"UMA ÓTIMA NOTÍCIA PARA VOCÊ QUE VIVE COM HIV. NA VERDADE UMA CONFIRMAÇÃO"


"Mais vida para soropositivos"

Há três décadas, quando surgiram os primeiros casos de Aids no mundo, os tratamentos para combater a doença ainda não existiam e ser contaminado era uma sentença de morte. Desde então, pesquisadores de várias nacionalidades têm unido esforços, tanto na busca de tratamento mais eficazes para os pacientes que contraíram o HIV, quanto para produzir uma vacina. Depois de diversos estudos confirmarem que algumas formas de tratamento são capazes de diminuir em 96% as chances de se transmitir o vírus, uma pesquisa publicada na edição de hoje do periódico norte-americano Annals of Internal Medicine apresenta mais um avanço.

"Mostra que, com o uso de "ANTIRRETROVIRAIS" já disponíveis no mercado, a expectativa de vida dos pacientes, que antes dos anos 2000 era de 10 anos, pode ser a mesma de pessoas saudáveis, se esse tratamento não sofrer interrupção".

A descoberta reforça ainda mais a necessidade de se ampliar o acesso aos remédios a populações carentes de diversas partes do mundo. Agora, definitivamente, a Aids deixa de ser sinônimo de atestado de óbito. O estudo divulgado hoje (19/07/2011) é o primeiro em grande escala a medir o impacto na expectativa de vida dos pacientes soropositivos que utilizam medicamentos antirretrovirais. Feito com cerca de 22.315 voluntários, com idade acima de 14 anos, em Uganda, na África, os pesquisadores consideraram a expectativa de vida em 35 anos de idade, quando na região é de 62 anos. Os homens que utilizavam as drogas para o controle da doença tiveram uma expectativa de vida de 57 anos, e as mulheres de 67. Essa diferença drástica entre homens e mulheres deve-se ao fato de que, tradicionalmente, os homens aderem mais tarde ao tratamento. E também por receberem menos cuidados ao longo da vida, disse em entrevista ao Correio Braziliense o médico canadense , da Universidade da Columbia Britânica, principal autor do estudo.

"Para Edward Mills, esta constatação de que o tratamento permite que "O SOROPOSITIVO VIVA" aproximadamente o mesmo tempo de uma pessoa saudável, também pode ser aplicada à América Latina e a outros países da África, onde a epidemia ainda é um problema grave". 

Utilizamos métodos de investigação propostos pela Organização Mundial de Saúde. Além disso, os medicamentos usados em Uganda, são os mesmos adotados em outras regiões do continente e do mundo, explica o pesquisador. Por isso, acreditamos que os resultados são os mesmos, independentemente da região ter uma expectativa de vida maior. Na verdade, acreditamos que em regiões onde o acesso aos medicamentos é maior, essa diferença na expectativa de vida de soropositivos e saudáveis deva ser ainda melhor, acrescenta Mills.

A novidade já havia sido adiantada pelo Correio Braziliense em 30 de maio, em entrevista com Willy Rozenbaum, médico francês que ajudou a descobrir a Aids. Uma pessoa que sabe que foi contaminada pode se beneficiar do tratamento, e esse tratamento permite, inclusive, não transmitir a doença em 96% dos casos, adiantou o pesquisador na época. No entanto, para que o coquetel de antirretrovirais possa se efetivar como a principal arma tanto na melhoria da qualidade de vida dos pacientes como aliado para impedir o surgimento de novos casos, é preciso ampliar a oferta de testes. O Ministério da Saúde estima que apenas no Brasil 250 mil pessoas estão contaminadas pelo HIV e não sabem disso. No planeta, esse número chega a 34 milhões de pessoas, metade dos soropositivos do mundo, e a grande maioria deles habita regiões pobres, como parte da América Latina e África, onde a oferta de exames ainda não é eficiente.

Segundo o representante no Brasil do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (Unaids), Pedro Chequer, esta é a segunda revolução de tratamento na epidemia da doença, após 30 anos de combate. A primeira revolução ocorreu em 1996, quando surgiram as primeiras drogas que ampliaram a expectativa de vida dos pacientes, explica. Agora, temos uma nova revolução, já que, somando o tratamento com a proteção do "PRESERVATIVO" poderemos, pela primeira vez, acabar com as novas contaminações, completa Chequer.

"Para que isso ocorra, no entanto, ainda há um longo caminho a ser seguido. Nas regiões da África, onde o estudo mostrou que a expectativa de vida pode ser prolongada, ou mesmo em outros lugares do planeta, o que inclui, de certa forma, o Brasil, ter-se consciência de que se está infectado ainda demora muito, observa o especialista. O país precisa empreender uma verdadeira cruzada, permanente, para que todas as pessoas contaminadas saibam disso e possam começar a se tratar e a usufruir desses tratamentos. Além disso, será preciso repensar quando iniciar o uso de medicamentos. Isso deve acontecer de maneira mais precoce, alerta Pedro Chequer".

A expectativa de vida aos 35 anos foi escolhida porque, no decorrer dos anos, essa taxa varia muito. Segundo os especialistas, ao nascer, a esperança de vida da pessoa é mais baixa, pois na região são comuns as mortes por problemas de desnutrição e de desidratação. Na adolescência, a expectativa de vida cresce pois esses problemas não puxam mais o índice para baixo. Por fim, na vida adulta, quando a chance de morrer por motivos de violência não impacta na taxa, as doenças passam a ser o fator preponderante na longevidade. E isso possibilita medir com mais eficiência o impacto do tratamento da Aids.

Fonte: Correio Braziliense

"Leia mais sobre expectativa de vida" 

99 comentários:

Anônimo disse...

Meu amado e querido amigo Alexandre.
Mais uma vez você me emociona com seu blog.
Cada dia que vejo seu trabalho tenho a plena consciência de que você é um ANJO!!! (pode ter quebrado as assinhas quando caiu, mas é um Anjo!!)
Meu grande amigo, você está sendo FUNDAMENTAL na minha superação psicológica em relação ao HIV.
Agradecer é pouco!! Mas ainda é a única forma que tenho.
Obrigado amigo!!!
Fica com Deus.
Fernando Machado (será que voce se lembra de mim, dos meus recados ???, rs).

Alexandre disse...

Oi Fernando. Se eu lhe dissesse que me lembro estaria mentindo, até porque a memória deste velho Caiçara já não é a mesma rsrs.

Como sempre digo, "eu" é que agradeço a confiança e as palavras de carinho, pois acredite, são elas as principais razões para que eu me dedique ainda mais neste espaço.

Agora, anjo nãooooooo rsrs...

Como acabei de dizer à outro amigo, esse viruzinho está com seus dias contados, e como sempre digo também A VIDA sempre, mas sempre será mais forte e importante que que tudo!

Um grande abraço e mais uma vez obrigado pelo carinho e apoio.

Alexandre

Anônimo disse...

Alexandre depois dessa descoberta será que em cinco anos pelo menos teremso a cura funcional da aids, ou seja, controlaremos a aids como se controla a asma por exemplo

Alexandre disse...

Anônimo, na verdade não é uma descoberta, mas uma "confirmação e comprovação" do que já havia sido constatado pela ciência. Quanto ao hiv, a minha resposta e crença é que o mesmo tem seus dias contados, como disse ao amigo acima.

Anônimo disse...

Oi Alexandre, há mias ou menos 2 meses me descobri sorpositivo, e acredite, foi uma experiência que não desejo a ninguém. Fiquei 05 dias sem dormir (rsrsr) só conseguia depois de beber um litro de uisqui.É sério. Foi procurando coisas no internet que encontrei vc. Ainda bem, senão acho que teria me matado (rsrsr). Procurei uma infectologista e achei uma nova esperança para viver. Hoje me sinto melhor. às vezes ainda choro em algum canto, não superei totalmente, mas me sinto bem. Ainda não estou tomando remédio, tenho um pouco de medo mas acredito que vou superar, não sei como minha vida vai mudar porque não mudou quase nada, sou bem caseiro e nem gosto tanto de balada. O que preocupa é o preconceito e contaminar alguém, morro de medo. Nem olho para ninguém p não despertar interesse. Acho que vai passar. Obrigado grande amigo, mesmo sem nos conhecermos. Há algo no céu que une as pessoas. Felicidades. Fábio.

Alexandre disse...

Oi Fábio,

Tudo que você sentiu e ainda sente de ruim, não é motivo de vergonha e é muito natural quando se descobre ser portador do hiv. Você ainda não deixou a "ficha cair totalmente", o que também é normal pois faz pouco tempo que você iniciou sua "nova realidade".

E qual é essa nova realidade?

Perceber aos poucos que você e a sua vida não mudou e não mudará por causa de um simples e intrometido viruzinho. É claro que não vou lhe dizer...óóó que maravilha, eu tenho hiv...mas conviver com ele é muito mais fácil do que imaginamos, afinal e o mais importante é que o vírus NUNCA vai privá-lo de absolutamente nada.

Isso só acontece quando a pessoa "entrega sua vida ao hiv e faz do vírus uma prioridade". Vamos combinar né, priorizar um vírus é demais rsrsrs.

Sabe como você pode acabar com esse preconceito e medo de contaminar alguém?

Destrua o seu próprio auto preconceito, pois a única forma que você poderia, repito..."poderia" contaminar outra pessoa, seria transar sem usar camisinha.

Portanto fazendo sexo protegido, você PROTEGE A OUTRA PESSOA E TAMBÉM SE PROTEGE, pois você agora sabe que tem hiv, mas NÃO sabe se a outra pessoa o tem.

Lembre-se que convívio pessoal, familiar, social, incluindo "TUDO", NÃO coloca ninguém em risco, muito menos você mesmo.

Ahhh, quanto ao medo da medicação, eu fico muito, mas muito BORABO quando as pessoas falam mal deles, afinal se não fossem eles, eu com certeza absoluta NÃO estaria aqui perturbando vocês, né?

Imagine que você está numa guerra, bala p/ todos os lados. Se você "peitar" as balas só com sua pele, você ficará como uma peneira e irá para o devido "saco" e cheio de furos.

Mas se você "peitar" usando colete a prova de balas, vai sair ileso, sem perfurações e "sobreviver até o final da guerra"

"VEJA A MEDICAÇÃO, QUANDO FOR NECESSÁRIO USÁ-LA, DESSA FORMA. POIS É ISSO QUE ELA FAZ, NOS PROTEGE", ok?

Abraços

Anônimo disse...

blz alexandre sou militar temporário e descobri que sou soropositivo a pouco tempo fui me tratar no hospital do exército agora eles vão me dar baixa devo recorrer a justiça
e parabéns pelo seu blog...

Anônimo disse...

amigo comecei a tomar remédio a uns tres meses e lendo sobre a lipodistrofia fiquei um pouco preocupado
será que malhando bastande posso não desenvolver
abraços.

Alexandre disse...

Anônimo 1, se você não desenvolveu a AIDS e somente é portador do HIV, e ainda, tem condições para continuar exercendo suas funções, "ninguém" pode impedí-lo de seguir com sua carreira.
Eu lhe sugiro que converse com o seu INFECTOLOGISTA a respeito e peça sua opinião MÉDICA sobre a sua saúde, que também procure um advogado especializado para se orientar "judicialmente", e pese prós e contras para tomar uma atitude que somente você pode decidir.
Pense com calma, reflita, se oriente para chegar a uma conclusão "pessoal" se é isso que você quer e se está disposto a lutar pelo seu direito, ok?

============================================

Anônimo 2, a lipodistrofia "pode ou não ocorrer", e "pode" ser causada pelo próprio vírus ou por ele mais a medicação "prolongada". A mesma era mais evidenciada por causa dos efeitos dos primeiros arv's, e nos atuais ela aparece muito menos, lembrando sempre que também depende da reação do seu organismo.
Converse com seu infectologista a respeito da medicação que você toma, e também do que você poderia fazer para "prevenir o aparecimento da mesma". Com certeza malhar, e mais importante ainda, ter uma vida saudável é uma "arma" para essa prevenção.
Não se apegue ao que "pode" acontecer, ok?

Abraços

Anônimo disse...

vlw ai alexandre pela resposta vou procurar um advogado para ver oque ele diz e volto a falar com você sobre a resposta dele . abraços

Elisabete disse...

Que maravilha ter encontrado seu blog, muitas informações legais, respostas bem objetivas.Amei
Descobri o virus a um ano e meio, depois de doenças adquiridas pelo meu marido, foi meio complicado ainda mais porque eu tinha que ser forte porque ele estava muito fragil, contraiu uma diarreia que os medicos diaginosticaram como uma reto colite, perdeu muito peso rapidamente uma media de 32k em menos de 3 meses só depois do aparecimento da candidiase e uma seguida toxoplosmose que foi diagnosticado o virus,em janeiro de 2010 com o cd4 84 o uso do medicamento foi imediato ainda bem, comigo estava tudo bem até então, mas logo procurei acompanhamento medico e psicologico porque a cabeça ficou a mil, em novembro de 2010 comecei com o medicamento hoje estamos muito bem de saude ele com cd4 510 e eu com 722 virus indetectavel, rsrsrs sempre correndo atras de melhorar cada dia mais.
Só tem um problema meu amigo é a culpa que me consome por leviandade trai meu marido e acabei colocando este virus em nossas vidas, conversamos varias vezes sobre isso ele me perdoou e se comporta como se nada aconteceu, sempre diz que me ama e que não seria nada sem mim, faz tudo pra me agradar isso me deixa pior voce não imagina. Infelismente com esta culpa que eu sinto a minha pisicologa não conseguiu me ajudar, tem dias que consigo esquecer um pouco mas é só ganhar um carinho a mais do meu nego que vem tudo a tona, é muito complicado, sei que voçê não pode fazer nada em relação a isso mas só de estar desabafando com alguem que não vai me cruscificar já fico "melhorzinha".
Parabens pelo blog meu amigo

Alexandre disse...

Boa noite Elisabete. Obrigado pelas palavras carinhosas.

Bem, eu não posso, não devo e não tenho o direito de comentar sobre sua vida pessoal e particular. Mas como sou meio intrometido mesmo vou lhe dar uma sugestão:

Tente apagar, deletar, ignorar, esquecer o que passou, pois existem várias situações muito, mas muitooooo mais importantes esse sentimento ruim, e o principal é o amor que une vocês.

Você já se olhou no espelho sem ninguém por perto?
Não?
Faça isso e veja de quem é o reflexo.

Eu tenho certeza que é de uma mulher, UM SER HUMANO como todos nós somos e que também como todos nós, não é infalível, não é perfeita, não é imortal, PORQUE É HUMANA!

Não permita que esse sentimento "ruim e injusto", seja maior que este sentimento que você tem o privilégio de dar e receber, PARA QUEM VOCÊ AMA E QUE TE AMA TAMBÉM!

Fique sempre a vontade aqui neste cantinho Caiçara. Caso alguém se atreva a crucificá-la, desça do salto, solte os cabelos, amarre uma fita na cabeça e parte p/ briga sem perdão, rsrs

Abração E AME!!!

Anônimo disse...

parabens pelo seu blog! esta me ajudando muito que deus te abençoe

Alexandre disse...

Obrigado pela confiança e pelo apoio.

Abração!

Ricardo... disse...

Ola Alexandre. Acabo de voltar Às lagrimas de minha infecto e acabei jogando no google e achei teu blog. Sou soropositivo há 1,5ano. Infelizmente uma relação homossexual desprotegida deixou essa marca pra toda minha vida. Hoje ao levar os exames a medica viu que esta tudo bem, mas, devido a novas pesquisas a recomendação é iniciar o tratamento mesmo que a contagem de CD4 + carga viral estejam dentro do normal. De imediato fiquei muuuito assustado, pois imaginava que levariam anos até começar o tratamento. Ela me disse que isso é bom, por que vai manter meu organismo como está e não correrei risco de contrair doenças oportunistas. Mas to muuito assustado. SAi da clinica, entrei no carro e chorei como criança, com muito medo de como seria minha vida, ao ver minha saude totalmente dependente de comprimidos. Pra falar a verdade eu ainda não aceito isso, não consigo me perdoar por esta bobeada. Parece muito pesado pra carregar. Abraços

Alexandre disse...

Oi Ricardo. Eu entendo o seu sentimento e poderia lhe dizer várias palavras. Mas acredito que minha melhor resposta à você, está no texto do link abaixo.

Dê uma lida com calma e filtre aquilo que poderá lhe ser útil. E apenas para reforçar, o seu "inimigo" é o hiv. Os remédios serão sempre seus aliados e lhe darão a chance de interromper o mal que esse vírus poderia lhe fazer.

O LINK: "CLIQUE AQUI E LEIA"

Abraços

Anônimo disse...

Tudo Bem? Alexandre
Fiz um exame hiv e o laboratorio me telefonou pedindo re-coleta do material, pois,segundo eles, o sangue tinha coagulado. Estou desesperada, pois lendo "coisas" na internet vi muitos casos que essa tal recoleta e para confirmação de resultado positivo. Por favor me ajude estou desesperada. Carmem

Alexandre disse...

Oi Carmen, tudo bem obrigado.

Pense comigo:

O que você tem de REAL, DE FATO?

A informação do laboratório solicitando nova coleta E EXPLICANDO O MOTIVO!

Portanto o que lê na net NÃO TEM ABSOLUTAMENTE NADA A VER COM VOCÊ, e são apenas "suposições".

Ignore e saia da net. Faça sua nova coleta sem desespero e aguarde o resultado correto, pois HOJE, AGORA, NESTE EXATO MOMENTO, NÃO HÁ NADA, ABSOLUTAMENTE NADA QUE DÊ RAZÃO AO SEU DESESPERO!

Anônimo disse...

oi alexandre, eu sou soropositiva há 4 anos e na época do diagnostico, fiquei louca desesperada, e falei logo para meu marido,ele levou um bac, mais nunca traí meu marido, mais foi a primeira coisa que ele pensou, mais até eu queria acreditar nisso, porque tenho um filho de 12 anos que é a paixão de minha vida, então na época no posto médico onde me trato, eles garantiram que eu tinha contraído o hiv a pouco tempo, eu me apeguei a isso, e não fiz exame no meu filho, eles mesmo la do posto disseram que não seria preciso fazer o exame nele, porque ele aparentava ser muito saudavel, fizeram muitas perguntas sobre a saúde dele, e como ele nunca apresentou nada de grave, só gripes normais, não fizeram o exame,quando descobri, fiquei pesando como foi que contrai o virus,foi que a pouco tempo descobri que o meu segundo namorado que eu não via a anos, estava muito mal de saude, fui saber sobre ele, e me disseram que ele sabia des do inicio que estava doente, fui uma vitima dele, mais não quero mais pensar nele, só no meu filho,sabe não sei o que fazer p criar coragem de fazer o exame nele,estou com muito medo do resultado, que tem enorme chance de dar positivo, pois dei de mama a ele por 2 anos , e não sabia de nada , estou muito preocupada, não sei o que faço, me de uma força, p que eu tenha coragem de leva-lo o mais rapidamente possivel fazer o texte, me ajuda,vc é enviado por deus, me de uma luz.

Alexandre disse...

Anônima, houve um grande erro do posto onde você se trata, pois na época deveria ter sido feito o teste no seu filho, pois "aparência" não comprova contaminação, e os profissionais(???) que a atenderam foram IRRESPONSÁVEIS em diagnosticá-lo sem o vírus "por achar"...UM ABSURDO!

É claro que seu filho pode não ter o vírus, por isso eu sugiro à você que o leve ao infectologista que acompanha o seu tratamento, explique toda a situação, pois com certeza o mesmo fará o que deve ser feito para tirar essa dúvida e lhe trazer paz. Caso o mesmo NÃO faça o teste...EXIJA!!!

Minha amiga, você não precisa de coragem, apenas faça o que é certo para assegurar que seu filho não é portador. Tenho certeza que o seu amor incondicional de mãe é muito maior e que quer sempre o melhor para seu filho.

Abração!

Ricardo disse...

Oi Alexandre, sou o Ricardo que deixou uma mensagem pra ti a alguns dias. Comecei com a medicação e pensei que ia morrer nos primeiros dias. Muita dor de estomago, tontura, nauseas, vomitos. Foram 6 dias torturantes! Além de muito choro e desespero pelo medo do que ocorreria. Hoje fazem 16 dias e finalmente os efeitos estão desaparecendo... tonturas bem poucas e estomago normalizando. Ainda bem, por que eu já tava a ponto de parar com tudo, meu chapa. Agora é trabalhar com minha mente, na verdade preciso me perdoar. Como vc consegue conviver a tanto tempo com tudo isso? Abração!

Alexandre disse...

Oi Ricardo. Comece a partir de agora (após esses 16 dias) a perceber que os sintomas iniciais estão diminuindo gradativamente, o que é totalmente normal, e porque o "seu organismo está se adaptando a medicação". Lembre-se que "toda" medicação tem efeitos colaterais, inclusive as mais corriqueiras. Tente lembrar o que sentia toda vez que tomava remédio para uma simples gripe. Claro que guardas as devidas proporções, até porque os arv's estão "agindo" nas suas células. Portanto é de se esperar reações, né?

Eu respondi outro dia um amigo que me fez uma pergunta semelhante, e disse: Não existe uma receita, uma fórmula certo?

Errado!

A receita, a fórmula está em cada um de nós. Eu por exemplo, aprendi que o tal do hiv é um simples vírus, e que eu NÃO deveria JAMAIS priorizá-lo e ser refém dele, pois preferi dar prioridade e ser refém de algo muito maior e mais importante...A MINHA VIDA!

E como digo aos amigos...vamu qui vamu que a vida "DE TODOS" é curta e deve ser VIVIDA plenamente!

Abração

Ricardo disse...

Oi Alexandre, é o Ricardo. As coisas parecem voltar a caminhar na normalidade aos poucos. Ainda bem.... Escuta, eu ouvi algumas radios e canais de tv noticiarem sobre uma vacina terapeutica que está sendo aplicada em larga escala na Europa aos soropositivos, com 95% de sucesso nos casos. Você tem alguma informação sobre isso? SErá que logo teremos novidades aqui no Brasil? Abração

Alexandre disse...

Oi Ricardo. Dê uma lida no link abaixo.

Abração!

LINK: "CLIQUE AQUI"

Marcos disse...

Oi Alexandre...
Me chamo Marcos tenho 28a e descobri que tenho HIV a menos de 1mês, fiz 1a de terapia até criar coragem de fazer o teste e realmente foi como se deus quisesse que eu me preparasse para receber a notícia embora nesse 1a eu junto ao meu terapêuta aprendi a ser otimista quanto ao resultado, otimismo esse que transeferi agora pra minha expectativa de viva, que a minha infecto disse "" QUE EXPECTATIVA DE VIDA OQUÊ, VAI VIVER NORNALMENTE E VAI MORRER COMO TODO MUNDO MORRE UM DIA, MAS DE AIDS VC NÃO MORRE !"" rsrsrrsrsr ... Tudo pra mim ocorreu tão bem, quem fez o pedido do meu exame foi uma amiga médica que sabia do meu medo e quando me pediram o Western blot ela conersou comigo e disse que era um exame confirmatório e que era grande a possibilidade de ser confirmar positivio. Todo esse meu medo vinha da minha adolescencia de muito contato sexual sem preservativo embora eu ache que o contato com o virus veio já com os meus vinte e poucos anos , vai saber né... Enfim entrei imediatamente em contato com meu ex namorado com quem tive uma relação de 5a, e que por sinal já estava numa outra relação, contei tudo pra ele, e ele de imediato negou , sumiu por 1 semana não atendia minhas ligações coisa essa que me deixou muito abalado mas a minhas 3amigas medicas abriram meus olhos sobre oque era mais importante naquele momento ,e era a minha saúde. Me encaminharam pra uma referencia em infectologia já com os exames especificos em mãos, assumo que foi muito exame pra fazer no momento inicial CD4 CD8 Carga viral mais uns 15 exames importantes para o detalhamento da minha saude atual, enfim mais uma vez agradeci a deus pois minhas CD4 vieram 270 e minha Carga bem baixinha e só to esperando o resultado da genotipagem para começar o tratamento...Meu ex terminou o namoro e me procurou , eu conversei com ele e disse que meu exame confirmou positivo e que ele deveria fazer tbm, ele me abraçou e disse que precisava de mim e eu fiz tudo que fizeram por mim , peguei um pedido de exame pra ele com a minha amiga médica, que já me deu ate os especificos para não perder tempo e como ela suspeitava o dele tbm veio positivo , só que num grau mais avançado da doença com CD4 120 e carga viral 6vzs mais que o tolerante para o inicio do tratamento. Hoje ele quer voltar e se casar comigo ,mas não aceitei embora ele seja uma pessoa incrivel, eu disse pra ele que essa decisão nós só poderiamos tomar daqui a um tempo quando a poeira baixar e os sentimentos possam ser vistos fora desse turbilhão da descoberta ,estamos juntos se apoiando nesse momento, mas me policio muito para nao misturar as coisas... Contei para minha Mãe e minhas 2irmãs que são minhas 3melhores amigas , elas sabiam do meu medo inclusive que eu tinha tomado coragem de fazer o teste, enfim teve um chô rô rô mas agora já esta tudo ótimo , meu Pai não precisa saber disso e essa foi a minha decisão . Na verdade eu gostaria muito que as pessoas pudessem ser cuidadas como eu fui nesse dificil momento, mas nem com todo é assim... A cada dia que passa a poeira baixa mais, os meus dias tem sido de altos e baixos mas a cada tempo mais altos que baixos e haverá o dia em que os meus baixos pisicologicos serão por qualquer coisa menos pelo HIV ... O hiv é burro pois ele não tem mente e apartir de hoje nem com letras maiusculas eu vou mais escrever como a maioria das pessoas escrevem rsrsrsrsrsrsrrs...
Bjooo
Marcos

Alexandre disse...

Oi Marcos, obrigado pelo seu depoimento. Vejo que você é "dos meus" e coloca esse viruzinho de merda no lugar dele, ou seja, na "casinha dos sem importância". Seria maravilhoso e uma "obrigação de quem a tem", de tratar todas as pessoas soro+ da mesma forma, mas infelizmente não é assim, por isso que "a participação de todos e tão importante", tanto para "igualdade no tratamento para "todos", como para conscientização e prevenção".

Quem sabe um dia "todos se deem conta" que esse talzinho do hiv é um "assunto" que diz respeito a todos nós e sem exceções.

Marcos, siga com as "porradas" nas fuças desse viruzinho e como diz um amigão..."vamu qui vamu" rsrs.

Beijo no coração!

Ricardo disse...

Ola Alexandre, sou o Ricardo e estou tentanto fazer uma limonada com este limão. Meu camarada, neste momento, sendo sincero,preciso ajudar meus pais, com quem eu moro e ficar com uma reserva. Você sabe o médico pode recusar me entregar a documentação para resgatar meu fgts? Acho que chegou a hora de pedir isso, para acalmar as coisas em casa e também no meu coração. Mas tenho receio que ele se recuse a me dar esta documentação.

Alexandre disse...

Ricardo, nenhum médico PODE SE RECUSAR a lhe fornecer o atestado para retirada do seu fgts, por isso faça seu pedido ao seu sem nenhum receio. Só para ficar mais informado, leia abaixo o que é necessário para sacar seu fgts:

Portador de HIV - SIDA/AIDS:

Pode sacar o FGTS o trabalhador portador do vírus HIV ou que possuir dependente portador do vírus HIV.Documentos necessários para o saque:

- Documento de identificação do trabalhador ou diretor não empregado; e
- Cartão do Cidadão ou número de inscrição PIS/PASEP ou Inscrição de Contribuinte Individual junto ao INSS para o doméstico não cadastrado no PIS/PASEP; e
- Carteira de Trabalho, exceto quando se tratar de diretor não empregado ou trabalhador avulso, ou outro documento que comprove o vínculo empregatício; e
- Cópia autenticada das atas das assembléias que comprovem a eleição, eventuais reconduções e do término do mandato, registradas no Cartório de Registro de Títulos e Documentos ou na Junta Comercial e, ainda, dos estatutos quando as atas forem omissas quanto às datas de nomeação e/ou afastamento, ou ato próprio da autoridade competente, quando se tratar de diretor não empregado; e
- Cópia do atestado médico fornecido pelo profissional que acompanha o tratamento do paciente, no qual deve constar o nome da doença ou o código da CID - Classificação Internacional de Doenças, o número de inscrição do médico no CRM -- Conselho Regional de Medicina e a assinatura, sobre carimbo; e
- Comprovante de dependência, no caso de saque em que o dependente do titular da conta for portador do vírus HIV; e
- Atestado de óbito do dependente, caso este tenha vindo a falecer em consequência da moléstia, a partir da vigência da MP 2-164-40/2001 de 26/07/2001.

Essas informações são OFICIAIS, ok?

Abs

Anônimo disse...

Boa noite Alexandre, eu sei que nós portadores de hiv/aids não podemos ficar focado nesse pensamento de quanto tempo viverá um portador... Mais gostária que vc me dissesse com sua experiencia de vários anos de convivencia com esse "VIRUZINHO" , vc acha que uma pessoa tomando os medicamentos certinho existente hoje no tratamento mesmos com os efeitos negativos que eles podem fazer, vc acha que uma pessoa com hiv pode viver O mesmo tempo que uma pessoa s/ o hiv? ou tipo uns 10 anos menos. Amigão desculpe por essas perguntas mais te acho muito exclarecedor e e bem entendido no assunto, obrigado wellington

Alexandre disse...

Welington, sinceramente a minha experiência com o hiv não responderia sua pergunta. Mas tenho uma "visão pessoal" sobre "expectativa de vida"...

Quem pode "prever" quantos anos uma pessoa viverá, independente de ser saudável ou ser portadora de alguma doença/vírus/deficiência, etc?

Na minha opinião...NINGUÉM!

"EU", tenho por conceito viver cada dia da melhor maneira possível, pois NÃO sei se amanhã acordarei vivo. E este conceito NÃO nasceu a partir do momento que descobri ser soro+, até porque muito antes dele eu passei por momentos que achava serem os ultimos...E NÃO FORAM!

Abraços

RIZZO disse...

OLÁ ALEXANDRE EU QUERO TE PEDIR SE VC PERMITE EU USAR AS PALAVRAS DO SEU BLOG NAS MINHAS REUNIÕES DE ADESÃO , POIS A MUITO PROCURO TEMÁTICAS SOBRE O ASSUNTO E DESCOBRI O SEU POR ACASO DEPOIS DE MUITOS ANOS ACHEI ALGO QUE REALMENTE INSTRUA NOSSOS IRMÃOS SORO+ A SE FORTALECER MELHOR. SEM MAIS MEU MUITO OBRIGADO E AGRADEÇO A DEUS DE NOS PERMITIR ESSES ANOS DE VIDA PARA NOS POIS TBM SOU SORO A MAIS DE 20 ANOS UM GRADE ABÇ.

Alexandre disse...

Oi Rizzo...fique a vontade para utilizar o que achar útil, sem problema algum. Caso precise copiar algo, talvez não consiga diretamente. Porém, basta me passar seu e-mail informando o que não conseguiu transferir, que eu lhe envio...ok?

Obrigado pelas palavras.

Abs

maria disse...

oiee
acabei d encontrar o seu blog , e estou adorando , conheci meu marido a um ano mais ou menos , e me apaixonei por ele, e só depois fiquei sabendo q ele era portador, jamais pensei em deixa-lo por este motivo, quis sim é me informar mas sobre o assunto, hoje ele esta bem e vivo dizendo p ele q ele é um presente d Deus p mim, então quando leio materias positivas como as tuas, fico muito feliz pq sei q a gente é mais forte q este virus, tendo amor esperança e os cuidados necessarios tudo é possivel.
um abraço.
Deni

Alexandre disse...

Oi Deni. Obrigado pelas suas palavras e por mostrar um pouco da sua história, que é mais uma POSITIVA E LOTADA DE AMOR, comprovando para aqueles mais céticos, que A VIDA SEMPRE É MAIS IMPORTANTE E PODE TUDO!

Um grande abraço e sinta-se a vontade sempre que quiser.

Alexandre

Deni disse...

oiee

passei p desejar uma ótima semana a todos, e dizer a quem quiser ler .q a vida é nosso bem mais precioso ,parem d pensar quanto tempo terão , pq nenhum d nós pode saber, meu marido é portador , eu não sou , disfruto da compania dele o tempo q for passivel e ele da minha pq nos amamos e temos planos , projetos e vamos realiza-los s DEUS quiser.
bjusss

Deni

Anônimo disse...

olá alexandre estou aqui pra parabeniza-lo,vc e essas pessoas que tem uma imensa Força de lutar pela vida,admiro muito vcs.eu gostaria muito de ter essa Força pois a 1 ano descobri que meu namorado é soro positivo,até hoje sofro muito,ele ta bem,ainda nao toma os coqueteis,mais eu sofro muiito,choroo muito.queria ter um pouco dessa Força.pois assim nunca pensarei em deixa-lo pois o amoo D+.parabéns DENI PELA SUA ATITUDE PODE TER CERTEZA QUE DEUS TE DEU UMA GRANDE MISSAO POIS SOUBE O TAMANHO DE SUA GARRA E O TAMANHO DO TEU AMOR.SE PUDER PASSE SEU EMAIL OU MSN PRA ENTRARMOS EM CONTATO BJIN.BJIN ALE QUE DEUS OS NOS PROTEJA SEMPRE

Anônimo disse...

DENI MEU MSN É majorie_360@hotmail.com sou soronegativo tbm gostaria de ouvir opniao de uma pessoa como vc trocar experiencia bjin fique com deus

Guilherme disse...

Olá Alexandre, parabéns pelo blog. Muito informativo e seguro na infomações! Estou passando por um drama no momento, por isso recorro a quem tem melhor conhecimento que eu. Bom, hoje de manhã fui ao médico buscar meus exames e deu positivo para HIV, fiquei em estado de choque que a única coisa que lembro da consulta foi que tenho que repetir os exames para descartar um falso-positivo. Gostaria de saber mais sobre esse falso-positivo e que medicações podem interferir no resultado do exame e se o segundo exame também for positivo quer dizer que sou soro-positivo? Porque também lembro do médico dizer que se o segundo exame for positivo devo confirmar com outro exame (Blot). Desculpe o desabafo, mas estou confuso, com medo e desesperado, com mil pensamentos na cabeça... Agradeço muito a atenção!

Alexandre disse...

Oi Guilherme. Acabei de responder outra pessoa e repito à você: Neste momento as suas reações são totalmente normais quando nos deparamos com a notícia que estamos (se confirmado) com hiv.

Porém a sua angústia somente aumentará se você ficar procurando "saídas" digamos assim, para mudar o diagnóstico do seu teste.

Esqueça a net e aguarde o novo teste confirmatório que será analizado pelo seu MÉDICO, e é ele quem lhe dará o diagnóstico correto, definitivo ou se será necessário nova testagem para esta definição.

Nada e nem ninguém poderá lhe dar as respostas corretas, "apenas palpites". Acalme-se e aguarde a palavra médica, ok?

Abs

Ricardo disse...

Ola Alexandre. Tudo bem? Acho que é a terceira vez que posto aqui. Cara, muita coisa tá dando certo. MAs me responda uma coisa: como vc consegue lidar com os efeitos adversos da medicação? Troquei de medico e de medicação. O Efivarenz tava me deixando em pedaços. Agora tomo o Kaletra. Graças a Deus os efeitos nem se comparam ao mal estar do efivarenz, mas a sensação de mal estar estomacal, nauseas e enjoos estão voltando. Acho que faz uns 10 dias que to tomando esse novo remedio. Esses efeitos somente passam quando estou quieto, deitado. É só levantar que la vem ... Eu sou muito impaciente... esse mal estar ta me tirando do serio. Abração!

Alexandre disse...

Oi Ricardo, tudo na paz obrigado!

Vou ser bem sincero...não há uma receita. É o que eu sempre repito por aqui, ou seja, cada pessoa reage "a sua maneira". Eu por exemplo sempre reagi "a todos os remédios" (mesmo antes do hiv) de forma natural e sem problemas, tipo assim: Tô doente, tenho de tomar remédio para tratar/curar......tomo até me livrar do incômodo, mesmo se ocorrerem efeitos (e toda medicação tem seus efeitos)...e ponto final. Mas como disse acima, cada pessoa tem sua reação própria, portanto esta receita que citei "serve apenas para este caiçara, já que ele é desse jeito", porém "cada pessoa também tem a sua receita particular", a sua está bem ai dentro de você mesmo.

Ahh, e você mesmo já deu uma idéia quando disse...Eu sou muito impaciente...

Acabei de dar 2 respostas, e resumo p/ você:

O SUCESSO no tratamento do hiv e de "todas" as outras doenças, passa obrigatóriamente por :

"PACIÊNCIA, PERSISTÊNCIA, FORÇA DE VONTADE E DEDICAÇÃO"

Abraços

ANDRÉ disse...

olá alexandre que legal saber deste blog. estava desconfiado há algum tempo que estivesse com o vírus, sou homossexual e, como infelizmente, é muito comum, apesar de ser uma pessoa extremamente esclarecida, me descuidei. sempre fui muito feliz com a vida, muito bem-humorado e quando fiquei sabendo do resultado positivo na realidade intimamente eu já sabia. nunca chorei embora a tristeza bata à porta dos olhos de vez em quando hehehehe moro sozinho já há algum tempo e tenho evitado ficar mto tempo assim pois aí eu não ponho ideias ruins na cabeça. não conheço ainda ninguém que esteja passando pela situação mas acho interessante porque acredito que pessoas comuns com quem cruzamos pela rua ou qualquer lugar em que passamos podem estar na mesma situação, ainda mais em uma cidade bem grande como a que eu moro. na verdade a minha surpresa maior foi a de ter tido resultado positivo não só para o hiv, mas para a hepatite b também, que embora eu achasse que fosse esclarecido, nem sabia que havia vacina e eu poderia ter tomado. mas ela está num estágio crônico e todos os meus exames relacionados ao fígado e proteínas e tal demonstraram que não está me incomodando por enquanto. graças a Deus a minha infectologista é um amor de pessoa é coisa mais querida do mundo eu tenho azar com médicos mas essa é uma benção. e aí como eu sou curioso pergunto mtas coisas para ela e ela me responde com calma, ainda mais porque eu falo que olhei na internet e pergunto o que ela diz sobre isso. quando fiz meus exames de cd4 pensava que daria alto mas deu 308 e então ela me falou que já devo iniciar a medicação. por um lado é bom pq aí vc não fica com aquela sensação de que vai morrer mas realmente a questão de tomar os remédios assusta um pouco pq não costumo me adaptar bem a eles. ainda não iniciei pois estou aguardando a genotipagem e o resultado da carga viral da hepatite b. gostaria de fazer algumas perguntas: sou mto ansioso e sofro de insônia, gostaria de saber qual o impacto dos ARV na questão do sono, e segundo se tbm tenho hepatite b, será que tenho q tomar mais ou menos medicamentos? obrigado se souber algo para me informar pq retornarei á médica somente dia 8 com meus exames prontos e então ela deverá passar a medicação. no mais eu gostaria de falar tanta coisa acho que vou participar de algum grupo de discussão porque eu adoro conversar. mais uma vez obrigado pela atenção. ah tenho 29 anos abraços a vc e todos os leitores

Alexandre disse...

Oi André. Lembre-se sempre que TODOS nós somos humanos, imperfeitos, falíveis e mortais, portanto e por mais que sejamos esclarecidos, às vezes este esclarecimento não evita nossos impulsos. Não é uma crítica e nem um julgamento, até porque eu também era esclarecido/informado sobre hiv, dst, porém NÃO consegui controlar os impulsos (na verdade poucas pessoas conseguem). Este comentário é apenas para lembrar que "TODOS NÓS SOMOS HUMANOS E QUE NINGUÉM É IMUNE", ok?

Não se assuste e nem se influencie pelo "tal ouvi dizer" sobre a medicação. Eu já comentei várias vezes sobre ela (medicação) aqui no blog, e para você vou resumir:

Imagine se NÃO tivéssemos NADA para combater o hiv...ai sim seria assustador, né?

Fique sossegado que seu organismo irá se acostumar, e talvez (como eu) você nem sinta os efeitos iniciais. E caso sinta e os mesmo forem insuportáveis, converse com sua infectologista que a mesma poderá lhe orientar como amenizá-los, ok?

Quanto a hepatite, a sua médica irá analisar o estágio da mesma e poderá também lhe prescrever a medicação contra a Hepatite, "se for necessária", Ok?

Sobre a insonia, vai depender da combinação de arv's, pois alguns podem provocar sonolência, insônia, etc. Da mesma forma converse sobre isso com sua médica, e NÃO seja ansioso demais rsrs...tudo tem seu tempo e solução, ok?

Acalme-se e tente controlar sua ansiedade, pois como você a tem já sabe o quanto ela o tortura, e o pior é que em nada lhe ajuda. No dia da sua consulta não fique calado, só balançando a cabeça e ouvindo..."participe ativamente", e como você disse que sua médica é "10", pode acreditar que a sua participação mais ativa a deixará muito mais motivada a lhe explicar e orientar, ok?

Abração

Andre disse...

obrigado alexandre!!! hj estou bem animado vamos com fé! eu chego na minha médica com várias perguntas sempre aí eu vou dobrando os dedos pra não esquecer heheeehh na próxima acho q vou anotar. abração amigo

cristiano disse...

BOA NOITE ESTOU PASSANDO POR UM DILEMA ACABO DE DESCOBRIR QUE SOU SORO POSITIVO E MEU COMPANHEIRO TAMBÉM ESTAMOS A SEIS ANOS JUNTOS.
NÃO FALEI NADA PARA MINHA FAMÍLIA E O MESMO ESTA INTERNADO POR CAUSA DE UMA PEUNOMONIA MAS O VÍRUS NÃO É CAUSA E SIM A PROPRIA PEUNOMONIA.
ACHO QUE ACEITEI A INFORMAÇÃO BEM ESTOU COM 30 ANOS ATUALMENTE MAS ACHO QUE ESTOU ENTRANDO EM DEPRESSÃO POR CONTA DE ACHAR QUE SOU FORTE.
PRECISO DE AJUDA PARA SUPERAR ISSO.
AMO MINHA VIDA AMO MINHA FAMILIA E NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR POR ONDE CORRER QUERO SUMIR E LARGAR TUDO ?
PRECISO DE AJUDA AJUDA AJUDA PARA CONTINUAR A VIVER .
NÃO SEI POR ONDE COMEÇAR TO EM DESESPERO.

Alexandre disse...

Boa noite Cristiano. Antes de qualquer outra coisa, respire fundo e tente se acalmar, pois eu entendo a sua reação, mas posso lhe afirmar assim como faço às outras pessoas, que o hiv NÃO irá privá-lo de absolutamente nada, até porque isso só acontece quando permitimos que o vírus seja a nossa "prioridade", e nós sabemos que sempre em primeiro lugar está a "nossa vida", não um simples vírus que nem vida própria possui, ok?

Acredite, nenhum de nós é forte. E sabe porque? Porque somos seres humanos!

Para você enfrentar este novo obstáculo não é necessário ser um super homem ou uma fortaleza. Basta que você "encare" o hiv apenas como mais um "problema" como outro qualquer e que surge na vida de qualquer pessoa. É claro que é um problema de saúde, porém tem o mesmo "tamanho" que qualquer outro, e ao contrário de alguns, "tem solução, que se chama tratamento".

Sem querer ser pretensioso, acho que você já está deprimido e a depressão sim, é uma grande inimiga dos soropositivos e aliada do hiv, por isso eu lhe peço que além da orientação do seu infectologista, também procure ajuda e orientação de um psicólogo para se livrar da depressão, ok?

Quanto ao hiv, não posso e nem devo lhe dizer o que fazer, já que cada um de nós assimila e reage a descoberta de uma forma diferente. Mas posso lhe sugerir que não precipite nada e dê um passo de cada vez.

O primeiro passo é iniciar suas consultas com um infectologista, para realizar os procedimentos que serão prescritos, orientados e monitorados pelo mesmo. Nas consultas, participe ativamente tirando todas as suas dúvidas e se informando corretamente sobre tudo o que envolve o hiv, pois "somente" o médico é capaz de lhe dar as respostas certas. A partir dai e aos poucos você se sentirá mais confiante e seguro para seguir com sua vida.

Evite e até ignore comparações com outras pessoas que vivem com hiv, e os palpites e "ouvi dizer" alheios. Nada disso lhe será útil, muito pelo contrário, e tanto é assim que apesar de você dizer que aceitou a informação, as suas demais palavras mostram exatamente o contrário, e tenho certeza que isso é influência principalmente do tal "ouvi dizer", que ainda hoje, cruel e irresponsavelmente estigmatizam os portadores de hiv e os "rotulam" como no início da epidemia.

Cristiano, o hiv além de não ter o poder de "decretar a sua morte prematuramente", também não tem o poder de transformá-lo em algo que não seja você mesmo. Antes de ter o vírus você era o Cristiano, e após contraí-lo VOCÊ CONTINUA SENDO O MESMO CRISTIANO.

A partir do momento que você tiver a certeza disso, ai sim você poderá pensar em dar os demais passos, como por exemplo falar com sua família. Porque nesse momento você já estará sabendo encarar o hiv como um "obstáculo", e não como uma sentença de morte. Sendo assim, as pessoas que o amam sentirão essa mesma segurança e se tornarão seus aliados. É mais ou menos como algo "contagiante", ou seja, se você mostra estar bem, os outros também ficarão "contagiados" por este bem, ok?

E lembre-se de algo muito importante, A SUA FAMÍLIA AMA VOCÊ, VOCÊ AMA SUA VIDA......ENTÃO PORQUE PERMITIR QUE UM VIRUZINHO DE MERDA SEJA MAIS FORTE QUE ESSE AMOR?

Não precisa correr e nem sumir, enquadre o hiv e o coloque p/ correr......SÓ DEPENDE DE VOCÊ, ACREDITE!

CRISTIANO disse...

BOA TARDE ALE, VOCÊ TEM RAZÃO NÃO DEVO PRIORIZAR MAIS UMA DOENÇA "COMUM", POIS TEMOS INÚMERAS DOENÇAS QUE PRECISA SER CONTROLADO AO LONGO DA VIDA E HOJE O HIV NÃO MATA COM ANTES SEGUNDO AS PESQUISAS FEITAS.
SERIA UMA SETENÇA DE MORTE DECLARADA.
E TENHO SEDE DE VIVER MUITO AINDA COM MEU COMPANHEIRO E MAS TENHO DÚVIDAS MUITAS DÚVIDAS.
VOU ESPERAR ELE SAIR DO QUADRO DE PEUNOMINIA E VAMOS NOS TRATAR JUNTOS FAZER TODOS OS EXÂMES NECESSÁRIOS.
E VIVER COM QUALIDADE DE VIDA.
ELE NUNCA FICOU INTERNADO NEM EU...NÃO FAZEMOS ESTRIPULIAS DE SAIR BEBER ETC ETC .
GOSTARIA DE SABER DE TI SE PODEMOS FAZER UMA ACADEMIA NORMAL PARTICIPAR DE CAMINHADAS LONGAS ?
OU HÁ ALGUMAS RESTRIÇÕES ?
MUITO OBRIGADO PELAS PALAVRAS AMIGO.
LI ESSES DIAS QUE CONSEGUIRAM ATRAVÉS DE TESTES EM RATOS ELIMINAR O VÍRUS ? ISSO É VERIDICO ?

Alexandre disse...

Boa tarde Cristiano. Fique tranquilo que toda pessoa tem dúvidas, e estas você e seu companheiro poderão tirar com a ajuda do médico infectologista que irá monitorar seus tratamentos. Como lhe disse antes, calma e um passo de cada vez que tudo correrá bem após vocês perceberem que é possível, SIM, conviver com esse vírus.

Veja bem, NÃO são as pesquisas que mostram que ter hiv NÃO é uma sentença de morte, é a REALIDADE!

Basta você verificar que hoje, NO MUNDO TODO, aproximadamente 36 MILHÕES de pessoas vivem com HIV, e só para ficar por aqui (Brasil), todos nós que somos portadores temos a nossa disposição: EXAMES DE PRAXE, TRATAMENTO E MEDICAMENTO, portanto devemos e podemos fazer a nossa parte para seguirmos com nossa vidas.

Use essa SEDE DE VIVER a seu favor. Garanto que o hiv não terá a mínima chance!

Também como já lhe disse, o vírus não irá privá-los de absolutamente nada, porém e também como disse antes...UM PASSO DE CADA VEZ...O 1º é iniciar suas consultas com o(a) INFECTOLOGISTA, que fará os procedimentos necessários (exames) para saber o estágio da infecção e como está a saúde NO GERAL. A partir dai ele(a) terá as informações exatas e lhe dará as orientações corretas se é preciso dar um "freio" em algumas atividades ou não. Muita calma e não antecipe nada antes de ter a PALAVRA MÉDICA!

Cristiano, esse "antecipar" que citei também inclui ficar pensando em "vacinas".
Já existe uma vacina eficáz?
Não!
O que existem são estudos e testes ainda em desenvolvimento!
Existe TRATAMENTO eficáz?
Sim!
Portanto a nossa REALIDADE HOJE é o tratamento, e é através dele que nós podemos brigar de igual para igual contra o hiv, preservar nossa saúde...VIVER...e poder aguardar a chegada de algo definitivo com SAÚDE SUFICIENTE PARA SE BENEFICIAR DESSE ALGO, pois se não tivermos saúde certamente esse algo não nos servirá de nada.

cristiano disse...

ALE, ME TIRA UMA DÚVIDA, MEU COMPANHEIRO ESTA SEM SE ALIMENTAR +- 1 MÊS PERDENDO UNS 15 KILOS, ESTAVA COM DEPRESSÃO, ESTAVA COM INFECÇÃO NO PULMÕA HA MESES, HEPATITE B, E DEBILITADO E COM MUITA GRIPE E TOSSE ESCARROS.
E ESTAVA COM DEPRESSÃO E ANOREXIA TAMBÉM.
ELE FEZ O EXAME E DEU POSITIVO QUANDO INTERNADO.
HÁ ALGUMA POSSIBILIDADE DE SE FALSO POSITIVO ? POIS ELE ESTAVA SE AUTOMEDICANDO EM CASA TB?
ELE TEM LINFOMA TB, ALÉM DISSO ELE ELE FAZ CONSULTA ESPIRUTAL E TODA SEMANA SEMANA BEBE TAMBÉM LITROS E LITROS DE ALCOO, COMO WISK, CONHAQUE E OUTROS.
É UMA DÚVIDA, POIS O MÉDICO DISSE QUE AGORA TENHO HEPATITE B..E QUANDO FIZ EXAME ESTAVA DE MADRUGADA EXAME RÁPIDO E GRIPADO TAMBÉM?
PODERIA ME TIRAR ESSA DÚVIDA POR GENTILEZA.
BOA SEMANA.

Alexandre disse...

Cristiano, como você sabe eu não sou médico, portanto não posso lhe dar respostas corretas, apenas opiniões. Eu entendo o que você está passando, mas agora é hora de sentar-se na frente de um especialista e esclarecer tudo, pois qualquer opinião de outra pessoa, QUE NÃO SEJA DE UM(A) MÉDICO(A) ESPECIALISTA QUE CONHEÇA O SEU CASO PESSOALMENTE, é apenas especulação e achismo.
Não adianta você ficar procurando na net, palavras que não o levarão a REALIDADE DOS FATOS, por isso volto a insistir que você esqueça a net e vá de encontro as respostas especializadas e corretas que SOMENTE UM(A) MÉDICO(A) PODERÁ LHE DAR!

Abs

Anônimo disse...

parabens alexandre alexandre pelo seu blog e pelas suas palavras de carinho a todos aqui.com certeza diante de todas essas noticias maravilhosas aperecendo falta pouco pra essa merda de virus ter um ponto final.com fe em deus sera logo,logo.e que todos tenham consiencia sexo seguro e gostoso só de camisinha ,pois nao é so a aids mas todas dst...........bjin

Alexandre disse...

Obrigado pelo comentário e pelas palavras.

Beijo no seu coração!

Andre disse...

graças a Deus alexandre minha carga viral de hepatite B deu indetectável e a minha médica disse que provavelmente apareceu algum anticorpo e por isso deu positivo anti-Hepatite B mas nao significa que eu estja com o virus pq os outros exames todos que envolvem as proteinas do figado estao otimos e logo vou fazer outro examer para confirmar. obrigado querido abraços e continue nos ajudando.

Alexandre disse...

Obrigado André por nos dar boas notícias.

Abração!

Anônimo disse...

Ola,me recomendaram o seu blog por voce, alem de ser muito simpatico e abençoado por Deus, para saber lidar com essa doença !
Tenho 20 anos e ontem fiz sexo oral pela primeira vez sem camisinha em um homem e ele ejaculou em minha boca , nao engoli e cuspi tudo , inclusive vomitei . nao engoli esperma .
E eu nao sei se ele e ou nao portador do virus da Aids,e eu estava com um corte na boca ocasionado pela minha escova de dentes e pelo meu aparelho odontologico .
Hoje nao consegui trabalhar e nem me relacionar com as pessoas por estar morrendo de medo !
Meu amigo me disse que era para eu ir ao hospital publico na cidade onde moro e dizer que perfurei minha mao com uma seringa que nao sei a procedenssia .
Oque voce me diz a respeito disso, presciso de uma opiniao de alguem experiente neste assunto , ja ate pensar em suicidio ja pensei ...
Alexandre por favor, responda minhas perguntas e me diga oque voce acha que devo fazer e quais sao os procedimentos mais corretos a fazer neste caso ...
Agradeço sua copreençao !
Bruno Castro !

Alexandre disse...

Bruno, o que o seu amigo disse IGNORE TOTALMENTE. No seu caso só há uma maneira de você tirar sua preocupação da cabeça, que é:

Marcar uma consulta com um(a) médico especialista, relatar todo o ocorrido sem omitir nenhum detalhe e ouvir as explicações e orientações do(a) mesmo(a), as quais serão A ÚNICAS CORRETAS E COM CONHECIMENTO. O restante é apenas "ouvi dizer e achismos".

Abs

Anônimo disse...

Oi Alexandre vivo com HIV diagnosticado já a dois anos. Tenho feito o tratamento tradicional e o meu CD-4 melhorou bastante. Pesquisando na net encontrei várias publicações e blogs sobre o assunto, o seu me pareceu ser um dos mais sérios, encontrei também indicações de muitos tratamentos alernativos, um deles é a "Auto-Hemoterapia". Sem dispensar o tratamento médico gostaria de saber sua opinião bem com a de seus leitores sobre o assunto. Obrigado.
Jaime Yuri.

Alexandre disse...

Oi Jaime. Eu já dei a minha opinião a respeito de auto-hemoterapia por diversas vezes, portanto vou resumir a "minha opinião pessoal", lembrando e repetindo que é a MINHA OPINIÃO PESSOAL APENAS.

RESUMINDO: EU, ALEXANDRE GONÇALVES DE SOUZA como todo ser humano, tenho o direito incontestável de optar/escolher em quem e no que CONFIAR. Usufruindo desse direito e seguindo fielmente os MEUS CONCEITOS PRÓPRIOS, optei/escolhi confiar totalmente NA CIÊNCIA E NA MEDICINA!

Até porque AMBAS nesses mais de 53 anos de vida deste Caiçara, SEMPRE me livraram dos meus inúmeros problemas de saúde (que não foram poucos) através dos tratamentos/medicamentos indicados por AMBAS, os quais confirmaram serem eficazes como já afirmavam as COMPROVAÇÕES CIENTÍFICAS!

E NO MEU CASO PESSOAL, estas comprovações estiveram e estão claras, visíveis e sentidas por mim no meu dia a dia, no meu organismo.

Sim, existem efeitos colaterais. Porém essa possibilidade SEMPRE está bem clara, tanto nas recomendações (bula) como nas palavras dos(as) cientistas e médicos(as). Dessa forma eu SEMPRE sei se podem ou não ocorrer, e caso ocorram, tanto a ciência como a medicina já sabem como agir para amenizá-los e até extingui-los!

EU, ALEXANDRE GONÇALVES DE SOUZA "NÃO" entrego a minha vida às doenças, aos vírus, bem como "NÃO" a entrego nas mãos de "receitas milagrosas, poções mágicas, tratamentos fantásticos, curandeiros e afins".

Como disse acima...repito...

É A MINHA OPINIÃO E O MEU DIREITO DE OPÇÃO/ESCOLHA!

Você e todos também tem o mesmo direito de optar/escolher no que e em quem confiar, ok?

Abraços

Anônimo disse...

Olá Alexandre, tudo bem ??

Este é meu primeiro comentário, mas já acompanho seu blog há tempos, pois o acho inspirador e seguro, com informações válidas e concretas. Bem, eu sou portadora do vírus desde 2010, passei por momentos difíceis dos quais não gosto de relembrar, pois me deixam depressiva e agoniada. Mas enfim gostaria de ter sua opinião a respeito de uma conversa que tive com a minha médica.
Enfim relatando o que ela me disse foi:
- eu acredito na cura, o meu papel é fazer com que todos os meus pacientes estejam bem/saudáveis para o momento que esta acontecer o que espero que seja dentro de poucos anos (cerca de cinco ou seis anos). Tivemos várias doenças infecciosas e ditas sem cura como, por exemplo, a hanseníase e até mesmo a tuberculose e hoje são doenças que possuem cura.
Eu poderia ficar teclando/conversando durante horas sobre o assunto, mas estou ansiosa para saber a sua opinião sobre o que descrevi a cima.
Você acredita na cura? Cura para nós portadores do vírus?

Alexandre disse...

Oi Anônima, tudo bem obrigado. E você?

Eu já dei minha opinião a esse respeito por diversas vezes, mas muitos(as) não interpretaram corretamente o que eu disse, e estes(as) deduzem que "eu" não acredito na cura, ou erradicação do hiv/aids.

Resumidamente a minha opinião (de leigo) é exatamente a mesma da sua médica, porém "eu" não me arriscaria a determinar um tempo para que isso possa acontecer, mas...REPITO...SIM! "eu" acredito que a ciência irá "desvendar todos os segredos do hiv", e nesse momento saberá como PREVENI-LO TOTALMENTE, CONTROLÁ-LO TOTALMENTE E ERRADICÁ-LO TOTALMENTE!

Não sei a sua idade, mas o CÂNCER, A LEUCEMIA, A TUBERCULOSE, por exemplo, eram doenças INCURÁVEIS a pouquíssimo tempo atrás, hoje não são mais.

Como bem disse sua médica, nós temos de fazer a nossa parte para estarmos BEM, e poder usufruir dos benefícios quando a ciência finalmente encontrar o que todos desejamos. E se pararmos para pensar com mais calma, no início da epidemia NEM MESMO TRATAMENTO TÍNHAMOS, e as pessoas morriam em dias, semanas, meses e com muito sofrimento, MUITO DIFERENTE DA REALIDADE ATUAL!

Abraços

Anônimo disse...

Um amigo !!!

Boa noite Alexandre, quero agradeçer a você por varios esclarecimentos, e de outros usuarios que tambem postam suas duvidas ou seus comentarios nesse blog.
Sou homossexual(não assumido..rs)tenho 24 anos atualmente, e ha um ano descobri minha soropositividade, nenhum doença é boa, sofri varios processos psicologicos assim como varios relatos acima por outros usuarios.
No meu caso não sofri nenhuma irregualiridade hormonal.. ou instabilidade da saude..virose..etc. Mas eu gosto de manter meus exames de rotina sempre atualizado todos os anos e no ano de 2011 eles não foram tão satisfatorios..rsrsr
Até brinquei com meu medico.. que quem procura acha..rsrsr
Nesse momento passou pela minha cabeça um filme de todas as minhas relações que aconteceram desprotegidas, que foram pouquissimas.. tentando achar um culpado, mas nessa hora compreendo que o unico culpado de tudo isso fui eu, e quem deveria em primeiro lugar se perdoar seria eu mesmo !
Bom ali começou um processo comigo mesmo... minha familia ainda não sabe.. apenas 3 pessoas que me apoiaram muito, e que me deram a mão e o silencio ao mesmo tempo para eu me reerguer rapidamente. No mesmo dia do resultado do exame ja procurei por indicação do meu medico uma clinica do governo especializada nesse atendimento e comecei meu tratamento com o infectologista e a pscologa, agradeço muito a esquipe de enfermeiras tambem que me receberam como maes naquele lugar..
Eu sou um assintomatico, ainda não tomo remedios.. levo uma vida controlada em alimentação, exercicios fisicos e pensamento positivo..rsrs levo uma vida normal dentro da sociedade mas com conciencia.
Faço relações normal com meus parceiros mas sempre com proteção o que estou me adaptando ainda é o sexo oral que esse ainda pratico sem camisinha.. ainda não sei como me portar a isso mas estou arrumando uma estrategia...rsrs
Meu parceiro atual não sabe da minha soropositividade, então qualquer queda que ele tem eu ja coloco na minha cabeça que ele esta com HIV, como ele ja teve um historico de cancer minha preocupação é maior ainda.. mas ele adora sexo oral e isso as vezes me faz perder a vontade no memento e eu não consigo ter uma relação sexual com ele.
Eu tento enibir as portas de entrada ao maximo, todas as relações são com camisinha, cuido bem da boca para evitar qualquer porta de saida(sangue).
Mas tenho medo.. e isso me faz perder a vontade de ter relação com um parceio fixo..
Agradeço por poder me abrir aqui nesse blog, pra vc ter uma ideia tenho medo até de ejacular sobre ele com medo de contamina-lo..
As vezes tenho uns *transi* e minha vida para naquilo.. e preciso me biliscar e dizer..oo bola pra frente..rsrs
Mas não pe facil..
Obrigado por nos atender com esse carinho que você tem !

Alexandre disse...

Olá Um Amigo!

Eu que devo lhe agradecer por "dividir" sua história e confiar neste espaço.

Bem, já faz um ano que você descobriu estar com esse "babaca", e certamente já percebeu que ele NÃO o privará de nada, até porque pelo que você relata, está fazendo tudo "certinho", então não há por que teme-lo. Continue dessa forma que o "babaca" fica quieto no anto dele rsrs.

Você é um ser humano, não é?

Então "delete" essas palavras "culpa" e "se perdoar", pois O VILÃO, O CRIMINOSO, O BANDIDO, O CULPADO E AQUELE QUE NÃO MERECER PERDÃO, SE CHAMA HIV. E É ELE QUEM DEVE TOMAR TODAS AS PORRADAS POSSÍVEIS E IMAGINÁVEIS.

TODOS NÓS "SERES HUMANOS", estamos sujeitos a "contrair" todo tipo de fungo, bactéria, doença, vírus, etc. É claro que na maioria das vezes podemos "evitar". Porém "SOMOS HUMANOS" falíveis, imperfeitos, emocionais e mortais.

Quanto a sua vida PESSOAL/ÍNTIMA/PARTICULAR, meu conceito é que não devo, não posso e não tenho nenhum direito de opinar sobre a sua ou de qualquer pessoa. A única sugestão que posso lhe dar é que reflita sempre e muito, antes de tomar qualquer atitude e nas consequências da mesma. E também apenas "para sua reflexão", por experiência própria, eu lhe afirmo que "a nossa família é a única que nos ama de verdade", e ela pode ser mais uma aliada para "dar porrada no babaca do hiv". Pense com carinho sobre isso.

PARE de se beliscar e siga seu próprio conselho...BOLA P/ FRENTE, porque a gente fica vélhinho rapidinho viu? rsrs

Abraços

Camila alves t disse...

Pessoas como vc não existe.axo que esse blog da muito oportunidades das pessoas desabafarem assim como eu!tenho 25 anos e sou casada meu marido tem 37 anos e é soropositivo ja fiz meu exame 2 vezes e deram ñ reagente ele ñ toma nenhuma medicação temos uma vida normal a minha preocupação é temos um filho de 4 anos e não tenho coragem de fazer nele.será q ele pode ter? Na minha gestação deram os exames sempre negativos nos descobrimos em meu marido em maio ñ entendo muito mais o cd4 dele deu 10 mil copias....se puder me responder agradeço...que Deus te abençoa!!!

Alexandre disse...

Camila, "10 mil cópias" certamente é a CAGA VIRAL do seu marido. Quanto ao seu filho eu, sem querer me intrometer na sua vida pessoal, sugiro que você PENSE NELE e deixe o medo de lado. Sugiro ainda que você vá junto com seu marido nas consultas dele com o(a) infectologista que acompanha seu tratamento, exponha seus receios, dúvidas e peça que o mesmo faça e monitore os testes no seu filho para acaber de vez com sua preocupação. Somente dessa maneira você terá sua resposta correta, ok?

Abs

Anônimo disse...

Ola
Adorei o espaço e digo parabéns - inspira qualquer um Pla vida.

Alexandre disse...

Obrigado...abraços!

Anônimo disse...

Olá Alexandre, primeiramente gostaria de lhe parabenizar pelo seus blog que com certeza vem ajudando muitas pessoas a superarem a "turbulência" de saber que é portador do vírus hiv.

Descobri a pouco mais de 4 meses que sou portador do viruzinho e esta sendo uma barra pra mim, pois além de duas amigas, ninguém mais sabe. Fiz vários exames e graças a DEUS estou bem, todos os exames de rotina estão no padrão, estava precisando só regularizar algumas vacinas e melhorar o meu HDL "colesterol bom" que estava baixo, meu CD4 esta 470 e minha carga viral 3 mil ou 3 milhões não lembro bem sei que ela disse que estava bem baixo, a minha infecto disse que não iria iniciar ainda o tratamento medicamentoso, mas eu deveria melhorar minha alimentação para subir a contagem de CD4, e que pela contagem de CD4 provavelmente eu havia adquirido o vírus por volta de 4 anos atras. Sou estudante de Farmácia e estou me formando em junho desse ano, as vezes penso que ironia do destino dai fico reflexivo e meu que deprimido é muito ruim, aquele velho dilema vem a tona " a gente sempre pensa que nunca irá acontecer com a gente". E para piorar a minha pressão psicológica vivo um dilema de contar ou não a minha família e ao meu namorado o que esta acontecendo. Meu namorado apareceu em minha vida pouco antes (mais ou menos um mês) da minha infeliz descoberta. Foi tão maravilho o aparecimento dele em minha vida que quando fiquei sabendo da minha condição tive e tenho medo de perde-lo ao conta-lo sobre a minha real condição. E para piorar mais ainda a pressão psicológica é que tivemos sexual sem preservativo. Apesar de com certeza ter adquirido o vírus por relação sexual desprotegida, não costumava fazer relação sem camisinha, mas o clima em que estávamos...tudo foi tão intenso que derrepentemente aconteceu, mesmo eu tendo insistido em não fazer sem preservativo em outras ocasiões e ele sempre dizendo que preferia sem. Enfim sei que foi errado a omissão e não sei o que fazer tenho medo de perde-lo, mas ao mesmo tempo sei que ele precisara se cuidar...gostaria de sua opinião!!

Desde já agradeço a atenção.
Abraço!
Rafael

Alexandre disse...

Oi Rafael. Provavelmente sua médica não iniciou com a terapia porque sua carga viral está baixa (3.000 ou menos) e não 3 milhões que seria altíssima. Provavelmente também porque o seu CD4 esteja em níveis bons, mas isso você deve confirmar com a mesma e também SEMPRE tirar todas suas dúvidas com ela e seguir SEMPRE suas orientações, ok?

Quanto a sua vida PESSOAL/PARTICULAR, eu tenho como conceito jamais fazer comentários sobre a mesma, e o máximo que posso lhe sugerir é que reflita, pense, tenha bom senso e procure tomar suas decisões de uma forma que não lhe traga arrependimentos posteriores. E também procure ajuda psicológica para ajudá-lo a superar essa fase de incertezas, ok?

Abs

Anônimo disse...

Obrigado Alexandre irei procurar ajuda psicológica!!!

Abraço!!!

Anônimo disse...

Olá Alexandre,

Tenho 43 anos e descobri ontem que tive o resultado positivo. Encontrar o seu blog foi fundamental para não surtar. Vou amanhã fazer o teste novamente, mas ja ciente de minha nova condicao. Entendo que a vida esta me dando a oportunidade de continuar, de me cuidar e de dar mais valor as coisas que eu estava levando sem muita atencao. Estou confiante de um recomeco e para isso foi muito importante ler o que vc escreveu.

Parabens pela sua iniciativa e, assim como eu, tenho certeza que esse blog ajuda muitas pessoa no Brasil a se cuidarem e a levarem uma vida melhor.

Um grande abraço do seu mais recente fã!

Marcio.

Alexandre disse...

Oi Marcio.

Obrigado pelas suas palavras e pelo apoio. Nem é preciso que eu lhe diga que tenho idéia de como você está se sentindo neste momento. Mas, se for confirmada sua sorologia + para o hiv, acredite: O vírus não vai privá-lo de absolutamente nada, como digo sempre à todos(as), e apesar da repetição não é uma palavra de consolo, é um fato, uma realidade que somente não se confirma quando a pessoa se "entrega ao hiv", e eu tenho certeza que você vai abraçar este fato, esta realidade, caso seja diagnosticado. Fique bem, respire fundo, e como diz um grande amigo meu ... Viva a vida que é ela o mais importante de tudo!

Abração

Anônimo disse...

Ola Alexandre, primeiramente meus muitos parabéns pelo lindo trabalho que vens desempenhando em seu blog.
sou Marvin tenho 33 anos Brasileiro, mas vivo em Lisboa, descobri que sou soropositivo em 16 de outubro de 20012, convesso que foi e ainda esta sendo uma barra muito grande, que eu venho lutando todos os dias pra não me deixar entrar em depressão, no início achei que a viva tinha acabado, que tudo que sonhei e tentado contruir ate agora tinha afundado junto comigo, choro muito! nesto momento estou aos prantos... Tenho uma relação de 10 anos, e meu parceiro tambem esta infectado, e sofro muito com isso, pois é muito dificio vc ver a pessoa que vc ama debilitado pois ele é muito calado e quase nunca fala ou espressa o que sente e pra ele esta sempre tudo bem, embora seu olhar mostre o contrário, tenho um filho que tem hoje 12 anos, que depende muito de mim, que me ama de tal forma que mesmo sabendo que sou gay, nada mudou com a sua maneira de ser comigo, é um excelente filho, e minha maior decepção é saber que eu mesmo não sou merecedor dessas 2 jóias que Deus colocou em minha vida, e isso me mata aos poucos. hoje é a primeira vez que falo a alguem sobre o que esta se passando em minha vida, confeço que uma conversa amiga me faz muita falta e por isso decide aqui deixar um pequeno desabafo, estou sempre a ler seu blog, pois ele ja faz parte da minha rotina de leitura, pois ainda tenho esperaça que a cura do HIV há de ser encontrada e que eu toda a nação que tem o HIV possa um dia acorda e respirar um novo ar e abrir sua janela e ver um horizonte tão infito quanto o mar, e que toda sua tragetória pelo HIV foram meras marcas e lembranças! Mas que ficou no passado. Mas enquanto isso não chega, tento viver dia póis dia, o engraçado é que não tive o periodo da infecção agulda, e não sei quando fui infectado, mas desde que me descobri soropositivo, estou sempre com sintomas de gripe, tosse seca e especuração, tenho muito medo embora minha medica diga que isso é so uma gripe normal, poia nas minha primeiras analises, minhas celulas T CD4 deram 1096 com cópias de virus de 8063. Ela disse que estou com a imunidade ótima, mas me pergunto porque essa tosse? porque essa especuração que ja vai ao longo de uns 2 meses? Sera que tem alguma explicação pra isso? sera que o virus ta se multiplicando de maneira axcelerada no meu organimo? Tenho essas duvidas Alexandre, não sei se há respostas pra essas perguntas, mas de qual quer forma so em vc ler meu comentário ( desabafo ) ja valeu a pena.
Meu muito obrigado, te desejo toda sorte do muito e tudo de melhor que a vida possa dar a um ser humano.
Grande abraço e ate breve.

Alexandre disse...

Olá Marvin, obrigado pelas palavras.

Eu, você e todos nós que vivemos com hiv sabemos que "a barra é grande, porém é possível passar por cima dela porque só depende de uma única pessoa...você mesmo".

Como sugestão, acredito que tanto você como seu companheiro poderiam procurar ajuda "psicológica", para ajudá-los a enfrentar e vencer essa "barra", e que possam perceber com clareza que o vírus NÃO irá impedi-los de nada. Inclusive "ambos" devem e podem "lutar" contra a depressão, pois esta sim é uma inimiga perigosa de quem vive com hiv, e mais uma vez "só depende de nós mesmos evitá-la".

Não tenho o direito de opinar sobre a vida "particular" das pessoas, o que posso sugerir é que "ambos" conversem mais e tentem se abir um com o outro, com calma, bom senso, porque cada pessoa tem seu modo particular de "reagir" e, repito, um(a) psicólogo(a) os ajudaria muito neste momento.

Marvin, eu não sei como funciona o tratamento em Portugal, mas aqui no Brasil "além de realizarmos todos os testes de praxe para monitorar a infecção pelo hiv (cd4/cd8, carga viral) também realizamos todos os testes e exames para detectar problemas com a saúde "NO GERAL" (hemograma, fezes, urina, dst, hepatites, tuberculose, etc), como prevenção, e, caso seja constatado algo, tratamos.

Sugiro mais uma vez que você converse mais com sua médica, e lhe peça a realização desses exames/testes, pois esta é a única maneira de saber se existe "algo mais a se preocupar em relação a sua saúde". Inclusive vale lembrar que "a médica tem a obrigação de lhe dar todas as respostas e de realizar os exames para poder responder com certeza absoluta", ok?

Um grande abraço e tudo de melhor p/ você e para seu companheiro.

Anônimo disse...

Ola Alexandre tudo bem?
sou eu Marvin, muito obg por responder meu comentario. Fiz uma bateria de exames mas na proxima consuta vou me inteirar por inteiro, e tentar esclarecer todas as minhas dúvidas. So mais uma pergunta; meu
T cd4+ deu; 1066 copias
T cd8+; 1565 copias
B cd19+; 201 copis e os
Nk cd16+ cd56+ e cd3-; 284
Carga vira; 81664 cópias/ml

O que vc me diz sobre esses resultados? estão bons? meu corpo esta a reagir bem com Hiv?
Obg meu querido e mais uma vez te desejo tudo de ótimo e so posso yte parabenizar pelo seu lindo trabalho nesse bolg que é muitissimo importante para seu leitores. abraço

Alexandre disse...

Oi Marvin, tudo bem e você?

Todos os seus resultados estão em níveis excelentes, a não ser a carga viral que está alta. Mas fique sossegado que na consulta seu médico analisará todos os exames que você fez, e lhe orientará a respeito. Só não esqueça de perguntar tudooooo, ok?

Um abração!

Giih Santos disse...

Bom dia Pessoal,eu acabo de descobrir que tbeim sou portador do VIRUS HIV,tenho 20 anos e ja sabia do risco que eu corria,bom a mais ou menos 6 meses me relacionei com uma pessoa pela qual sou apaixonado e devido a isso me deixei levar simplesmente pelo sentimento,Já ouvi muitos comentários a respeito dele...
Mas enfim não vim aqui pra me lamentar,
Bom Alexandre eu descobrir hoje,pedi um tempo pra mim, e logo começar meu tratamento,bom eu estaria mentindo se eu falasse pra vc que estou triste,mal ou algo do tipo,Foram consequências de atos sem pensar..
Estou conhecendo uma pessoa e com certeza eu irei cuidar dele como se estivesse cuidando de mim...
Alexandre Ontem a Tarde quando o Posto me ligou eu entrei em desespero mas li varias postagens sua e me apeguei a isso,quando entrei na sala eu ja sabia oque vinha pela frente,e quando a medica me falou eu olhei pra ela e falei:"Bom Drª a vida continua,e graças a deus estou muito bem psicologicamente,so quero que isso seja um segredo meu por enquanto..."
Bom Alexandre Obrigado

Alexandre disse...

Giih, a sua fala "A VIDA CONTINUA" resume tudo e é a mais pura realidade, pois o vírus não o transformará em outra pessoa e não o privará de nada.

Abração!

Humanus In Vida disse...

Só Deus sabe a alegria que me dá ao vir a este blog. Aqui me sinto mais humano, vivo e mais forte! Alexandre, sei que está cansado de elogios, mas não adianta, você merece e como os merece. A sua forma de encarar a vida, de defender a luta contra o HIV irradia qualquer um.
Meu amigo, venho aqui pedir um conselho. Já li/sei que você não é médico, curandeiro, psicólogo, nem afins rsrs.. Mas, mesmo sem ser tudo isso você é uma experiência viva, pois talvez nem os melhores infectologistas conheçam realmente esse vírus chato como os portadores o conhecem.. Sem delongas, quero um conselho num dilema que me encontro.. Sou portador recente, coisa de 4 há 5 meses, e por sorte ou azar, minha fase aguda demonstrou alguns sintomas, o que me fez ter o diagnóstico com brevidade. Meu Infecto disse que o Ministério da Saúde aconselha o uso dos ARV’s (acho que é assim que se sigla rs) somente depois de um prazo maior com a infecção, as vezes 9 até 10 anos, quando começam a surgir os sintomas da AIDS. Por outro lado, me disse também que em outros países o tratamento imediato tem trazido bons resultados aos pacientes, reduzindo muitíssimo a carga viral, o que pode melhorar a qualidade de vida do soropositivo, entretanto ele após me explicar as duas correntes de pesquisa, deixou a minha disposição para escolher. Disse que no estado físico e clínico em que me encontro, eu tenho a opção de escolher no momento se começo ou não a terapia com os remédios. Nesse caso, qual seu conselho? Fique tranquilo, pois não utilizarei sua opinião como divisor de águas nessa dúvida, mas acho que sua opinião me ajudará clarear algumas ideias.. Se puder/quiser recomendar também alguma leitura técnica, agradeço!

Alexandre disse...

Oi Humanus. Eu garanto à você que estou mesmo é cansado de tanta porrada rsrsrs...obrigado pelas palavras.

Eu acredito que você deva ter interpretado equivocadamente o que seu médico disse, porque nenhum órgão ou médico recomenda o tratamento APÓS A MANIFESTAÇÃO DA AIDS, até porque seria um absurdo e um risco para "a vida" do paciente totalmente sem nenhuma justificativa. Inclusive os ARV's tem a função de BLOQUEAR, IMPEDIR AS AÇÕES E MULTIPLICAÇÕES DO HIV EXATAMENTE PARA EVITAR QUE A AIDS SE MANIFESTE.

Por outro lado o seu médico teve a atitude "rara e positiva" de deixá-lo a vontade para decidir sobre o início ou não da terapia. Porém essa decisão pode e deve SER TOMADA POR AMBOS, uma vez que ele tem o conhecimento e você tem a SAÚDE, A VIDA, dessa forma ambos podem e devem conversar muito a respeito para chegar a uma decisão que mais seja benéfica Á VOCÊ (lembre-se sempre disso).

Minha "sugestão" é que você tenha uma conversa demorada com seu médico para que se coloque em discussão TODOS os detalhes para que a decisão seja tomada, como por exemplo: Os benefícios, os eventuais efeitos colaterais, os prováveis riscos de não iniciar, como seu organismo está reagindo contra o vírus "sem a medicação", como a infecção pelo hiv está evoluindo "sem a medicação" (cd4/cd8/carga viral) como está sua saúde no "geral", etc. Fale também como ele sobre a possibilidade/necessidade (ou não) de realizar um teste chamado "genotipagem" que indica qual a melhor combinação de ARV's seria recomendada para você.

No final dessa mensagem eu estou lhe enviando um link com as RECOMENDAÇÕES ATUALIZADAS PELO MINISTÉRIO DA SAÚDE para o tratamento no BRASIL, ou seja, TODO(AS) OS(AS) MÉDICOS(AS) INFECTOLOGISTAS BRASILEIROS tem a obrigação de conhecer as mesmas e segui-las.

Inclusive eu sugiro que tanto você como as demais pessoas leiam com calma, paciência e atentamente essas recomendações, que são muito importantes para todos nós. Sei que é uma leitura longa, porém diz respeito como citei acima, às nossas VIDAS e portanto vale a pena ler e se informar até para "trocar" idéias como nossos médicos, e se for o caso "enforcá-los" rsrsrs.

Assim como um LEIGO INTROMETIDO rsrs, eu lhe diria que existem pessoas (RARAS) que controlam NATURALMENTE as ações do hiv sem precisar de remédios, existem outras que conseguem controlar por um tempo e a partir de um determinado dia precisarão iniciar, e outras (como eu) que necessitam imediatamente deles. Como saber onde "você" se encaixa?

Bem, essa pergunta somente o seu médico pode, deve e tem a obrigação de responder...é a parte que cabe exclusivamente a ele.

Como eu sempre digo e repito (até sendo chato), jamais se deixe influenciar pelo tal do ouvi dizer, e tenha como ÚNICO EXEMPLO em relação as reações à infecção pelo hiv...SEU CORPO, SEU ORGANISMO, VOCÊ MESMO.

E agradeço também pelo seu comentário que é muito importante e "nos" ajuda a trocar idéias a respeito de assuntos que muitas vezes deixamos de lado.

O LINK: "CLIQUE AQUI"

Um grande abraço

Humanus In Vida disse...

Valeu meu amigo, lerei atentamente as referências disponibilizadas e agradeço imensamente a sua dedicação para com as pessoas que você nem conhece, mas que possuem um apreço enorme pelo seu trabalho. Fica com Deus e vamos à luta, pois "Eu acredito é na rapaziada que segue em frente e segura o rojão".. Abração!
Ass: Humanus

Alexandre disse...

E eu complemento..."Quem sabe faz a hora, não espera acontecer"...rsrs

Abração!

mwangolé disse...

Ola!eu escrevo apartir de Angola(luanda)descobri q.sou soroposetivo a 30dias e como todos fiquei abalado com asituacao,mais graças a Deus consegui dar a volta por sima e vou fazer ja o cd4 amanha,e conto com o apoiu de todos voces uma vez que ja somos uma familia.bjs e abraços

mwangolé disse...

Anonimo so tenho a lhe desejar força,e q tudo vai dar certo a vida continua.

Anônimo disse...

Conheci um rapaz ,por quem me apaixonei ,e descobri que tem o virus de HIV .Sinto me perdida è novo para mim depois de procurar na net os riscos ,sinto medo de ir mais longe porque nada de serio se passou ainda .Nao sei como reagir ,nao lhe mostrei que me afectou mas ele contou me .por favor ajudem me a perceber ,sera que tenho de me privar da felicidade por causa desse virus ?

Alexandre disse...

Essa resposta só você mesmo pode dar a si próprio(a), portanto eu lhe devolvo a pergunta:

Você acha que deve se privar de amar por causa de um vírus?

Anônimo disse...

Oi, Alexandre. Descobri, depois de passar muito mal durante quase todo o mês de dezembro que tenho HIV, descobri a dois dias e desde a segunda-feira tenho me sentido muito mal, tenho chorado pelos cantos, tenho sentido vergonha de mim e das pessoas que amo, tenho medo até que meus familiares me toquem. Nunca tive uma vida desregrada, pelo incrível que pareça, contraí o vírus após terminar meu namoro (terminei o namoro em outubro e tive uma relação desprotegida em novembro), nem sei porque fiz isso, mas foi algo do momento, a pessoa que passou confiança e me garantiu que fazia exames frequentemente. Já pensei em me matar várias vezes, a única coisa que não me permite é a minha vontade de viver, de estar ao lado de quem amo (meu ex) e da minha família, mas tenho picos e, quando brigo com alguém, me sinto mais tentado a fazer isso. Cheguei a marcar o dia de me matar (10/03/2013) essa data é para aguardar o fim de um processo que está na justiça, é para deixar algo pra minha família. Tenho me sentido muito só, não tenho com quem conversar, tenho vergonha de contar isso pra alguém e, além disso, minha família nem sabe que sou homossexual, como vou contar que sou homossexual e soropositivo? Me sinto perdido, sem nada pra me apegar ou me ajudar a vencer tudo isso.

Alexandre disse...

Anônimo, com toda certeza TODA pessoa que se descobre com hiv passa por esses momentos que criam somente pensamentos negativos. Tudo isso é compreensível até porque só quem vive essa experiência sabe o que acontece principalmente com o nosso emocional/psicológico.

Nem vou comentar sobre a sua "data marcada" porque eu tenho certeza que NÃO É ISSO QUE VOCÊ QUER, e o fato de você vir aqui desabafar mostra que você QUER VIVER e precisa de ajuda para superar este momento. Portanto minha primeira sugestão é que você procure um(a) psicólogo(a) para "tratar" o seu emocional.

Claro que isso paralelamente ao seu tratamento com um(a) INFECTOLOGISTA que irá acompanhar e monitorar seu tratamento contra o hiv. E nas consultas com este profissional pergunte sobre tudo, peça orientação e siga as recomendações do(a) seu médico(a), pois o fato de você ter hiv NÃO O PRIVARÁ DE ABSOLUTAMENTE NADA, desde que você esteja disposto a lutar por aquilo que é seu...SUA VIDA!

Você diz que não tem nada para se apegar. Lhe dou mais uma sugestão...

SE APEGUE A VIDA, VIVA PARA A VIDA, SEJA VICIADO NA VIDA, ENCONTRE-SE COM A VIDA...

Comparados a VIDA, o restante não tem nenhuma importância!

Quanto a sua vida "pessoal", eu não devo, não posso e não tenho o direito de opinar. Mas posso lhe deixar algumas perguntas para que você responda a si mesmo:

Você é um ser humano como todos?

A sua orientação sexual o transformou em outro ser, que não seja o humano?

O fato de você ter adquirido um vírus, o transformou em um vírus?

Você tem vergonha de ser frágil, imperfeito, falível e mortal como todo ser humano?

Como disse acima, essas respostas são para você mesmo, e uma última sugestão eu posso lhe dar:

Mate, exclua, ignore, despreze o seu AUTO PRECONCEITO, porque este sentimento ruim abre as portas para que "os outros sejam preconceituosos com você".

VALORIZE-SE COMO AQUILO QUE VOCÊ É..."UM SER HUMANO"...

Anônimo disse...

Agradeço muito por todos os conselhos, Alexandre. Vou procurar fazer isso que você me disse: viver. Abraços

Alexandre disse...

Agradeço também pela confiança e, VIVA muito porque vale a pena.

Abs

Anônimo disse...

Olá Alexandre,meu nome é "Fabricio" tenho 24 anos e há 1 ano descobri ser Soropositivo(porém devo ter contraido ha quase 2 anos), estava morando em outra cidade fazendo faculdade e trabalhando,porém com o fato e susto abandonei tudo e decidi voltar para minha cidade natal para aproveitar mais minha família e amigos.Minha saúde sempre foi ótima nunca bebi nem fumei sempre pratiquei exercicios físicos.Porém minhas dúvidas e preocupações sao pelo fato de começar a me tratar e tomar remédios pois aqui na minha cidade não tenho coragem de ir fazer exames pois como sou um pouco conhecido e pela cidade nao ser grande a noticia espalhar(preconceito de mim mesmo).Não tive coragem e não quero contar a ninguém, devo me mudar para alguma cidade maior e longe daqui para começar a fazer os exames e tomar os remédios, a única condicao de me tratar.Ainda não tive nenhum sintoma porém as vezes fico preoucupado de estar deixando passar o tempo com o virus sem me tratar.O que vc me orienta?

Grato, e parabéns pelo blog.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Oi Fabricio, o que eu posso lhe sugerir é que "pense exclusivamente em você, na sua saúde, na sua vida". Lembre-se que "os outros" não vão cuidar de você, e o que pensam, falam, deduzem é "problema deles, não seu". Preocupe-se com algo que você agora tem (hiv) e use todas as armas contra os mesmos. Dessa forma a sua VIDA seguirá de acordo com aquilo que "você quer".

Abs

Anônimo disse...

Olá alexandre parabéns pelo seu blog sempre que leio tenhl mais esperança de td isso akbar.....bom eu tenho hiv a dois anos e numca fiz sexo sem camisinha ate que a um dia atraz eu fui fraco cara fiz sem camisinha minha kbça ta a mil qual os riscos que isso me traz? O cara com quem eu fiz jurou que naobtinha mas vc sabe ne nao devemos acreditarbem ninguém valeu.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônimo, você sendo portador do hiv "poderia...repito...poderia" ser reinfectado por uma cepa/tipo de vírus diferente e/ou resistente a medicação antirretroviral que você usa no tratamento. "Porém para que isso pudesse acontecer o seu parceiro deveria ser comprovadamente portador do hiv", e claro, você sabe que pode ter transmitido o vírus ao seu parceiro.

Essa "suposta reinfecção" ainda depende de vários fatores. Então o mais aconselhável é você conversar com seu MÉDICO INFECTOLOGISTA, contar tudo sem omitir nada e ouvir suas explicações e orientações.

Lembre-se que "tanto você como seu parceiro" correram também o risco de contraírem/transmitirem todas as outras DST, por isso eu sugiro que você também peça ao seu médico para examiná-lo e prescrever exames/testes para investigá-las.

Como já aconteceu, agora procure saber com calma (através de seu médico) se não ocorreram consequências, E TENTE SEMPRE USAR CAMISINHA em todas as suas relações sexuais para evitar preocupações como esta.

Anônimo disse...

Obg pela atenção! E é verdade que uma pessoa com hiv pode ter a mesma perspectiva de vida de uma pessoa normal lu seja que nao tem hiv?e é verdade que quando vc pega uma doenca como tuberculose vc passa a ter aids e quando tratada e curada a tuberculose vc passa a voltar a ter só o hiv?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Sim, desde que essa pessoa faça seu tratamento corretamente e tenha um vida saudável em todos os sentidos.

Uma vez que a pessoa MANIFESTE A AIDS, ou seja, apresente uma ou mais doenças oportunistas causadas pela infecção pelo HIV, é considerada como vivendo com HIV E AIDS.

Anônimo disse...

Oi alexandre me chamo italo,hiv ou aids fazem o cabelo cair? Desde que iniciei meu tratamento meu cabelos caem muito pq?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônimo, pode ocorrer queda de cabelo se a pessoa já manifestou a Aids, ou seja, apresenta doenças oportunistas e às vezes em consequência da baixa imunidade. Relate o que está acontecendo ao seu médico infectologista e ouça suas explicações e orientações.

Anônimo disse...

Ja tive tb ganglionar e curei(isso logo quando descobri que tinha o virus ta tava um pouco debilitado) dai agora tenho virus indetectavale e contagem de cd4 784 pelo q vê nao tenho aids o que me diz?

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Eu lhe respondi na mensagem anterior.