Se você pensa que HIV e AIDS tem remédio, "tem sim", entretanto "é para o resto de sua vida".

"BENEFÍCIOS DO INSS PARA QUEM VIVE COM HIV/AIDS"

Eu, Alexandre, peço que você preste muita atenção nas diretrizes atuais da perícia médica do INSS, as quais estão detalhadas no link em destaque. O documento é longo, mas eu sugiro que você o leia na íntegra para ficar bem informado(a) sobre este assunto que diz respeito "a dignidade e ao direito de todos nós". E peço também que todos nós fiquemos atentos aos desdobramentos que possam advir desta consulta pública referente a matéria abaixo.


“Previdência Social abre consulta pública sobre diretrizes para a perícia médica em pessoas com HIV/AIDS e outras doenças infectocontagiosas”

No documento oficial em que consta uma sistematização de possíveis conclusões dos médicos em relação a requerimentos de pessoas com HIV/AIDS, os critérios são divididos entre principais e relevantes.


Entre os elementos que mais pesam na decisão, constam: a evolução da doença; a presença de sintomas decorrentes da aids e dos efeitos colaterais dos remédios; questões psicossociais e o número de células CD4, que indicam a capacidade de imunidade do organismo. Já entre os fatores relevantes estão exames complementares, como o que indica a quantidade viral; além de fatores “psicossociais adicionais e potencialmente agravantes para o quadro”.

“As avaliações podem ter como conclusão ausência de incapacidade laboral; afastamento por 30, 60 ou 90 dias; reabilitação profissional; afastamento por 2 anos com revisão após esse prazo; e aposentadoria por invalidez, sem limite definido”.

Para participar, os interessados devem encaminhar ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Pode ser via carta, pelo endereço Setor de Autarquias Sul, Quadra 2, Bloco O, 7º andar, Sala 712, Brasília-DF, CEP 70070-946; pelo fax número (61) 3313-4321 ou o e-mail diretrizes.medicas@previdencia.gov.br, com a indicação “Sugestões Diretrizes de Apoio à Decisão Médico-Pericial em Clínica Médica – Parte II”.

Ativistas reclamam de perícias do INSS

Em julho deste ano, Ativistas que atuam na luta contra Aids reuniram-se com o ministro da Previdência Social, Garibaldi Alves, apontando falhas no auxílio doença e na “desaposentadoria”de soropositivos. Na ocasião, os militantes queixaram-se que mesmo com atestados médicos de inaptidão para trabalhar, portadores do HIV e doentes de Aids possuem dificuldade de receber o auxílio financeiro da Previdência. Além disso, muitos daqueles que são aposentados por invalidez estariam sendo convocados a se reapresentarem ao trabalho sem condições físicas para exercerem suas funções.

“A Previdência está usando como critério para avaliar se as pessoas com HIV estão aptas a trabalhar apenas os exames de CD4 e carga viral, avaliou Josimar Pereira, do grupo Pela Vidda de Niterói durante o Programa Cidadania em Destaque, veiculado na allTV. Não há nenhum tipo de avaliação psicológica para analisar a real situação dos pacientes, acrescentou”.

O assunto também foi discutido no Encontro Estadual de ONG/Aids de São Paulo e no Encontro Regional de ONG/Aids do Sudeste, realizados respectivamente em julho e agosto deste ano.

Fonte: Redação da Agência de Notícias da Aids

59 comentários:

Anônimo disse...

Boa noite, adorei lêr tudo que vir aki pois sou meio leigo no assunto em termo previdenciario sou soropositivo há 8 anos e a 7 recebo o auxilio-doença ja tive o beneficio cessado 2 vezes e recorri meu cd4 sempre dá baixo como o ultimo que fiz que deu 98 e carga viral 47.558 e sempre tenho medo de ser novamente cessado, mais vejo que é um direito meu e devo lutar por isso. obrigado G.M - Fortaleza-Ce.

Alexandre disse...

Boa noite GM. Isso mesmo, lute pelo seu direito que é justo. legítimo e ninguém pode negá-lo à você. Inclusive eu queria lhe dar uma sugestão: Se você puder faça uma consulta com um(a) advogado(a) especialista em previdência e que seja de sua confiança, para que o(a) mesmo(a) analise o seu caso. Pois não posso lhe dar uma opinião correta e especializada, pois não sou advogado e não conheço a fundo sua situação. Mas acredito que você já deveria estar recebendo "aposentadoria", até porque após 12 meses recebendo aux. doença, na maioria dos casos este benefício (aux. doença) é transformado em "aposentadoria", e no seu caso isso já faz mais de 07 anos.

Tente se informar "com segurança a respeito" para não ser enganada e nem prejudicado, ok?

Abração

Anônimo disse...

OLA MEU NOME É PATRICIA SOU SORO POSITIVO TBM JA TIVE HERPES, JA TIVE HEPATITE C, A HEPATITE GRAÇAS A DEUS COM O TRATAMENTO DEU INDETECTADA NO ULTIMOS EXAMES MAS AINDA FAÇO USO DOS RETROVIRAIS GOSTARIA DE SABER SE TENHO DIREITO AO AUXILIO DOENÇA MESMO COM CD4 E CARGA VIRAL COM RESULTADOS BONS. TOMO OS RETROVIRAIS E AINDA ME SINTO MAL COM OS EFEITO DOS MEDICAMENTOS

Alexandre disse...

Oi Patricia. Independente do nível do cd4/carga viral, você tem direito ao auxílio doença "SE O SEU INFECTOLOGISTA LHE FORNECER UM LAUDO ATESTANDO QUE VOCÊ NÃO TEM CONDIÇÕES PARA TRABALHAR".

Converse com seu médico a respeito pois ele sabe como este laudo deve ser emitido, e as informações que o mesmo deve conter para que você possa solicitar o benefício junto ao INSS.

Abs

Anônimo disse...

OLA MEU NOME É ROSELI E GOSTARIA DE SABER QUANTO TEMPO DEMORA PRA MARCA UMA PERICIA ATRAVES DA FIRMA ONDE TRABALHO.

Alexandre disse...

Oi Roseli. Se você está incapacitada para trabalhar, primeiro deve solicitar ao seu infectologista que lhe forneça um ATESTADO/LAUDO detalhado e comprovando esta incapacidade. Com este atestado em seu poder você tem que solicitar o benefício de auxílio doença "diretamente" numa agência do INSS ou através do site da previdência. A partir desta solicitação o INSS marcará o dia e hora da sua perícia.

Dê uma lida no link abaixo onde poderá se informar melhor.

"AUXÍLIO DOENÇA INSS - CLIQUE AQUI"

Anônimo disse...

Meu nome é Moisés e estou em beneficio auxilio doença acidentário (B91) a quase 08 anos, já passei pelo R2 , no retorno fui avaliado e encaminhado para reabilitação profissional, lá não fui aceito por não oferecer condições e me retornaram para o auxilio doença acidentário, em MARÇO/2011 fiz outra pericia onde o perito me mandou aguardar uma carta de resultados que chegaria em 30 a 45 dias e até hoje nada, ao me dirigir a APS o meu DCB está 00/00/0000, ou seja sem data limite, os atendentes pedem para eu aguardar alguma descisão do INSS, a minha fundamentação é art 43,71,78 do dec 3048 de 06/05/1999., e agora??

Alexandre disse...

Moisés, a minha sugestão é que você procure um ADVOGADO ESPECIALISTA para avaliar o seu caso, e lhe passar as orientações corretas sobre como proceder a fim de ter seus direitos concedidos!

Moka Silva disse...

Alexandre Boa noite, a atendente do 135 me deu uma informação um tanto preocupante, estou no aguardo da carta de resultado de pericia há mais de 01 ano, e ao ligar para o 135 para saber desta carta a atendente me informou que meu beneficio não tinha data para cessar, que eu não iria mais fazer pericia, então perguntei se não vou mais fazer pericia porque não me aposentam?? a mesma me respondeu que eu estou em auxilio doença por tempo indeterminado, e que eu posso ficar em auxilio doença o resto de minha vida sem o INSS transformar em aposentadoria por invalidez, isso procede??

Alexandre disse...

Boa noite Moka. Acesse o link abaixo e dê uma lida com atenção nas "normas/regras" da previdência que estão no final da página do site. Caso você permaneça com dúvidas, tente se orientar com um especialista, como um advogado por exemplo, ok?

O LINK: "CLIQUE AQUI"

Abraços

Nana disse...

Olá, Alexandre. Minha mãe tem 63 anos e é portadora do vírus HIV há 7 anos e nunca trabalhou com carteira assinada. Recebe pensão por morte (meu pai é falecido há 7 anos, também era portador) e eu gostaria de saber se ela tem direito à aposentadoria ou àlgum auxílio, mesmo sendo a renda per capita familiar superior a um salário mínimo.
Obrigada!

Alexandre disse...

Oi Nana. Na realidade sua mãe já recebe o benefício do INSS, que é a pensão por morte e que será paga por toda a vida dela. Ela teria direito a outro benefício, caso não tivesse "nenhuma renda", o que não é o caso. Porém, se você quiser consulte um advogado para se orientar corretamente, ok?

Abs

Anônimo disse...

Boa tarde Alexandre descobriq ue sou portador do virus hiv a 8 meses e gostaria de saber se tenho esse direito ao beneficio pois nao consigo ter cabeça mais para o trabalho, ando em depreçao por isso , tenho 23 anos de idade oque devo fazer para receber o beneficio

Alexandre disse...

Boa tarde Anônimo. Para que o INSS conceda o benefício de Auxílio Doença é "obrigatório" que comprove "através de um laudo completo emitido e assinado pelo seu INFECTOLOGISTA", que você NÃO está em condições de trabalhar. Converse com ele a respeito e peça que o mesmo emita este laudo para você poder solicitar junto ao INSS o afastamento.

lane disse...

oi boa noite me chamo eliane tenho 23 anos e descobri que sou soro positivo deis de 2009 quando descobrir iniciei o tratamento tive que começar a tomar o coquitel deis de o ano passado com o uso da medicaçao minha carga viral esta indetectavel e minha imunidade ta 400 e poco , nunca trabalhei com a carteira assinada e estou gestante de cinco meses gostaria de saber se tem como eu receber algum beneficio do governo e como faço e for o caso
sou de familia pobre mae e pai pescadores mal da para alimentaçao e precisaria muito de uma ajuda me esclareça essa duvida por favor

Alexandre disse...

Oi Eliane. No seu caso eu sugiro que você converse a respeito com o(a) seu(sua) médico(a) INFECTOLOGISTA a respeito, ou com a assistência social no local onde você faz seu tratamento, para poder ser orientada. Caso você não consiga essa orientação, vá a um posto do INSS e solicite informações e orientações a esse respeito. Lembre-se que "eles" tem obrigação de orientá-la corretamente, ok?

Anônimo disse...

Me chamo Helbrth Flexa sou portador do vírus e as vezes me das convulsões na rua, estou vetado de trabalhar em qualquer que seja o tipo de trabalho, trabalhava em uma loja de Departamento no centro de Belém-pa no inicio deste ano fui demitido creio eu que eles não sabem que estou com o vírus, pois atestou em meus exames toxoplasmose, isso só descobri que estava com isso porque tive convulsão dentro da empresa, daí por diante vive me dando esse tipo de crise.

Como faço para interagir?

Alexandre disse...

Oi Helbrth. Certamente você realiza o tratamento e é acompanhado por um(a) INFECTOLOGISTA, certo?

Veja, pelo seu relato você está IMPOSSIBILITADO DE TRABALHAR, portanto tem o DIREITO GARANTIDO de solicitar ao INSS UM BENEFÍCIO, que no caso seria AUXÍLIO DOENÇA.

Peça ao seu médico(a)INFECTOLOGISTA que lhe forneça UM LAUDO DETALHADO, ATESTANDO A SUA INCAPACIDADE DE TRABALHAR, e vá a uma agência do INSS portando ORIGINAL E CÓPIA DESTE LAUDO E DOS SEUS DOCUMENTOS PESSOAIS(CPF, RG, CART. PROFISSIONAL, ETC)e solicite que o(a) funcionário(a) dê entrada n o seu pedido de AUXÍLIO DOENÇA.

Para ser melhor orientado, fale com um (a) Assistente social que provavelmente está disponível também no local onde realiza seu tratamento, o qual tem "obrigação" de orientá-lo, ok?

Anônimo disse...

Oi Alexandre, bom dia, tudo bom?
tenho uma pergunta... sou travesti, tenho 35 anos, trabalhei um ano com carteira assinada, depois disso comecei a trabalhar nas ruas me prostituido, nunca mais arrumei trabalho, sou +, faço tratamento, mas, com a vida da prostituiçao nao consigo seguir a 100% meu tratamento. Tenho direito a alguma ajuda do INSS?
Obrigada
Bom dia
Carla MG

Alexandre disse...

Boa tarde Carla, tudo bem obrigado, e com você?

Como você trabalhou com carteira assinada, e "dependendo" do tempo que está desempregada, você tem direito de solicitar auxílio doença junto ao INSS, "porém para que o benefício seja concedido, OBRIGATÓRIAMENTE terá de apresentar UM LAUDO EMITIDO PELO SEU MÉDICO INFECTOLOGISTA ATESTANDO QUE VOCÊ ESTÁ INCAPACITADA PARA O TRABALHO.

Com o laudo e seus documentos pessoais em mãos, você pode ir em qualquer agência do INSS para requerer o auxílio, ou fazer este requerimento através do site do INSS (http://www.mpas.gov.br/), e aguardar sua convocação para a realização da PERÍCIA MÉDICA, onde seu pedido será analisado e o benefício concedido ou não.

Existe também um benefício chamado LOAS, que é concedido para pessoas que também estão incapacitadas para o trabalho, que não tem família e nem renda familiar, e não tem renda suficiente para sua sobrevivência. Da mesma forma você terá de solicitar o mesmo numa agência do INSS ou pela internet, e aguardará a convocação para a perícia médica que o concederá ou não.

Para o seu bem, faça um esforço para realizar seu tratamento corretamente. Pense bem que NADA a impede de segui-lo 100%. Lembre-se que é a sua SAÚDE, SUA VIDA, ok?

Abração

Anônimo disse...

Oi Alexandre boa noite,estou no auxilio doença desde 2007 por causa de uma fratura na perna e em 2008 descobri que sou soropositivo, passo nas pericias e levo laudo medico do meu ortopedista e tbm do soropositivo,gostaria de saber se tenho direito a posentadoria por tempo encostada e e por ser soro positivo ,bjoss obrigada !

Alexandre disse...

Anônimo, para que você consiga o benefício de APOSENTADORIA, a perícia médica do INSS terá de considerá-lo INCAPACITADO DEFINITIVAMENTE para o trabalho. Eu sugiro que você consulte um(a) advogado(a) especializado em previdência para que o(a) mesmo(a) possa analisar seu caso e orientá-lo corretamente a respeito;

Abs

Anônimo disse...

Oie me chamo cleber e descobri a 1 semana que tenho o virus hiv,estou trabalhando a 4 meses numa empresa. Não sei há qnt tempo tenho o virus ate porque estou esperando o resultado dos meus exames para saber minha carga viral e saber se vou precisar tomar o coquetel. Será que ja poço recorrer ao auxilio doença ou espero o laudo medico? Um abraço... E agradeço se poder me responder quais os procedimentos para mim tomar.

Alexandre disse...

Oi Cleber. Os benefícios do INSS são liberados/concedidos quando a pessoa ESTÁ INCAPACITADA PARCIAL OU TOTALMENTE para trabalhar, portanto esta incapacidade deve ser atestada pelo(a) MÉDICO(A) INFECTOLOGISTA (no caso de soro+) através de um LAUDO DETALHADO que será apresentado ao INSS para comprovar a INCAPACIDADE. Abaixo segue o link do site da Previdência para que você possa ter informações mais detalhadas.

O LINK: "CLIQUE AQUI"

Abs

Anônimo disse...

oi alexandre descobri na 1°getação em 2008 que tinha o vírus do hiv fiz o tratamento meu filho negativou o vírus hj já tenho a doença iniciei com os coqueteis por motivo de ter internado por pneumonia após mais infecçoes oportunistas fiquei encostada no inss 1 ano e meio agora eles querem que eu volte a trabalhar pois não tem mais o que eu fazer pois ja entrei com o pedido de prorrogação neste periodo. o que faço tenho filho,sou mãe solteira sofro de depressão,as minhas plaquetas fazem 1 ano que estão abaixo, vivo todos os meses consultando mas e dificil ate para conseguir atestado que diga que estou incapaz, já adicionei ate advogado pq além de não ter uma data certa para receber, fico fazendo pericias a cada 2 meses preciso de uma orientação. obrigada

Alexandre disse...

Anônima, o INSS NÃO pode simplesmente lhe dar alta e suspender seu benefício por "querer que você volte a trabalhar".

Quem "atesta a sua incapacidade de trabalhar" é o(a) seu (sua) médico(a) infectologista ATRAVÉS DE UM LAUDO detalhado.

Este laudo o(a) seu (sua) INFECTOLOGISTA tem OBRIGAÇÃO de lhe fornecer, "desde que realmente você esteja incapacitada", e não é UM FAVOR que o(a) mesmo(a) está lhe fazendo ... repito ... é OBRIGAÇÃO!

Como você já está sendo orientada por um advogado, relate tudo e com todos os detalhes e documentos, e solicite ao mesmo que lhe dê todas as informações e esclarecimentos a respeito, pois se você está incapacitada para o trabalho:

O INSS TEM QUE LHE CONCEDER O BENEFÍCIO!

Porém e, caso contrário, o seu advogado deve entrar na justiça para que o seu DIREITO seja respeitado e concedido.

Posso lhe afirmar por experiência própria, que a luta é dura e às vezes leva tempo, mas jamais devemos desistir de BRIGAR PELOS NOSSOS DIREITOS!

Abs

Anônimo disse...

Boa Tarde Alexandre !

Tenho 24 anos e descobri a um mes, meu psicologico ficou muito abalado nao durmo direito, nao consigo ficar em lugares com muita gente parece que vou ficar sem ar o coraçao bate forte e fico em panico,nao consigo fazer mais nada, por conta disso veio a depressao , sera que consigo um periodo curto para re estabelecer com ajudo do inss?

Alexandre disse...

Boa tarde. Se você contribui para o INSS (carteira assinada, autônomo, etc) tem o direito de requerer benefícios, "desde que o(a) seu(sua) infectologista emita um LAUDO detalhado atestando sua incapacidade de trabalhar (temporariamente e/ou definitivamente), o qual deve ser apresentado ao INSS que irá conceder ou não o benefício requerido.

Anônimo disse...

Boa tarde alexandre eu descobrir ser portador do virus do hiv desde agosto do ano passado ,tenho trabalho como jovem aprendiz numa empresa ha 01 e 03 meses ,os mesmo estao ciente da minha sorologia .Hoje em dia faco o uso dos coquiteis .Tive varios quadros de infeccoes e inclusive passei por uma intervencao cirurgica devido a infeccao .No momento trabalho por contrato nessa empresa mais tenho minha carteira assinada pela mesma ,possuo plano de saude da unimed por parte da mesma tbm ! So que pra mim eles so estao esperando meu contratro encerra em Junho para poder me demitirem ...Tenho muito medo de perder esse plano de saude devido as carencias dele ...Tem alguma forma de a empresa nao me demitir ? ou em meados pra acabar meu contrato eu puder entrar com o beneficio do inss ? me ajude pfv.

Alexandre disse...

Boa tarde Anônimo. Bem, você sabe que não podemos confiar "na boa vontade de ninguém", certo? No seu caso eu sugiro que você procure ajuda de um(a)advogado(a) especializado(a), "como prevenção", para relatar todos esse detalhes e ser orientado a respeito.

Como você trabalha com carteira assinada, tem o direito de "a qualquer momento" solicitar um benefício ao INSS, porém para que o mesmo seja concedido você terá de apresentar ao INSS, UM LAUDO EMITIDO PELO SEU MÉDICO INFECTOLOGISTA, ATESTANDO QUE VOCÊ ESTÁ INCAPACITADO PARA O TRABALHO. Acredito que neste momento o melhor seria você obter a orientação de um(a) advogado(a) como citei acima, para não se precipitar, ok?

DJ Dominus disse...

Bom dia Alexandre. =)
Tenho uma dúvida e não achei nada a respeito que me ajudasse.
Sou portador do hiv, moro só e não tenho familia q mora próximo. Estou desempregado, será que posso solicitar algum auxilio mesmo que temporário? Pelo que eu entendi quem não tem renda tmbm pode solicitar auxílio, é isso?
Desde já, obrigado!

Anônimo disse...

Bom dia, Alexandre, em janeiro de 2013 descobri que sou portador do HIV, e já fiz vários exames e deu uma pequena alteração no figado, posso solicitar o auxilio doença, obs: ainda não estou passando pelo infectologista pois ainda estou fazendo novos exames e também nas duas unidades que fui uma esta lotada não esta atendendo novos casos e o outro esta sem infectologista e me colocaram na fila de espera o que faço? depois que descobri que sou portador, não sinto mas vontade de fazer nada só da vontade de chorar, e as veze no trabalho tenho quer ir varias vezes no banheiro para chorar, não estou conseguindo desenvolver meu trabalho 100% e a empresa ja percebeu e ja de advertiu verbalmente varias vezes. não sei o que faço!!

desde ja agradeço.

Alexandre disse...

Bom dia.

Anônimo, quanto ao infectologista ou a falta dele, você deve DENUNCIAR esse descaso e absurdo porque essa situação é totalmente inaceitável. Procure os órgãos de saúde na sua cidade e DENUNCIE!

Quanto a solicitar um benefício ao INSS, "sem que você passe por um médico e sem ter em mãos um LAUDO MÉDICO atestando que você não está em condições de trabalhar, não há como conseguir a liberação do benefício".

Tente se consultar com um psicólogo também para que você "supere" esse momento, e o mais importante de tudo: Acredite, enxergue e tenha certeza que a sua VIDA é muito mais forte, poderosa e importante que um vírus, portanto "entregue-se à VIDA e não ao hiv".

Abs

Tatoo disse...

Ola, me chamo Henrique e tenho 23 anos. Gostaria de saber quais as minhas chances de receber aux. doença? Fui diagnosticado no quadro Psiquiatrico cid-(F32.1) / (F60.3) estou em uso de medicamentos anti-depressivos. E tbm sou portado do virus Hiv+ a 2 anos! Ja contribui com o INSS num periodo de 7 meses. Estou com os laudos em mãos, tanto da Infectologista como o do Psiquiatra.

Alexandre disse...

Oi Henrique, como você tem laudos dos médicos informando que você NÃO está em condições de trabalhar, as suas chances de ter seu pedido de aux. doença aceito/liberado são grandes. Vá a uma agência do INSS com "todos" os seus documentos pessoais e mais OS LAUDOS MÉDICOS e dê entrada no pedido. Na agência vão e "devem" lhe informar sobre o dia da perícia para liberação do seu aux. doença.

Alexandre disse...

De S.S.P.

Boa Tarde Alexandre!!!

peço que nao apareça meu nome verdadeiro.

me chamo Rick*, tenho 32 anos, moro no Df,sou gay a 7 anos, e soro positivo a dois** anos, moro sozinho,desde a descoberta tudo mudou em minha vida, pois por mais que eu tente nao consigo fazer mais nada, uma hora estou bem e outra nao, tem sido muito dificil os ultimos 365 dias, periodo de descoberta, meu problema esta sendo depressão, pois nao confio em niguem para estar dividindo esta dor, procurei o medico, mas no dia da consulta fui mal atendido e tive que fazer uma queixa contra ele na sec de saude, desde entao nao procurei outro medico, tengo ainda medo de ser visto nos postos de saude ou nos hospitais, nao sei o que e nem como fazer.quando descobri, eu estava trabalhando, mas a noticia veio como uma bomba em meu peito, que me destruiu de tal forma que acabou com minhas forças, so sei que estou vivo,entao no outro dia da descoberta minha produtividade caiu muito, e assim que vi outros colegas falarem aqui, tambem fui chamado a atenção por estar tendo atenção em meu trabalho, isso doe muito, ate por que elsa nao sabem do que estou passando,acabei que sai do trabalho por vontade minha e da empresa é claro, depois tentei em outra empresa, aconteceu o mesmo, e hoje estou em cs, contas so chegando, vc sabe como que é. e minhas economias se foram todas, ma snao consigo nem sair de casa, me diga, vc que parece ser tao leigo no assunto, o que devo fazer primeiro? procurar uma ajuda psicologica, ou entrar com o pedido de pensão? e me diga outra coisa, como é feito o calculo para este valor de pensao/beneficil??

obrigado

Rick.

* nome ficticio
** aproximadamente contando penultimo exame.

Alexandre disse...

Rick, a seu pedido não postei sua mensagem original porque continha sua identificação.

Bem, vou ser muito franco com você E NÃO INTERPRETE O QUE VOU ESCREVER como uma crítica, pois EU MESMO também cometi o mesmo erro que você (abandonei o tratamento) e somente tive a chance de me recuperar em todos os sentidos, no momento que corrigi este erro. Na postagem EU E O HIV, que você pode acessar pelo menu do lado direito do blog eu conto essa história.

Você PRECISA VOLTAR ÀS CONSULTAS PERIÓDICAS COM UM(A) INFECTOLOGISTA para realizar seus exames (obrigatórios) corretamente e fazer seu tratamento para controlar o HIV E OUTROS PROBLEMAS DE SAÚDE, CASO EXISTAM. Em paralelo também precisa se consultar com um(a) psicólogo(a) para tratar e recuperar seu estado PSICOLÓGICO/EMOCIONAL, o qual é tão importante como O TRATAMENTO CONTRA O HIV.

A partir disso é que você, RECUPERANDO SUA SAÚDE CLÍNICA, FÍSICA E EMOCIONAL, poderá requerer junto ao INSS um benefício (Auxílio doença, aposentadoria, etc). Pois para ter direito é OBRIGATÓRIO que você apresente ao INSS UM LAUDO/ATESTADO DO SEU MÉDICO INFORMANDO QUE VOCÊ NÃO ESTÁ CAPACITADO PARA O TRABALHO E PORQUE.

Esses são os 1ºs passos que você deve dar para iniciar a sua recuperação em todos os sentidos.

andre toledo disse...

olá alexandre me chamo andré trabalho em um hospital na enfermagem,meu nome é andré descobri o hiv falei com o infectologista uma médica eo gerente de enfermagem ,porém hospital e de pequeno porte hoje todos colegas sabem ,tem muita fofoca eu ainda to afastado pelo inss..o que devo fazer to me sentindo excluido eo preconceito é muito grande .onde está a etica desses profissionáis..abraços;;;;

Alexandre disse...

André, bom dia.

Pense bem, a falta de ética, o preconceito e a discriminação É DELES E NÃO SUA. Procure a diretoria do hospital e relate o que está acontecendo e DEIXE BEM CLARO que você conhece os seus DIREITOS e não vai abrir mão da sua profissão, do seu emprego por causa do que OS OUTROS pensam. Caso nada seja feito, acredito que você não tem somente "inimigos" no seu emprego, portanto tente que seus "amigos" o ajudem a "provar" que está sendo discriminado, e até se for possível tente "gravar" de alguma maneira o que estão fazendo. Com tudo isso em mãos e "caso essa situação não seja resolvida/terminada pela direção, não se intimide, acione a justiça que eles terão que resolver ou arcar com as consequências".

Abs

Magna Alves disse...

Acabei de descobrir este Blog, e estou adorando e li vários comentários, na verdade quero dá um recado para todos vocês que convive com esta doença, eu há tenho a 11anos e hoje sou viúva, tenho 38 anos, nunca tive doente, sempre venho me cuidando, quero falar pra aqueles que tem interesse em se aposentar, a aposentadoria é bom, pq todos os meses seu dinheiro está ali, mas ficar em casa sem fazer nada é muito ruim, você pode adoecer mas rápido, se não souber com a doença, eu recebo LOAS desde 2003, pq a médica do INSS me colocou definitivo, desde então sempre procuro ter outra renda, sendo Autonoma, e desde então, procurei sempre ter um sorriso no rosto e vencer está luta, pra que eu não venha a cair doente, e estou vencendo, tenho um filho de 18anos e assim q meu marido morreu ele soube de minha doença, eu conheci meu marido e meu filho não é dele, ele tinha 6anos quando nos conhecemos, sou feliz, muito feliz, e meu maior medo hoje é ficar sem alguém do meu lado, e eu quero alguém que lute junto comigo, mesmo tendo a doença ou não, mas tenho medo de encontrar alguém que não tenha o problema e acabe fazendo alguma maldade comigo, eu vim ao mundo pra ser feliz e é isso que sempre prezo. Um abraço a todos, Mary.

Alexandre disse...

Oi Magna. Muito obrigado pelo seu depoimento. Desejo tudo de melhor para você e que encontre alguém para dividir sua felicidade, pois acredito que você é feliz e só precisa de alguém para completá-la.

Um beijo no seu coração!

ozys disse...

oi alex!!eu tô com uma dúvida, a minha infectologista me advertiu que na próxima vez que eu fizer o exame poderá ter início o tratamento com ARVS, porém eu sei, e um amigo meu que iniciou em janeiro me disse, que tem várias reações no inicio, segundo ele nem ficar em pé conseguia,daí vem meu medo:eu trabalho em produção,é certo que eu não poderei trabalhar durante esse período inicial de tratamento, tenho férias vencidas nessa empresa, mas que é muito difícil eles concederem agora,por conta do quadro de funcionários estar reduzido.Pensei em pedir férias alegando algum problema de saúde, mas isso vai requerer um atestado não é?Você me aconselharia a pedir férias ou esperar iniciar o tratamento e pedir um atestado da infecto?É simples eu me afastar 15 dias pelo menos com um atestado?Se puder me ajudar eu agradeço Alex!

Alexandre disse...

Oi Ozys. Sendo sincero mais uma vez eu acho que você está precipitando algo que ainda não aconteceu e que pode NEM acontecer. Lembra das minhas sugestões de NÃO se influenciar pelo tal "ouvi dizer"? Pois bem, seu amigo teve várias reações, EU não tive nenhuma, o fulano de tal teve mas que não interferiram no seu dia a dia, e assim por diante...ou seja, na verdade você NÃO sabe se terá ou não reações que o impossibilitem de trabalhar.

Portanto o que eu sugiro à você é que siga com sua vida em todos os sentidos, e SE sua médica iniciar a terapia ai sim você saberá efetivamente se seu organismo reagirá e DE QUE FORMA. E caso os efeitos o prejudiquem a ponto de deixá-lo INCAPACITADO para trabalhar, sua médica poderá emitir um laudo/atestado para um afastamento. Mas repito......CASO SEJA NECESSÁRIO.

amor verdadeiro disse...

bom dia Alexandre meu nome é divansir sou soro positivo desde 1995 meus exames são ótimos graças a Deus gostaria de saber sobre impostos ouvi falar que um soro p é isento de impostos tipo assim se eu comprar um carro novo sou isento de imposto oke vc sabe sobre isso?
obs: admiro seu trabalho abraços

Alexandre disse...

Boa tarde Divansir. Clique no link abaixo e leia as informações que você procura.

LINK: CLIQUE AQUI

Abraços

maiara oliveira disse...

Boa tarde ... a
Primeiramente quero agradecer o blog maravilhoso que vem auxiliando muitas pessoas ... agora é a minha vez ... pode me chama de Maai ... eu descobri que sou soro positivo na minha primeira gravidez no ano de 2004 ... descobri que foi transmissão vertical ( de mãe para filho) tenho 23 anoa hj tenho uma filha de nove anoa e o menino de tres anos ... estou aki para saber meu esxames ja foram bons e ruins ... hj tomo coquetel por tempo indeterminado meu cd4 ta 551 e cv indetectavel ... desde de q comecei a trabalhar não conaigo me estabilizar em empregos creio q por motivos psicológico ... ja tentei ir ao pscicologo mais não conaigo dar continuidade ... ja cortei os pulsos ... enfim ... gostaria de saber se tenho direito de pedir auxílio doença com esse histórico ... Não to aki para ser julgada ... hj hj estou batendo o recorde numa empresa a seis meses .... agradeço sua resposta alexandre

Alexandre disse...

Boa tarde Maiara. Fique tranquila porque "aqui neste Blog ninguém foi, é ou será julgado". Eu "como leigo" acredito que o seu maior problema (de acordo com o que relatou) é EMOCIONAL/PSICOLÓGICO. Portanto o que sugiro é que você volte a procurar um(a) psicólogo(a) e busque dentro de si mesma força de vontade para dar continuidade no tratamento EMOCIONAL/PSICOLÓGICO, pois a partir do momento que você conseguir recuperar o seu EMOCIONAL/PSICOLÓGICO tudo se tornará mais fácil. Apenas uma outra sugestão, use como inspiração para esta recuperação O AMOR que você tem pelos seus filhos, pois este sentimento tem o poder de CURAR tudo.

Quanto ao benefício do INSS, todos nós temos o direito de requerer um benefício, porém o 1º e mais importante passo é ter em mãos UM LAUDO, UM ATESTADO EMITIDO PELO SEU MÉDICO DETALHADO E AFIRMANDO QUE VOCÊ ESTÁ INCAPACITADA PARA TRABALHAR. Converse com seu médico a respeito.

Abs

Anônimo disse...

Me chamo Rpc tenho aids e estou em tratamento contra depressão, tenho laudos f32.3 carga viral e cd4 está normal, consigo um benefício do inss, recebi auxílio por 2 anos e 11 meses que cessou em 2013 passei por 4 perícias mais foi indeferido

Alexandre disse...

Rpc, apesar de falarem o contrário, conseguir um benefício do INSS continua sendo uma dificuldade muito grande. Não sei como você procedeu para continuar recebendo o benefício, porém "se você apresentou um laudo detalhado do seu médico infectologista atestando sua INCAPACIDADE de trabalhar, e também um laudo detalhado do seu médico PSIQUIATRA da mesma forma atestando sua INCAPACIDADE, o INSS não poderia ter indeferido o requerimento. Tente conversar com um(a) advogado(a) especializado(a) em previdência e se for necessário recorra a justiça para receber o seu DIREITO!

especial disse...

boa noite alexandre ,,,gostaria de saber se eu tenho direito de receber o benificio axilio doença...estou com o virus ha 4 anos ..mas estou sentido muito cansado e franco...e sem força ..trablho fixado...ha 1,ano e nove meses..

Alexandre disse...

Boa noite. O 1º passo é você solicitar ao seu médico INFECTOLOGISTA a emissão de "um laudo(atestado) detalhado e informando que você não está em condições de trabalhar". Com o laudo em mãos e todos os seus documentos pessoais, vá "pessoalmente" a uma agência do INSS para solicitar e preencher o requerimento de auxílio doença. Você também pode fazer esta solicitação através do site da previdência, porém eu sugiro que faça isso pessoalmente, pois assim você poderá obter as informações mais precisas.

Anônimo disse...

Me chamo rpc, primeiramente gostaria de agradecer a resposta pela minha pergunta anterior, também gostaria de saber se pelo fato de ser soropositivo e ter laudo psiquiátrico f32.3 consigo entrar com pedido de aposentadoria pó invalidez, meu pisquiatra diz que não tenho condições de exercer função laborativa por tempo indeterminado, já tentei me suicidar. Algumas vezes, me sinto muito mal' tenho que tomar anti depressivo duas vezes por dia, senão nem consigo dormir , e por ultimo qual a duração aproximada de um processo na justiça. Certo de sua atenção agradeço

Alexandre disse...

Rpc, como lhe disse na resposta anterior, o 1º passo é "juntar todos os laudos" e requerer o auxílio doença, que (como citei também) deve ser concedido pelo INSS "se" esses laudos médicos forem detalhados e AFIRMANDO SUA INCAPACIDADE PARA O TRABALHO. Quanto a aposentadoria é mais aconselhável você solicitar orientação para um(a) advogado(a) especializado(a) em previdência. Recorrer a justiça é um direito que todos nós temos quando NOSSOS DIREITOS SÃO NEGADOS, porém é um processo lento e com duração imprevisível, e até por isso a orientação de um(a) advogado(a) se faz necessária pois o(a) mesmo(a) poderá lhe informar com precisão o que, como e quando pode ser feito.

Anônimo disse...

Olá inicie o tratamento a uma semana e estou tendo várias reações como insônia agitação irritação tontura náusea diarréia estou afastada para tratamento de candidiase no esofago. Gostaria de saber se consigo afastamento pelo inss até me adaptar ao tratamento de hiv...obrigada

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Anônima, para requerer afastamento, ou melhor, o benefício do INSS - AUXILIO DOENÇA, você deve solicitar ao seu médico INFECTOLOGISTA que o mesmo lhe forneça um ATESTADO/LAUDO detalhado e AFIRMANDO que você NÃO está em condições de trabalhar. Com este atestado/laudo em mãos e TODOS os seus documentos pessoais, vá a uma agência do INSS ou acesse o site da PREVIDÊNCIA para requerer o beneficio. Após requere-lo o INSS marcará uma data para você passar pela PERÍCIA MÉDICA DO INSS, na qual será concedido ou não o benefício requerido.

Anônimo disse...

Ola, boa noite Alexandre! Gostaria de saber se posso requerer auxilio doença mesmo não estando empregado. Recolhia uns 2 anos atrás inss como autônomo mas parei. Será que eu consigo auxilio doença desempregado? Minha saúde emocional está destruída. Como devo proceder? Grato.

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Bom dia anônimo, mesmo estando desempregado e como você contribuiu, tem sim o direito de requerer auxílio doença.

Mas para isso você precisa apresentar ao INSS um ATESTADO/LAUDO emitido pelo seu médico infectologista e/ou também, se possível, um ATESTADO/LAUDO de um psiquiatra, "detalhado e afirmando que você está incapacitado para trabalhar neste momento".

Este é o primeiro e mais importante passo para tentar conseguir a liberação do benefício pelo INSS.

Abs

Anônimo disse...

Oi Alexandre,
Você sabe me dizer se a portadora do HIV ao declarar sua sorologia ao plano de saúde, se o mesmo fica mais caro? Grata. Marcelle

Alexandre Gonçalves de Souza disse...

Marcele, de jeito nenhum, e "caso" o seu plano queira lhe impor este "aumento" DENUNCIE!