"Jovem, que contraiu HIV do marido, sofre para cuidar sozinha de dois filhos"


Uma jovem de apenas 20 anos, "que contraiu o vírus HIV através do próprio marido", sofre para criar sozinha de seus dois filhos pequenos em uma casa humilde localizada no Povoado Pé Leve Velho, zona rural de Arapiraca. "Em entrevista exclusiva ao Portal 7 Segundos", a jovem, que teve sua identidade preservada, afirmou que contraiu o vírus há quatro anos.

"Eu descobri que estava com HIV quando engravidei do meu primeiro filho. Eu não sabia que meu ex-marido tinha o vírus e se ele sabia, nunca contou. Felizmente, meus dois filhos pequenos, não foram diagnosticados com o vírus, relatou".

A jovem afirmou que fazia o tratamento, "mas acabou abandonando a medicação e orientações dos profissionais de saúde porque ficou em depressão". Segundo ela, o medo é um sentimento constante por causa da doença e da falta de condições financeiras para manter as crianças. Atualmente, ela mora de favor na casa de uma vizinha, uma casa simples, de alvenaria, porém muito pequena, telhado baixo. Há apenas um fogão com panelas vazias, sem alimentos para manter mãe e dois filhos. "O número do celular para quem puder ajudá-la é (82) 99617-4225".

"É muito difícil. Não recebo nenhum tipo de benefício e sobrevivo da ajuda da minha mãe e de vizinhos, disse a jovem".

A assessoria de comunicação da prefeitura informou que os técnicos do Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA) de Arapiraca, vão localizar a jovem para saber por que ela abandonou o tratamento e orientá-la no que for necessário. O CTA oferece todo o serviço de exames laboratoriais de HIV, sífilis e hepatite. Quando o usuário recebe o resultado positivo para qualquer uma dessas doenças recebe orientações e acompanhamento para fazer todo o tratamento. O CTA afirmou também que dentre os serviços oferecidos estão a locomoção do usuário para fazer o tratamento em Maceió (no caso do HIV/Aids), medicação, atendimento psicológico, orientação para aquisição de benefício na Previdência Social e outras necessidades.

Todo o serviço do CTA é realizado de forma sigilosa. Quem precisar de qualquer informação pode entrar em contato pelo telefone 3521- 4036 ou se dirigir à este endereço: Rua professor Jornalista José Olavo Bispo, 120 – Centro.

Assista abaixo o vídeo da entrevista:


Nenhum comentário :

Postar um comentário