"Cidade de Santos registra 5 novos casos de HIV por semana"

(Foto: Secraids Santos - Rua Silva Jardim nº 94 - Bairro: Vila Mathias - Atendimento: De segunda a sexta-feira das 7 às 19 horas - Telefone: (13) 3229-8799 - E-mail: aids-secraids@santos.sp.gov.br)

"Ao menos cinco novos casos de HIV são diagnosticados por semana em Santos. A informação é do Serviço de Atenção Especializada da Rede Municipal de Saúde (Secraids Santos - foto) e, se não bastasse ser preocupante pelo número em si, fica ainda mais grave quando a constatação é de que estes casos, na maior parte das vezes, afetam a população mais jovem, entre 15 e 29 anos".

A estimativa é baseada no número de prontuários abertos em 2015 na Cidade e mostra que 278 pessoas (de variadas faixas etárias) descobriram que estavam infectadas pelo vírus. Este número de casos, aliás, é 28% maior do que o registrado em 2012. Já a constatação envolvendo a população mais jovem, inclusive, bate com os dados nacionais, do Ministério da Saúde.

Neste caso, segundo o Ministério da Saúde, entre janeiro e junho de 2015, os números eram os seguintes: de 15 a 19 anos, 4.960 casos (5,3% do total); de 20 a 24 anos, 15.177 casos (16,3%); e de 25 a 29 anos, 17.564 casos (18,8%). Ainda segundo números do Ministério da Saúde, desde o início da epidemia de Aids no Brasil, em 1980, até junho de 2015, foram registrados no País um total de 798.366 casos de contaminação pelo vírus HIV.

"Pelos números que temos, verificamos que Santos está seguindo a média nacional. Vale lembrar que estes números são referentes ao total de prontuários abertos no Serviço Público da Cidade e que algumas pessoas não fazem o tratamento na rede pública (buscam atendimento particular)", destaca a presidente do Gapa-Baixada Santista, Nanci Alonso. Ela também se mostra preocupada quanto ao fato de muitas pessoas estarem negligenciando os meios existentes para se evitar a contaminação pelo HIV. "O Brasil está indo na contramão em relação a outros países. Enquanto estes países estão conseguindo diminuir o número de infectados, no Brasil este número vem aumentando".

"Aliás, a estimativa é de que entre 2004 e 2013, o aumento foi de 53%, tendo como principais contaminados justamente os jovens entre 15 e 29 anos, conforme a Unaids".

Nanci Alonso insiste em dizer que os números são preocupantes, levando em conta outro fator. "Mesmo sabendo que o País está bem quanto ao atendimento e à distribuição do medicamento, estes dados preocupam pois a meta não é ter apenas excelência na distribuição de remédios e no atendimento para quem já contraiu o vírus. A busca é pela excelência na erradicação da Aids".

Ela faz outra observação importante e que todos, principalmente os jovens, deveriam prestar muita atenção. "A juventude está muito desinformada quanto à problemática da Aids no Brasil. Por exemplo, quando falamos dos números em Santos, estamos falando de uma realidade que é nacional. Mas, Santos tem todo o aparato de informação. Sendo assim, assusta saber que os jovens aqui na Cidade também estão desinformados".

Fonte: Jornal A Tribuna de Santos
Por: Rogério Stonoga

4 comentários :

  1. Caro Alexandre, Me Chamo Sidney,tenho 51 anos e vivo com HIV desde 1996- Recebi Auxilio doença por +- 06 anos e em 2004 fui aposentado por invalidez ( 18 anos de INSS)- Estou preocupado quanto essas medidas da Previdência - Você já tem mais noticias a respeito? Obrigado

    ResponderExcluir
  2. Entendi Alexandre - Está em trâmite um pedido para que os portadores de HIV aposentados por Invalidez não sejam enquadrados nessa Reforma da Previdência - Vc tem mais noticias a respeito desse pedido? Muito obrigado pela atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sidney, assim como você também estou aguardando a "definição" deste assunto e, diariamente tenho tentado obter respostas que possam por um fim às nossas dúvidas e preocupações. Assim que conseguir notícias atualizadas informarei na postagem da MP 739, como já tenho feito. Abs.

      Excluir