"VERDADES E MENTIRAS SOBRE HIV/AIDS"


Mentira: Picadas de insetos transmitem o HIV.
Verdade: A quantidade de sangue que o inseto suga de uma pessoa infectada é muito pequena e insuficiente para contaminar outra. O inseto suga o sangue e não o injeta nas pessoas. O HIV só é transmitido de ser humano para outro ser humano!!!

Mentira: Uma pessoa pode ser contaminada pelo HIV por usar a mesma piscina de quem é portador do HIV.
Verdade: Mesmo que uma pessoa HIV positivo se fira e sangre dentro de uma piscina, ela não poderá contaminar ninguém,  porque o HIV não sobrevive fora do corpo humano, perdendo rapidamente seu poder de infecção!!!

Mentira: Todas as pessoas que têm HIV apresentam sintomas visíveis do seu status sorológico.
Verdade: Normalmente, o portador do vírus não carrega nenhum sinal que denuncie sua condição. Acreditar que a beleza ou a aparência saudável comprovam a soronegatividade de uma pessoa é um grande erro. Nos envolvimentos afetivo-sexuais, a única garantia contra o HIV é o uso  habitual e correto do preservativo!!!

Mentira: No compartilhamento de copos, talheres, sabonetes,toalhas, roupas, etc., e pelo suor, tosse, espirro pode-se transmitir o HIV.
Verdade: Nenhum desses fatores representa risco de contaminação. O HIV só é transmitido nas seguintes situações:  Relações sexuais desprotegidas; Através do compartilhamento de seringas ou materiais cortantes/perfurantes; De mãe para filho (na gravidez, no parto ou na amamentação); Transfusão sanguínea com sangue infectado!!!

Mentira: Pode-se contrair o HIV a partir do contato físico com pessoas que tem o vírus.
Verdade: Abraços, apertos de mão, carícias, beijos no rosto e na boca não transmitem o HIV. O contato físico casual também não representa nenhum risco de contágio. As pessoas que vivem com HIV, portanto, não precisam e nem devem ser privadas do convívio social normal!!!

Mentira: A masturbação é fator de risco para a contaminação pelo HIV.
Verdade: Na masturbação o risco de contaminação pelo HIV é zero!!!

Mentira: Coito interrompido (sem ejaculação) e circuncisão evitam a contaminação pelo HIV.
Verdade: Antes de haver a ejaculação já existem fluidos (sêmen do homem e lubrificação da mulher) que podem transmitir o HIV e a circuncisão pode diminuir as chances de contágio, mas jamais evitá-la!!!

Mentira: O HIV pode atravessar as roupas íntimas (calcinha, cueca).
Verdade: O HIV não atravessa roupas nem tecidos!!!

Mentira: A pessoa que tem DST não contrai o HIV.
Verdade: A pessoa que tem alguma DST tem muito mais chances de contrair o HIV, pois as mesmas  facilitam a contaminação, pois são portas de entrada para o vírus no organismo!!!

Mentira: O HIV está restrito aos homossexuais, profissionais do sexo e usuários de drogas injetáveis.
Verdade: Nos anos 80, a crença nessa mentira infundada custou a vida de muitas mulheres e homens heterossexuais. O fato é que o HIV não faz distinção de idade, cor da pele, gênero ou orientação sexual.
Não importa se você é homem ou mulher, heterossexual ou homossexual, criança, jovem ou idoso. O preservativo é a única defesa realmente eficaz contra o HIV/AIDS, porque o vírus é uma ameça a todos e qualquer ser humano!!!

Mentira: Os preservativos não previnem e não funcionam como prevenção.
Verdade: Os preservativos ( masculino/feminino ) funcionam sempre quando usados corretamente, e são a unica forma de prevenção contra o HIV!!!

Mentira: Os preservativos se rompem facilmente.
Verdade: Os preservativos nunca se rompem quando usados corretamente. O rompimento só acontece quando
se usa lubrificante à base de óleo, dois preservativos ao mesmo tempo, preservativo fora da data de validade, e colocação errada do mesmo!!!

Mentira: O HIV pode atravessar os preservativos.
Verdade: O HIV não atravessa nem látex nem preservativos de poliuretano!!!

Mentira: Os preservativos são caros e de difícil acesso.
Verdade: Os preservativos não são caros e podem ser adquiridos em vários locais no comércio (farmacias, mercados, etc.), e ainda existe a possibilidade de retirá-los GRATUITAMENTE em todos os postos de saúde e em todas as cidades brasileiras!!!

Mentira: Exame de sangue (hemograma) detecta a presença do HIV.
Verdade: Somente os TESTES ESPECÍFICOS PARA HIV são capazes de detectar a presença do vírus!!!

Mentira: Os testes de HIV não são precisos e sofrem alterações nos resultados.
Verdade: Todos os testes de HIV atuais são altamente precisos e RARAMENTE sofrem interferências nos seus resultados, pois uma unica amostra de sangue é testada várias vezes antes de informado seu resultado a pessoa testada. As alterações nos resultados dos mesmos SÃO RARÍSSIMAS, e quando ocorrem geralmente são causadas quando se OMITE informações sobre o real comportamento/risco!!!

Mentira: Doação de sangue é risco de infecção pelo HIV.
Verdade: Não existe risco de contaminação quando se doa sangue!!!

Mentira: Relacionamentos fixos garantem a não transmissão do HIV.
Verdade: Nenhum relacionamento, seja fixo ou casual, é garantia de imunidade ao HIV!!!

Mentira: Os testes de HIV não são eficazes e são caros.
Verdade: Todos os testes de HIV são totalmente eficazes, confiáveis e estão disponíveis na rede pública (CTA), sendo gratuitos, sigilosos e seguros!!!

Mentira: Toda pessoa que tem HIV obrigatoriamente tem de usar o coquetel anti-HIV (ARV'S).
Verdade: Cada organismo humano reage de forma distinta às infecções, portanto nem toda pessoa que adquire o HIV precisa dos ARV'S imediatamente e algumas nem irão usá-los. 

Mentira: O coquetel(ARV'S) é composto de vários comprimidos.
Verdade: A maioria das pessoas com HIV geralmente usa 2 tipos de medicação, sendo estes de tamanho semelhantes aos outros tipos de remédios. O termo 'coquetel' dá uma idéia errônea do tratamento, pois somente aquelas pessoas que além do HIV,  tem outras doenças oportunistas (tuberculose/pneumonia etc), é que tomam maior número de medicação para combate-las também!!!

Mentira: Quem tem HIV não pode ficar doente, se machucar etc.
Verdade: Quem tem HIV é uma pessoa normal como qualquer outra, portanto ficará doente da mesma forma e uma gripe, por exemplo, será tratada do mesmo modo que se trata quem não tem HIV. Claro, sempre com supervisão MÉDICA, seja HIV POSITIVO OU NÃO. Da mesma forma os machucados/ferimentos serão tratados e curados rotineiramente!!!

Mentira: AS pessoas que tem  HIV não pode estudar ou trabalhar.
Verdade: As pessoas que tem HIV podem e devem exercer as atividades normais de todo cidadão(ã), pois o HIV não as impede de exerce-las!!!

Mentira: Os efeitos colaterais da medicação anti-hiv são piores e mais prejudiciais a saúde do que o HIV.
Verdade: Os efeitos colaterais PODEM OU NÃO OCORRER, e ocorrendo existem meios/alternativas para amenizá-los e curá-los. A medicação anti-hiv é a UNICA ARMA EFICAZ para combater e controlar a ação do HIV no organismo humano, oferecendo ao portador condições de levar uma vida normal!!!

Mentira: A medicação anti-hiv pode ser comprada em drogarias e são de alto custo.
Verdade: No Brasil a medicação não pode ser comercializada, pois a mesma está disponível em toda a rede pública, sendo distribuída gratuitamente para todos os portadores do HIV!!!

Mentira: A TERAPIA DE URGÊNCIA está disponível para ser utilizada por qualquer pessoa, logo após um comportamento de risco.
Verdade: Esta possibilidade somente está disponível para casos EXTREMOS, como por exemplo, vítimas de estupro e acidentes com profissionais da saúde. Mesmo assim SEMPRE com supervisão médica e avaliação do caso/risco, até porque a utilização desta terapia de urgência, não garante a interrupção da infecção pelo HIV em 100%!!!

Mentira: Quem tem HIV não pode ter filhos.
Verdade: Quem vive com HIV pode e deve ter filhos, pois atualmente existem tratamentos eficazes que impedem a transmissão do HIV da mãe para o bebê!!!

Mentira: Toda pessoa infectada pelo HIV passa pela fase aguda.
Verdade: A fase aguda não é uma regra, portanto nem todas as pessoas passam por ela, que dura em média 14 dias após a infecção, nada mais que isso!!!

Mentira: Os sintomas do HIV são específicos.
Verdade: Os sintomas do HIV são semelhantes a várias doenças, como: gripe, dengue, pneumonia, etc., portanto não há como diagnosticar o HIV pelos sintomas. Isso somente é possível através do teste específico!!!

Mentira: Toda pessoa que tem HIV TEM AIDS.
Verdade: A pessoa que tem HIV é apenas portadora do vírus e nem sempre terá AIDS, ou seja, não desenvolverá a doença, quando a sua imunidade é debilitada pelo vírus que provoca o aparecimento das chamadas doenças oportunistas (tuberculose, herpes zoster, sarcoma de kaposi, por exemplo)!!!


Por: Alexandre Gonçalves de Souza, com informações do
Ministério da Saúde, UNAIDS e OMS

127 comentários:

Anônimo disse...

Boa noite! Se possivel me esclareça uma duvida? à dois anos tive alguns sintomas de HIV, fiz todos os exames, mais em nem um deles contou o virus, porém á uma semana fiz testes de HIV ontem dia 11 a clinica me ligou pedindo uma nova amostra de sangue! O que isso pode Significar? Vou confessar que estou com um pouco de medo, a pessoa no qual conversei por telefone, me disse que o exame havia dado resultado indefinido, por favor me ajude a esclareçer essa minha duvida? Att

Alexandre disse...

Boa noite. Só há uma maneira de você obter uma resposta a sua dúvida, que é se dirigir ao local onde você realizou este teste de hiv, efetuar nova coleta e aguardar o resultado correto do teste.
Pois o "problema" ocorreu neste local e sómente eles podem solucioná-lo.

Anônimo disse...

Estou aguardando o resultado da 2º coleta, que saira no dia 18/07. Porém estou com medo... e queria saber o que significa a segunda coleta de sangue, e por que diagnostico indefinido? não estou confortavel com a situação e realmente encanado, pois tenho relacionamento estavel já faz um ano e meio, e por algumas vezes não usamos preservativos. E os exames estão sendo feitos no mesmo laboratório de dois anos atrás. Só estou preocupado com o fato da 2ª coleta!!! sou o mesmo do comentario anterior e desde já agradeço atenção. Att

Alexandre disse...

Como lhe disse não há como saber, e qualquer palavra que eu ou alguém possa lhe dizer a respeito, mesmo sendo médico, será pura "especulação, achismo, suposição". Existem várias causas que podem ocasionar um resultado indefinido/indeterminado, portanto deduzir ou apontar uma delas seria no mínimo irresponsabilidade. Aguarde o resultado e não fique tentando encontrar uma resposta "que somente o teste vai lhe dar".

Abs

Anônimo disse...

ok.
Obrigado pela atenção!
e me desculpa algum tipo de encomodo.

Grato.

HOMEMMOREIRA disse...

CARO ALEXANDRE
Boa Noite
Gostaria que me ajudasse num caso insólito, deveras complicado, mas pertinente.
Sou um grande amigo de uma jovem que há seguramente um ano e meio foi surpreendida numa consulta pré natal com a noticia de que era seropositiva.
Acontece que chamado a fazer o teste, o então companheiro surpreendeu todo o mundo, uma vez que o resultado deu negativo, não obstante ter engravidado a referida jovem e terem tido uma relação de aproximadamente quatro anos.
Após o teste o jovem retirou-se da cena, abandonou pura e simplesmente a companheira.
Ela alega não ter tido qualquer relação com outro homem, jura-o a pés juntos, o que me deixa deveras abismado.
Sei que o meu amigo não é médico, mas na qualidade de portador, e certamente fruto da muita investigação que já fez sobre o caso ou algo muito parecido, o que se lhe oferece dizer sobre o assunto, e que me possa ajudar a desvendar esse enigma?
Um abraço
homemmoreira

Alexandre disse...

Moreira, nem eu, nem você e na verdade "ninguém" tem o poder de decifrar esse enígma, "se as duas pessoas envolvidas não relatarem tudo que se passou e sem omitir nenhum detalhe".
Lembre-se que estamos falando de "seres humanos", e somente quem sabe "tudo" que ocorreu numa relação a dois, "são as essas duas pessoas". Nós até poderíamos "deduzir", porém jamais chegaremos a uma resposta se "toda" a verdade não for dita.

Abs

Anônimo disse...

Amigo Alexandre, preciso explicar minha situção pois o medo, a culpa e a dor vem me consumindo. Namorei um rapaz soropositivo para HIV por 6 meses, periodo de nov/2010 a abril/2011. Em abril fiz os exames meia e teste rapido ambos não reagentes. Como já sei tenho que repetir o exame pois ainda poderia estar na janela imunologica caso a infecção fosse em fev, março ou abril. Marquei uma consulta medica. O medo é enorme, me falta coragem, li muitas coisas, e minha principal duvida é: uma pessoa sorotipo positivo pode não contaminar o parceiro pois no inicio da infecção a carga viral é alta com o passar do tempo a carga viral diminui por causa dos anticorpos e isso seria uma explicação para uma pessoa q teve relação sexual com alguem sorotipo positivo e mesmo assim não se contaminou? Agradeço todos os dias pela existencia deste blog e peço a Deus pela sua vida. Pois mesmo sem me conhecer vc tem sido uma luz no meio dos meus dias conturbados e de dor. Aguardarei resposta. Grata

Alexandre disse...

Anônimo, compreendo o seu medo, mas o que posso lhe dizer é que a contaminação pelo hiv, mesmo quando uma pessoa se relaciona com outra "comprovadamente" portadora, PODE OU NÃO OCORRER.

É claro que as chances de contaminação "nesse caso onde existe a presença REAL do vírus", são maiores, mas também existe a chance de não ocorrer a transmissão e POR VÁRIOS FATORES.

Não adianta você ficar procurando "suposições" para ter a resposta correta, pois como sempre faço questão de comentar aqui, SOMENTE APÓS A REALIZAÇÃO DOS TESTES ESPECÍFICOS PARA HIV, é que você terá a confirmação ou não da contaminação. E nesse caso específico, onde houve um fato REAL, esse diagnóstico TEM DE SER CONFIRMADO PELOS TESTES E PELA PALAVRA MÉDICA ESPECIALIZADA.

Portanto eu lhe sugiro que se acalme, faça todos os testes que O(A) MÉDICO(A) lhe solicitar e aguarde o diagnóstico final informado por ele(a).

Suposições, achismos, o que pode ou não pode acontecer, tudo isso NÃO lhe dará a resposta concreta que deseja, e a cada "ouvi dizer" na net, você somente se preocupará por palavras sem nenhuma confirmação ou fundamento.

Abs

verinha disse...

MULHER MADURA

Oi, bom dia, tem pouco tempo que conheci uma pessoa,que é soropositivo,ele me contou td á história dele,e me falou que já está soronegativo,mas continua se cuidando.A minha pergunta é:quais os cuidados que devo tomar ao ter uma relação sexual com ele,além da camisinha? gosto muito dele e quero ajudar,iso sem falar que quero ter uma relação segura com ele,aguardo sua respsta,fique com Deus, obrigado.

Alexandre disse...

Verinha, seu companheiro com toda a certeza NÃO está soronegativo, na realidade e através do sucesso do seu tratamento contra o HIV/AIDS, ele provavelmente está com sua CARGA VIRAL INDETECTÁVEL, ou seja, com uma quantidade muito pequena de vírus no sangue/organismo, pois sua imunidade está a níveis normais e controlando as ações do hiv.

O relacionamento de vocês pode e deve seguir de maneira totalmente "normal" e sem medos. "Somente nas relações sexuais" é que vocês devem SEMPRE usar camisinha. Como sugestão, tente ir com ele nas suas consultas com o infectologista, assim ambos poderão tirar todas as dúvidas e se orientarem mais corretamente.

Abs

verinha disse...

Obrigado, fiquei mais tranquila com a sua resposta,pq desde que ele descobriu que era soropositivo, se fechou e nunca mais quis viver a vida normal,e agora comigo ele está se sentindo outra pessoa,mais segura e confiante,e espero ajudar á ele,á voltar á viver normalmente, mais uma vez obrigado e fique com Deus.

Anônimo disse...

OLÁ ALEXANDRE,
SOU AQUELA PESSOA QUE MANDOU UM DEPOIMENTO SOBRE MINHA VIDA, ACHO QUE PODE AJUDAR A VERINHA... SOU SORO+ E PELA SEGUNDA VEZ ESTOU ME "CASANDO COM UM SORO-", TENHO UM FILHO SORO- TAMBÉM... COM A ORIENTAÇÃO MEDICA TOMAMOS TODOS OS CUIDADOS NECESSARIOS, MEU FILHO FOI CONCEBIDO COMO MANDA O FIGURINO, COM MUITO AMOR E COM MUITO CARINHO, MEU PRIMEIRO MARIDO AINDA É SORO-. SOMOS IGUAIS A TODO MUNDO, EU FAÇO NATAÇÃO 2X POR SEMANA, MUSCULAÇÃO E HIDROGINASTICA... ALÉM DISSO EU ME MARIDO AINDA FAZEMOS AULAS DE DANÇA DE SALÃO... FORA ISSO, SOU DONA DE CASA, MÃE, MULHER, E TAMBÉM TRABALHO...

NO COMEÇO TAMBÉM ME FECHEI PARA O MUNDO, MAS DEPOIS RESOLVI FAZER DO HIV UM AMIGO...
UM AMIGO QUE ME ENSINOU A VALORIZAR MINHA VIDA, E QUE ME MOSTROU QUE NÃO SOU TAO FRAGIL COMO EU PENSAVA... E QUE POSSO SIM REALIZAR MEUS SONHOS E DESENVOLVER ATIVIDADES COMO QUALQUER PESSOA.
HOJE DEPOIS DO HIV, TENHO UMA VIDA MUITO MAIS SAUDAVEL, RESPEITO MEU CORPO E MEUS LIMITES...

ACHO QUE PRIMEIRO TEMOS QUE ACABAR COM OS PRECONCEITOS DENTRO DE NÓS E SÓ ENTÃO PODEREMOS ENFRENTAR OS PRECONCEITOS DOS OUTROS...

Anônimo disse...

Oi Alexandre,
Bom dia!
Estou com o pai do meu filhote a 10 anos e a umas 3 semanas apareceram Herpes Zoster no peito e nas costas dele, ele foi ao médico e o mesmo recomendou a ele que fizesse o exame de HIV e Sifilis, meu marido foi a um CTA e fez o teste rápido no qual deu que ele era reagente ao HIV, fiz meu exame no mesmo CTA e deu que eu não era reagente, fora todas as dúvidas, na verdade eu queria me certificar que o meu filho não era soropositivo, pois, quando fiz meu pré-natal fiz dois exames um aos 4 meses de gravidez e outro aos 8 meses que deram negativo.
Há uns 5 anos ficamos 1 mes separados e meu marido diz que saiu com umas 3 moças e fiquei já com a pulga atrás da orelha.
Mesmo sendo meu resultado negativo estou muito apreensiva pois daqui dois meses tenho que refazer o teste.
Estou magoada com ele, pois, logo que voltamos ele me falou que não tinha saído com ninguém e me fez acreditar nisso até a bomba estourar.
Tento ajudá-lo mas ele sempre foi uma pessoa emocionalmente instável.
Pedi até para ele refazer o teste pois, li que quem tomou a vacina do H1N1 (e ele tomou já faz uns dois meses ou mais) pode dar um falso positivo e ele não quiz.
Estou magoada, surpresa, me sentindo um tanto quanto traída, mas mesmo assim queria ajudá-lo muito pois, gosto muito dele e não queria deixá-lo só nessa.
Como posso ajudá-lo e me ajudar a me recompor quanto a ele também....
Abraços,,
Gostei muito do seu blog me informou muito.... e muita força nessa luta, pois, só quando o HIV bateu a minha porta que fui me informar melhor sobre a situação e senti na pele todo o desespero e desconforto que a doença traz, mas esperanças estão cada dia melhores, você é um vencedor!!! Parabéns!!!!

Alexandre disse...

Boa tarde anônima. Eu por conceito próprio não me dou o direito de comentar sobre a vida pessoal/particular das pessoas, mas posso lhe dizer algumas palavras para que possa filtrar o que poderia lhe ajudar, ok?

No que se refere a você e seu filho, e como os testes anteriores e o atual indicaram que vocês não foram contaminados, é necessário (por segurança) um acompanhamento/monitoramento através de um(a) MÉDICO, para que o(a) mesmo(a) realize testes um pouco mais prolongados até que fique definitivamente comprovado que nem você e nem seu filho têm HIV. Esse procedimento é "norma" em casos "ONDE HOUVE EFETIVAMENTE O RISCO REAL DE INFECÇÃO PELO VÍRUS", como é seu caso, ok?

No mais, uma maneira de você ajudar seu marido e também se sentir mais segura, seria a de você acompanhá-lo nas consultas periódicas que ele terá daqui p/ frente com o(a) infectologista que monitorará o seu tratamento. Assim, ambos poderiam tirar todas as dúvidas e se orientarem sobre tudo com o(a) médico(a) para se tranquilizarem, ok?

Abração

Mário disse...

Bom dia Alexandre. Sou um rapaz que esteve com um rapaz recentemente. O contacto sexual que houve foi masturbação mútua e depois ele inseriu os seus dedos no meu ânus com saliva dele. No entanto, passado algum tempo notei que ele tinha bastante líquido pré-ejaculatório no pénis e tentei acabar logo o nosso contacto sexual, uma vez que não tínhamos preservativos. Mas como ele já tinha inserido os dedos no meu ânus fico na dúvida se poderiam ter algum líquido pré-ejaculatório, pelo que fico na dúvida se devo preocupar-me com esta situação. Fiz análises anuais de rotina recentemente, antes de esta situação ter ocorrido, incluindo teste para o hiv, o qual deu negativo. A situação relatada é a única que me preocupa.

Alexandre disse...

Mário, na minha VISÃO DE LEIGO, você não correu risco algum "nessa situação relatada". Porém e se você não consegue ficar em paz, procure um especialista e peça-lhe para investigar HIV E TODAS AS OUTRAS DST!

Mário disse...

Obrigado pela resposta, Alexandre.
Tudo de bom!

Anônimo disse...

olá boa tarde... tive a confirmção agora q estou com o virus... é tudo muiro assustador... queria deixar registrado q seu blog foi a primeira referencia... e o q mais gostei de saber q terei uma vida normal... mando noticias e obrigado... "prazer, Danielli"

Alexandre disse...

Prazer e boa tarde Danielli!

A descoberta é assustadora sim, mas lembre-se que aos poucos e entendendo melhor esse "vírus", você conseguirá perceber que ele NÃO a privará de absolutamente NADA!

Converse muito e abertamente com seu(sua) infectologista, tire todas as suas dúvidas que certamente você ficará mais tranquila e segura.

Lembre-se também que você TEM o vírus, mas você NÃO é o vírus. E continua sendo a mesma pessoa!

Abração e fique a vontade.

Mário disse...

Alexandre,
Sou o Mário que colocou um post no dia 26 de Setembro ao qual que você respondeu amavelmente. Depois disso voltei a escrever mas não tive resposta sua, pelo que suponho que posa ter existido algum problema com a mensagem.

A minha questão foi a seguinte. O rapaz com quem me relacionei contou-me que é soropositivo há 4 anos, embora esteja medicado e tenha carga viral indetectável. No contacto que eu referi no dia 26 de Setembro, e tendo em atenção que só soube que ele é seropositivo depois de colocar a primeira postagem, você acha que eu corri risco nesta situação ou a sua resposta mantém-se?

Muito obrigado pela atenção.

Alexandre disse...

Mário, a minha opinião de "leigo" é a mesma que já lhe dei anteriormente!

Anônimo disse...

Olá Alexandre!!!
Bom dia!!! Espero que vc esteja ótimo!!!
Eu postei no seu blog em Setembro desesperada, que com a noticia que meu marido estava soropositivo e eu que ainda corro o risco por causa da bendita da janela imunologica agora mais calma, e esperando a data de refazer meu novo exame marcado para 30 de novembro que foi indicado no CTA, mas conversando com medicos pelo menos meu filho pelo visto não corre risco pois no meu pré-natal foram feitos dois elisas e ambos não reagente o meu do dia 28 de setembro tbm deu não reagente, já meu marido começou a tomar os arv's pois seu CD4 estava em 197 a carga viral ainda não saiu mas por via das dúvidas a infecto já iniciou o bactrim mais a lavimudina+zidovudina e efavirenz, e a mesma falou para ele que pode estar infectado a mais de 10 anos até antes do nosso filhote e que a lavimudina pode dar algumas alucinações isso pode acontecer mesmo???
Obrigada pela sua pronta resposta e que Deus te ilumine muito vc é abençoado!!!
Beijos de mais uma fã que te acompanha todos os dias pelo seu blog....

Alexandre disse...

Boa tarde Anônima. Continue seguindo as orientações médicas, pois você já sentiu que é dessa maneira que vai ter todas as respostas/soluções, e assim ficar mais tranquila.

A minha primeira combinação de antirretrovirais foi exatamente esta que seu marido está tomando, e entre os efeitos iniciais, "podem ou não" ocorrer alucinações, porém e em geral, este ou outros efeitos(totalmente suportáveis) deixam de ocorrer após +- 30 dias do início da terapia.

O importante é seu marido ficar atento aos possíveis efeitos, e caso os mesmos se tornem insuportáveis, informar ao médico, MAS NUNCA DEIXAR DE TOMAR A MEDICAÇÃO CONFORME FOI PRESCRITA!

Obrigado pela confiança...abração!

Anônimo disse...

Obrigado mais uma vez!!!

Anônimo disse...

Boa noite Alexandre! Comecei um namoro com um portador do vírus HIV, mas que não desenvolveu a doença ainda. Se sempre usarmos preservativo poderemos ter uma vida sexual normal, sem risco de transmissão? Ah, também sou homem.
Abraços e obrigado!

Alexandre disse...

Bom dia Anônimo. Praticamente você mesmo já deu a resposta, ou seja, "usando "sempre" camisinha corretamente e um "todas" as relações sexuais", você podem sim ter uma vida sexual normal. Se você aceita uma sugestão, vá com o seu companheiro às consultas com o infectologista dele, assim ambos poderão tirar todas as dúvidas e ter orientações corretas para se sentirem mais seguros, ok.

Abs

Anônimo disse...

Olá Alexandre. Parabens pelo blog e palavras que consolam milhares de almas!
Tenho um caso para dividir, e ouvir o que você acha e aconselha.

Na ultima sexta feira (18/11) fui com amigos à casa noturna "de luxo" no bairro Pinheiros-SP e ,bebado, acabei transando com uma das garotas. Fizemos quase tudo de camisinha... porém (isso está me corroendo) ao estarmos na ultima posição do sexo vaginal quando fui tirar o penis (já flacido) da vagina, a camisinha ficou lá dentro. tenho dúvidas quanto tempo tivemos contato assim...mas...
Bom quando tiramos a camisinha de dentro dela, estava com manchas de sangue.
Voltei lá no dia seguinte, mas não achei ela. Outras pessoas da casa me disseram que as meninas de lá fazem testes para dst a cada 3 meses... Não sei o quanto estou exposto! Mas isso está acabando comigo... ja se passaram 5 dias e estou com muita febre e coceiras pelo corpo. Pode ser HIV? os sintomas quando ocorrem, são tão rápidos assim? Oú é psicológico? já marquei médico no inicio de dezembro, mas já posso adiantar algum exame???
Muito obrigado, e que Deus continue te iluminando sempre.

Alexandre disse...

Olá, a minha sugestão é que você saia da internet e aguarde a sua consulta, pois será na mesma e "através da palavra médica especializada", que você terá respostas corretas para todas as sua perguntas.

"Tudo" que você ouvir, ver e ler de qualquer pessoa "QUE NÃO SEJA UM(A) MÉDICO(A)", é pura especulação, hipóteses infundadas, suposições sem nenhum conhecimento médico/científico e achismos inúteis e até irreponsáveis.

Siga com sua vida pois não há nada REAL que o impeça disso.

Anônimo disse...

Ola alexandre bom dia

Gostaria de tirar uma duvida estive com uma boneca e quando ia penetrar em seu anus a camisinha estourou antes da penetração na hora ja sai de lado e trocamos a camisinha mesmo tendo so encostado em seu anus corro algum risco e obrigado pela ajuda

Alexandre disse...

Bom dia.

Minha opinião de LEIGO:

HIV "NÃO" É TRANSMITIDO PELO TOQUE!

PELO TOQUE PODE...REPITO..."PODE" OCORRER A TRANSMISSÃO DE ALGUMAS DST, POR EXEMPLO: HERPES!

Marque uma consulta com um especialista e acabe com suas dúvidas definitivamente, "pelas palavras corretas deste profissional"!

Anônimo disse...

Prezado Alexandre, boa noite. Espero que você esteja bem!
Por favor, tenho uma dúvida quanto ao exame que acabei de pegar resultado. Fiz com 22 dias depois do contato de risco.
Os dados são:

HIV I e II - pesquisa de antígeno e anticorpos
Material: Soro
Metodo: MEIA
Pesquisa de antígeno viral: p24
Pesquisa de anticorpos para antigenos virais: p24; TMP's para grupo M e O; PTN's Core

O resultado deu 0,44.
"Não Reagente" pois < 0,90

Bom, não consegui tirar as duvidas com a recepcionista do laboratório.
De qual geração é o exame que fiz??? Este valor (0,44) não está alto para ser com apenas 22 dias???

Muito obrigado por toda ajuda que nos dá. Parabéns pelo trabalho tão bonito que você faz. Muito obrigado e que Deus te ilumine...

Um grande abraço

Alexandre disse...

Boa noite Anônimo. Tudo em paz obrigado.

O resultado do seu teste de HIV é NEGATIVO = NÃO REAGENTE, isso é o que importa. Este "índice/ponto de corte/cut off" INDICA E COMPROVA que o seu teste é NEGATIVO = NÃO REAGENTE E PONTO FINAL!

Inclusive já respondi várias vezes sobre isso na postagem JANELA IMUNOLÓGICA, e também solicitei que as pessoas NÃO se baseiem nestes "índices", porque "todos nós somos leigos", e estes detalhes somente importam e são entendidos por MÉDICOS/CIENTISTAS/BIOQUÍMICOS. Até porque se você "hipotéticamente" fizer 05 testes de hiv no mesmo dia, TODOS eles terão estes "índices" diferentes.

Portanto e repetindo: O RESULTADO DO TESTE ONDE ESTÁ ESCRITO "NÃO REAGENTE OU REAGENTE" É O DIAGNÓSTICO FINAL "DO" TESTE QUE FOI REALIZADO!

Pelas informações que você postou o teste é de 4ª geração, porém esta informação e afirmação CORRETA só o laboratório pode dar, e você deve "EXIGIR" que um PROFISSIONAL DA SAÚDE lhe dê esta resposta, e não uma recepcionista.

E também repetindo mais uma vez: Marque uma consulta com um especialista, conte "tudo sem omitir nada", leve o seu teste realizado, peça também que O(A) MÉDICO(A) investigue TODAS AS OUTRAS DST (SEMPRE IGNORADAS), E TENHA A PALAVRA MÉDICA ESPECIALIZADA QUE RESPONDERÁ TODAS AS SUAS PERGUNTAS CORRETAMENTE. Somente dessa maneira você se livrará das dúvidas!

Abraços

Anônimo disse...

Prezado Alexandre

Resolve vacinar contra hepatite b e tétano

Mas o meu problema foi o seguinte vacinei em uma sexta-feira 11h da manha contra tétano e hepatite b e logo na segunda – feira doei sangue as 09h da manha, fez isso por que confiei no site que dizia que poderia doar 48h depois da vacinação.

Fez a triagem normalmente verificou se estava com anemia 52° não estava e mediu a febre 36.50 também não estava.

Falei com o médico sobre a vacinação de hepatite b, mas esquece de falar que tomei no mesmo dia contra tétano.

Eu disse ao médico que olhei no site do ministério da saúde que poderia doar depois de 48h ele somente me disse se era isso mesmo falei é isso eu não sei assim o médico me respondeu acho que sim.

Achei meio estranho a maneira dele me falar mas mesmo assim passei pela triagem deles...

Quando foi buscar o resultado depois de 11 dias que achei meio demorado, pois sempre doei lá e demorava em media 7 dias, eles me falaram que tinha que pegar outra amostra foi novamente para o laboratório colher a amostra no mesmo dia que eles me falaram.

Perguntei ao rapaz que foi o mesmo que tirou o sangue de mim

Por que isso? Sendo que eu nunca precisei disso, pede para ele verificar o motivo ele me falou que o sistema não fala o porquê somente pede outra a mostra e diz que foi indeterminante, achei também isso estranho, pois eu acho que tinha que saber o motivo e o por que e a entrega do primeiro resultado que eles não me entregaram.

Agora estou em duvida disso e estou preocupado...

Liguei para um amigo meu que trabalha no laboratório de uma universidade ele me disse se der alguma alteração diferente do que eu sempre doei eles fazem outra coleta para der certeza desta diferença mesmo se for antígeno da hepatite b.

Gostaria que pode-se responder minha pergunta

Obrigado por pessoas com você existir no mundo

Alexandre disse...

Anônimo, o seu amigo já deu a resposta que você precisa, e são várias as causas para que os testes/exames sejam refeitos. Faça uma nova coleta, pois somente dessa maneira você saberá o que ocorreu, e "exija" que o "hemocentro" onde fez sua doação, lhe dê as explicações, pois é obrigação deles.

Abs

Anônimo disse...

Boa noite Alexandre, meu esposo ficou muito doente, desenvolveu uveíte e os médicos não conseguiam chegar a uma definição do diagnóstico. Somos casados há 18 anos eu nunca o traí,e em uma angioressonância o resultado do exame SOROPOSITIVO. Estou muito triste, acho que ele me traiu e ainda fi contaminada. Isto é o de menos,quero aenas que ele admita que está doente e faça o tratamento. E quanto a mim começarei a realizar os exames e seja o que DEUS quiser. BEIJOS! VOCÊ É UMA PESSOA LINDA!

Alexandre disse...

Bom dia Anônima. Obrigado pelo carinho.

Minha amiga, eu entendo a situação difícil que você está passando, mas quanto a sua vida pessoal, eu não devo e não tenho o direito de comentar, apenas torço para que tudo se ajeite e você fique em paz.

Faça seus exames(todos) monitorados por um(a) especialista, de preferência um(a) infectologista, e da mesma forma vou torcer para que corra tudo bem com você. E sugiro também que você se oriente com um(a) psicólogo(a), para ajudá-la neste momento e quem sabe ajudar seu marido.

Muita força e um beijo no coração.

Anônimo disse...

Namoro um soropositivo. E já faz 10 meses. Eu sou muito feliz com ele. Ele descobriu que era soropositivo quando estávamos com 4 meses de namoro. Mesmo sabendo, eu não quis me afastar dele, e pesquisei bastante sobre o assunto.

Usei camisinhas em todas as relações e não fiz sexo oral nele.
O problema é que hoje descobri, que mesmo tomando todas as precauções, eu adquiri o HIV. Estou um caco e minha família, que não sabia de nada, soube de tudo de uma vez só.

Vou começar o tratamento logo e espero que me deseje sorte.. Pois o amor me fez vencer o preconceito, agora espero que minha força de vontade me faça vencer o vírus.

Desculpe postar esse comentário aqui, eu procurei um lugar mais específico, mas não tinha.. Não estou perguntando como eu adquiri o virus ou coisa do tipo, mas estou só desabafando. Meu coração está transbordando tristeza, pois não sei como dizer a ele o resultado, sem que ele se sinta culpado.

Leio seu blog já faz um tempo, adoro a maneira clara e sincera com que faz as postagens, não é só "ctrl+c ou ctrl+v". Parabéns pela sua coragem e solidariedade, pois decidiu compartilhar suas experiencias para acalmar e esclarecer corações aflitos, como o meu.


Laura Borges (nome fictício, gosto dele (risos))

Alexandre disse...

Oi Laura. Não sei se você já teve a oportunidade de ler algumas respostas minhas, mas no "meu conceito", eu não devo, não posso e nem tenho o direito de opinar sobre a vida pessoal/particular das pessoas, até porque também não permito que opinem sobre a minha. E espero que você entenda o meu modo de ser e agir.

Quanto a lhe desejar sorte, eu não vou fazer isso (?)...rsrsrs

Não se assuste rsrsrs...na realidade você não precisa de sorte, só precisa dar uma respirada, uma acalmada e ver que você tem algo, na verdade "dois algos", que "juntos" superam tudo e são o que mais tem importância para todos nós seres humanos...AMOR E VIDA!

Não precisa esperar que sua força de vontade vença esse viruzinho babaca, você já o venceu e nem se deu conta disso, quando o enfrentou de peito aberto e NÃO permitiu que ele fosse um obstáculo no seu relacionamento.

Pense bem, após "matar o hiv" através desse amor, não permita que ele volte a respirar "onde nunca teve chance de interferir".

É o que eu poderia lhe dizer apenas pra você refletir, e lembre-se que:

"NENHUM SER HUMANO É IMUNE AO HIV, ATÉ PORQUE NÃO É CULPADO DE "SER HUMANO".

Beijo no coração.

Anônimo disse...

Olá Alexandre, sou a laura =)
Eu fui no infectologista hoje e ele me deu boas notícias, de que eu posso ter uma vida normal, com alguns cuidados,claro, mas eu vou viver até uns 80 anos, se tudo der certo.

Fiquei muito aliviada em ouvir disso de um infectologista,pois além de mim,meu pai e meu irmão também ouviram e ficaram mais tranquilos.Após eles terem uma ideia errada sobre meu suposto "suicidio", que foi continuar com meu namorado sabendo que era soropositivo. Ele ficaram menos aflitos em relação ao meu futuro. O infectologista disse sorrindo que meu pai poderia ter seus netos (risos).

Sei que foi estranho eu ter sido contaminada mesmo usando camisinha. Mas agora as coisas tomaram um rumo tao diferente, que acho isso não importa tanto mais. Quer dizer, mostra que eu tentei evitar, não é?

Estou confiante, vendo um futuro bom, e feliz por ter descoberto que posso continuar com meus planos de carreira profissional, e conseguir alcançar minha tão almejada independência financeira(risos).


Meu namorado continua comigo, muito triste às vezes, mas eu disse pra ele que não aceito isso, nem que ele deixe de tomar os retrovirais, porque se ele deixar de tomar ou ficar deprimido, ai eu realmente terei problemas.

Enfim, a vida continua, e eu pretendo ser forte pra não deixar ninguém me humilhar por causa do virus =), nem eu mesma.

Quero agradecer pela sua resposta, de inicio não entendi direito e fiquei olhando estranho pra ela durante alguns dias. Mas depois eu entendi, e fiquei feliz no meio da confusão.

Eu vim aqui antes dar noticias preocupantes, mas agora venho dar noticias boas. Além de agradecer pela resposta rápida que me ajudou muito.

Decidi dar meu nome verdadeiro, após contar minha história, sinto-me impelida a dizê-lo =P

Jéssica Oliveira

Alexandre disse...

Oi Jéssica, na realidade o seu depoimento nem precisa de comentário, pois deixa bem claro o mais importante...QUE MAIS UMA VEZ A VIDA VENCEU.

Fico muito contente com suas palavras e só tenho uma "bronca a dar" rsrsrsrs...diga para seu namorado que se ele "pensar" em desistir, vai arrumar uma briga feia comigo rsrsrs.

Acredite, aos poucos ele deixará de ter esses pensamentos, porque verá claramente que NADA supera o bem querer, o carinho, a parceria, a união, enfim...O AMOR.

E como diz um velho amigo meu...E VAMOS VIVER A VIDA!!!

Um, grande beijo no seu coração e obrigado pelo seu maravilhoso depoimento.

Anônimo disse...

oi alexandre eu sou a isa alenxandre foi diagnosticado o viros do hiv no meu pai de la para ca tem sido muito dificil tudo isso tanto para nos como para minha mae e muito sofrimento tudo que ele tem vivido e depois porq ele sempre fi um grande homem para nos como um heroi uma fortaleza hoje o pai esta sempre doente gente ande de baixo pra sima com ele tem sido muito duro mas mesmo assim nos nao deixamos de lhe amar e triste ssim isso para dizer ke admiro muito sua corangem de ter dado a cara pois pra nos nao foi facil e ainda nao e mais mais estamso tds a lutar par ke tudo corra bem amo muito meu pai pra mim e tudo e pk hoje sida ja nao mata o ke mata e biabetes e doencas cardiovasculares e doencas ouportunistas alexandre me de uma forca pois mesmo com td amor ke lhe damos ele tem perdido a vontade de viver nao come a gente ate faz aviaozinho pra ele comer brinca faz de tudo pra ke ele seje feliz mais meu pai perdeu a razao de viver me ajude pfv estou desesperada

Alexandre disse...

Oi Isa. Vou lhe dizer algumas palavras e você tire ou use aquelas que lhe forem úteis.

Tente se colocar por um momento no lugar de uma pessoa que descobre estar com hiv. Com toda a certeza você também ficaria "sem chão", e na verdade nem seria por ter o vírus, MAS POR TUDO QUE O ENVOLVE, COMO PRECONCEITO, DISCRIMINAÇÃO, ESTIGMAS, JULGAMENTOS, CONDENAÇÕES, ETC ETC.

Por tudo isso e pelo sentimento de desespero que a maioria das pessoas sentem, acaba acontecendo o pior de tudo, que é a pessoa perder totalmente o seu estado emocional/psicológico, e é esse estado que leva as mesmas a adoecerem, pois estas se RECUSAM A LUTAR CONTRA O HIV, e muitas até fazem isso como uma forma de AUTO PUNIÇÃO.

É claro que tudo isso não é correto, não é justo, porque TODAS AS PESSOAS DO MUNDO estão sujeitas a contrair um vírus, uma doença, e NINGUÉM É IMUNE.

Eu, você e todos nós quando jovens, temos um grave defeito de achar que nossos pais são super heróis, fortalezas e até que eles NÃO têm os mesmos "sentimentos" que "todos nós temos". Na realidade, nós somente nos damos conta disso quando deixamos de ser filhos e passamos a ser pais, porém de geração em geração continuamos "perpetuando" esse "defeito". Está mais do que na hora de corrigirmos (TODOS NÓS).

Isa, você consegue ver o vírus hiv quando olha para seu pai?

Com certeza não!

E nem verá, sabe por que?

Porque o seu pai NÃO É UM VÍRUS, ele é EXATAMENTE A MESMA PESSOA, O MESMO PAI que você conhece desde que nasceu......VOLTE A TRATÁ-LO DA MESMA MANEIRA TAMBÉM, para que ele sinta que NADA MUDOU, até porque na verdade NADA MUDOU MESMO!

Como mais uma sugestão, converse com ele, com sua mãe e vá "você, sua mãe e ele, juntos", nas consultas com o infectologista que está fazendo seu tratamento e conversem muito e sobre tudo com o médico. Isso trará à vocês informações que aos poucos farão "todos" entenderem e enxergarem que o hiv NÃO PRIVARÁ SEU PAI DE ABSOLUTAMENTE NADA E NEM VOCÊS. Porém todos vocês devem e podem acreditar nisso, pois é um fato, é uma realidade. O hiv somente vence quando a pessoa se ENTREGA!

Sugiro também que você converse com seu pai para que ele também peça ajuda "profissional" de um(a) psicólogo(a), para recuperar o seu emocional/psicológico. E você e sua mãe também devem participar desta consulta, para se libertarem de seus medos e poderem ajudar seu pai nesta recuperação. Lembre-se que "é ele" que tem o vírus, ok?

Troque o seu "desespero" por parceria, paciência, carinho e principalmente "alto astral". Garanto que seu pai irá reagir.

Anônimo disse...

Fiquei sabendo de minha condição, ou melhor de minha nova condição a dias. Ainda é muito dificil para mim aceitar. Não suporto guardar esse segredo, mas tambem não tenho quem contar. Tenho medo de arrumar um namorado contar e ele me abandonar, tenho tantos medos e ao mesmo tempo não sei viver de mentiras. São tantas as minhas duvidas , questões e dores que daria um livro, mas o que mais me pega mesmo não é o medo da morte, mas o medo da morte social. Essa parte afetiva é foda, tenho medo muito medo de nunca mais ser amado, de nunca mais ter um namorado, não quero ser rejeitado, mas isso me parece inevitavel.
Desejo felicidades a todos e desejo de coração que a tão sonhada cura venha logo, pois só assim nos tornaremos novamente LIVRES do virus e principalmente do estigma.
Abraço!
Matheus/ Rj.

Alexandre disse...

Matheus, melhor do que palavras "escritas" são as palavras ditas por pessoas que podemos olhar nos olhos. Peço que você acesse o link abaixo e veja e ouça o que essas pessoas dizem.

O LINK: "Clique aqui e assista o vídeo na íntegra"

Anônimo disse...

Oi Alexandre!
Gostaria de parabeniza-lo pelo site e dizer que tem 5 dias que descobri que sou soropositivo. Confesso que meu mundo caiu,estou sem rumo,sem animo e indo a academia como se fosse uma obrigação.
Pelo o que andei lendo os primeiros sintomas se apresentaram no final de fev-mar deste ano,quando uma febre sem explicação nenhuma apareceu!,seguido de diarréia por duas semanas e uma feridinha no canto da boca surgiu.
Tudo foi melhorando com o tempo,porém agora em maio ando tendo mta sudorese e meu joelho esta um pouco doendo, poderia eu estar já em processo sintomático do mesmo?
Estou tb um pouco aflito pois preciso ir ao infectologista urgente , mas tenho como ir pois meu convênio eh novo e eles podem acabar inserindo algum tipo de carência...
Estou com mto medo de demorar pra passar em um infecto e o vírus me atacar....
Desculpe a ignorância talvez no texto,mas eh que estou em um estado de n ver mais sentido em nada na vida....
Nem sei ,como vou contar para os meus pais....

1 abraço.
Felipe.

Alexandre disse...

Oi Felipe. Tente se acalmar e saiba que as suas reações são "normais", e praticamente todas as pessoas que se descobrem com hiv reagem da mesma maneira, principalmente "por tudo que envolve "exagerada e errôneamente" o vírus.

Calma porque o hiv não vai atacá-lo de uma hora para outra. O mais importante agora é você "tentar esquecer" o que passou e se concentrar "daqui para frente" no que realmente é prioridade, sua saúde, sua vida".

A partir do momento que você iniciar suas consultas com um(a) infectologista, com certeza irá aos poucos se tranquilizar, se sentir mais seguro e confiante para seguir com sua vida, "pois é fato real: O hiv NÃO vai privá-lo de absolutamente nada".

Pelo que entendi você tem um plano de saúde recente, e quando voc~e aderiu ao mesmo não sabia que tinha hiv, correto? PORTANTO O PLANO NÃO PODE NEGAR NADA, E VOCÊ TEM O DIREITO DE REALIZAR SEU TRATAMENTO ATRAVÉS DESTE CONVÊNIO.

Entre em contato e marque uma consulta com um infectologista, e se por acaso o plano lhe negar esta consulta/tratamento, "BRIGUE, LUTE PELO SEU DIREITO".

Felipe, a sua, a minha e a VIDA DE TODOS NÓS SEMPRE TEM SENTIDO, independente do "obstáculo" que surge pela frente. E o hiv nada mais é que um obstáculo. Sério, complicado, que assusta?

Sim, porém é possível conviver com ele e VIVER A VIDA!

Dê uma assistida no vídeo do link abaixo. Acredito que lhe servirá de "inspiração".

O LINK: "CLIQUE AQUI"

Felipe, cabeça erguida e VIDA QUE SEGUE......VOCÊ PODE SIM!

Abraços

Anônimo disse...

Oi Alexandre tudo bem!! A uma semana fiz o teste de HIV e mandaram eu fazer uma nova coleta, pois o primeiro resultado deu indeferido, já tive o resultado da segunda amostra continuando indeferido. O rsponsavel me disse q iriam partir para o western blot, estou muito apreenssivo q queria saber se ele pode dar negativo? Ou se pode ser alguma outra doença q esteja fazendo q o primeiro teste tenha dado por duas vezes indeferido!! Grato!

Alexandre disse...

Oi, tudo bem e você?

Não há como lhe dar essa resposta já que "os testes de hiv que você realizou tiveram como resultado indeterminado", portanto os mesmos por algum motivo, "que somente o laboratório pode lhe informar", não chegaram a um "diagnóstico conclusivo e definitivo", e até por isso será feito o teste WB confirmatório.

Aguarde o resultado deste teste e após estar com ele em mãos, leve a um médico especialista para que o mesmo os analise e tire todas as suas dúvidas.

Abs

Anônimo disse...

Olá Alexandre, há 15 dias meu marido começou a perder alguns movimentos do corpo. Achamos que era um avc. Logo procuramos um neurologista e surgiu a possibilidade de ser neurotoxoplamose. A internação foi imediata. O exame hiv foi confirmado. Ele faleceu a 5 dias. Exatamente 10 dias após a internação e descoberta. Já fiz meu exame, deu positivo. Estou em estado de choque. Acabei de perder meu marido de 8 anos de relacionamento e estou infectado. Estou sem chão. Já estou em tratamento com um infectologista, já fiz uma bateria de exames mas ainda não ficaram prontos. Esta semana devo pegar os demais resultados e começar a tomar a medicação. Não me vejo com possibilidade de relacionar com mais ninguém. É praticamente impossível. Sempre me apaixonei muito fácil, e como vou lidar com isso? Fico com um cara, beijo, transo, posso até me apaixonar... mas daí a compartilhar e ele aceitar este risco é praticamente impossível. Estou em choque. Moro numa cidade diferente da que reside a minha família, devido ao casamento de anos, tenho pouquíssimos amigos próximos. Está sendo difícil demais lidar com a perda de uma pessoa que tanto amei e me dediquei e agora sabendo que estou infectado. Já abordei este tema com minha psicóloga, mas ainda não me sinto seguro. É como seu eu tomasse um banho e não tivesse limpo. É estranho. Sempre tive bons hábitos, boa alimentação, pratico academia com suplementos... e agora, como vai ser isso tudo? Sempre curti baladas, dançar, beber... Outra coisa, não consigo imaginar uma relação homossexual sem sexo oral. Acho de fato impossível. Acho muito difícil também ter que usar preservativo no sexo oral. Como fica essa questão? Normalmente o sexo homossexual começa no sexo oral. Não vou mais poder fazer sexo oral sem camisinha? Estou completamente perdido e confuso sobre essa nova fase da minha vida. Agradeço sua atenção e conto com sua possível análise sobre o meu caso. Brasileiro, mineiro, branco, 31 anos.

Alexandre disse...

Olá. Infelizmente seu companheiro provavelmente já era portador do hiv, não sabia como muitas pessoas não sabem, e descobriu quando seu organismo já estava muito debilitado pelas ações do vírus e da aids.

Aproveitando mais essa situação triste, tomara que as pessoas que acessarem este comentário entendam que, quando a infecção é descoberta precocemente, ou seja, antes da AIDS se manifestar, o(a) portador(a) pode e tem como lutar, se defender do hiv e seguir com sua vida.

Não interprete mal o que acabei de comentar, pois é apenas mais uma chance de fazer as pessoas se "conscientizarem" a fazer o teste, ok?

Entendo o momento difícil que está passando, porém agora você precisa tentar se acalmar, lutar contra o vírus e pela sua vida. Faça do seu infectologista "seu parceiro" nesta luta, converse, tire duvidas, se oriente. Dessa forma e aos poucos você certamente irá se sentir mais confiante, mais seguro para lidar com essa "nova realidade" que é difícil sim, mas que você poderá "superar, se quiser".

Porque você PODE......então só falta QUERER.

Certamente você também precisa neste momento de apoio psicológico, portanto continue se abrindo com seu psicólogo, que isso só lhe fará bem e também o ajudará nesta superação.

Sobre sua vida "pessoal/particular/sentimental", eu tenho como conceito NÃO comentar e nem opinar sobre este detalhe das pessoas.

Mas gostaria que você refletisse sobre o que vou comentar e também não interprete mal, pois são apenas palavras que emitem a minha visão pessoal sobre o assunto:

Toda relação sexual (transa)......TODA......quando é realizada SEM "proteção/camisinha" PODE trazer consequências desagradáveis como: HIV/AIDS e DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS (DST).

Portanto NÃO importa ao HIV/AIDS E AS DST se esta relação/transa é homossexual ou heterossexual.

O HIV/AIDS E AS DST não escolhem quem vão contaminar através da ORIENTAÇÃO SEXUAL, mas se aproveitam da FALTA DE PREVENÇÃO/PROTEÇÃO/CAMISINHA para contaminarem as pessoas, os SERES HUMANOS (TODOS).

Dê um passo de cada vez "sempre com orientação MÉDICA". Pare de se auto discriminar como se você tivesse deixado de ser uma pessoa e se transformado num vírus. Você tem hiv, mas não é o vírus. Você é um SER HUMANO como outro qualquer. E se pensar bem, você está sendo preconceituoso com você mesmo, e "injustamente", da mesma forma que as outras pessoas fazem. Pense e lute contra isso!

Espero que entenda a intenção das minhas palavras.

Abraços

Carlos disse...

Bom dia!!!

Alexandre, parabéns pelo blog.

Segue minha dúvida: Fui exposto à uma situação de risco e há 15 dias eu tomo o coquetel anti-HIV do dia seguinte. Ontem eu tive febre de quase 39 graus e isso me deixou muito preocupado. Ontem pela manhã eu fiz academia (e alguém me disse que eu não poderia ter realizado esforços físicos durante o período). Isso é lenda ou uma verdade?

Mais uma vez eu agradeço ...
Grande abraço.

Alexandre disse...

Bom dia Carlos. Amanhã entre em contato com o(a) médico(a) que prescreveu e está acompanhando seu tratamento para tirar essa dúvida corretamente. Somente ele poderá lhe orientar se você pode ou não fazer esforço físico, dependendo do seu histórico de saúde que só ele tem conhecimento. Não dê ouvidos ao tal "ouvi dizer", dê atenção apenas a palavra "médica".

Abs

Anônimo disse...

Olá Alexandre, descobri hoje esse seu blog! Vc realmente ajuda muito a gente!
Eu namoro um rapaz soropositivo, mas q o exame de sangue dele é aquele resultado indetectável, e inclusive depois q começamos a namorar os exames da célula CD4 dele mais q dobraram, ou seja, as defesas do organismo dele melhoraram bastante, estou muito feliz por isso...minhas dúvidas são 2: a secreção, não o esperma, q sai do pênis na excitação do homem, no caso dele, mesmo estando tão bem assim, é capaz de transmitir o vírus no sexo oral em uma boca sem nenhum machucado, normal, como a minha? tenho muita vontade de fazer isso, mas por muito medo, ainda não fiz...agradeço muito sua resposta! bom fim de semana!

Alexandre disse...

Anônimo, vou lhe responder da seguinte maneira:

"Ambos (você e ele)", mesmo com todas as informações já recebidas, estão na dúvida e "não se sentem seguros" para dispensar a camisinha também no sexo oral. Então, vocês "sempre" ficarão com essa "pulga atrás da orelha" que certamente vai "atrapalhar" suas relações. Portanto eu "apenas sugiro" que USEM CAMISINHA EM TODAS AS RELAÇÕES, assim não não darão chances para que uma dúvida estrague o relacionamento.

Bom final de semana.

Anônimo disse...

Oi Alexandre, tudo bem?
Descobri seu blog hoje. Então vo contar um pouco da minha historia, namoro a meses comum homem SORO-.
sempre fui de fazer festas e sair e como todo mundo cometi vacilos de transar sem camisinha...
Como sempre fui parceira dos caras que sai, entrei em contato com alguns deles(os 3 ultimos com quem transei sem camisinha), como são homens mais velhos, perguntei se haviam feito o exame de HIV recentemente... E me passaram que sim , e que estava tudo certo, não havia nenhuma mudanca, continuavam SORO-. Queria ver se então ha alguma possibilidade de eu estar contaminada, sendo que eles não estão? Obrigado e Abraços

Alexandre disse...

Oi Anônima, tudo bem obrigado.

Só existe uma maneira de "você" saber se é portadora do HIV, QUE É FAZENDO O TESTE ESPECÍFICO. Eu sugiro que você marque uma consulta com um(a) ginecologista e lhe peça para orientá-la e também acompanhar a realização do TESTE DE HIV E TAMBÉM PARA AS OUTRAS DST, que sempre são esquecidas. Faça isso para ter as respostas concretas e corretas para suas dúvidas.

Abs

LETICIA SAMPAIO disse...

Boa Tarde Alexandre,

Minha irmã descobriu a pouco tempo que esta com o virus HIV, ela descobriu fazendo o plenatal os enxames e tal... Ela ja ta tomando o remedio que o infectologista passou que é duas vezes ao dia, ela teve fortes dores de estomago e diarreia nos primeiro dias creio que tenha sido por causa da reação do remedio, tem uma semana ela tomando o medicamento, segundo o medico ela só esta tomando porque do Bêbe. É normal ela esta com tosses fortes chegando ao ponto de vomitar?

Obrigada

Alexandre disse...

Boa tarde Letícia. Como sua irmã está grávida, ela tem que tomar a medicação para "não transmitir o vírus para o bebê".

Essa medicação (antirretrovirais) geralmente provoca efeitos colaterais "iniciais", os quais deixam de ocorrer geralmente após os primeiros 20 a 30 dias. É aconselhável que a sua irmã entre em contato com o infectologista para relatar o que está acontecendo, pois o médico poderá lhe orientar como a mesma deve tomada e o que pode ser feito para amenizar esses efeitos.

Alguns antirretrovirais causam menos ou nenhum efeito se tomados junto com a alimentação, outros antes ou após as mesmas. Por isso é importante que sua irmã peça essa orientação ao médico, inclusive peça também que ele a oriente sobre uma alimentação mais saudável, que poderá ajudar e evitar esses efeitos, ok?

Abraços

Fernando Andrade disse...

Oi Alexandre. Vou usar minha conta do google para acompanhar, postei um comentario como anonimo e não achei mais, espero que possa ajudar-me.
Na minha cidade não tem CTA, somente labs. particulates e nos 2 que tem eu fiz testes que no papel diz imunocromatografia - acho que é o teste rápido, pois recebei no mesmo dia. Fiz 2 coletas uma com 50 dias e outra com 60 dias, ambas deram não-reagente. Eu preciso ir a um CTA (que tem numa cidade próxima) ou posso confiar nesses resultado?
Pela sua experiencia de vida, já viu algum caso mudar após 60 dias?
Existe a possibilidade de contato sexual com uma pessoa portadora do vírus e não haver a transmissão?
Outra coisa, queria agradecer a você pelo blog, nossa quanta informação, será que você tem noção do bem que você faz ajudando e esclarecendo a maioria das dúvidas? Você é um ser humano impar, obrigado por tudo o que você escreve e um abraço.

Alexandre disse...

Oi Fernando. A minha experiência de "vida NÃO me transforma em um médico", e é exatamente esse profissional que lhe reponderá concreta e corretamente suas perguntas para você SE CONVENCER que não tem HIV, pois você já realizou 2 TESTES, ambos com resultado NEGATIVO, e não acredita nesses diagnósticos. Portanto SOMENTE A PALAVRA MÉDICA ESPECIALIZADA O FARÁ ACREDITAR.

Anônimo disse...

Oi! Sou casado e descobri que tenho o virus depois de 6 anos de casamento.pois minha mulher fez testes na gravidez 3 vezes e sempre deu negativo e depois disso q eu descobri ela fez tb e o dela deu negativo,minha duvida é meu filho pode ter sido contaminado ja perguntamos pro pediatra mas ele não entrou em detalhes!se poder tirar essa minha duvida obrigado!

Alexandre disse...

Só quem pode tirar essa dúvida é um(a) MÉDICO através da realização de TESTES DE HIV.

Ao invés de "perguntar", EXIJA que o(a) médico(a) faça o procedimento correto para que vocês se tranquilizem e tenham a resposta definitiva. Lembre-se...É OBRIGAÇÃO DELE(A)!

Anônimo disse...

oi. me chamo Carlos. No dia 25 de setembro deste ano tive a confirmação de era portador do HiV. Anteriormente havia ido ao consultório e relatei a médica sobre umas dores de garganta que sentia as vezes e umas feridinhas na boca,aftas que incomodavam bastante. A Dra. indicou que fizesse vários exames e perguntou se meu exame de HiV estava em dia e falei que não. Ela perguntou se eu queria fazer e disse q sim. Os resultados estariam prontos em 7 dias porém, dois dias antes da entrega me ligaram pra recolher mais uma amostra de sangue e pensei logo,pronto! devem estar querendo confirmar o HiV. Antes eu era doador de sangue e caso desse alguma doença eles me ligariam e isso nunca aconteceu. Tive uma relação com um garoto e a camisinha rompeu. Exigi q ele fizesse o exame e ele fez e disse q deu positivo,q era p eu ficar tranquilo porém nunca me mostrou o resultado,depois disso ele viajou pro Ceará e não voltou mais. um ano depois tive uma relaçao com um parceiro e novamente a camisinha rompeu só q este apenas disse q nao tinha nada e negou-se a fazer o teste. Provavelmente deve ter sido ele q me contaminou. Ele disse q nao tinha culpa e q foi um acidente e pior q realmente foi. Só contei pra uma pessoa, um ex meu q hj em dia é meu melhor amigo, tentei tirar minha vida e graças a ele desisti. me deu muito apoio e disse q seria burrice eu fazer isso. Falou q só morre de aids hj em dia quem quer. Frequento o CTA da minha cidade e aprendi a lidar com isso,só tenho o medo mesmo do preconceito. Não tenho coragem de contar nada a minha mãe e irmã. trabalho normalmente,vivo uma vida normal, o detalhe é que agora cuido mais do meu corpo e mente. O infectologista falou q estou com uma saúde perfeita e tão cedo nao precisarei de medicamentos,só quando os CD4 estiverem menores q 500. Passo a ser um leitor frequente do teu blog. que bom q existem pessoas como vc nesse mundo.

Alexandre disse...

Oi Carlos. Obrigado pelo seu depoimento e siga sua vida como sempre o fez, pois você já sentiu que ela está "no seu comando", e nada nem ninguém o privará de absolutamente nada. Tente "apagar o que já passou e que não tem mais volta", pois insistir nesse "retorno", não o ajudará em nada, até porque e como diz um amigo meu...o que está feito, feito está.

Cabeça erguida e VIDA QUE SEGUE!

Abs

Anônimo disse...

Olá, me chamo Rodrigo. Descobri que era soropositivo em 2009. Foi muito difícil lidar no começo, porque eu achava que ia ficar feio igual ao Cazuza (os anos 80 e todo aquele alarde de horrores me assombravam), que as pessoas não chegariam perto de mim e que eu ia morrer...quase caí desmaiado quando peguei meu resultado e marquei um infectologista imediatamente.
Até o dia da consulta vasculhei igual um doido sobre o vírus e li muita bobagem na internet. (Alexandre, na época eu não tinha achado o seu blog). Foi muito difícil porque por um lado eu tinha vontade de sair contando minha aflição, mas por outro eu tinha medo da rejeição. Aguentei calado até o dia do encontro...
Para minha surpresa, meu médico foi maravilhoso! Me animou, me explicou, me orientou e tirou TODOS os estigmas dos anos 80 da minha cabeça. Vivo então com mais saúde e muito mais feliz do que quando eu era soronegativo. Por incrível que pareça, o Hiv mudou muito pouco a minha vida. E as mudanças foram para melhor. É obvio que é melhor ser soronegativo, porém, pessoas que vivem com HIV levam uma vida normal!!!!

Alexandre disse...

Oi Rodrigo, só posso lhe dizer que o seu depoimento com certeza vai inspirar muitas pessoas a enfrentar o hiv sim, porém VIVENDO A VIDA como deve ser vivida.

Obrigado, abração!

Anônimo disse...

bom dia!!!

hj pela manha acessando o google encontrei teu blog, sou portadora do HIV desde o inicio do ano,na verdade descobri depois ter sido diagnosticado que eu estava com tuberculose em abril,tenho um relacionamento desde a mesma data da descoberta com uma pessoa que nao tem o virus,conversamos muito a respeito e ele me ajuda e apoia muito,esta sempre presente em todas as minhas consultas, ele é um companheiro maravilhoso,mas no final de novembro estava-mos tendo relação anal e a camisinha rasgou, quando percebemos deu um desespero, mesmo a minha medica tendo orientado que teria a medicação preventiva,ele tomou durante o tempo que ela mandou, mas desde lá a nossa relação esta muito dificil,ele nao consegue confiar mais, muitas vezes começamos e paramos e eu acabo me sentindo muito frustada,disseram pra ele que o preservativo nao é 100% seguro, pela tua experiencia e pesquisa, posso realmente confiar e o que posso falar pra ele caso rasgue de novo,minha imunidade estava em 300 e a carga viral havia baixado,comecei tbm o tratamento,mas nao estou seguindo a risca, perco os horarios e nos dias que estou muito deprimida e desanimada nem tomo,ate quero te agradecer pelo teu blog, ele no dia de hj me incentivou e acabei tomando, como esse assunto é muito delicado pra qualquer pessoa,nao tenho com quem conversar a respeito,e gostaria de conhecer sites de relacionamento (amizade) com pessoas tbm portadoras,se vc puder me indicar,seria muito grata.
Cristina Lentz - POA/RS

Alexandre disse...

Bom dia Cristina.

Vocês estão fazendo tudo de maneira correta em relação a irem "ambos" nas consultas com seu infectologista. Talvez vocês não estejam solicitando ao médico mais "orientações" para poderem continuar normalmente com suas relações (sexuais), e isso é totalmente possível. Portanto sugiro que conversem mais a respeito e não tenham vergonha de perguntar até aquilo que lhes pareça insignificante.

Sugiro também que "ambos" conversem com um(a) psicólogo(a) que da mesma forma os ajudará nessa questão.

Quanto a camisinha....quem disse que não é 100% segura para o HIV?...certamente NÃO foi um(a) médico(a) e provavelmente foi o "tal ouvi dizer"...ignore porque "especificamente contra a infecção PELO HIV a mesma é segura sim, "desde que seja usada/colocada corretamente e também utilizada com "lubrificante (a base de água), e NUNCA se deve usar "2 camisnhas" ao mesmo tempo, pois o atrito látex x látex provoca o rompimento/estouro delas. Inclusive o rompimento/estouro da camisinha é provocado "principalmente pelo uso de 2 ao mesmo tempo; pela colocação errada; pelo esquecimento de desenrolá-la até o final; pela falta de cuidado de tirar todo o ar do reservatório na ponta e pela falta de lubrificante". Eu sempre "brinco" com as pessoas e digo...treinem antes de usá-la e na hora "h" tenham paciência e não sejam apressados que a mesma não vai estourar.

Quanto ao que dizer ao seu companheiro, eu não posso, não devo e nem tenho o direito de opinar na vida "pessoal" de ninguém, apenas posso sugerir que conversem muito "olho no olho", e usem a razão, o bom senso e a sinceridade.

Deixei por último o seu tratamento. Por favor e para o bem da sua saúde, NÃO deixe de fazer seu tratamento corretamente NUNCA, pois as consequências pode ser GRAVES, e lhe AFIRMO isso porque EU mesmo negligenciei o meu. Leia a postagem "EU E O HIV" no menu do lado direito do blog e veja pelo que passei. Para lhe ser sincero, eu, você e todos nós que vivemos com HIV, NÃO TEMOS DESCULPAS para justificar a negligência em nosso tratamento, e entendo que essa "justificativa" está ligada a DEPRESSÃO, que nos faz somente ver tudo pelo lado negativo e até nos AUTO SABOTAR. Como citei acima e agora com mais convicção, marque uma consulta com um(a) psicólogo(a) para lhe ajudar no EMOCIONAL e brigar contra essa depressão, esta sim um grande inimiga de quem vive com HIV.

REPITO......FAÇA SEU TRATAMENTO CORRETAMENTE......É A SUA SAÚDE, SUA "VIDA" QUE ESTÁ EM JOGO!

Eu não participo desse tipo de site, mas posso lhe passar 2 que aa pessoas indicam:

http://www.radarhiv.com/

http://positivopt.ning.com/

Abraços

Anônimo disse...

Alexandre...

muito obrigado pela ajuda,seu blog com certeza vai me acompanhar por muito tempo, eu ate conversei com o meu companheiro sobre seu blog e disse que eu estava precisando,e com certeza vamos participar juntos.

Cristina

Alexandre disse...

Obrigado Cristina...tudo de melhor para vocês.

Abração!

Anônimo disse...

BOA NOITE ,SOU SOROPOSITIVO FAÇO USO DOS MEDICAMENTOS TO COM CARGA VIRAL INDETECTAVEL SO Q AGORA ENTREI EM UMA EMPRESA QUE PEDIU EXAMES NELE TA INCLUSO HEMOGRAMA COMPLETO HIV E DST SRÁ QUE PODE DAR REAGENTE MESMO COM CARGA VIRAL INDETECTAVEL? OBRIGADO

Alexandre disse...

Boa noite Anônimo, NENHUMA EMPRESA pode solicitar teste de HIV/DST para admissão de funcionário, É LEI!

Uma pessoa QUE É PORTADORA DO HIV, mesmo com carga viral indetectável, terá o resultado do teste de HIV = POSITIVO!

Anônimo disse...

Boa noite gostaria de tira uma duvida minha folha trabalha em uma clínica odontológica.E infelizmente acabou se perfurando .preocupafa fui fazer o exame dela e Deu esse resutado de un dos exame que o medico pediu.herpes simplex 1 e 2 anticorpos lmg 0.92 o que quer dizer

Alexandre disse...

Anônimo, você já levou o resultado do teste da sua filha para o(a) médico(a) que recomendou sua realização?

Se não levou, leve para que o(a) mesmo possa analisá-lo e lhe passar o diagnóstico correto!

Anônimo disse...

Olá alexandre!
Li algumas histórias do seu blog,todas com inicio parecidos quando se tem uma descoberta nós fechamos para o mundo,aonde hoje depois que descobri vejo que isso não tem que ser encarado desse jeito,levante a cabeça e siga en frente,não pergunte o pq aconteçeu isso e sim para qual finalidade...
Bem descobri que sou portadora a mais de 2 anos,ainda não começei com os remedios,pois ainda não e preciso,nunca me apaxonei por ninguem,após saber que sou soro positiva,encontrei uma pessoa maravilhosa que me compreendeu,me acolheu...Lembro como hoje ele me disse"Não se preocupe se precisar tomar remédio,tome.. quem tem diabetes tmb toma pq vc não iria tomar",ali meu preconceito comigo mesmo acabou...To casada a 2 anos e to esperando meu primeiro filho...Sou uma pessoa normal,com sonhos,desejos e projetos...Alexandre que deus sempre lhe de forças para continuar com esse blog para tirar duvidas,até mesmo histórias de outras pessoas...Vlw

Fernando disse...

Muito bom ter esses esclarecimentos para um pessoa que soube recentemente que é portadora do vírus. Obrigado, Alexandre. =)

Alexandre disse...

Eu que lhe agradeço pela confiança, Fernando.

Abraços

Anonimo disse...

Boa noite Alexandre,adoeci e fui parar a uma clínica onde por sua vez fui submetido ao Hemodiálise, durante um mês segundos os outros exames declararam que sou ser positivo.
Cheguei a casa não tive coragem de informar na minha esposa visto que ela encontra-se gravida, segundo a consulta dela pré-natal foi identificada que é seropositiva desesperada desmaiou no momento.
Eu trabalho fora de casa e que só nos vemos nos finais do mês, aproveitando a minha chegada na calada da noite meteu-me sentado e perguntou a quanto tempo eu sou ser positivo informei-lhe o sucedido não resisti comecei a chorar amargamente visto que somos uma família grande e todos sobre minha responsabilidade temos 4 filhos logo em seguida exigiu-me a irmos todos ao hospital graça a Deus os nossos filhos deram negativo.Neste momento vivo esta situação embora distante da família por motivo de serviço.

Alexandre disse...

Anônimo, no seu relato você disse: "Somos uma grande família"......Pense bem, NADA vai mudar isso, vocês SEMPRE serão uma família, e o hiv também NÃO tem o poder de mudar nada.

É difícil, claro, sabemos que é. Porém o mais importante, na verdade "o que realmente importa é a VIDA". E mais uma vez o hiv NÃO tem o poder de comandar ou interferir na SUA FAMÍLIA NEM NAS SUAS VIDAS.

Tente encarar o hiv como mais um obstáculo que pode aparecer na VIDA de todos nós e NÃO seja refém dele. Lute contra ele e não permita que o mesmo prive você de nada, até porque ele também não vai privá-lo de absolutamente nada, SE VOCÊ NÃO PERMITIR. E tenho certeza que você não vai lhe dar esta permissão.

Abraços.

Pico disse...

B.tarde, Alexandre

Na sua opiniao vc acha que a cura esta proxima?

Alexandre disse...

Boa tarde. Como LEIGO acredito que a ciência está muito perto de descobri-la!

Paulo Amaral disse...

Oi alexandre, boa noite, fui detectado com o vírus HIV sexta feira dia 16 de agosto, através de um teste rápido que foi refeito. Imediatamente, liguei para meu parceiro e ele veio ao meu encontro e fez o exame no mesmo dia também. O resultado dele foi negativo. Nos conhecemos há quase dois anos e nunca usamos preservativos em nossas relações, sexualmente ele é ativo e eu passivo, sempre que transamos, ele ejacula dentro. Em dezembro de 2012 ele fez o exame e foi negativo também, agora quase nove meses depois, o resultado dele foi negativo. Gostaria de tirar algumas dúvidas, segunda feira dia 19.08.2013, farei o exame de sangue para saber a carga viral e como está meu organismo, não tenho sintomas nenhum, meu sistema imunológico responde sempre muito bem e não lembro a última vez que adoeci. Vamos as perguntas, caso possas me auxiliar, existe a possibilidade de ele estar infectado e não ter sido mostrado no exame? Posso não transmitir o Vírus á ele? Por favor, caso saibas de alguma situação semelhante a nossa, por favor, me ilumina. Agradeço a atenção. Boa noite.

Alexandre disse...

Oi Paulo. Primeiro e para que não reste nenhuma dúvida que você é portador, o local onde realizou seus teste "rápidos" DEVE, É OBRIGADO A REALIZAR O TESTE CONFIRMATÓRIO, QUE É O WB OU SEMELHANTE......repito, isso é OBRIGATÓRIO.

Teste "confirmatório" realizado e confirmado o resultado POSITIVO, o mesmo local deve e também tem a obrigação de encaminhá-lo à UM(A) MÉDICO(A) INFECTOLOGISTA e é este(a) profissional que irá lhe prescrever e monitorar todos os exames necessários, entre eles carga viral, cd4, hemograma e TODOS os testes e exames para investigar TODAS as outras DST. Esses são os 1ºs passos que você deve seguir, sendo que os demais o(a) MÉDICO(A) lhe orientará.

Quanto as suas perguntas, como sempre insisto por aqui, as respostas corretas sempre serão dadas por MÉDICOS(AS), portanto tanto você como seu parceiro devem consultar um(a) especialista para obtê-las.

Apenas COMO LEIGO QUE SOU, podem ocorrer casos em que o teste é negativo mas a pessoa tem o vírus, "isso depende de uma série de fatores como por exemplo: janela imunológica insuficiente". É exatamente por isso que NO CASO DE EXISTIR A PRESENÇA CONFIRMADA DO HIV EM UM DOS PARCEIROS, os(as) MÉDICOS(AS) recomendam que se façam testes mais precisos para que não fique nenhuma dúvida, "além disso as pessoas (no caso vocês) devem relatar TUDO sem omitir nenhum detalhe", para ajudar na avaliação dos profissionais.

Abraços

ALEXSSANDRO SILVA disse...

Alexandre queria saber o seguinte,sou soropositivo e minha mulher não,queria saber se posso ter filhos com ela sem contaminar ela e meu filho?

Alexandre disse...

Alexssandro, clique no link abaixo e leia a matéria na íntegra a qual responde sua dúvida.

O LINK: "CLIQUE AQUI"

Felipe barros disse...

Boa tarde Alexandre.
Parabéns pelo seu blog. Contém informações precisas e relevantes. Vou relatar oq ocorreu comigo.
Conheci um rapaz no bate papo. Fui para a casa dele e a camisinha rompeu, eu era o ativo. Tirei, lavei o penis imediatamente e troquei o preservativo.
No fim da relação, perguntei pra ele se ele se cuidava, se fazia o exame constantemente e ele respondeu q nunca fez e que não pretende fazer, mesmo eu tendo oferecido o exame por minha conta.
Fui a um Cta, meus exames deram todos negativos e a médica me receitou o coquetel profilatico. Estou tomando ha 3 dias e os efeitos desagradáveis ja aparecem.
Penso em interromper o tratamento. Será q corro grandes riscos?
Obrigado e Abraço.

Alexandre disse...

Boa tarde Felipe. A decisão/opção de interromper o tratamento É SOMENTE SUA, pois é a "sua saúde, sua vida".

O que posso lhe dizer é que A MÉDICA lhe prescreveu a profilaxia para EVITAR que você fosse contaminado pelo HIV porque NÃO há como saber se a pessoa é portadora ou não.

Fale "pessoalmente" com sua médica a respeito e ouça atentamente suas explicações, orientações e tome A SUA DECISÃO.

Abs

Anônimo disse...

Olá Alexandre, descobri recentemente que sou portador do vírus, fiz todos os exames e, há pouco, soube da minha carga viral. mesmo estando baixa, decidi iniciar o tratamento imediatamente, com o acordo da minha médica, na sua opinião, fiz correto em querer começar já?

Alexandre disse...

Oi. Anônimo o tratamento é o seu ALIADO contra o hiv, portanto siga as orientações da sua médica corretamente e NÃO se deixe influenciar pelo tal "ouvi dizer".

Gustavo Henrique Santos disse...

Bom dia doutor,

tenho 22 anos e escobri há unz 5 meses que sou soropositivo. foi muito difícil, chorei muito mas estou a cada dia melhor.

estou bem, tomos mecidamento já desde quado descobri porque meu namorado não é soropositivo.

ele e eu achamos que esssa é a melhor alternativa! e nos protegendo né

a minha dúvida é não perdi peso
.. mas peso aprox 60 km...tenho 1 ,76

quero muito aumentar minha massa magra, malho já faz um ano, tomando suplementos e não funciona :( 0 resultado!
um endocrino poderia md ajudar?

Alexandre disse...

Bom dia Gustavo. Só uma correção, "eu não sou médico, portanto vou desconsiderar esse 'doutor', ok"?

O melhor a fazer é conversar com seu médico INFECTOLOGISTA e solicitar orientações ao mesmo, inclusive e caso você não tenha informado ao médico sobre os "suplementos" que você utiliza, faça isso para que ele lhe dê "sinal verde". Acredito também que um(a) NUTRICIONISTA poderia ajudá-lo com a alimentação para obter os resultados que você deseja NATURALMENTE.

Anônimo disse...

Ola alexandre tudo bem?
Meu caso é o seguinte: em fevereiro de 2011 tive uma relaçao sexual com uma mulher. Usamos camisinha, mas ai dentro da banheira a camisinha saiu e eu nao percebi. So fui perceber depois de uns 5...10 min. Ai paramos e colocamos outra. Logoodepois disso disso eu descobri que ela estava gravida. Pois. Bem...ela me disse q era meu e tal por tal relaçao.so q o exame de gravidez deu q ela estava com 3 meses na epoca q transamos. Enfim esse nao e o caso. 1 mes depois da relaçao fiquei doente tipico de gripe que durou apenas um dia os sintomas. Depois q. Nasceu a criança fui pedir a ela o resultado dos exames de hvi. Ela me mostrou um la que deu nao reagente. Ela amamentou o nenem no peito normal....mas mesmo assim tenho receio de fazer exame de hiv. É possivel ter pegado o hiv tendo relaçao por uns 5 minutos exposto? Hj sou casado e pretendo ter filhos.Sria bom os dois fazerem exames antes dela engravidar? Obrigado

Alexandre disse...

Oi Anônimo, na luta sempre, obrigado!

Estamos no ano de "2014", portanto já se passaram "3 anos" e você ainda está preocupado por algo que "supostamente poderia ter acontecido". Em alguns minutos você terá a resposta que deseja, FAZENDO O TESTE DE HIV, que é a UNICA maneira de uma pessoa saber se é portadora ou não do vírus. E quanto a ter filhos, é aconselhável que todos os casais façam testes e exames antes de "encomendar" o bebê, por motivos óbvios. Inclusive após a mulher engravidar TODOS os testes e exames são realizados no PRÉ-NATAL, tanto na mulher como no homem. Faça o que você deve e pode fazer!

Anônimo disse...

Acho que nao tem motivos para eu ficar preocupado neh...fiz alguns exames de rotina no ano passado e dwu tudo normal..so nao fiz de hiv. Caso eu tivesse contaminado os exames dariam alguma alteraçao?

Alexandre disse...

Anônimo...eu abri uma exceção para você pois nesta janela de comentários está bem claro que não respondo mais esse tipo de pergunta, que SOMENTE UM MÉDICO pode, deve e tem obrigação de responder, mas uma afirmação eu posso fazer sem nenhuma chance de estar errado...

SOMENTE O TESTE ESPECÍFICO DE HIV PODE DIAGNOSTICAR SE UMA PESSOA TEM OU NÃO O VÍRUS!!!

Anônimo disse...

Entendi...obrigado por suas palavras...e parabens pelo seu blog!

Anônimo disse...

Boa noite Alexandre! Estou desesperada,sou casada ha seis anos,meu último teste de hiv foi em Maio/2013 não reagente!Assim como todos os outros, fiz como rotina!Em Janeiro/2014 fiquei grávida fiz meus exames normais de pré natal e mais um vez não reagente,meu marido ficou desesperado e me confessou que não era possível tendo em vista que ele já sabia ser soro+ ha cinco anos,inclusive já se tratava a muito tempo!Meu mundo caiu, queria mata-lo,nunca desconfiei,brigamos e nos separamos, 29 dias depois refiz o exame Elisa 4ª geração e o mesmo continuou negativo!Tive um aborto espontâneo com cinco semanas,passei por curetagem e nada foi constatado,o feto parou de evoluir na 5ª semana,segundo os médicos isso é bem comum. Não sei mais o que faço!

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônima, pelo seu relato e pelo resultado dos seus testes, você provavelmente não foi infectada pelo vírus, porém você não acredita nisso e ai nasce o seu desespero (em relação ao hiv). Eu sugiro que você marque uma consulta pessoal com um(a) infectologista para contar todo o ocorrido sem omitir nenhum detalhe, e peça para o(a) médico lhe explicar tudo detalhadamente, inclusive porque não houve contaminação apesar da sua exposição constante ao vírus. Somente assim e com a palavra médica especializada você poderá se ver livre deste desespero no assunto HIV.

Anônimo disse...

Obrigada Alexandre, tenho acompanhado direto seu blog e depois disso tudo parece que fiquei mais humana. Estou sofrendo muito com a perda do meu bb e também pelo meu ex marido, mesmo sabendo que ele errou gosto muito dele e sinceramente não sei o que fazer, sofro por tudo que ele passou sozinho, sem ter com quem conversar mas sofro mais ainda pelo o que ele fez comigo. Vou tentar marcar om o médico mas ainda assim estou dentro da janela imunológica, pelo que vi aqui é um pouco maior quando o risco foi comprovado. Saliento que nunca usamos camisinha e tínhamos uma vida sexual feliz a ativa!!

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônima, eu imagino a sua dor pela perda do seu bebê e até por isso não toquei no assunto. Quanto a sua vida "pessoal" eu não posso, não devo e não tenho o direito de opinar, mas "você" mesma saberá o melhor caminho a seguir quando esse momento ruim for superado.

Existem vários casos onde um dos parceiros é portador e não ocorre a transmissão do vírus. Portanto tente se acalmar, marcar a consulta, pois com este acompanhamento médico você terá todas as respostas corretas e concretas para suas dúvidas.

Abraços.

Anônimo disse...

Olá Alexandre sou a mulher do post acima, então, segunda feira 17/02 fui ao infectologista, o mesmo que trata do meu marido,ele viu meus três exames o último como citei anteriormente com 29 dias após o último contato de risco e também um anterior que eu esqueci de citar do ano de 2012 (2013 e Janeiro/2014 tb).Ele assegurou que eu não fui contaminada, mas insisti no exame de 60 dias, tamanho é meu pânico, o mesmo concordou que devo faze-lo e reafirmou que dificilmente terá alguma mudança, visto que eu e meu "ex" marido não tivemos mais contato sexual. O vírus dele está indetectável e a imunidade nunca esteve tão boa, confesso que toda aquela conversa era surreal pra mim e eu não imagina que ele tinha uma vida dupla,o médico tem diversos exames dele. Quando ele descobriu ser portador da doença já estávamos casados a um ano e nessa época a carga viral estava altíssima, devido ao fato de desconhecer e doença e obviamente não buscar ajuda especializada. Ele descobriu pois a ex mulher apresentou problemas de saúde e foi pedido o exame, positivo, ela o contactou e ele tb confirmou a sorologia. Os dois se tratam no mesmo infectologista e eu estou incrédula até agora!!Voltando a falar sobre o parecer médico ao meu ver bem confuso e inconclusivo até mesmo pela dificuldade de aceitação e raciocínio que eu me encontro nesse período da minha vida, podemos ter incompatibilidade sanguínea,a carga viral dele está indetectável, contudo fiquei um ano exposta a carga viral mais de 1000 (não entendo direito ainda). O que você acha disso tudo?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônima, eu praticamente já lhe dei a minha "visão apenas LEIGA" sobre seu caso e não há muito mais a acrescentar. Porém acredito que para você conseguir "acreditar" definitivamente que não foi infectada, continue conversando com seu médico até que o resultado do novo teste esteja pronto. Em paralelo acredito que seria bom para você também conversar com um(a) psicólogo(a) para ajudar o seu "emocional" que compreensivelmente está abalado por "tudo", inclusive o lado "pessoal". Além disso eu sugiro que você evite, ou melhor, "se afaste de tudo relacionado ao hiv", pois a cada "ouvi dizer" você ao invés de se tranquilizar aumenta suas preocupações. Tente mudar o "foco" e passe a dar atenção à sua VIDA, porque neste momento sua atenção está "focada" apenas no hiv e nos acontecimentos da sua vida particular e certamente isso tudo não a está ajudando, muito pelo contrário. Como diz um grande amigo meu...

Valorize e viva a sua vida, e principalmente...

VALORIZE-SE!!!

Anônimo disse...

Olá Alexandre,a poucos meses descobri que sou portadora desse vírus e confesso que até agora não caiu a ficha direito, e não tenho a menor ideia do que fazer.Meu namorado já sabe de tudo e me apoia e me ajuda no que eu preciso, que é principalmente conforto, mas estou feliz por ele não ter feito o que maioria dos caras fazem quando descobrem isso, e apesar dessa doença vivo uma vida normal com todos a minha volta, quem já sabe da minha história me ajuda a seguir em frente pois é muito difícil seguir sozinha...

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônima, não fique angustiada porque a sua reação é a mesma de toda pessoa que se descobre com hiv. O mais importante é você tentar se acalmar e dar um passo de cada vez, "sempre" seguindo as orientações do seu médico infectologista que vai lhe dizer como dar os demais passos. Se você sentir que seu emocional de alguma forma está prejudicando seu dia a dia, peça ajuda também a um psicólogo que será mais um "aliado" para que você supere esses momentos iniciais.

Com toda certeza você deve e pode seguir com sua vida normalmente, até porque o vírus não a privará de nada, absolutamente nada. E com esses outros "aliados ao seu lado" fique certa que o hiv não terá a mínima chance de prejudicá-la.

Bóra VIVER A VIDA que nada nem ninguém a impede disso!

Anônimo disse...

Boa tarde, descobrir que sou soropositiva em agosto/2014,de uma maneira bem complicada meu namorado com quem estou a 4 anos ficou muito doente,cada dia que passava ele emagrecia mais e mais,comecou a ter sapinho,muita falta de ar, e nenhum exame acusava alguma infermidade ate q conversando com uma amiga ela pediu para ele ir ate onde ela trabalhava la foi feito todos os exames e diagnosticado que ele estava com o hiv e pior estava com pneunocitose,fiz o meu e tb deu positivo,porem nao apresento nenhum tipo de problema minha carga viral e indetectavel e o cd4 bom tb assim disse minha infectologista...no comeco sofri quieta pois ele precisava muito de mim, agora esta tudo bem e de fato nada mudou nas nossas vidas continuamos os mesmos, juntos e felizes e a cada dia aprendendo a da valor para as coisas certas...tomamos os remedios eu tomo dois pois agora e lei ne assim que descobrir comecar a usa-los...aprendi com isso a da valor a vida ....obrigada

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônima, obrigado pelo seu depoimento, e continuem sendo felizes porque o hiv não é capaz de tirar isso de vocês e de ninguém.

É VIDA QUE SEGUE!

Abração.

Anônimo disse...

Caro alexandre eu tenho 17 anos e acho que fui contaminado des dos 16 anos pois ando sentindo umas coisas estranha com falta de apetite dor de cabeça tontura e ando perdendo quilo e tanbem naceu umas manchuinhas vermelhas na minha cósta e agora oque eu faço sera que é aids to muito assustado e nao tenho coragem de ih em agum posto fazer o izame tenho medo de da positivo.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Converse com seu papai e sua mamãe e peça à eles que marquem uma consulta com um médico especialista, assim eles vão junto com você para encorajá-lo.

Anônimo disse...

Alexandre,gostei do seu blog. Parabéns pela sua iniciativa. Há 8 anos descobri que sou soro+.Demorei a aderir ao tratamento, pois em 3 tentativas,sofri demais com os efeitos colaterais. Até que há 3 anos atrás(2011),comecei a definhar muito,diarréias constantes,muita perda de peso..fui ao infecto,e ele me disse "ou é vc ou o hiv. não se deixe vencer". Naquele dia iniciei o tratamento, perdi 5 kg, tive rejeição a uma das drogras(azt) que me dava anemia.Tive herpes zoster, estava com 53 kg e imunidade 47, carga viral 66000mil! hoje minha carga viral é indetectável, cd4 284,mas a médica disse que estou bem. Tenho uma dúvida,mesmo tomando o coquetel posso transar com outros soropositivos? meu cd4 irá diminuir?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônimo, pelo que sua médica já lhe disse e pelos resultados dos seus exames, realmente você se recuperou e está bem. Portanto é só continuar seguindo as orientações dela e seguir com seu tratamento corretamente que tudo ficará bem.

Quanto a sua dúvida, com certeza você sabe que TRANSAR SEM CAMISINHA pode trazer consequências como, adquirir GONORRÉIA, HPV, SÍFILIS, HEPATITE E TODAS as outras DST, e ainda, no caso do HIV pode ocorrer uma re-infecção para AMBOS OS(AS) PARCEIROS(AS) por outros tipos de hiv que também podem ser ou criar RESISTÊNCIA aos antirretrovirais.

Eu não posso, não devo e nem tenho o direito de lhe dizer como agir, portanto a decisão de transar sem camisinha É SUA E DO(A) SEU(SUA) PARCEIRO(A) que sabem sobre as possibilidades de prováveis consequências.

A pessoa que vive com hiv pode TRANSAR com qualquer outra pessoa, independente de também ter ou não o vírus...

DESDE QUE "AMBOS" USEM CAMISINHA CORRETAMENTE!

Anônimo disse...

Alexandre,
em primeiro lugar, parabéns por sua iniciativa de esclarecer as pessoas sobre o HIV. Minha pergunta vai na direção de sua última resposta. Eu e minha mulher somos HIV positivos, estamos tomando remédio e estamos com carga viral indetectável e cd4 acima de 500. A pergunta é: Podemos transar sem camisa? Eu não tenho relacionamento com ninguém mais e tenho certeza de que ela também não.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônimo, a minha resposta é a mesma, ou seja, é uma decisão PESSOAL de ambos, e somente vocês em comum acordo podem tomá-la. O máximo que posso dizer, ou melhor, sugerir...é que AMBOS conversem a respeito com seus MÉDICOS(AS) INFECTOLOGISTAS e peçam orientação à eles(as) para ajudá-los nesta decisão.

Rafael R. disse...

Boa tarde Alexandre. Eu tenho um companheiro que é Soropositivo. Um dia antes dele descobrir transamos sem camisinha e houve contato direto. Fomos ao medico que encaminharam ele para o tratamento e me mandaram fazer a PPE. Fiz o exame uma vez e deu negativo e o refiz novamente negativo. Mas estamos com um problema serio, em relação ao sexo oral, pode ser feito não deve ser feito nunca sem camisinha? A saliva de fato mata o vírus ou isso é mito? O fato de sempre observarmos se há secreção e sempre cuspir pode ser de fato prejudicial? É tudo muito novo sabe, outro problema é em relação aos vários rompimentos que ocorrem com frequência, devido a problemas que estamos tendo com os preservativos.No dia 17 de abril houve um rompimento sem contato com o esperma, mas como ele não sabia ainda a carga viral dele fomos novamente ao medico para, buscar informações, demos com cara em varias unidades de saúde que se negaram a nos ajudar. No disk aids nos aconselharam a fazer novamente a profilaxia mas a dificuldade de encontrar um posto de emergência que pudessem entender o caso não foi muito boa e muitas unidade se negaram a ajudar como o prazo é de 72 horas só consegui uma medica caridosa(digo isso por que passei por 12 unidades de saude e todos se negaram NEGARAM a me atender dizendo que isso não era problemas deles)que me passou o medicamento no dia 20 mas disse que eu poderia tomar porque em dias ja haiam passado 72 mas vendo pela as horas ainda havia tempo tendo ocorrido as 18h do dia 17, mas que essa profilaxia deveria ser feita duas horas depois do ocorrido, comecei a tomar os medicamentos e ela me disse pra toma-los novamente por mais 28 dias e não interromper, mas a cabeça estão cheias de duvidas ainda sabe, paramos com sexo oral sem camisinha, mas esse mês de maio houve outro rompimento de preservativo (estamos com problema em relação a tamanho, sei que falando assim de rompimento parece que estamos usando de forma incorreta mas acredite não é)e estou com duvidas em relação a isso porque ja estou usando o medicamento, ele ainda estará fazendo efeito? Pergunto porque ficamos de fato preocupados entende, não é de nossa intensão usar o medicamento como desculpa para fazermos sexo sem camisinha. Eu fico preocupado e ele também e estamos tendo dificuldades em relação a isso, eu gosto demais dele e queremos continuar juntos e não quero que um virus estrague nosso relacionamento sabe, depois de tudo que passamos tantas lutas, queria muito uma orientação sua Alexandre, a verdade é que os médicos nos olham de formam estranha e não respondem nossas perguntas como se tudo fosse muito obvio para nós, estamos cheios de perguntas mas nenhuma resposta que não seja. "vcs não podem fazer nada" Literalmente dessa forma. Desculpa sair escrevendo tudo isso aqui e dessa forma, mas desde que descobrimos venho lendo seu blogger e tenha visto muitas coisas legais e respostas ótimas, vc é um cara muito humano por favor esse trabalho ótimo. Desde de já agradeço de todo meu coração cara.

Anônimo disse...

Olá Alexandre , daqui fala o Diogo de Portugal! Queria fazer te uma questão, há cerca de 3 semanas tive umarelacao de risco, sendo que fiz e recebi sexo oral e a relação foi apenas sexo oral! A ejaculacao de ambos foi feita para o chão sendo que não houve ejaculacao na minha boca! Entretanto há 3 dias comecei a ficar com dor de garganta, e há 2 dias tive de ir para o hospital pois fiquei com umas manchas quei o médico diz ser urticaria! Isto poderá ser a fase aguda do hiv? Grande abraço e parabéns pelo site

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Diogo, TUDO...repito...TUDO na internet é "achismo", portanto você SOMENTE terá respostas corretas à sua dúvida/preocupação SE REALIZAR O TESTE ESPECÍFICO DE HIV E TAMBÉM PARA AS OUTRAS DST, acompanhados e monitorados por um médico ESPECIALISTA que, em posse dos resultados dos mesmos poderá lhe afirmar com certeza se você adquiriu ou não HIV ou DST!

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Oi Rafael, vou tentar lhe dar minha visão LEIGA e você tira suas conclusões e aquilo que lhe for útil. Entenda que EU não posso, não devo e nem tenho o direito de lhe dizer o que fazer em relação a SUA VIDA PESSOAL, portanto o que vou escrever são apenas sugestões e a minha (repito) visão LEIGA.

No caso de vocês existe efetivamente a presença do HIV, e AMBOS sabem que a transmissão do vírus pode ocorrer SE NÃO FOR USADA A CAMISINHA CORRETAMENTE. Além disso a maioria das pessoas ignora, despreza AS OUTRAS DST, que também podem ser adquiridas nas relações SEM CAMISINHA, e algumas delas pode ser adquiridas NO SEXO ORAL. Portanto a DECISÃO, A OPÇÃO de vocês não usarem camisinha somente AMBOS podem tomar EM CONJUNTO e sabendo que existem as possibilidades acima citadas.

A camisinha NÃO RASGA......a não ser que seja COLOCADA ERRONEAMENTE E NÃO SEJA UTILIZADO LUBRIFICANTES, sendo que estes lubrificantes SEMPRE devem ser aquelas à BASE DE ÁGUA, pois outras substâncias podem causar o rompimento da mesma. Quanto ao TAMANHO mais indicado, procurem se informar e/ou adquirir aquelas que mais de adaptem à vocês, pois no mercado existem diversos tipos e tamanhos.

Quanto a PROFILAXIA, é preciso que você entenda que é UM TRATAMENTO PREVENTIVO PARA IMPEDIR A TRANSMISSÃO DO HIV, por isso é RECOMENDÁVEL que durante o tratamento e até o SINAL VERDE do médico afirmando que não houve a contaminação, QUE RELAÇÕES SEXUAIS SEJAM EVITADAS para exatamente não se correr riscos novamente, o que pode acontecer quando a camisinha estoura por exemplo.

E INDEPENDENTE do médico que o atendeu e está monitorando a sua PROFILAXIA ser PÚBLICO OU PARTICULAR, ele tem OBRIGAÇÃO de lhe atender, orientar, monitorar e dar todas as explicações sobre os procedimentos e o que deve ser feito, portanto EXIJA ser atendido de maneira adequada.

Uma última sugestão...se possível vá com seu companheiro nas consultas dele com o MÉDICO INFECTOLOGISTA que acompanha seu tratamento, assim AMBOS poderão tirar todas as dúvidas com quem realmente entende do assunto e pode lhes orientar corretamente sobre tudo que envolve HIV E DST.

Abraços

daniel silva disse...

Primeiramente parabéns pelo seu blogger, o melhor que já li!

Boa tarde alexandre, no meu caso a uns 3 ou 4 anos atrás fiz sexo sem camisinha, mas não me lembro de ter nenhuma reação ou sintomas nas semanas e nem messes seguintes, pois agora me apareceram manchas nas cotas, mais parecem espinhas porque tenho no rosto também, só que eu to com muito medo e nem sei oque fazer, busco resposta comigo mesmo mas não consigo chegar a lugar nenhum.. faz 4 dias que uma pessoa me mandaram uma pergunta na ask, dizendo coisas sobre manchas na pele, e desconfiei mais ainda, to triste pelo que fiz e na epoca nem fazia ideia muito desse perigo, e na minha cidade tem muitos casos, não sei oque fazer, mas sei que tenho porque me sinto estranho e meus pensamentos são negativos, desculpa a maneira de eu te fazer essa pergunta é que não sei oque fazer, não fiz o teste por medo, já fui na frente mas não consegui entrar, penso em coisas negativas, não sei oque fazer e não tenho apoio de ninguém?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Daniel...VOCÊ SABE O QUE PODE E DEVE FAZER!

Mas só depende de VOCÊ MESMO tomar a decisão de TOMAR A ÚNICA ATITUDE capaz de acabar em poucos minutos com sua dúvida que já dura 4 anos.

Portanto a escolha é SOMENTE SUA, ou você fica PRESO a algo que nem sabe se tem, ou escolhe se LIBERTAR...

Agora é com você!

Aline disse...

Oi Alexandre.. achei seu blog muito interessante e há dias estou lendo, peguei meu resultado de exame ontem, estou na fase do medo, porém, sei que vou fazer de tudo para ter uma vida normal, minha dúvida é a seguinte, na minha cidade os médicos infecto estão todos de férias, minha consulta será somente no fim da semana que vem, no meu exame minha carga viral está 16 log, ou 1629 não sei direito ainda ler, vc acha que terei um bom prognóstico, começarei o tratamento logo em seguida a consulta? Obrigada pelas informações.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Oi Aline. Tente ficar tranquila e aguarde a sua consulta, pois apesar do seu relato estar meio confuso, compreensivelmente, não há motivos para se preocupar exageradamente. O seu médico infectologista irá analisar seus exames de cd4, carga viral, sua saúde no geral, "e decidir junto com você" a necessidade de iniciar a terapia com os antirretrovirais. Portanto repito, calma, dê uma passo de cada vez e siga as orientações "sempre" do seu médico.

Mazinho disse...

Prezado Alexandre,
Obrigado por sua dedicação e pelo alento que traz para as pessoas que lhe procuram.
Tenho algumas dúvidas e gostaria de sua ajuda:
Em quanto tempo após a contaminação pelo HIV aparecem os primeiros sintomas? Que sintomas são esses? Eles ocorrerão obrigatoriamente em todas as pessoas? Esses sintomas podem aparecer durante a janela imunológica ou somente após essa fase? Um homem com HIV+ pode ter um filho com uma mulher HIV-?
Desde já agradeço seus esclarecimentos. Deus te abençoe!

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Mazinho, CLIQUE AQUI, leia matéria que a mesma lhe dá a maioria das respostas. E quanto a ter filhos sendo ambos HIV+ CLIQUE AQUI.


http://prazeralexandre.blogspot.com.br/2012/05/portadoras-do-hiv-podem-ter-filhos.html

alex soares disse...

Ola Alexandre venho me consultando com médico urologista por causa de um crista de galo na glandes do pênis por isso me pediu uns exames entre eles está HIV 1 e 2 recebi o resultado hoje deram amostras reagentes então sou HIV positivo vou me consultar com o médico na sexta feira agora depois desse resultado nem sei o mas que fazer da vida se continuo fazendo consulta e conto pra minha família sobre isso que estou com vírus HIV+ confesso que estou desanimado...

Parabéns pelo seu blog !!!

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Alex, é claro que a notícia assusta e deixa muitas dúvidas, porém neste momento o que você pode e deve fazer "é se tratar conforme as orientações médicas", e seguir com sua vida. Continue fazendo o tratamento que o seu UROLOGISTA prescreveu, e quando estiver na consulta com o INFECTOLOGISTA que acompanhará seu tratamento do HIV, fale, pergunte, tire dúvidas e siga corretamente as suas orientações, pois com o tempo você se sentirá mais seguro e confiante e sabendo que o vírus não vai privá-lo de nada, "desde que você não permita isso".

Quanto a "contar", esta é uma decisão que somente você pode tomar, o máximo que posso lhe dizer é que "o apoio familiar" sempre é e sempre será um dos principais aliados para a pessoa combater e vencer o hiv. Portanto só você conhece como é seu relacionamento com seus familiares, e se este relacionamento é de parceria, carinho e amor, você "ganhará um apoio que o ajudará a seguir em frente".

Abs

Yasmin Ninfetta disse...

Alexandre transei com meu namorado sem preservativo a 2 dias e n saboa que ele era soropositivo fui o ativo na transa e quando terminamos vi sobre meu penis um pouco de sangue sera que estu totalmente infectado estou muito desesperado me dar uma luz por favor.....obgg

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Yasmin, nada e nem ninguém "na internet" poderá tirar suas dúvidas e nem "prever" nada, tudo sempre será "achismo, vidência, etc". Portanto, marque uma consulta com um médico (UROLOGISTA OU INFECTOLOGISTA), relate todo o ocorrido "sem omitir nenhum detalhe", siga suas orientações e peça que ele "faça todos os exames e testes para investigar o HIV e todas as outras DST".