Você sabe lidar com uma pessoa da sua família que vive com HIV/AIDS?

Por: Devin Thorpe

"Aprenda a como lidar com um membro da família que tem HIV/AIDS"

Se você tiver um membro da família com HIV/AIDS, ou conhecer alguém que tenha desenvolvido a doença, "a primeira coisa, a saber, é que você não corre nenhum risco de contraí-lo através do contato casual. Você não se contaminará por um abraço ou um beijo por exemplo. Comece então abraçando".

O vírus é transmitido através de: sexo sem proteção, agulhas hipodérmicas compartilhadas e agulhas de tatuagem infectadas (veja no final dessa postagem todas as formas de transmissão/contaminação)". O suprimento de sangue é geralmente considerado seguro nos EUA e também no Brasil, pois é cuidadosamente rastreado. Considere os seguintes conselhos para ajudá-lo(a) a se relacionar com um membro da família que tenha HIV ou AIDS.

1. Seja otimista: Uma pessoa com HIV que ainda não desenvolveu a AIDS poderá potencialmente permanecer saudável por décadas e poderá esperar viver uma vida longa. Sua interação com um membro da família infectado nunca deve indicar que você pensa o contrário. Imagine ir até um amigo com diabetes e sugerir que ele tem a probabilidade de morrer em breve. Isso seria um absurdo. Não é diferente quando se trata de um membro da família com o HIV. Vá em frente e planeje o futuro.

2. Seja sensível: Uma pessoa com AIDS pode ser tratada com sucesso e manter um estilo de vida normal durante muitos anos. Cada caso é diferente, então seja sensível ao que você vê e ouve desse membro de sua família.

3. Não julgue: Você não iria julgar um membro da família que tivesse câncer, diabetes ou doença cardíaca. Não julgue um membro da família que tenha HIV ou AIDS.

4. Seja educado(a): Saiba tudo o que puder sobre o HIV/AIDS. Você pode começar com uma variedade de recursos on-line de fontes confiáveis e especializadas, incluindo as ONG's beneficentes que ajudam no apoio aos portadores dessa doença.

5. Seja solidário(a): Da melhor maneira que puder, coloque-se no lugar de seu familiar. Imagine como você poderia se sentir assustado. Ofereça o amor e apoio que você gostaria de ter se estivesse com HIV. Pacientes com AIDS são vítimas de discriminação, o membro de sua família irá adorar o seu apoio, especialmente se ele estiver sujeito à discriminação no trabalho, em casa, na escola, por exemplo.

6. Expresse amor: Muitas das pessoas com HIV e AIDS relatam que as pessoas as tratam de forma diferente quando sabem sobre o seu diagnóstico. Tenha certeza de expressar amor e carinho pelos seus familiares, justamente da mesma forma que antes, depois que você souber do seu diagnóstico.

7. Esteja alerta: Se você for responsável em ajudar a cuidar de alguém com HIV ou AIDS, esteja alerta quanto a dar os tratamentos prescritos pelo médico.

8. Seja útil: O custo do tratamento pode chegar a US$ 15.000 por ano apenas com os medicamentos. Felizmente, no Brasil, os portadores de HIV/AIDS recebem tratamento gratuito. Assegure-se de que as pessoas tenham acesso às informações que poderão ajudá-las a fazer o tratamento através de recursos do governo e obter os medicamentos nas farmácias de alto custo espalhadas pelo Brasil.

Seguindo essas dicas, você poderá construir uma relação mais forte com um membro da família que seja HIV-positivo ou que tenha desenvolvido a AIDS. Muitos são estigmatizados por pessoas que sabem que eles têm a doença. Você poderá não ser capaz de mudar a forma com que as outras pessoas irão tratar os membros de sua família que tenham HIV ou AIDS, mas você poderá controlar a sua forma de se relacionar com eles.

Devin Thorpe: Marido, pai, autor do livro Your Mark On The World, palestrante e contribuidor da Forbes Magazine. Depois de construir uma carreira de 25 anos em finanças e empresariado onde movimentou em torno de U$ 500 milhões em transações completas, ele agora se dedica no trabalho social em período integral, ajudando outros a obterem sucesso em seus esforços por um mundo melhor. Website: http://yourmarkontheworld.com/

"Traduzido e adaptado por: Ana Maria Castellano do original: How to deal with a family member who has HIV/AIDS, fontes do texto e das imagens dessa postagem".


ASSIM PEGA:

 Através de relações sexuais (anal, vaginal e oral) sem o uso do preservativo, caso o seu parceiro esteja contaminado.
 Através da troca de sangue. Se você recebe por exemplo, transfusão de sangue ou de derivados do sangue contaminados. Ou se você partilha agulhas e seringas contaminadas (no uso de drogas injetáveis, por exemplo).
 Instrumentos que furam ou cortam, que não estejam esterilizados.
 Da mãe infectada para seu bebê durante a gestação, o parto e a amamentação .

ASSIM NÃO PEGA:

 Através de ações comuns da vida cotidiana.
 Através do beijo na boca, beijos e caricias.
 Alimentação, pratos, talheres, copos e outros objetos.
 Pelo ar, tosse, espirro, suor, lagrima ou saliva.
 Vestuário.
 Assento de ônibus.
 Aperto de mão ou abraço.
 Contato com animais domésticos.
 Picada de inseto.
 Vasos sanitários, banheiros, chuveiros, piscinas.
 Doação de sangue, em centros de coleta confiáveis.
De uma pessoa que vive com HIV, que se trata corretamente e que tenha carga viral indetectável.

Nenhum comentário :

Postar um comentário