrer sinto minhas panturilhas fracas..enfim me ajude

Alexandre disse...

Oi Rodolfo. Sei que é complicado mas procure primeiro se acalmar. Tenha paciência, siga as recomendações médicas corretamente e continue seu tratamento com dedicação.

Você iniciou seu tratamento recentemente e com toda certeza, mais a frente você começará perceber e sentir sua saúde melhorando a cada dia.

Lembre-se que "a tuberculose e a anemia são curáveis", porém e mais uma vez repetindo é preciso que você tenha calma, paciência e dedicação no tratamento, e da mesma forma deve ser feito com o hiv, que ainda não é curável, "mas tratável, controlável ao ponto de permitir que você leve uma vida normal".

Troque esse "medo por força de vontade" para não deixar que esses problemas de saúde dominem você. Converse muito com seus médicos e em paralelo peça ajuda a um(a) psicólogo(a) para cuidar do seu emocional e da sua auto estima. E acredite, a mais importante ajuda está dentro de você mesmo.

Abs

Anônimo disse...

Hola Alexandre eu só soropositiva, descobri em 2004 mais até agora nao tomo antiretrovirais, meu medico disse que nao e necessário porque a minha carga viral esta boa.
Apenas tomei antiretrovirais em 2010 quando estava gravida desde que dei a luz ele mando suspender.

Alexandre disse...

Anônima, certamente o seu médico sabe qual o melhor procedimento para você. Confie nele, siga suas orientações e qualquer dúvida que você tiver, peça que o mesmo a esclareça.

Abs

Anônimo disse...

Olá! Alexandre! Tomo efavirenz (24/24) e biovir (12/12)! Porém viajei hj e esqueci os remédios e vou ficar Ateh sábado fora! Tomei bio cedo e nAo
Tomei efa e bio a noite! Ateh sábado eh mto tempo pra ficar sem neh? Mas na melhor das hipóteses eu soh consigo o medicamento denovo na quarta cedo! Ficarei sem tomar hj a noite e amanha o dia inteiro! Vc acha q isso pode trazer mto prejuízo ao tratamento?

Alexandre disse...

Anônimo, acredito (como leigo) que sendo "somente esses dois dias" provavelmente não haverá problemas, mas se eu fosse você entraria em contato com o seu infectologista, explicaria a situação e receberia dele a resposta correta pois é ele quem conhece a sua saúde NO GERAL.

Anônimo disse...

Ola alexandre existe muitas duvidas ainda vc é medico?

Alexandre disse...

Anônimo, como eu deixo sempre claro em todos os comentários e também em todas as informações a respeito do Blog (veja no cabeçalho: Informações do Blog e Autor do Blog) "eu não sou médico", e por isso mesmo "sempre" sugiro que as pessoas procurem um(a) médico(a) para obterem as informações corretamente!

Anônimo disse...

Alexandre, faz 1 semana que estou tomando os antiretrovirais, e a 4 dias estou sentindo muita dor no estomago, tipo gastrite mto forte, ja tomei rrmedios e nada de passar a dor, acabei nao tomando os remedios apenas 1 dia, vai causar algum problema? Nao to conseguindo nem dormir e so vou falar com meu medico amanha. Abco.

Alexandre disse...

Anônimo, tudo ainda é muito recente e o melhor a fazer agora, é esperar a sua consulta de logo mais para conversar mais prolongadamente com o seu infectologista, relatar o ocorrido, seguir suas orientações, não esquecendo também de lhe pedir sua opinião sobre o melhor horário para tomar sua medicação, e ainda saber se é aconselhável tomá-los junto ou afastados das refeições. Inclusive solicite ao mesmo que lhe prescreva algo para amenizar as dores de estômago, e só utilize (qualquer remédio) com o conhecimento dele e se precisar.

E, claro, 1 dia sem tomar os antirretrovirais não vai prejudicar seu tratamento, porém isso NÃO pode e NEM deve virar rotina, pois ai sim pode haver prejuízo, portanto faça um esforço, tenha paciência e NÃO deixe mais de tomar sua medicação, ok?

Abs

Anonimo disse...

Boa noite, iniciei o tratamento tomando 3 comprimidos por dia um a cada 12 horas e um antes de dormi, inicialmente tive alguns efeitos colaterais como tonturas, enjou, nauseas e etc, dias depois apareceram manchas avermelhadas pelo corpo todo porem uma semana depois sumiram, e hoje com quase 30 dias apos o inicio do tratamento nao tenho mais nenhuma reação do remedio isso e normal ou mostra que o remedio não esta causando efeito? e no dia anterior a coleta de exames CD4/Cv tenho que fica de jejum de 8 horas devo toma a medicação mesmo assim ? Fesde ja agradeço a atenção

Alexandre disse...

Bom dia Anônimo. Como já falamos por aqui muitas pessoas sentem esses efeitos iniciais sendo portanto NORMAL, pois o seu organismo está se adaptando aos remédios, e fique sossegado porque isso não significa que os mesmos não estão fazendo efeito. O jejum é referente a ALIMENTAÇÃO, portanto não pare de tomar sua medicação, ok? E quando você receber os resultados do cd4/carga viral verá o sucesso do seu tratamento.

Abraços

Anônimo disse...

Alexandre, to bem preocupado, me eu tenho que viajar para trabalho sempre, e na ultima viagem, tive q demorar mais tempo, voltei agora e na farmacia do ambulatorio onde pego efavir e biovir, a moça não me liberou medicacao, diz que eu atrasei um mês e não pode liberar sem nova consulta , novos exames etc, e a consulta é só pra 30 dias, ou seja, pelo menos por 60 dias ficarei sem medicação, alguma dica ?
abraçao

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônimo, esqueça sua preocupação e vá atrás do seu DIREITO, porque a farmácia, um funcionário NÃO PODE deixar de lhe fornecer os antirretrovirais. Volte lá pessoalmente e fale com o(a) RESPONSÁVEL pelo local onde você realiza seu tratamento, coloque a situação também para o seu médico infectologista, e se preciso for COLOQUE A BOCA NO MUNDO pois eles NÃO PODEM DE JEITO NENHUM LHE DEIXAR SEM A MEDICAÇÃO!

Abs

Anônimo disse...

Olá Ale. É muito bom ter um blog como o seu pra nos dar um pouco mais de informação e mostrar que não estamos sozinhos nessa luta. Iniciei o tratamento depois de 1 ano e meio q descobri o vírus e por causa das mudanças que o ministério da saúde propôs, pois meu CD4 estava em 710 e carga viral considerada baixa pelo médico. Ele me explicou das novas regras e perguntou se eu queria iniciar o tratamento, esclareceu todas as dúvidas e possíveis efeitos colaterais. Meu medo sempre foi esse: que os medicamentos atrapalhassem minha rotina diária. Pra minha surpresa, não tive nenhum efeito qualquer, fiquei feliz com isso. Tenofovir+Lamivudina tomo as 08h e o Efavirans tomo as 23h. O médico disse que eu poderia tomas os 3 juntos em qualquer hora do dia. Escolhi a noite, pouco antes de dormir mas ele disse que pode ser pela manhã já que o Efavirans não me causa nada, só que quero a noite pela privacidade de tomar os medicamentos em casa longe de olhares intrusos. Queria saber se vc conhece quem toma os 3 medicamentos em um só horário? sou de Belém-PA.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Ola Anônima. Muitas pessoas hoje tomam a medicação "juntas" em determinado horário, mas lembre-se que cada um de nós "reage de forma diferente", portanto o mais importante é você "definir seu próprio horário". Eu sempre digo por aqui que não devemos nos preocupar em "comparações", ou seja, como "os outros tomam e reagem a medicação", pois como citei acima "nossas reações são diferentes" e o que funciona com você, pode não funcionar com o outro e assim por diante. Compare "sempre as suas reações", pois são elas que mostrarão à você se tudo está dando certo, ok?

Abs

Anônimo disse...

BOA NOITE
descobrir ser soro positivo a 3 meses, e ja iniciei o tratamento ta sendo normal, mas antes de saber tive uma relaçao com o meu ex: NAMORADO com duraçao de 20 minuto foi uma coisa rapida a chance de ele ter sido contaminado? sendo só uma unica vez?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Boa noite. Anônimo é impossível saber se houve ou não a transmissão do vírus, e como sabemos SOMENTE REALIZANDO O TESTE ESPECÍFICO DE HIV podemos ter essa resposta de maneira efetiva. Não esquecendo também da possibilidade de transmissão de TODAS AS OUTRAS DST que também somente podem ser diagnosticadas ou descartadas ATRAVÉS DA REALIZAÇÃO DE TESTES E EXAMES ESPECÍFICOS.

anônimo ferreira disse...

sou de Belém / pa

anônimo ferreira disse...

Boa noite, Alexandre! Venho a um tempo intrigado com uma dúvida. Tomo minha medicação duas vezs ao dia sendo q geralment passo de um a três min do horário ideal. Isso influencia no tratamento? Até qto tmpo depois do horário da medicação remedio ainda continua fazendo efeito? Pq percebi q meu cd4 caiu um pouco... será q é por conta desses pequenos min q passo uma vez ou outra?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Ferreira, fique sossegado pois esses minutos não vão interferir no efeito das medicações, ESQUECER DE TOMÁ-LOS é que não pode. Quanto ao CD4, é NORMAL que o mesmo apresente variações para menos e para mais, e CASO a queda seja significante e preocupante, seu médico vai orientá-lo. Converse a respeito desses assuntos com seu médico INFECTOLOGISTA porque você sabe que esta é apenas a MINHA VISÃO LEIGA.

Willian Silva disse...

Oi Alexandre .. a pouco tempo descubrir que eu meu parceiro somos soro positivo ... Estamos enfrentando uma barra mais tudo a gente vai superar com ajuda de Deus. .... " mais tira uma dúvida se vc poder responder ... eu ele sempre temos relações com camisinha .. Agora mais as vez antes da penetração eles faz sexo anal .... digamos assim aquelas mordidinhas saliente e acaba fazendo sexo oral atraz isso pode nos prejudicar . No tratamento ...... me tira essa dúvida muito obrigado ...desde ja

Willian Silva disse...

Oi anônimo . Somos dois eu também to os mesmos remédios que o seus sempre a noite antes de dormi ..... unico problema que to sempre no horário das 22:00 ate 00:00 sempre durante esse horário sera que a algum problema ...

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Willian, se eu entendi você fala sobre "contato língua/anus" certo? Não há nenhuma interferência com o tratamento do HIV, mas lembrem-se que o anus é uma região naturalmente cheia de bactérias, fungos, e por motivos óbvios. Portanto vocês podem utilizar a "criatividade" e usar prevenção também neste caso. E não esqueça de tirar essa dúvida "corretamente com seu médico", ok?

Edinaldo Fortes disse...

Olá Alexandre, sou Edinaldo Fortes, tenho 29 anos descori que sou soro positivo...que em abril depois de passar por vários médicos fui encaminhado ao infectologista e assim descobri essa doença...no entanto tratamos da minha situação atual que era diarréia, manchas, e perca de peso ...cuidamos disso, ai agora após meu segundo exame de controle ele me disse a hora é essa de começar o tratamento p vc ter uma vida saudável, fiquei triste pois já tinha comprado minha passagem p mudar daqui p Brasília...e estou tomando dois medicamentos o LAMIDUVINA E O EFAVIRENZ..sinto muitas tonturas, isso massa, pode me prejudicar na minha mudança de endereço que já estou com passagem comprada...alguma recomendações...vou ficar bem...tou usando tudo diretinho mas essa gastura do estomago é de mas...e ninguém sabe...

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Oi Edinaldo. Se você está de mudança para outra cidade o seu tratamento pode ser feito nesta nova cidade sem problema algum, basta você procurar o atendimento público que existe na mesma e se cadastrar conforme será solicitado neste atendimento, que após isso, lhe encaminhará para um(a) infectologista que passará a acompanhar seu tratamento. Quanto as efeitos iniciais, geralmente eles cessam em aproximadamente 20 a 30 dias quando seu organismo estará adaptado às medicações. Converse com seu médico sobre esses efeitos, pois ele poderá lhe prescrever alternativas para amenizá-los.