"Antirretroviral DOLUTEGRAVIR já foi enviado à todos os estados para ser incluído no esquema de tratamento do HIV/AIDS"


O Departamento de IST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde divulgou comunicado aos coordenadores dos programas estaduais e municipais de Saúde informando que a primeira remessa do antirretroviral DOLUTEGRAVIR 50 mg foi enviada "no dia 16/01/2017 à todos os estados e os municípios de São Paulo e Rio de Janeiro". O DOLUTEGRAVIR foi recentemente incorporado ao SUS para tratamento de HIV/Aids. Leia abaixo o comunicado na íntegra:

"INFORME – Disponibilidade de Dolutegravir 50mg – 16/01/2017"

O antirretroviral Dolutegravir (DTG) 50mg, pertencente à classe dos inibidores de integrasse, foi recentemente incorporado no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS) para manejo terapêutico da infecção pelo HIV/Aids em adultos e crianças acima de 12 anos e maiores de 40Kg.

A utilização do DTG 50mg constitui importante estratégia para um maior sucesso terapêutico, vez que apresenta alta potência e barreira genética, administração em dose única diária com tenofovir e lamivudina combinados (2 x 1) e menor toxicidade, garantindo esquemas antirretrovirais mais duradouros e seguros.

Nesse sentido, informamos que a primeira remessa de DTG 50mg a todos os estados e para os municípios do Rio de Janeiro e São Paulo, que recebem esse medicamento diretamente do Ministério da Saúde, será realizada a partir do dia 16/01/2017. Para composição do esquema completo de primeira linha com DTG, o medicamento tenofovir 300mg + lamivudina 300mg (Dose Fixa Combinada – DFC) na dose recomendada (1 vez/dia, de cada um dos medicamentos), também será enviado em quantitativo correspondente.

"A indicação do novo esquema antirretroviral será para pacientes que iniciarem terapia antirretroviral a partir de 16/01/2017 (virgens de tratamento) com exceção de gestantes, e coinfectados TB/HIV e menores de 12 anos que não têm indicação do referido esquema".

2 comentários :

  1. Será que quem toma raltegravir terá seu medicamento trocado por dolutegravir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faça esta pergunta ao seu médico infectologista pois ele é a única pessoa que conhece o seu histórico de saúde e que sabe qual a melhor combinação de antirretrovirais para o seu tratamento.

      Excluir